História Pokémon Omazon Adventures Re: Boot - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Greninja, Lucario, Personagens Originais, Pikachu
Tags Personagens Originais, Pokémon
Visualizações 10
Palavras 1.877
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Shounen, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem, estou de volta aqui com essa história.
Primeiro, gostaria de me desculpar, visto que minhas aulas já se iniciaram, então tudo ficou mais difícil...
Mas eu prometo que vou dar o meu melhor pra postar pelo menos fim de semana.
Então fiquem com esse capítulo, teve um pouco de shoujo, então pode não ter ficado tão bom, mas já sabem:Qualquer dúvida, crítica ou sugestão são bem vindos.

Capítulo 4 - Pesadelo assombroso...


Fanfic / Fanfiction Pokémon Omazon Adventures Re: Boot - Capítulo 4 - Pesadelo assombroso...

No último capítulo de Pokemon Omazon, Hiroshiki finalmente saiu da cidade, e adentrou em Happyport Forest, onde batalhou contra um Bug Catcher e venceu.

 

Em seguida, ele ouviu o grito de uma alguém, e, quando ele foi ver o que era, era uma garota familiar, de cabelos loiros e olhos verdes, que estava sendo atacada por um Heracross.

 

Depois de uma rápida batalha, Hiroshiki conseguiu capturar o Pokémon Besouro.

 

Porém, a garota ainda estava desmaiada, e a chuva havia começado, então eles se esconderam em uma pequena caverna.

 

Agora, com isso, ele pode…“continuar” sua jornada.


Logo após entrar na caverna, ele encostou a cabeça da garota na parede, usando seu terno como travesseiro, e sentou do lado dela.

 

Ele simplesmente começou a encarar o nada, em silêncio, pensando coisas aleatórias.

 

Porém, ele parou quando percebeu que Eevee estava um pouco triste, olhando para a chuva com um olhar baixo.

 

-O que foi, Eevee?-Ele falou, se aproximando do Pokémon e acariciando sua cabeça.-Está triste por causa da chuva?-

 

O Pokémon evolução apenas acenou com sua cabeça, e Hiroshiki pegou o Pokémon em seus braços e se sentou, acariciando as costas do mesmo, que ainda estava meio triste.

 

-Tudo bem, logo essa chuva passa…-

 

Logo, o estômago do Pokémon roncou, o que fez Hiroshiki dar uma fraca risada.


-Você está com fome, pelo visto…-Ele falou, pegando sua mochila, e retirando dois potes cilíndricos, um da cor branca e outro da cor azul.

 

-Piplup, quer comer também?-Ele perguntou, porém quando se virou o Pokémon Pinguim estava dormindo, o que deixou o garoto com uma gota na testa.

 

-Bem, de qualquer forma…-Ele falou, colocando um pouco de comida do pote branco em uma tigela.-Aqui, pode comer, Eevee…-

 

 

O pokémon correu em direção a tigela, e começou a comer como louco.

 

Ele então se levantou, e caminhou até a entrada da caverna.

 

O moreno continuava observando a floresta, os Pokémon tentando se abrigar da chuva incessante.

 

Ao se virar pra trás, percebeu que não só a garota e Piplup, como também Eevee, estavam dormindo pacificamente, o que o deixou inexplicavelmente feliz.

 

Vários flashbacks passaram pela mente do garoto, enquanto ele também se encostava na parede, ao lado da loira, e pegava no sono.

 

Porém, ele teve um pesadelo.
Um pesadelo recorrente, de seu passado.

 

Naquela época, ele ainda era uma criança despreocupada e alegre.

 

Certo dia, ele estava voltando da escola, quando viu algo...estranho…

 

Sua casa estava coberta por faixas...faixas amarelas, que diziam “não ultrapasse”.

 

Preocupado, ele atravessou as faixas, as rasgando com toda sua força.

 

Quando ele finalmente chutou a porta com toda a sua força, ele viu algo que o aterroriza até os dias de hoje.

 

Porém, como todas as outras vezes, ele acordou um segundo após ver a cena, porém dessa vez ele estava mais ofegante, suando frio.

 

Ao acordar, ele sentiu algo agarrado em seu braço.

 

Era a loira, que estava usando o braço do garoto enquanto dormia, murmurando coisas inaudíveis.

 

Ele suspirou, e sorriu de canto, tentando voltar a dormir.

 

No laboratório de Sakura…

 

A professora Pokémon finalmente havia terminado de entregar os Pokémon para os treinadores, e então podia descansar.

 

Ela então se sentou em uma cadeira ao lado da janela, e observou o céu nublado.

 

-Será que eles estão bem…-A mulher pensou alto, um pouco preocupada.-Principalmente aquela garota, Kagiri, e o Hiroshiki…Eles foram direto pra HappyPort Forest…-

 

Ela olhou em seu relógio,que marcava 19 hrs.

 

-Já está tarde…-Ela falou, com um suspiro.-Bem, acho que por hoje é só, né?-

 

Ela pegou suas chaves, e foi em direção a porta de sua sala.

 

Ao sair, desligou as luzes e se despediu de seus funcionários, trancando a porta.

 

-Eu já vou indo…-Ela falou, com uma voz cansada.-Por favor, tranquem a porta quando sair…-

 

Seus funcionários apenas assentiram, e voltaram a trabalhar.

 

Chegando em sua casa, a professora pokémon foi direto para seu quarto, pendurou sua bolsa em um sofá e tirou seu jaleco.

 

De volta a caverna…

 

Quando o garoto acordou, ele percebeu que a chuva havia parado, e que a loira estava deitada em cima de sua mochila.

 

Ele se levantou lentamente, tomando cuidado para acordar seus Pokémon ou a garota.

 

Ele saiu da caverna, e observou o céu, que estava um pouco nublado, ainda claro, e o sol estava começando a se pôr.

 

Ele pegou seu celular para ver a hora, e viu que eram 19h30min.

 

-Bom, vamos ter que ficar aqui mesmo…-Ele falou, voltando à caverna.

 

Ele passou o olhar pela a caverna, com um sorriso, e pegou a Pokéball de Heracross.

 

-Heracross, por favor…-Ele falou,fazendo o mínimo de barulho possível.

 

Da Pokéball, o Pokémon inseto foi liberado, a apenas olhou a sua volta, confuso.

 

-Por favor, use o Rock Tomb com o máximo de cuidado possível para não acordar os outros…-Ele falou, com um tom de voz baixa.

 

O tipo inseto invocou algumas pedras, tampando a passagem lentamente, e deixando apenas algumas frestas.

 

-Muito obrigado, agora retorne…-Ele falou, retornando o Pokémon à sua Pokéball.

 

Ele então caminhou até a sua mochila, apenas com a fraca iluminação de fora para o guiar.

 

Ele se sentou, e calmamente pegou seu caderno e uma capa de plástico cilíndrica, com todo o cuidado para não acordar a garota.


Dentro da capa havia um óculos, porém esse era um pouco diferente.

 

Abaixo das lentes, haviam pequenas lanternas, e as hastes eram ligadas por dois fios, com um botão na haste esquerda.

 

Era basicamente um óculos modificado para ser um de visão noturna.

 

Ele o ligou, emitindo uma fraca luz, mas que era suficiente para ele enxergar.

 

Ele abriu o caderno e pegou uma caneta do bolso de sua calça.

 

“Progresso de treinador- Entrada 1

 

Hoje o dia começou meio mal, comigo sendo acordado por uma tempestade e sendo atacado por um cara misterioso aleatório, 2 vezes.

 

Depois, eu escolhi meu inicial, um Eevee, que mesmo não sendo o inicial que eu planejei, era ainda uma boa escolha.

 

Depois disso, eu vim pra Happyport Forest, onde encontrei uma garota familiar, porém ainda tenho que confirmar minhas dúvidas, e capturei meu primeiro Pokémon, um Heracross.

 

Agora, eu to cuidando dessa garota, em uma caverna, as 19:30, esperando ela acordar.”

 

-Acho que é isso…-Ele falou, fechando seu caderno.

 

Assim que ele colocou o caderno no chão, ele ouviu um barulho ao seu lado, e, ao olhar naquela direção, ele viu que a garota loira, que ele havia salvado antes, tinha finalmente acordado.

 

-Ah…Você acordou…-Ele falou, com um sorriso no rosto, agora livre pra mexer em sua mochila.

 

Vasculhando um pouco, ele pegou 3 cápsulas, que, ao apertar o botão, elas se abriram em uma cortina de fumaça.

 

Os 3 itens eram um fogão à lenha, uma mesa dobrável e uma pequena despensa.

 

-Me espere aqui…-Ele falou, retirando duas pedras da entrada.-Eu vou pegar lenha e já volto…-

 

Ele pulou as pedras, machucando um pouco sua mão, mas ele não se importou.

 

Ele começou a caminhar pela floresta a procura de galhos secos, uma tarefa difícil já que havia chovido a não muito tempo.

 

Após caminhar um pouco, ele achou uma área mais coberta da floresta, onde a luz não passava e o chão ainda estava seco, como se não tivesse chovido ali.

 

Ele conseguiu pegar alguns gravetos, o suficiente para fazer lenha, mas ele ainda resolveu continuar.

 

Algum tempo depois de caminhar, o caminho em sua frente foi coberto por uma densa neblina, deixando o caminho ainda mais difícil de ser enxergado.

 

-É como um filme de terror…-Ele falou, suando frio.

 

De volta a caverna…

 

A loira ainda estava meio pensativa, tentando assimilar as informações.

 

“-Aquele garoto...-”Ela pensou, olhando para baixo.“-Hiroki?-”

 

Logo, seus pensamentos foram interrompidos por um estrondo fora da caverna, no meio da floresta.

 

Ela correu até a entrada, e viu uma densa fumaça saindo de uma parte longe da floresta.

 

Com Hiroshiki…

 

-O que foi isso?-Ele indagou, tendo sentido o tremor de antes.

 

No meio da neblina, ele tentava encontrar a fonte do tremor, porém não via nada.

 

-Tch…-Ele falou, correndo em direção de onde ouviu o som.

 

Quando ele chegou ao local, ele foi surpreendido por enormes chamas, que incendiavam aquela parte da floresta, causando uma densa fumaça tóxica.

 

-Piplup, preciso de…-Ele falou, mas percebeu que estava sem suas Pokeballs.-D-Droga!-

 

Quando as chamas se intensificaram, ele foi jogado para longe, atingido uma árvore com suas costas.

 

-Ackh!-Ele exclamou em dor.

 

Antes que seu fim chegasse, porém, surgiu uma esperança...uma voz conhecida…

 

-Hydro Pump!-

 

Uma poderosa rajada de água foi disparada contra as chamas, diminuindo seu tamanho significativamente.

 

-Sakura...Hakase…-Ele murmurou, perdendo a consciência.

 

Algum tempo depois, minutos ou horas, o garoto acordou.

 

Ele estava de volta na caverna, com a loira ao seu lado, descansando a cabeça em seu ombro, e, do lado de fora, alguém montava em um Charizard e ia embora voando.

 

Porém, ele não se importou tanto, e resolveu voltar a dormir.

 

Mas foi uma péssima escolha…

 

Ele novamente teve um pesadelo.

 

Porém, esse foi diferente de todos os pesadelos.

 

Ele estava novamente na floresta, porém estava mais escuro, e não estava pegando fogo.

 

Ele começou a caminhar reto, olhando para os lados constantemente.

 

Logo, ele chegou em uma parte iluminada por uma luz fraca, originada da lua.

 

Na frente dele, havia uma enorme cratera, com um enorme meteorito no centro.

 

Logo, tudo começou a se distorcer, e, na frente dele, surgiu um ser, que, escondido nas sombras, havia um cristal da cor roxa em seu peito.

 

-Deo...xys…-Ele falou, suando frio.

 

Porém, ele imediatamente acordou, suando frio e assustado.

 

Ele olhou para o lado, e a garota loira estava em pé, fazendo algo no fogão.

 

-Ah, você acordou?-Ela indagou, com um sorriso, e se abaixou em sua frente, colocando a mão em sua testa.-Depois que você desmaiou, tinha ficado com febre…-

 

Porém, ele ainda estava um pouco inquieto por causa daquele pesadelo.

 

-Kagiri…-Ele murmurou,e a garota ficou vermelha na mesma hora.

 

-Você…-Ela falou, tentando esconder seu rosto.-Você se lembra do meu nome…-

 

-Como não poderia?-Ele falou, forjando um sorriso, dessa vez genuíno.-Você foi a única pessoa que me apoiou depois daquele acidente…-

 

 -Você...achei que não quisesse falar disso…-Ela falou, em tom preocupado.

 

-Tudo bem…-Ele falou, fechando seus olhos.-As vezes nós precisamos aceitar o passado, para então seguir ao futuro…-

 

Uma pequena lágrima escorreu do rosto de Kagiri, e ela abraçou Hiroshiki com toda sua força.

 

-H-Hiroki!-Ela exclamou, entre os soluços e lágrimas.-Eu senti sua falta!-

 

Por mais que o garoto tivesse ficado um pouco confuso, ele simplesmente retribuiu o abraço, ainda com aquele sorriso.

 

-Eu também, Kagiri…-Ele falou, com uma lágrima discreta escorrendo de seu olho esquerdo.

 

Eles ficaram assim por alguns minutos, em silêncio, até Kagiri adormecer depois de tanto chorar, com marcas em seu rosto.

 

Ele simplesmente encostou Kagiri na parede, usando novamente seu terno como travesseiro, e saiu da caverna, com um sorriso entre lágrimas.

 

Ao sair de lá, ele simplesmente se jogou no chão, e começou a observar aquele céu estrelado.

 

-Isso é incrível…-Ele falou, colocando seus braços atrás de sua nuca.

 

Ele lentamente voltou a pegar no sono, com um leve sorriso em seus lábios.

 

Mas, e agora?O que ocorrerá a seguir com Hiroshiki e Kagiri?

Descubra no próximo capítulo.

 

-Amanhã...Amanhã é o dia…-Uma garota loira falou, olhando pela janela de um aeroporto, em uma grande cidade.

 

TO BE CONTINUED!!!




 


Notas Finais


Aliás, eu vou reabrir o sistema de fichas, então se quiserem participar, eu mandarei o link do modelo de ficha no comentário destacado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...