1. Spirit Fanfics >
  2. Pokémon Gray: A História que Nunca foi contada >
  3. Aftermath

História Pokémon Gray: A História que Nunca foi contada - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoal, essa é minha nova história de Pokémon, espero que gostem, bjs

Capítulo 1 - Aftermath


Fanfic / Fanfiction Pokémon Gray: A História que Nunca foi contada - Capítulo 1 - Aftermath

Bem-vindos ao mundo Pokémon. O quê são Pokémons? Criaturas misteriosas e maravilhosas ao mesmo tempo. Algumas pessoas decidem brincar com elas, ser amigo delas, outras decidem treinar com elas e evoluir durante uma longa jornada.

Dois anos atrás na região de Unova, uma organização, chamada Team Plasma, surgiu das sombras com discursos lindos e filósoficos tentando convencer as pessoas a libertarem os seus Pokémon, que tanto anseavam pela liberdade. Mas não passava tudo de um plano para somente eles terem controle sobre os Pokémon. N, o rei da organização, conseguiu despertar o lendário Zekrom, o dragão preto, e juntos derrotaram a E4, e o campeão Alder tomando posse do castelo da E4.

Mas o mal não tinha triunfado. Os líderes da região de Unova: Lenora, Burgh, Elesa, Clay, Skyla, Brycen, Drayden e Iris invadiram o castelo e lutaram arduamente contra os sete sábios e os vários soldados da equipe Plasma. A distração perfeita pra um jovem treinador de 14 anos, chamado Black conseguir entrar no castelo indo ao encontro do N. Ao encontrar o N, ele não o reconhecia. O seu pai adotivo, Ghetsis o tinha manipulado totalmente e convencido de que isso era o correto a fazer. Ele estava cego. N ordenou Zekrom pra acabar com Black, mas então a White Stone que estava na posse do Black, começou a brilhar se transformando no dragão branco, Reshiram. Depois de uma árdua luta Zekrom caiu em terra derrotado, dando assim fim ao reinado de N. Após isso o jovem Black conseguiu abrir os olhos de N, sobre o plano do seu pai, e juntos os dois derrotaram o Ghetsis.

No final alguns membros do Team Plasma fugiram, entre eles, Ghetsis e os sete sábios, enquanto outros foram presos. E o jovem héroi acabou por desaparecer e até hoje ninguém sabe do seu paradeiro.

No meio de toda essa história dois irmãos foram atingidos pelos ataques mudando drasticamente a história deles...

Alguns meses antes da batalha contra o Team Plasma...

Num dia qualquer como os outros, um garotinho de 12 anos, branco, de olhos azuis escuros, cabelo azul e espetado como um Qwilfish, vestido com camisa vermelha com a cabeça do Krokoodile no meio, calções azuis, Xtransceiver azul no pulso, e sorriso de uma orelha a outra, carregava duas caixas embrulhadas por papel rosa brilhante, e acomapanhado por o seu Tynamo, um peixe branco com poderes elétricos, que levitava graças a sua habilidade.

- Esse ano eu me esforcei pra dar o melhor presente pra ela, Eeleky. - Disse Hugh pro seu Tynamo, e de seguida colocou as duas caixas embrulhadas que carregava em cima de uma mesa, e tapou as prendas com um pano. - Na verdade são dois melhores presentes, mas vai ser como um pacote dois em um, ne.

- Tiiiii. - Disse o Tynamo, concordando com o seu treinador.

Então o Xtransceiver do Hugh começou a tocar e ele atendeu a chamada, que era da sua mãe.

“Hugh, sua irmã tá vindo ai, avisa pro pessoal se esconder! Tchau!” - A mãe do Hugh desligou no mesmo instante.

Hugh correu até a cozinha onde tinha o seu pai, seus avôs paternos e alguns convidados conversando.

- Pessoal ela tá vindo aí! Gritou Hugh, fazendo todos correrem pra sala e se esconderem atrás dos móveis, incluindo Hugh, e apagaram as luzes.

A porta da entrada de se abriu, assim permitindo que a irmã do Hugh, uma garota baixa, de cabelos longos e azuis, olhos castanhos como caramelo, vestido rosa as riscas, acompanhada pela mãe do Hugh, uma mulher alta, pálida, de cabelos azuis e cacheado, olhos azuis cintilantes

- Ai, mãe... esse dia de compras foi tão cansativo. Parece que você não comprava nada pra você a meses! - Disse a irmã do Hugh. - Vou dormir horrores depois dessa.

- Mas nem pensar, Sarah Volt. - Disse a mãe do Hugh, empurrando a menina pra sala de estar. - Você vem comigo, minha menina.

A mãe do Hugh levou a Sarah até a sala de estar e ao sinal dela todos os convidados e familiares sairam de trás dos móveis e gritaram “surpresa!” numa só voz, surpreendendo a garota. Todos abraçaram a garota e começaram a cantar a música clássica de parabéns.

Algum tempo depois de todos os abraços e parabéns...

Hugh foi ter com a sua irmã carregando os dois presentes que tinha comprado especialmente pra ela. Esperou as pessoas que estavam conversando com ela, sairem dali e deu-lhe um toque.

- Oi, Hugh. Bela festa que você e cia fizeram aqui, hein! E eu toda tapada nem desconfiei de nada. - Disse Sarah, toda contente, contiagiando Hugh com sua alegria.

- Claro que não ia deacobrir ne. Foi tudo bem pensado, maninha. Mas agora eu quero que você abra os meus presentes. - Disse Hugh, entregando as prendas pra sua irmã, Sarah.

- Ok, maninho. - Sarah rasgou o embrulho de um dos presentes, enquanto Hugh assistia tudo mais entusiasmado que a irmã, e abriu a caixa, dando de caras com uma mochila preta de jornada com vários bolsos. - MEU DEUS! Essa é uma das mochilas de jornada, mais caras que há! OBRIGADO HUGH!

Sarah abraçou seu irmão eufórica de alegria, quase sufocando o seu irmão, e dando pulinho ao mesmo tempo.

- Arr. - Hugh teve que conter a sua irmã pra ela não o sufocar. - Fico feliz que tenha gostado, hehe. Agora abre a sua segunda prenda, Sarinha.

Sarah rasgou a sua segunda prenda, num alvoroço e encontrou la no fundo da caixa uma luxury ball.

- ISSO É O QUE EU TOU PENSANDO?

Sarah atirou a pokébola ao ar, liberando uma pequena felina de pele roxa, olhos verdes cristalinos, sombrancelhas rosas

- É-é... uma Purrloin! - Sarah abraçou a felina, que pareceu estar contenre também com a sua treinadora.

- Foi um sacrificio pegar essa peste dos infernos, opa digo, essa gatinha querida. - Hugh tentou passar a mão na cabeça da Purrloin, mas ela ameaçou arranhá-lo.

- Ela é muito fofa né? - Perguntou a Sarah, enquanto mexia com as bochechas da Purrloin.

- É... Muito fofa ela. Mas bem, agora que você já tem um Pokémon. LET’S CATCH THEM ALL! - Disse Hugh com chama de fúria nos olhos.

Hugh agarrou no braço da irmã, e correu pra rua numa velocidade, impedindo-a de fugir.

...

Já na rota 19, Hugh, Sarah e Purrloin passeavam pela grama alta na procura de Pokémon.

- Eu já tou quase um expert nisso de batalha Pokémon. Mal posso esperar pra quando sairmos na nossa jornada juntos e... - Hugh esbarrou com um homem alto com uma vestimenta branca e mediaval e ao seu lado estava uma mulher com a mesma vestimenta mediaval, com uma expressão morta, e ambos eram soldados do Team Plasma.

- Cuidado, Hugh! - Sarah agarrou no Hugh e recuou, com medo dessas pessoas estranhas.

- O quê crianças como vocês estão fazendo com Pokémon? Não sabem que o lugar deles é na Natureza e não presos em Pokébolas? Libertem eles ou irão sentir a ira do Team Plasma!- Disse o soldado masculino do Team Plasma.

- Quê? - Perguntou Hugh indignado com a fala do estranho. - Se eles estão connosco é porque escolheram isso, seu babaca!

- Além de prender pokémon é um atrevido de primeira! Judas, dê uma lição nele! - Disse a soldado do Team Plasma.

- Pode deixar.

- Hugh, eu não sei se o melhor é lutar com eles... Eles parecem ser totalmente doidos... - Disse a irmã do Hugh,segurando a pokébola da Purrloin, recuando ela pra pokébola.

- Deixa comigo, maninha! GO EELEKY!

Hugh atirou uma pokébola ao ar, liberando o peixe elétrico.

- Vai Leavanny! - Disse o soldado masculino do team Plasma, atirando uma pokébola ao ar, liberando uma louva-deus amarela com uma capa de folhas verdes. - Use Stright Shot... na Pokébola da menina!

Leavanny atirou um fio de seda na pokèbola segurada pela Sarah e puxou-a, roubando a pokébola da garota e entregando-a ao seu treinador.

- Assim tá bem melhor! - Disse o soldado guardando a pokébola no bolso.

- Purrloin! Não! - Gritou a garota, entrando em choque.

- Eu não vou deixar vocês ROUBAREM O POKÉMON DA MINHA IRMÃ! EELEKY USE SPARK!

Tynamo ficou erradiado por uma energia elétrica por todo o corpo, e deu uma forte investida na Leavanny, que não sofreu muito dano devido a sua tipagem.

- Isso é o seu melhor? Leavanny acabe com eles com Leaf Blade! - Ordenou um dos soldados.

Leavanny deu um golpe no Tynamo usando as suas folhas afiadas, nocauteando o pokémon do Hugh num só golpe.

- Foi mais fácil do que eu esperava. - O soldado masculino retornou a Leavanny para a sua pokébola, e guardou-a no bolso. - Vamos embora, Marian!

Os dois soldados do Team Plasma fugiram do local, rindo sem parar, enquanto que a irmã do Hugh ainda estavam em choque com tudo o que havia acontecido.

- Eu... eu falhei.... eu falhei com você, irmã... - Hugh agarrou nas mãos, de joelhos e desatou a chorar, pedindo o perdão dela. Ela não respondeu e saiu correndo pra casa sem nenhuma reação. Como se ela tivesse morrido por dentro. - EU JURO TEAM PLASMA! EU VOU ME VINGAR DE VOCÊS E RECUPERAR A PURRLOIN! NEM QUE SEJA A ÚLTIMA COISA QUE EU FAÇA NA DESGRAÇA DA MINHA VIDA!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...