História Poesias e Poemas de Uma Garota Qualquer - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Poemas, Poesias
Visualizações 44
Palavras 211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Lírica, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi gente!

Desculpem-me o tempo que fiquei sem postar. Estou passando por uns momentos um poucos chatos... Mas aqui estou eu novamente.

Essa noite eu estava com insônia, então fui ajeitar minha prateleira com meus livros e depois meu armário. Levou um bom tempo arrumando e quando fui ver já era 1h da manhã. Isso não seria problema se hoje fosse um dia comum, mas não, eu tive prova (Minha ultima prova do ano, amém!). Então decidi ir dormir. Apaguei a luz do meu quarto, me deitei e vi uma das coisas mais lindas. Minha janela estava aberta, um vento bom entrava por ela e a única luz no meu quarto era da lua. Fiquei observando sua beleza natural e ela me deu inspiração pra fazer esse poema.

PS: Considerem o fato de que fiz isso a uma hora da manhã, meu cérebro mal estava funcionando, então, qualquer erro, peço desculpas :)

Capítulo 27 - Lua


Fanfic / Fanfiction Poesias e Poemas de Uma Garota Qualquer - Capítulo 27 - Lua

Lua,

Da terra satélite natural

Tem beleza sem igual.

Rainha do céu, mãe de todas as estrelas

Sempre que te olho tenho a certeza

Da tua grande beleza

 

De fato, tu não é estrela como o sol, o rei da manhã

Mas a noite tu brilha como um farol, que desaparecerá no dia de amanhã

 

Suas manchas ditas imperfeições

São as minhas mais belas inspirações

 

E deitada sob esse lindo luar

Sentindo seu ar me inspirar

Imagino o dia em que irei te tocar

 

Sua gravidade zero que me faz flutuar

No meu rosto um sorriso sincero

Não me faça parar de sonhar

 

Então, linda lua, não saia daí

Permite-me te olhar e sorrir

Não me abandone por aqui

 

Diferentes das estrelas que se apagam

Você sempre terá o sol, nosso mago

O cupido do meu amor

E da sua linda luz, o criador.

 

Ele viu em você sua beleza e quis te admirar

Jogou o brilho em você para eu poder te amar

 

E quando o sol morrer

Deixe sua nova estrela eu ser

E te admirar dia e noite

Mas o fato de estar tão longe de você é como um açoite

 

Ah, linda lua, obrigada por existir

E que tu seja sempre o motivo pra eu poder sorrir


Notas Finais


Did you like? I hope so.

Foi isso... Até *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...