História Pokémon - O Poder do Amor - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens James, Jessie, Meowth, Personagens Originais, Professor Oak, Tracey Sketchit
Tags Amor, Aventura, Capitulos, Latias, Pokémon, Professor Oak, Romance, Transformaçao
Visualizações 9
Palavras 2.626
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo pra vocês , espero que gostem.
Tenha uma boa leitura !

Capítulo 11 - Um amor da pesada


Fanfic / Fanfiction Pokémon - O Poder do Amor - Capítulo 11 - Um amor da pesada

Após ouvir aquela declaração o treinador fica perplexo , seu coração está quase pulando para fora do seu peito de tanta alegria.

Joseph : L-latias...

- ... ?

Ele olha para a pokémon e percebe que ela já adormeceu.

Latias abraçou o treinador antes de dormir , por isso Joseph fica impossibilitado de sair dali a qualquer custo. Mas também , por que ele iria querer sair ?

Joseph : Esse conforto...

- Que... Coisa boa...

Aquele conforto todo faz o treinador cair no sono bem rápido. Num piscar de olhos a noite vai embora e o sol começa a ter sua vez de brilhar.

A pokémon logo acorda , porém sua vontade de levantar da cama é zero. Não por preguiça , mas o conforto daquele momento é algo que poucos abririam mão.

Latias fica acariciando os cabelos do treinador enquanto viaja em seus pensamentos. Algum tempo depois ela começa a ouvir barulhos de passos.

Esses passos são pesados , eles estão cada vez mais próximos. Quanto mais perto maior o impacto de cada pisada.

Joseph acorda com todo aquela barulheira e tremores.

Joseph : Mas o...

- Ah não !

Eis então que o poderoso Snorlax aparece , ele aparenta estar pronto para seu mergulho matinal.

O treinador pega Latias pelas mãos e ambos saem da cama bem rapidamente. Logo Snorlax faz seu grande mergulho , os juízes dão uma nota mediana para suas acrobacias.

Joseph : Meu Deus !

A pokémon ri bastante de toda a situação.

Latias : Pelo menos assim você acorda cedo né.

Joseph : Engraçadinha.

- Snorlax !

O pokémon se levanta da cama e faz uma de suas poses , ele aparenta estar dando um “ De nada “ para o treinador.

Joseph : Ah , isso não tem jeito mesmo.

Latias : Hahaha...

- Joseph , vamos tomar café ?

O pokémon levanta da cama e fica todo animado.

Joseph : Calma aí campeão !

- Você tá de regime , lembra ?

Snorlax acena com a cabeça positivamente , ele tem uma expressão de determinação.

Latias : Regime ?

Joseph : Sim , ele se confessou pra uma Snorlax a algum tempo atrás...

- Mas ela o rejeitou , ele deduz que foi rejeitado por estar muito acima do peso.

Latias : Mas... Se ela é uma Snorlax...

Joseph : Hahaha , não faz sentido nenhum né ?

- Mas fazer o que , agora ele tá nessa de regime.

O pokémon fica bastante envergonhado com sua vida amorosa sendo aberta dessa forma , porém ele tenta manter sua postura.

Latias : Não precisa ficar sem graça

- Acho sua atitude muito bonita , tenho certeza que ela vai gostar também !

Snorlax sai andando na sua forma mais majestosa , ele logo volta para dentro de sua pokébola.

Joseph : Aquela Snorlax já ama ele.

- Vamos até a cozinha , vou te explicar o resto lá.

Latias acompanha o treinador até a cozinha.

Latias : Posso tentar fazer sua receita ?

Joseph : Claro , deixa que eu te ajudo.

Latias : Ontem você fez tudo pra mim...

- Hoje é a minha vez !

Ela coloca o treinador sentado a mesa.

A pokémon vai até a pia , lá ela encontra algo... Interessante.

Latias : Olha só o que eu achei !

Joseph : Hahahaha !

- Caramba !

Latias : Não te falei que esse chapéu era engraçado ?

Joseph : Pior que é mesmo.

- Ele é necessário pois evita que seus cabelos caiam na comida.

Latias : Até faz sentido , mas...

- Por que ele é grande assim ?

Joseph : Esse chapéu é grande pois ajuda os garçons e cozinheiros a identificarem o chefe.

- Ele é exagerado assim propositalmente. Assim o chefe consegue se destacar entre todos.

Latias : Entendi , haha.

- Você sabe muita coisa.

A pokémon começa a preparar a comida.

Latias : Continua a história do Snorlax...

Joseph : Então , ele foi rejeitado por estar comigo.

Latias : Com você ?

Joseph : A pokémon percebeu que eu iria deixá-lo caso eles ficassem juntos.

- Então ela decidiu rejeita-lo , assim ele continuaria sua jornada.

Latias : Entendo...

- Ela fez isso por ele e você.

Joseph : Sim , foi uma atitude muito corajosa.

- Mas eu já tenho um plano para resolver essa situação.

Latias : Plano ?

Joseph : Sim , hehe.

- Logo você vai ver.

O cheiro da comida está começando a se espalhar pela cozinha , pouco tempo depois o ensopado está pronto.

A pokémon coloca um prato bem cheio para Joseph , ela também se senta e fica olhando apreensiva para o treinador.

Joseph : Isso me lembra a primeira vez que nos encontramos.

- Você ficou olhando desse jeito pra mim antes de eu experimentar seu ensopado.

Latias : Hahaha...

- Acho que foi a segunda vez... A primeira você estava dormindo no meu colo.

Joseph coça a cabeça com um sorriso sem graça.

Joseph : É-é mesmo né...

Sem muita reação o treinador decide experimentar a comida que a pokémon fez. No primeiro bocado ele já consegue sentir um gosto totalmente diferente , a receita é a mesma mas o sabor...

Joseph : Latias , isso tá espetacular !

- Você colocou algo diferente ?

Latias : Fiz do mesmo jeito que você...

Joseph : Acho que deve ser aquele tempero secreto.

Latias : Tempero secreto ?

Joseph : Pessoas diferentes conseguem dar sabores diferentes para comidas iguais.

- As vezes a maneira do preparo é esse " Tempero Secreto ".

Latias : Você sabe bastante sobre cozinhar.

Joseph : Haha , é meio obrigatório eu saber tudo isso.

- Meu pai tem um restaurante , então todos da minha família sabem um pouco de culinária.

Latias : Restaurante ?

- Seria igual a cafeteria aqui ?

Joseph : Quase a mesma coisa , a diferença é que lá o foco é no almoço e jantar.

Latias : Nossa ! ( Que estranho... Sinto que já sabia disso tudo... ).

Joseph : O que foi ?

Latias : Ah , não é nada...

- Vamos comer então ?

Joseph : Não precisa dizer duas vezes !

- Itadakimasu ! ( Danou-se , peguei o costume ).

Latias : Itadakimasu !

Após um belo café da manhã os dois começam a se preparar para deixarem o hotel.

Joseph : Latias , vai arrumando minha mochila enquanto eu lavo a louça.

Latias : Ok !

A pokémon vai até o quarto e começa a dobrar e guardar as roupas na mochila.

Latias : Tudo bem eu guardar minhas roupas na sua mochila ?

Joseph : Claro !

O treinador logo termina de lavar a louça , ele vai até o quarto para ajudar a pokémon a arrumar tudo.

Latias : Nossa , foi bem rápido hein.

Joseph : Hehe.

- Tudo certo ?

Latias : Sim , já está tudo pronto pra gente ir.

Joseph : Ok , deixa eu dar uma olhada.

Ao treinador olhar dentro da mochila ele se espanta com a organização de tudo.

Joseph : Você já dobrou roupas ?

Latias : Eu não me lembro...

- Ficou bom ?

Joseph : Sim , ficou ótimo !

A pokémon fica bastante feliz com o elogio.

Joseph : Você não vai tirar essa chapéu da cabeça mais não ?

Latias : Ah é né !

- Hahaha , já tinha me esquecido.

A pokémon vai até a cozinha , o treinador aproveita esse momento para colocar suas roupas antigas.

Joseph : Que saudades da minha roupa casual...

- Me sinto sufocado nesses ternos.

O treinador se arruma bem rápido , ele também deixa separado uma roupa para Latias.

A pokémon logo volta ao quarto , lá ela se depara com as roupas em cima da cama.

Joseph : Vista essas roupas.

- Não dá pra sair de pijamas né.

Latias : Hahaha , pior que não.

- Já volto !

A pokémon entra no banheiro e se arruma bem rapidamente. Nesse breve momento Butterfree aparece do lado de Joseph.

Joseph : Hey amigo !

- Obrigado pela ajuda ontem.

Butterfree pousa no ombro de Joseph , já virou um costume.

A garota finalmente sai do banheiro , ela fica olhando séria para o treinador.

Joseph : Você está linda ! ( Aposto que ela estava esperando um elogio ).

Latias : Não é isso que você está pensando !

Joseph : Eita , tu sabe ler mentes também ?!

Latias : Eu estava ouvindo sua conversa com o Butterfree.

- Daí acabei me lembrando da nossa conversa no elevador !

Joseph : Conversa no elevador ?

Latias : Sim !

- Eu te fiz uma pergunta , lembra ?

Joseph : Ah , aquela pergunta !

- Eu tenho uma resposta perfeita , mas você vai ter que ser paciente.

Latias : Entendi...

- Pode ser então.

Joseph : Ok , vou pegar as pokébolas e já vamos saindo.

O treinador pega as pokébolas e vai saindo de dentro do quarto.

Joseph : Latias , a mochila não tá pesada não ?

Latias : Só tem roupas aqui dentro , então tá bem levinha.

- Posso carregar pra você ?

Joseph : Haha , ela já está na suas costas.

- Só perguntei pois não queria você carregando peso.

Latias : Entendi.

- Você é um cavaleiro.

O casal entra dentro do elevador , eles admiram a vista da cidade pela última vez. Ah , não podemos esquecer do gostinho do capuccino que o elevador faz também.

Joseph : Latias , só uma coisa...

- Cavalheiro e cavaleiro possuem definições diferentes.

Latias : Eu sei , Joseph.

- Pra mim você é um cavaleiro mesmo.

Joseph : Faz sentido , afinal...

- Você é minha princesa.

Ambos ficam se olhando bem de perto , ao que tudo indica vai r....

PIM

As portas do elevador se abrem , no saguão existe uma quantia grande de pessoas. Todos esses indivíduos acabam se tornando a plateia da cena romântica do casal.

Eles saem do elevador bastante envergonhados , eis então que Mônica e Jerry os cumprimentam.

Mônica : Hey dois pombinhos !

Jerry : Onde vocês estão indo ?

O casal se aproxima deles.

Joseph : Estamos indo ver o professor Oak.

Latias : Pombinhos...

Jerry : Manda um abraço pro professor , Joseph.

- Ele é um homem de respeito.

Mônica : Verdade , manda um abraço por mim também.

- Vocês tem sorte em poder vê-lo assim tão casualmente.

Joseph : Haha , pode deixar !

- Vamos indo , Latias ?

Latias : Ok !

- Tchau gente.

Joseph : Falou pessoal.

- Obrigado por tudo !

Jerry e Mônica : Voltem sempre !

Os dois saem de dentro do hotel , já nas ruas Joseph da o seu assobio para chamar Ray.

Como o pokémon já estava sobrevoando a área ele aparece bem rapidamente. Seu pouso é espetacular , até mesmo quando ele não quer.

Todos que estavam passando ali ficam espantados ao ver o grande pokémon pousando no meio da rua , em pouco tempo eles reconhecem que é o Rayquaza do treinador que venceu a competição.

Logo uma grande multidão se junta para ver o Ray , afinal não é todo dia que você tem um lendário na rua da sua cidade.

Joseph : Da onde surgiu toda essa galera ?

Multidão : Joseph ! Joseph ! Joseph !

Multidão 2 : Latias ! Latias ! Latias !

Latias : Multidão 2 ?

Líder da multidão 2 : Não sou criativo com nomes !

Joseph : Hahaha , cada coisa.

O casal monta em cima do Ray.

Joseph : Então Sr Dragão Dos Céus...

- Manda ver !

Rayquaza decola de forma incrível , porém ele faz isso de forma lenta e suave. Isso é para evitar um onda de ar gigantesca e forte na multidão , o que não seria muito legal.

Enquanto Ray ganha altitude é possível ouvir a multidão dando tchau e desejando que o casal voltasse o mais rápido possível.

Joseph : Sabe...

- Essa cidade merece mesmo o título de " Calorosa "

Latias fica abraçada com Joseph , ela fica brincando com o Butterfree no ombro do treinador.

Joseph : Ele fica tão quieto que até esqueço dele...

- Espera um momento. É por isso que o Ray tá voando mais devagar.

Latias : Que atencioso...

Joseph : Muito obrigado Ray , assim o Butterfree não precisa ficar na pokébola.

O treinador puxa sua pokenav e começa a procurar a localização de um vilarejo.

Latias : Joseph , essa sua roupa foi lavada ?

Joseph : Acho que não...

Latias : Eu tenho certeza que foi sim.

- Ela tá bem cheirosa...

Joseph : Hahahahaha , para de cheirar meu pescoço.

- Isso faz cócegas.

Eis então que ele consegue achar a localização certa do vilarejo.

Joseph : Beleza !

- Ray , siga ao sudoeste daqui.

O pokémon obedece e começa a seguir a direção instruída.

Latias : Onde nós vamos ?

Joseph : Vamos atrás da resposta da sua pergunta.

Pouco tempo depois eles chegam ao local do vilarejo , o lugar é bastante aberto e humilde.

Joseph : Certo Ray , vamos pousar em um local que ninguém nos veja.

Rayquaza consegue achar um lugar perfeito para seu pouso , logo o pokémon faz seu pouso de forma sorrateira.

Joseph : Ótimo trabalho !

- Agora é hora de dar início ao meu plano.

O treinador coloca Snorlax para fora da sua pokébola. O pokémon sai fazendo suas poses , porém ele fica totalmente sem reação ao reconhecer a paisagem em sua volta.

Joseph : Tendo uma crise de nostalgia , Snorlax ?

- Foi nessa floresta bonita que você a encontrou pela primeira vez né ?

O pokémon fica todo sem graça.

Latias : Joseph , tem algo ali atrás...

A pokémon aponta para o meio das árvores. O treinador olha o local com bastante medo , mas ele logo tem uma surpresa muito agradável.

Joseph : Parece que a sorte está a nosso favor mesmo !

Do meio das árvores surge a Snorlax , o laço cor de rosa em sua cabeça é o toque de charme mais bonito de todos.

Latias : Que fofinha !

A pokémon fica toda feliz ao ver o Snorlax ali , ela corre para abraça-lo.

Joseph : Está vendo , Latias ?

- Isso é um casal.

Latias : Entendo...

- A gente quase é um casal então ?

Joseph : Sim.

O casal de Snorlax se aproxima de Joseph , dessa vez o treinador está disposto e deixar seu pokémon ter o romance merecido.

Joseph : Pode ficar aqui garoto !

- Você já me ajudou em tudo que podia.

Snorlax tenta se comunicar com o treinador.

Latias : Ele perguntou se você vai voltar um dia.

Joseph : Claro que vou.

- Nunca vou me esquecer de você.

O pokémon faz uma de suas poses de JoJo , a Snorlax também tenta imita-lo.

Joseph : Nunca vou me esquecer de nenhum de vocês dois , hahaha.

- Sejam felizes.

O casal de Snorlax vai embora em meio a floresta , a missão do treinador estava concluída.

Latias : Você tá bem ?

Joseph : Estou sim.

- É meu hábito treinar os pokémon e depois devolvê-los ao seu local de origem.

Latias : Sabe...

- Vamos ser um casal também ?

O treinador olha com um sorriso muito bonito para a pokémon.

Latias : Haha , de novo esse sorriso bobo...

- Vou considerar como um sim.

O treinador abraça a pokémon com todas suas forças , a alegria é notória.

Latias : Eu te amo.

Joseph : Eu te amo também !

                                                Continua.


Notas Finais


Como todos os outros , deu um trabalho considerável mas o resultado fez valer a pena !
Críticas e comentários positivos são bem-vindos.
Obrigado por ter lido :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...