1. Spirit Fanfics >
  2. Pokémon Restructure: Kalos Arc >
  3. A Travessuras de um Carbink

História Pokémon Restructure: Kalos Arc - Capítulo 140


Escrita por:


Notas do Autor


Serena se tornou a nova Rainha de Kalos, e agora, tendo que encontrar uma maneira de poderem se movimentar bem por Kalos sem muita encheção, a turma se teletransporta para Snowbelle com Xatu e continuam a viagem de lá.

Capítulo 140 - A Travessuras de um Carbink



— Carbiiink! Carbiiiink! – seis Carbinks saltitavam por uma campina, parecendo estar procurando alguém. Nisso, um outro Carbink, que parecia mais jovem e travesso, desce sutilmente de uma árvore e se esconde em um arbusto.


— Biiiiink. – aquele Carbink ri baixinho, antes de usar o Dig para sair dali.


__________________________

 

O grupo de Ash passa o dia no Centro Pokémon de Snowbelle, onde Serena recebe ligações de parabéns de outros amigos, como May, Dawn, Caitlin, Zoey, e mesmo Lisia, que estava viajando por Hoenn de novo ao lado de Brendan, disputando tanto os torneios quanto as performances. O rapaz tinha voltado de uma ótima colocação na Liga Johto, e estava disposto a conquistar a próxima edição da Liga Hoenn.

 

Serena também recebera uma ligação de Palermo, falando que surgiram alguns compromissos para ela como nova Rainha de Kalos depois da Liga, e que ela encontraria uma agente indicada por ela em Lumiose, o que Serena prontamente aceita. Agora, no dia vinte e dois, todos estavam em uma campina perto de um lugar em especial.


— Pega, Dedenne!/Nenneeee! – o ratinho laranja vai correndo atrás de uma bola que Bonnie jogava, e essa bola cai justamente na cabeça daquele Carbink que tinha acabado de despistar os outros Pokémon empedrados.


— Bink?


— Denne! – Dedenne salta de um arbusto e tromba em Carbink sem querer, derrubando-o, enquanto o ratinho esfrega a cabeça dolorida.


— Dedenne! Achou a bola? – Bonnie vai correndo pra lá, com Squishy a tiracolo.


— Denenenne. – o ratinho aponta para Carbink, fazendo Bonnie olhar com curiosidade enquanto ele se aproxima do Pokémon joia – Nenennee? – ele toca em Carbink, que se ergue rapidamente.


— Uau, um Carbink! Será que você é daqui? – sorri Bonnie – Meu nome é Bonnie. Vou te apresentar Dedenne, e aqui, Squishy. – apontando para seus Pokémon – Acho que algum dia eles serão meus Pokémon.


— Caaa... carbiiiink! – Carbink usa o Dig rapidamente, dando o fora dali e deixando Bonnie a ver navios.


— Hã? O que será que ele tava fazendo?/Nenenneee? – eles olham para os lados.


— Bonnie, estamos indo! – avisa Clemont.


— Já vou! – Bonnie se levanta, correndo de volta para o grupo junto com Dedenne.


____________________________

 

Depois de andarem por mais algum tempo, o quarteto sorri ao avistarem as pradarias familiares e os laguinhos lamacentos: o pântano de Goodra.


— Ah, finalmente chegamos, Dedenne!/Denenneeee! – sorriem Bonnie e Dedenne, com este pulando de alegria – Ai, eu sabia que tava querendo ver o Goodra de novo, não é?


— Denedenneee. – confirma o ratinho.


— Afinal, vocês são muito amigos, não é? – sorri Clemont.


— Tenho certeza de que Goodra também vai ficar feliz de te ver, Dedenne. – garante Serena, fazendo Dedenne sorrir mais.


— Me pergunto como o Goodra passou todo esse tempo. – Ash sorri, olhando para o alto rochedo do pântano, que era como a base dos vários Pokémon que viviam ali. Logo depois, eles caminham até a casa de Keanan, que estava coletando um pouco de água do pântano – Oi, Keanan!


— Oh, é o Ash e a galera. – sorri o homem.


— Oi, Keanan, é bom te ver de novo. – Serena o cumprimenta.


— Igualmente, mocinha. – responde Keanan – E meus parabéns por sua conquista. Você se tornou a Rainha de Kalos agora.


— É... – Serena responde, levemente corada – Embora eu ainda precise de mais tempo pra me acostumar com meu novo status.


— E você fez por merecer. Todos os Pokémon aqui, principalmente Goodra, ficaram muito felizes. – diz Keanan.


— Nós viemos ver Goodra também./Pikaaa. – dizem Ash e Pikachu.


— Goodra está perto da fonte. – responde Keanan – Bellsprout, pode por favor buscar Goodra?


— Bell, sprout. – concorda a florzinha.


— Não se preocupe com isso. – Ash fala – Deixa que a gente vai até lá.


— Goodra vai ficar muito feliz em vê-los. Ele esteve esperando e treinando todo esse tempo. – diz Keanan, o que Ash gosta de ouvir.


___________________________

 

Na fonte, os muitos Pokémon que agora conviviam harmoniosamente brincavam juntos na nascente, sob os olhares vigilantes e amistosos de Goodra, Florges e Floette.


— Goodra!/Piiika! – os três Pokémon olham pra baixo, vendo o grupo de Ash se aproximando. O dragão se levanta com um sorriso, enquanto todos os Pokémon os recebiam de forma animada.


— Deeenneee! – o ratinho pula da bolsa de Bonnie e é o primeiro a correr rapidamente onde estava o dragão que era seu melhor amigo, escalando-o rapidamente e parando em suas mãos.


— Goooo.


— Denenenneee!


— Goodragoo, goooo.


— Goodra! – o dragão olha para Ash, que ia correndo até ele junto com Pikachu e Bonnie. Goodra inclina a cabeça para que Ash o abracasse, enquanto Bonnie lhe abraça a barriga – Já faz tanto tempo.


— É ótimo te ver. – sorri Bonnie.


— É sim. Está bem? – pergunta Serena.


— Gooodraaa. – responde Goodra.


— Parece que tá todo mundo bem. – Clemont olha para os outros Pokémon, que os saudavam cada um a sua maneira.


— Aí, Goodra, quero que conheça alguém. – Bonnie fala, abrindo sua bolsinha – Este é o Squishy.


— Zrrrzzr.


— Goodraaa. – o dragão sorri para o pequeno girinóide.


— Podem sair, pessoal! – Ash chama seus Pokémon pra fora.


— Veeern./Flameflaame./Luchaaa!/Goooat!/Ninjaa.


— Viu só? A maioria dos nossos amigos evoluíram, com exceção da Spritzee. – Ash fala, indicando outro Pokémon, que vem se aproximando – E quero que conheça o Noivern.


— Veeveern. – o wyvern cumprimenta Goodra com um aperto de mão.


— Goodragoo.


— Gregreninjaja./Talooonflaame./Hawlu, hawluchaaa./Gogogoooat. – os outros quatro Pokémon também cumprimentam Goodra, com Florges e Floette também sorrindo para todos.


__________________________


— Lotad, lotad, lotaad... loo? – em outro ponto do pântano, um Lotad saia do lago quando sente o chão tremer abaixo de si, sendo jogado pra cima por um Carbink.


— Biihihihi. – ri Carbink, no que Lotad se levanta do chão, bem irritado.


— Looootaaaad! – Lotad dispara o Psybeam, do qual Carbink se desvia, indo pra trás de uma pedra e destruindo-a com uma investida giratória.


— Caaarbiiiiink! – Carbink gira intensamente, usando a Sandstorm e pegando outros dois Lotads em seu vórtice, fazendo-os gritar.


— Lotaaaaad! – o terceiro Lotad sai correndo dali.


_____________________________

 

De volta ao grupo, Goodra estava reunido com o grupo, brincando com Pikachu e com os outros Pokémon de Ash por perto, conversando e entretendo os Pokémon do pântano, quando o Lotad assustado chega correndo.


— O que tá acontecendo? – Ash e Goodra percebem que algo estava bem errado, e em seguida, todos correm para a direção que Lotad indicava, chegando a tempo de ver o tornado de areia levando Lotads e Woopers – Para com isso!


— Biiink. – Carbink para de girar, e tanto os Woopers quanto os Lotads caem desmaiados no chão.


— Goooo... – Goodra se aproxima, pegando os Pokémon caídos em seus braços.


— De onde saiu aquele Carbink? – pergunta Clemont, chegando ali com as garotas, incluindo Florges, Floette e outros Pokémon do pântano.


— A pergunta é: por que será que ele fez aquilo? – indaga Ash.


— Caaar, carbiiink. – os outros Carbinks vem chegando.


— Olha todos esses Carbink! – sorri Bonnie.


— Normalmente, os Carbinks moram em cavernas no subsolo. – diz Clemont, vendo os seis recém-chegados cercarem o primeiro Carbink – Me pergunto por que vieram pra cá.


— Caaar binkbinkbink. – dois deles seguram o Carbink espoleta pra leva-lo dali, mas ele logo começa a girar com os dois que o seguravam, usando novamente a Sandstorm e pegando todos os que estavam próximos com o furacão de areia, obrigando todos a fecharem os olhos. Bonnie quase é arrastada, mas é segurada por Clemont a tempo, enquanto Goodra segurava forte os Pokémon em suas mãos, e Florges segurava Floette.


— Caaaar! – aproveitando a distração, o Carbink espoleta foge usando o Dig, e a tempestade de areia some.


— Ele desapareceu. – Serena fala, e os outros seis Carbinks vão olhando pros lados pra procurar.


— Espera. – Ash chama a atenção dos Pokémon joia – Conhecem aquele Carbink? Porque parece que vocês são todos amigos.


— Caarbink. – confirma um deles, enquanto outro faz uma feição triste, como se estivesse segurando o choro.


— Bink, carbiiink. – um terceiro vai até o segundo dizendo pra ele não chorar como um bebê, enquanto um quarto estava esbravejando e praguejando.


— O que devemos fazer, Ash? – pergunta Serena.


— Eu não tenho a total certeza. – responde o rapaz – Mas não podemos deixar eles assim. Ok, vamos nos separar e achar o outro Carbink, o que vocês acham?


— Boa ideia./Pikaa. – Serena e Pikachu aprovam.


— Carbiiink! – agradecem os Carbinks.


— Gooodraaa. – Goodra sorri com obstinação, e os Pokémon do pântano também se aproximam, prontificando-se a ajudar.


— Obrigada, pessoal. – agradece Serena.


— Vamos lá, amigos! Talonflame, Noivern, eu escolho vocês! – Ash chama seus dois voadores.


— Talooon./Veveern.


— Procurem aquele Carbink agora. – instrui Ash, e os dois logo começam a busca aérea ao redor do pântano, enquanto Clemont chama outro Pokémon.


— Buuunby. – Bunnelby olha para Clemont, esperando pelo comando.


— Rápido, Bunnelby, use o Dig e comece a procurar aquele Carbink por baixo da terra. – instrui Clemont, e Bunnelby rapidamente vai para o subterrâneo.


— Tá legal, vamos todos procurar! – brada Ash, obtendo a pronta concordância de todos.


__________________________


— Taloooon!/Veeeeern! – Talonflame e Noivern seguiam esquadrinhando o ar. Em um ponto do pântano, estavam Ash e Bonnie.


— Carbink, cadê você? – grita o moreno.


— Vamos, aparece, sai logo! – Bonnie chama, enquanto Dedenne sobe em uma pedra – Dedenne, viu alguma coisa?


— Denenenne. – nega o ratinho. Em outro ponto, Serena e Clemont estavam procurando, e Bunnelby aparece do subsolo, perto deles.


— Bunnelby? – pergunta o inventor, mas o coelho nega: não tinha encontrado Carbink ainda.


___________________________


— Krrrr. – Pinsir ergue uma pedra enorme, mas Carbink parecia não estar ali embaixo também.


— Gooodra, goodra? – Goodra pergunta a Ariados se teve alguma sorte, mas o Pokémon aranha também nega. Perto de outro lago, Pikachu se aproxima dos Lotads que nadavam por ali, também de olhos atentos.


— Pikapika?


— Lotaad. – respondem os Lotads. Em outro ponto, Florges opta pela armadilha mais clássica de todas: atrair um bagunceiro pelo estômago, colocando duas metades de uma fruta sobre uma folha em uma pedra.


— Florgesflooor? – a Pokémon jardim vai chamando, observada por Floette, que também cooperava com a armadilha.


— Loeee. – a fadinha também vai flutuando e olhando ao redor, mas as duas nem ao menos desconfiavam que Carbink estava ali, e enquanto Florges olhava pra outro lado, Carbink agarra os pedaços de frutas rapidamente e se esconde, com a folha indo parar na cabeça de outro Pokémon.


— Florgeflorgeees... floor? – Florges olha pra pedra, mas a fruta não estava mais ali, e a folha estava sobre a cabeça de um Quagsire.


— Quaagsiiire?


— Geees! – espanta-se Florges, enquanto Quagsire faz uma expressão confusa, no que a Pokémon jardim libera seu Vine Whip e vai zurzindo Quagsire, que sorri ainda mais enquanto cora ao ser atingido.


____________________________


— Biiink, caaarbiiink. – os seis Carbinks iam procurando em outra parte do pântano. Em um dos jardins próximos, os Beedrills também procuravam, quando são surpreendidos pelo Carbink travesso, que vai fazendo as abelhas de bobas, enquanto a Equipe Rocket observava com seus binóculos.


— Que Pokémon é esse que tá causando tanta bagunça? – pergunta Jessie.


— É um Carbink. – responde Meowth.


— O Pokémon joia. – completa James.


— Joia, como aquela Diancie? – espanta-se Jessie – Um segundinho... – ela começa a dar vazão a imaginação – Acho que transformar um Pokémon daquele tamanho em um anel não vai funcionar... ou num brinco, o lóbulo da minha orelha esquerda ia ficar maior que o da direita... e uma tiara? Não, me deixaria com a cabeça pontuda... mas que pena.


— Alguns dizem que o corpo dele é tão duro quanto um diamante. – lembra-lhe James.


— Isso é um fato engraçado. – sorri a arroxeada – Eu sei! – ela se aproxima de James e Meowth, e cochicha sua ideia.


— É bem disso o que eu tô falando. – sorri Meowth.


— Hora de pegar o Carbink!/Maravilha! – eles decidem, enquanto no campo, Carbink tinha acabado de tontear os Beedrills, rindo deles antes de voltar para o subsolo.


___________________________


— Flooorges. – Florges sorri ao preparar outro chamariz de frutas, dessa vez com Frutas Chesto.


— Loeloe. – sorri Floette, e nenhuma das duas repara que Carbink estava se aproximando de Florges: o Pokémon pedra parecia ter gostado de tirar com a cara daquela Pokémon.


Bihihihi... – ele ri, e logo em seguida passa uma rasteira em Florges, que é surpreendida e joga as frutas pro alto, no que todas elas caem em seu rosto.


— Quagsiiire? – Quagsire reaparece na hora errada, vendo Florges caída.


— Geees... – a Pokémon jardim se levanta, ficando irritada e lançando seu Hidden Power contra a salamandra aquática, que sorri uma vez ao ser acertado, voltando pro fundo da água quando leva o segundo golpe, enquanto Carbink ria escondido atrás de um arbusto.


__________________________

— Tiveram alguma sorte? – Ash pergunta, quando se reúne com os demais, mas todos eles negam.


— Piikachuu... – suspira Pikachu.


— Também não achamos ele ainda. – Ash fala, no que Talonflame e Noivern também voltam – Talvez ele tenha ido pra mais longe... Talonflame! Noivern! Vamos nos separar mais.


— Flaaaame./Veeeern. – os dois voltam a se afastar, dessa vez pra cobrir uma área mais ampla.


_________________________


— Agora... vamos às prioridades. – Jessie fala, enquanto James estava trabalhando em outra máquina secreta, quando os seis Carbinks aparecem ali.


— Carbiiiink! – os Pokémon joia chamam a atenção dos Rockets.


— Cidade de Carbink? – indaga Jessie, olhando para os seis – Empresta uma orelha, Meowth, por favor?


— Que estrutura. – comenta James.


— Anda, vai lá, traduz o que estão dizendo. – Jessie fala, notando que os Carbinks continuavam matraqueando.


— É... parece que um compadre Carbink desapareceu do nada. – traduz o gato – Então eles organizaram uma equipe de busca. Não é mesmo?


— Carbink carbink. – confirmam os Carbinks.


— Poderia ser o Carbink que vimos? – supõe James.


— Mas eu achei que ele... – Meowth ia falando, mas é silenciado por Jessie, que lhe tapa a boca.


— Cala a boca, a gente já falou sobre isso, deixa pra lá! – diz a arroxeada.


— Carbink, carbink carbiiiink.


— Então? Qual é a estratégia? – James pergunta, no que Jessie sorri ao olhar pra eles.


— Simples: vou usar todos os seis. – responde a arroxeada – Vamos mudar pra uma estratégia com seis vertentes agora. – ela completa, fazendo James e Meowth sorrirem malignamente: isso iria ser bom.


___________________________


— Geges? – Florges olha atentamente pro lado após colocar outra isca com Frutas Sitrus.


— Loeloe. – Floette também estava atenta, mas quando elas olham pros lados, Carbink aparece, pegando a folha com as frutas e levando-as, sendo avistado por Floette – Loeloeloeee!


— Flor? – Florges olha pra trás, vendo Quagsire aparecer de novo.


— Quagsiiire?


— Floooorgeee... – Florges prepara-se pra atirar o Hidden Power na salamandra outra vez, mas Floette a impede.


— Loette, loetteee! – aponta Floette, fazendo Florges olhar pra trás e perceber do que Floette falava.


— Florgeges! – a Pokémon jardim vê os Beedrills se aproximando, no que eles explicam o que ocorrera com eles – Florges, florgeges.


— Loeloeloe! – aponta Floette, no que os Beedrills vão na direção indicada. Perto de um dos laguinhos, Carbink estava comendo as frutas que roubara debaixo do nariz de Florges, quando é avistado e cercado pelos Beedrills.


— Carbiiiink! – o Pokémon joia começa a fugir, mas os Beedrills ficam na sua cola, cercando-o quando ele estava na superfície do lago – Carbiiiiiink! – Carbink gira tentando fazer a Sandstorm, mas em cima do lago não havia terra ou areia pra ele manipular, deixando-o indefeso. Os Ariados também se aproximam para cercar o danadinho, e Talonflame e Noivern, que viram a coisa, logo vão informar os demais.


_________________________


— Cadê você?/Pikaa! – Ash e Pikachu seguiam procurando, junto com Bonnie e Goodra, quando Talonflame se aproxima.


— Flaaaame!


— Achou o Carbink?/Gooodraa?


— Flame, talooon. – responde Talonflame, seguindo na direção onde o Carbink fora acuado.


— Bonnie, vamos lá! – diz Ash, e a menina logo se prepara pra correr atrás deles.


— Squishy, Dedenne, preciso que vocês aguentem. – a menina ia fechar a bolsinha, mas nota uma ausência – Ué? Squishy, cadê Dedenne?


— Zzzrrzrr. – responde Squishy, dizendo que não sabia.


____________________________


— Veeeeern! – em outro lado, Noivern chega onde estavam Serena, Clemont e Bunnelby.


— Achou? – pergunta o inventor.


— Noooi. – rosna Noivern, levando o grupo pra um dos laguinhos, onde os Lotads também ajudavam a cercar Carbink, quando Florges e Floette se aproximam também.


— Floooorges. – resmunga Florges, assustando Carbink, que não parecia mais todo malandro agora, dando uma risadinha sem-graça.


— Estão lá! – Ash chega com os demais – Que alívio. Estávamos procurando você. E os seus amigos também.


— Mas pra onde eles foram? – Clemont pergunta ao olhar pro lado, no que Ash e Serena também se preocupam um pouco. O inventor também nota outra coisa – Espera, a Bonnie também não tá aqui!


____________________________

 

Em uma parte mais rochosa, os Rockets estavam admirando seu novo mecha recém-construído, com seis tentáculos para anexar Pokémon.


— Que beleza. – sorri James.


— E está pronto. – diz Jessie, enquanto atrás de uma pedra, Dedenne espiava tudo.


— Nós só precisamos colocar alguns Carbinks. – completa Meowth. Dedenne olha pra outro lado da pedra, onde estava a gaiola de luz com os Carbinks.


— Nennee... – o ratinho vai correndo rapidamente até o cubo.


— Caaaarbiiiink! – o mais forte dos Carbinks tentava atravessar a parede de luz com sua Tackle, sem conseguir.


— Denne! – o ratinho chega perto, atraindo a atenção dos Carbinks – Denenneden! – ele vai até um dos cubos que formavam a jaula, começando a roê-lo pra tentar destruir a jaula, mas sem conseguir. Ele então usa o Nuzzle, mas sem sucesso, o que acaba atraindo a atenção dos Rockets.


— Um Dedenne?! – Jessie fecha a cara.


— É o da mini-pirralha. – reconhece James.


— Denne?!


— Ah, não vai não. – Jessie pega sua Pokébola – Gourgeist, Shadow Ball!


— Goooourgeist!


— Inkay, Psybeam! – James também chama seu Pokémon lula.


— Inkay, inkaaay! – os dois disparam seus ataques, mas Dedenne consegue saltar e correr.


— Denenneee! – grita o ratinho, saindo dali.


__________________________


— Dedenne? Dedenne, pra onde você foi?! – Bonnie procurava o ratinho, quando o vê correndo de volta, desesperado – Dedenne?


— Gooourgeist! – a menina vê Gourgeist e Inkay vindo atrás, enquanto Dedenne pula em Bonnie como um sinal para ela correr, o que ela faz imediatamente, evitando ser atingida por uma Shadow Ball.


___________________________


— A Bonnie tava aqui há alguns minutos. – Ash fala.


— O que quer dizer que ela não deve estar longe, certo? – supõe Clemont.


— Voltaaa! – eles olham pra um lado, vendo Dedenne e Bonnie, que pareciam estar fugindo – Não faz isso! – Clemont já ia perguntar algo, quando eles veem o Psybeam que errara a menina, vendo em seguida Inkay e Gourgeist.


— O que houve?! – espanta-se Ash, que logo sente a perturbação. Em seguida, surge o enorme robô em forma de Carbink, balançando seus tentáculos – Vocês de novo não!


— Preparem-se pra encrenca, conseguimos pegar os pirralhos de surpresa.


— Encrenca em dobro, deveriam ter suposto.


— Para proteger o mundo da devastação./Para unir as pessoas de nossa nação./Para denunciar os males de ser bonzinho!/Para estender nosso poder a esse robozinho!


— Jessie!/James!


— Equipe Rocket decolando na velocidade da luz!/Rendam-se agora, ou preparem-se pra uma luta sem igual!


— Meowth, é isso aí!


— Que coisa boba é essa? – Serena pergunta, reparando mais nos tentáculos do que no robô inteiro.


— Hah, coisa boba... olhe de novo. – diz Jessie – Coloco vários diamantes de Carbink nos braços do nosso robô. Não tem nada de bobo aqui.


— Carbiiink? – assusta-se o Carbink espoleta, percebendo que eram seus amigos que estavam ali.


— Chamamos de “Carbink-Robô Drillalizer”. – diz Jessie, enquanto todos reparam nos Carbinks presos.


Carbiiink, carbink, carbiiink! – resmunga um dos Carbinks, o que faz o travesso perceber que por culpa dele, eles caíram na mão daquelas pessoas ruins. Os Rockets entram no robô, começando a operá-lo pra atacar.


— CAAAAAR!


— É a hora decisiva. – diz Meowth, mandando um dos braços ao ataque. Ash e os demais se abaixam, e o braço soca uma pedra, esmigalhando-a facilmente.


— Maravilha! São mesmo duros como diamantes. – sorri James.


— E muito mais baratos. – diz Meowth. Eles movem outros braços, atacando os Pokémon do pântano, rechaçando-os e quase acertando alguns por um triz.


— Caaarbiink...


— Pikachu, use o Thunderbolt agora! – aponta Ash. Pikachu pula do ombro do rapaz e dispara seu relâmpago com força máxima, mas ele não consegue fazer nada com o robô – Eu não suporto eles...!


— Piiikaa. – concorda Pikachu, rosnando assim como Ash.


Esse bebê foi construído pra te deixar desorientado. – diz Meowth, enquanto nos pés do robô, Pinsir e Ariados tentavam danificá-lo com chifradas e mordidas, até serem jogados de lado – E fazem qualquer coisa que quisermos.


— Caaaaar... bink, carbink! – o Carbink espoleta toma a frente, e implora pela ajuda de todos pra salvar seus amigos.


— Goo. – concorda Goodra – Goodra, goodra! – o dragão chama os amigos pra perto e começa a sussurrar sua estratégia, com Carbink por perto pra ouvir. Ash também se aproxima, entendendo perfeitamente o plano.


— O que aqueles bobões estão fazendo agora? – desdenha Meowth.


— Manda ver, bobão. – desafia Jessie.


— Caaaarbiiiiink! – Carbink começa a girar e avança, no que Goodra sinaliza para os Lotads, Woopers e Quagsire, que disparam suas Water Guns, impulsionando Carbink, no que ele arrasa um dos braços do robô, apavorando James.


— Isso! Eles estão usando Carbink contra Carbink. – Ash sorri.


— Carcarbiiink. – o Carbink libertado se aproxima do espoleta, que acena em afirmativo. Os dois juntos começam a girar e avançam de novo.


— Goooo! – Goodra sinaliza para os amigos, que disparam a Water Gun de novo, impulsionando os Carbinks e arrasando mais dois braços.


— Ah não, não vale! – apavora-se Jessie.


— Ser duros como diamantes pode causar estragos em um bando de bobões teimosos. – o olho de Meowth estava até tremendo. Agora com quatro Carbinks, eles repetem o ataque, não apenas libertando os três últimos Carbinks, como também arrancando a proteção da cabine onde os Rockets estavam.


— Caaarbink, carbink carbinkcaar. – comemoram os Carbinks, assim como os Pokémon do pântano.


— Vamos toma-los a força! – declara Jessie – Gourgeist, Shadow Ball!


— E Inkay, Psybeam!


— Goooourgeeeist! – a abóbora fantasma lança sua bola negra, acertando os Lotads.


— Iiiiinkaaay! – a lula dispara o raio psíquico, acertando os Woopers e o Quagsire.


— Gooo!


Psybeam de novo!/Iiiiinkaaay!


— Goodragoo! – Goodra entra na frente, recebendo o ataque de Inkay, mas não sofrendo quase nada, mostrando que sua resistência tinha melhorado.


— É isso aí, Goodra. – Ash aprova – Dragon Pulse!


— Goooooodraaaa! – Goodra dispara a rajada dracônica, acertando Inkay e Gourgeist ao mesmo tempo, nocauteando-os – Goooooo! – o dragão brada para o ar, invocando várias nuvens pesadas com sua Rain Dance, fazendo chover sobre o robô.


— Por que a Rain Dance? – indaga Serena.


— Goodragoo, goodra. – Goodra fala para Ash, que se impressiona.


— Você aprendeu esse movimento sozinho? – impressiona-se Ash – Tá legal, então vamos lá!


— Carbink, carbiiink! – os sete Carbinks preparam-se pra disparar o Hyper Beam.


— Pikachu e Goodra, usem o Thunder, vai!


— Piiiikaaaachuuuuuu!/Goooooodraaaaa! – os dois Pokémon disparam um intenso trovão junto com os Hyper Beams dos Carbinks, explodindo completamente o robô e mandando os Rockets pra longe.


— O nosso robozinho era tão promissor... – lamenta Jessie.


— Não adianta nada se ele não funciona. – responde Meowth.


— Estamos decolando de novo!! – eles gritam, desaparecendo no céu.


___________________________

 

Ao entardecer, o Carbink travesso pedia desculpas aos demais, em prantos, mas os demais sorriem, dizendo que o desculpavam.


— Eles estão fazendo as pazes./Nenne. – sorriem Bonnie e Dedenne.


— Parece que essa história foi resolvida. – aprova Clemont.


— Maneiro./Que alívio. – sorri o casal Ketchum.


— Pikapikaa. – completa Pikachu. Logo depois, o grupo acompanha os Carbinks até uma caverna que ficava nos arredores do pântano, despedindo-se deles.


— Carbink cacaaarbiiink.


— Agora, por favor, não vá causar mais problemas pros seus amigos. – Ash fala.


— Biiink, carbiiink. – promete Carbink, voltando pra dentro da caverna com todos os outros.


— Se cuida!/Denneee! – Bonnie e Dedenne acenam, enquanto os Carbinks iam cada vez mais fundo na caverna.


___________________________

 

Depois, ainda de tarde, todos estavam dentro da nascente, aproveitando um belo banho natural com todos os Pokémon do lugar. Bonnie e Pikachu brincavam entre si, com Dedenne na cabeça de Goodra, enquanto os outros Pokémon de Ash também aproveitavam da água curativa. Apenas Talonflame e Clemont não estavam propriamente na água.


— Denenne! Deeeenneee! – o ratinho pula da cabeça de Goodra para a água.


— Uau, Dedenne! – Bonnie elogia o mergulho de Dedenne, enquanto Squishy nadava ali perto, também se divertindo.


— Todos merecem um tempo livre. – diz Serena – Descansem para a Liga Kalos.


— Não vai demorar muito. – diz Clemont.


— Pode apostar nisso, porque eu vou fazer o meu melhor e vou ganhar a Liga Kalos. – responde Ash, com seus Pokémon concordando cem por cento nisso.


— Goodraaagoo. – sorri Goodra.


— Não se preocupa. Com certeza vamos ganhar. – garante Ash – E conto com você também.


— Goooodraaa. – sorri Goodra, mostrando sua expressão de determinação.


— Flooorgees. – Florges entra na água, aproximando-se de Goodra e o abraçando, enquanto Floette flutua frente ao rosto do dragão, desejando-lhe boa sorte. Os Pokémon do pântano sabiam que aquele era o último dia em que Goodra estaria com eles, então estavam fazendo daquela diversão uma despedida digna.


___________________________

 

O grupo passa a noite na casa de Keanan, e no dia seguinte, prontos para partir, Goodra se despedia de seus amigos do pântano.


— Goodragoodraaa. – diz o dragão, com os Woopers, Lotads e Quagsires garantindo que tudo ficaria bem por ali, e que o amigo fosse feliz no caminho que escolhera.


— Woopewoopeeer. – o Wooper que era o melhor amigo de Goodra no pântano se aproxima, no que o dragão o ergue com seu chifre flexível – Wooperwooper.


— Gooodragoo. – garante Goodra, que também coloca sua fé em seu amigo, que ele podia ajudar a manter o pântano seguro e tranquilo.


— Flooorgees. – Florges se aproxima de novo, segurando ambas as mãos do dragão e sorrindo ternamente, assim como Floette.


— Loeloette. – sorri Floette.


— Goodra. – acena Goodra, enquanto ali perto, Keanan também se despedia do grupo de Ash.


— Boa sorte pra você na Liga Kalos, meu rapaz. – diz Keanan.


— Muito obrigado. – Ash agradece – Pode ter certeza de que eu vou vencer.


— Mas não confie demais, Ash. – alerta Clemont, fazendo Serena e Bonnie rirem. Goodra então se aproxima de Ash, e move a cabeça para Keanan para se despedir.


— Boa sorte, Goodra. Seja feliz./Bell, sprooout. – sorriem Keanan e Bellsprout.


— Gooood. – sorri Goodra.


— Confiamos em você, Ash. – Keanan sorri – Cuide bem do Goodra, como cuidou daquela vez.


— Pode contar comigo. Então, é isso. – Ash pega a Pokébola de Goodra – Você está pronto?


— Goo, dra. – confirma Goodra.


— Muito bem. Goodra, volte! – Ash recolhe Goodra pra dentro da Pokébola, que balança uma vez e então se lacra, com o botão ainda aceso, e a Pokédex apita. Ash a tira do bolso e seleciona a imagem de Gogoat, mandando-o para Pallet, e o botão da Pokébola de Goodra se apaga – Bem-vindo de volta, Goodra.


— Agora você está com sua equipe completa. – sorri Serena.


— É, vamos pra Liga Kalos!/Nenenneeee! – anima-se Bonnie.


— Eu mal posso esperar pra ver como vai ser essa edição. – comenta Clemont.


— Muito bem. – Ash sorri – Cidade de Lumiose, estamos voltando!


— É!/Pikaaa! – concordam Serena, Pikachu e os Volta. No instante seguinte, eles se despedem de Keanan e dos Pokémon do pântano, e então partem rumo ao sul.


__________________________

 

Na tarde desse mesmo dia, em Shalour, especificamente, no ginásio, uma batalha terminava nesse momento, entre Korrina e Alain, com Mega Charizard tendo jogado Mega Lucario contra a parede com seu Flamethrower.


— Rraaaarr... – o chacal volta ao normal, totalmente sem forças.


— Tão forte... – impressiona-se Korrina.


— Lucario está fora de combate, Charizard vence! – aponta Gurkinn – A vitória vai para o desafiante, Alain!


— Bom trabalho. – Alain fala para Charizard, que desce até ele, voltando ao normal. Mais energia de Mega Evolução era absorvida pela pulseira de Alain, sendo mandada para os Laboratórios Lysandre.


__________________________

 

Em seguida, cumprindo seu papel como líder, Korrina, ao lado de Lucario, segurava a bandejinha com a insígnia e a TM de Power-Up Punch.


— Aqui está a prova de que você ganhou no Ginásio Shalour: a Insígnia dos Punhos. – diz Korrina, e Alain pega a insígnia e o chip em silêncio – Agora tem oito insígnias. Vai entrar na Liga Kalos, certo?


— Sim. Para batalhar com alguém. – responde Alain.


— Eu também estou pensando em dar uma passada em Lumiose em algum momento pra assistir. – Korrina sorri – Espero que tudo dê certo, Alain.


— Ele é bem forte, sim. Com certeza vai chegar ao topo. – sorri Alain, pensando que finalmente chegara a hora de ter a batalha que queria contra o Matador de Lendários.

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


A turma volta ao pântano, e ajuda os Pokémon de lá a encontrarem um Carbink travesso para seus amigos, ao mesmo tempo salvando os Pokémon joia de outro plano furado da Equipe Rocket. Logo após isso, Goodra retorna em definitivo para o time de Ash, decidido a ajudá-lo na conquista de Kalos.

E em Shalour, Alain completa suas oito insígnias ao derrotar Korrina, com a intenção clara de enfrentar Ash na liga. Ele pode ser o espinho que pode atrapalhar o objetivo de Ash? Fiquem ligados.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...