História Pokémon Restructure: Sinnoh Arc - Capítulo 79


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Aaron, Ash Ketchum, Barry (Jun), Bertha, Braixen, Brock, Conway, Cynthia, Dawn Hikari, Delia Ketchum, Fantina, Flint, Gary Carvalho, Grace (mãe de Serena), James, Jessie, Johanna, Kenny, Khoury, Leaf (Green), Looker, Lucas, Lyra, Meowth, Nando, Paul, Personagens Originais, Pikachu, Professor Carvalho, Professor Rowan, Red, Riley, Serena, Tobias, Ursula, Zoey
Tags Amourshipping, Arceus, Ash, Batalhas, Breedershipping, Concursos, Dialga, Equipe Galáctica, Lendas, Liga, Missão, Palkia, Pearlshipping, Penguinshipping, Pikachu, Pokémon, Rivais, Romance, Serena, Sylveon
Visualizações 127
Palavras 3.951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Com a chegada de May ao Lago Valor, reunindo-se ao grupo de Ash, todos vão a um restaurante especial, onde para poderem almoçar, teriam que vencer o dono do restaurante e sua noiva em uma Batalha Pokémon. Ash e Brock, bem como Serena e Leaf, já venceram, e agora era a vez de Dawn e May batalharem.

Capítulo 79 - Maple e Berlitz, Orientadas Unidas!



— Girafarig, pode sair! – Roman lança sua Pokébola.


— Tudo bem, Drifloon, você também! – Kylie lança a sua também.


— Riiiig!/Flooon!


— Awwwn, o seu Drifloon é tão bonitinho... – arrulha May, deixando Ash, Brock e Serena um tanto espantados, pois sabiam que May morria de medo de Pokémon Fantasmas.


— Bem, fico honrada com suas doces palavras. – Kylie agradece.


— Um tipo Psíquico e um tipo Fantasma... é um par muito interessante que temos aqui. – comenta Brock.


— E do que vimos até agora, eles sabem usar bem tipos opostos. – Leaf fala.


— Está pronto, Piplup?/Luuuup! – Dawn olha para o pinguim, que estufa o peito e entra no campo – Pipipluup!


— E eu vou com o Blaziken! – May lança sua Pokébola.


— Blazikeeeeen! – o poderoso galo de briga aparece, impressionando Piplup e Dawn.


— Blaziken? Ele é tão grande... – a azulada puxa sua Pokédex.


Blaziken: o Pokémon chama, é a forma evoluída final de Torchic. Chamas jorram de seus pulsos e envolvem seus braços, fazendo seus socos queimarem os inimigos.


— “Então esse é o primeiro Pokémon da May...” – pensa Dawn, que então repara no bracelete que Blaziken usava: Mega Pedra.


— Uau, já faz tanto tempo.../Piiika. – sorriem Ash e Pikachu.


— O Blaziken também parece estar mais forte. – comenta Serena. Blaziken olha para Piplup, esperando que o pequeno pinguim fosse forte o bastante pra ser seu parceiro de briga; ele olha pra trás, acenando para Ash, Serena e Brock, olhando em seguida para Pikachu e pensando em depois lembrar ao rato amarelo que ele lhe devia uma briga.


— Uma dupla tipo Água e tipo Fogo, as mesmas regras se aplicam aqui, tudo bem? – diz Roman.


— Por nós, tudo bem. – responde Dawn, e May também acena em afirmativo.


— Que comece a batalha...! – o juiz se interrompe quando todos ouvem o que parecia uma explosão vinda de dentro do salão de refeições. As portas se abrem, deixando sair a fumaça escura enquanto um dos garçons sai.


— Roman! De alguma forma, cada pedacinho de comida da cozinha foi roubado!


— Quê?! – espantam-se Roman e Kylie.


— Nossa comida?!/Pika?! – Ash e Pikachu arregalam os olhos.


— Essa não! – exclama Serena, e o casal logo sente uma intenção assassina muito conhecida.


Eu vou dizer, ninguém rouba minha comida e sai assim! – rosna May, envolvida por uma densa aura flamejante.


— Acho que a May virou um tipo Fogo... – comenta Dawn, assustada ao ver May com tanta raiva.


— Se tem uma coisa que tira a May do sério, é alguém roubar a comida dela. – explica Brock.


— O que aconteceu com a nossa princesa?/Luuup. – preocupam-se Dawn e Piplup, enquanto May estava decididamente prestes a matar alguém.


________________________________

 

A batalha é interrompida e todos entram no saguão, vendo o enorme buraco que fora aberto na parede, além das mesas e cadeiras bagunçadas, junto com a decoração arruinada.


— Que bagunça... – espanta-se Leaf. Logo, o chef de cozinha vem correndo até o saguão.


— Aahhh, eu sinto muito, Sr. Roman, mas os nossos pãezinhos, a nossa sopa, o nosso prato principal e até a sobremesa sumiram, roubados bem debaixo de nossos olhos e narizes! – desculpa-se o cozinheiro.


— Oh, que tragédia! – Roman se ajoelha no chão, desolado – Como isso foi acontecer? Aquela comida era para o deleite dos nossos clientes vitoriosos...


— É, você tá certo! – May estende uma Pokébola – E eu vou trazer nosso almoço de volta!


— Munchlaaaaax! – o ursinho gordo aparece, abrindo um grande sorriso.


— Pika? Pika! – Pikachu salta do ombro de Ash e vai até Munchlax, cumprimentando-o.


— Muuunch! – sorri Munchlax.


— Ainda bem que você tem um Munchlax também. – sorri Kylie.


— Você vai chamar o seu Munchlax? – pergunta May.


— Tudo bem. – Kylie lança sua Pokébola – Pode sair, meu querido Munchy!


— Munchlaaaax!


— E aí, May? O que você vai fazer? – pergunta Ash.


— Só assista, Ash. – sorri May – Então, Munchlax, eu sei que você se lembra daquele delicioso cheiro, por isso, eu quero que você o siga usando Odor Sleuth.


— É uma ideia maravilhosa. – sorri Kylie – Tudo bem, Munch querido, vá junto e ajude a seguir aquele cheiro também.

 

Os dois Munchlaxes logo se colocam pra trabalhar, indo farejar cada canto relevante, principalmente em volta das mesas caídas, até que o Munchlax de May consegue captar algo.


— Munchlaaax!


— O Munchlax encontrou o cheiro. – sorri Serena.


— É como um radar! – impressiona-se Leaf. Enquanto isso, o Munchlax de Kylie continuava tentando achar algo.


— Ei Kylie, o que o seu Munchlax tá fazendo? – pergunta Dawn.


— Eu acho que o olfato do Munchlax de vocês é melhor... – lamenta Kylie.


— Ou o mais esfomeado. – diz Brock.


— Como é que é? – reclama May, claramente corada por não poder refutar, afinal, seu Munchlax comia tanto quanto ela própria.


___________________________________

 

Seguindo o Munchlax de May, todos correm para fora do restaurante. O ursinho gordo segue farejando o aroma no ar, e pega a direção exata da comida.


— Laaaax!


— Você encontrou! – sorri May.


— É isso aí, Munchlax./Que legal. – dizem Ash e Dawn.


— Esse Munchlax é demais! – cumprimenta Kylie – Meus cumprimentos a você como Treinadora.


— Obrigada, Kylie. Agora é só deixar tudo com a gente. – diz May – Vamos ter nosso almoço de volta até a hora do almoço.


________________________________

 

Na direção pra onde o grupo estava seguindo, a Equipe Rocket aproveitava do que tinha roubado, tendo levado inclusive uma das mesas com quatro cadeiras do restaurante. Jessie, James, Meowth e os cinco outros Pokémon estavam limpando a comida da mesa.


— É uma delícia!/Bom demais!/Minha boca morreu e foi pro céu! – dizem os três.


— Tem provisões suficientes naquela caixa de gelo pra alimentar a todos nós. – James olha para a geladeira roubada.


— Um por todos!/E todos pela comida! – eles bradam. Nesse momento, Munchlax é o primeiro a chegar onde os Rockets estavam, seguido por todo o grupo.


— Ah não, eles não! – exclama May.


— Equipe Rocket! – exclama Ash.


— E gorduchos também. – diz Dawn. Os Rockets se dão conta de que não estavam sozinhos e logo todos eles começam a comer com rapidez para impedir que a comida fosse levada de volta, deixando o sexteto estarrecido, principalmente May.


— Graças a vocês, não conseguimos relaxar e aproveitar nossa refeição. – Jessie fala, retocando seu batom.


— Eu só quero saber se vocês têm antiácido, pirralhos. – diz James.


— Vocês vermes, nunca mudam! – brada May – Seus palhaços, ainda não aprenderam nada?!


— É a voz da pirralhete obsoleta que eu ouço?


— Sua data de validade já me deu até soluço.


— Com o vento./Passando pelas estrelas!/Roubando você!/Levando o caos para toda e qualquer parte./Porque eliminar a esperança é a nossa arte./Uma pétala de rosa é o que há de mais belo no mundo./A destruição mundial é o nosso trabalho imundo.


— Jessie!/James!/E Meowth, que é o meu nome.


— Tirando de todas as pessoas a fé.../Somos a Equipe Rocket.../E estaremos no seu pé!


— Woooooooobbuffet!


— Talvez eles tenham mesmo mudado.../Muuunch. – dizem May e Munchlax.


— Não há tempo pra ficar impressionada, May./Luup. – dizem Dawn e Piplup.


— Ei, olhem ali! – Brock aponta para a geladeira.


— Uma geladeira? – Leaf levanta a sobrancelha.


— E é aí onde toda a nossa comida roubada deve estar! – acusa May, no que os Rockets vão pra frente da geladeira.


— Até os ladrões se preocupam com produtos perecíveis. – fala Jessie.


— Seviiiipeeer!/Caaaarniiii! – os dois se colocam frente ao quarteto a quem pertenciam.


Por que... vocês... tem que ser tão chatos?! – indigna-se May.


— Por acaso esqueceram como é sentir fome? – questiona Ash.


— Vamos pegá-los. – Serena puxa uma Pokébola, assim como Brock e Leaf.


— Esperem! – diz Dawn, detendo os amigos – E quanto a nossa Batalha em Dupla?


— É, vamos, é a nossa vez. – concorda May.


— Tudo bem. – diz Ash.


— Ok, vamos olhar e depois comer. – concorda Brock.


— Vai, Glaceon, assuma o palco!/Glaaaace! – o Pokémon neve fresca aparece da Pokébola.


— Bela escolha. – Dawn também lança a sua – Buneary!


— Buuuuunearyyy!


— Seviper, Poison Tail!/Carnivine, Bullet Seed!enquanto Seviper se lança para o golpe de cauda, Carnivine dispara uma saraivada de sementes.


Ice Beam, vocês dois! – instruem May e Dawn. Os dois Pokémon liberam um grande raio congelante, atingindo Seviper e Carnivine, jogando-os contra os Rockets e prendendo todos no gelo – Agora Glaceon, use Iron Tail!


— Glaaaaaceon! – Glaceon avança e joga os Rockets pro ar com sua cauda metalizada.


— Buneary, Jump Kick! – a coelha dá um grande salto, alcançando o bloco de gelo, e então o atinge com um chute forte, mandando os malandros pra estratosfera.


— Congelando depois da refeição...


— Eu prefiro o tom do On The Rocks...


— Depois de vencer na Copa Wallace, vou acabar com eles...


— Wooobbuffeeet...


— Decolando no gelo!! – eles desaparecem no céu.


— Vocês conseguiram! – aprova Serena. Buneary se aproxima de Pikachu, que estava no chão, e novamente volta a paquera-lo, fazendo o rato amarelo entrar em defensiva enquanto May, Dawn e Glaceon se aproxima.


— Puxa, a Buneary gosta do Pikachu? – indaga May.


— Fazer o quê... – Dawn dá de ombros – Mas isso sempre dá problemas.

 

Como se pra provar as palavras de Dawn, a Pokébola de Serena se abre e Sylveon se coloca frente a Pikachu, rosnando para Buneary, que fecha a cara e eleva a voz.


— Vocês duas, não vão começar com isso agora! – Serena segura Sylveon, enquanto Dawn contém Buneary.


— Mas sobre a batalha, vocês duas foram ótimas. – Leaf fala.


— Sim, como se já fossem uma equipe há muito tempo. – diz Ash.


— Obrigada. – Dawn sorri para May – Ninguém mexe com o nosso almoço.


— É uma boa inspiração, não é? – May pergunta, levemente encabulada.


_________________________________

 

Com a ajuda de seus Pokémon, o grupo leva a geladeira e toda a comida de volta para o restaurante, recebendo numerosos elogios e agradecimentos do chef de cozinha.


— Estamos em débito com todos vocês. – agradece Roman.


— Na verdade foram a May e a Dawn que fizeram todo o trabalho./Piiikaaa. – dizem Ash e Pikachu.


— Não esqueçam os Pokémon. – lembra Dawn.


— Todo mundo merece o crédito. – sorri May.


— Eu e o Roman estivemos conversando e tomamos uma decisão. Em forma de agradecimento, nós gostaríamos que fizessem a refeição sem ter que batalhar. – sorri Kylie.


— Legal, legal, legal! – Dawn e May comemoram.


— Muito obrigado por esperar até agora, estômago... – brinca Ash.


— A comida sempre parece ter um gosto melhor quando se espera, e nós esperamos. – diz Brock.


— Então, eu vou começar a preparar imediatamente. – diz o cozinheiro – Não vai demorar muito.


— Já que é o jeito... – lamenta Serena.


— Sentimos muito, mas toda a nossa comida deve estar sempre fresca. – desculpa-se Roman.


— Só há uma coisa a fazer. – sorri Dawn.


— Vamos ter que batalhar em dupla agora. – acompanha May, surpreendendo Roman e Kylie.


— Agora? É sério?


— É claro que sim! – concordam as meninas.


_________________________________

 

De volta ao campo de batalha, as duas duplas de Pokémon: Girafarig e Drifloon, Blaziken e Piplup, estavam posicionadas para fazer sua batalha. Ash, Serena, Leaf e Brock resolvem assistir enquanto esperam a comida ficar pronta.


— Vamos usar o método de antes, movimentos simultâneos. – diz Roman.


— Certo! – concordam as meninas.


— Muito bem, comecem a batalha! – sinaliza o juiz.


— Agora Girafarig, use Bite!/E Drifloon, use o Constrict!


— Blaziken, Blaze Kick!/Piplup, Bubble Beam!

 

O galo de briga se prepara pra atacar enquanto Girafarig corre em sua direção. Piplup, do lado, dispara o jato de bolhas, mas Drifloon gira e afasta as bolhas com seus tentáculos, deixando Dawn e os demais surpresos.


— Pip? Pip? – o pinguim é rapidamente agarrado pelo fantasma-balão.


— Piplup, não!


— Keeeen! – Blaziken usa seu chute, mas Girafarig desvia e gira, avançando com a segunda cabeça, que morde sua perna – Blaaaa!!


— May, você tem que reagir rápido! – avisa Serena. Girafarig completa a mordida, e Blaziken acaba sendo arrastado pra trás com a explosão de energia liberada. May não tinha como não comparar aquele Girafarig com o seu próprio, que também tinha uma rápida reação defensiva.


— Esses ataques fizeram um excelente trabalho em demonstrar as aparições únicas do Girafarig e do Drifloon. – avalia Brock.


— E como. Não tem como não reparar nisso. – concorda Leaf.


— Dawn e May, deem um contragolpe! – incentiva Serena.


— Muito bom, você não achou? – sorri Roman.


— Não escaparam do truque Constrict do meu querido Drifloon. – comenta Kylie.


— Vamos ver. – sorri Dawn – Piplup, Whirlpool!


— Piiiiiiip... luuuuuuuup! – o pinguinzinho libera o poder de seu corpo, criando o enorme redemoinho, que envolve completamente Drifloon.


— Meu querido Drifloon! – preocupa-se Kylie. Não demora para Girafarig também ser arrastado pela água. Piplup afunila o redemoinho ao manda-lo pro ar, deixando Girafarig e Drifloon sofrendo com os giros da água.


— Agora Dawn, quero que faça o Piplup usar o Bubble Beam mais uma vez, tá bom? – diz May – Eu tenho a combinação perfeita que vai acabar com isso de uma vez por todas.


— Entendi. – concorda Dawn – Piplup, Bubble Beam!


— Piiiiiplupluplup! – o pinguinzinho gira e dispara seu jato de bolhas, que ao mesmo tempo em que atinge os adversários no ar, espirala em volta deles como um redemoinho de bolhas.


— Agora Blaziken, salte! – sorri May, e o galo de briga dá um enorme salto, acima de onde Girafarig e Drifloon eram castigados pelo ataque de Piplup – Fire Spin, já!


— Blaaaaaazikeeeeen! – Blaziken dispara o tornado de fogo, que envolve os oponentes, e os elementos opostos rapidamente liberam a violenta energia de reação.


— O Fire-Water Whirlwind!/Pikaa! – sorriem Ash e Pikachu.


— Já tinha ouvido sobre isso antes, que poder incrível... – admira-se Dawn, olhando para o intenso redemoinho de fogo e água, que finalmente explode, levando Girafarig e Drifloon. Blaziken volta para o lado de Piplup, e quando a fumaça cessa, a girafa e o balãozinho estavam caídos no chão, completamente desmaiados.


— Girafarig e Drifloon estão fora de combate, o que quer dizer que as clientes venceram! – sinaliza o juiz.


— Conseguimos!/Toca aqui, May! – as duas fazem o high-five da vitória, enquanto Blaziken ergue Piplup em seu braço.


— Blaziken./Pip, pip, pipluuup.


— Meus parabéns as duas. – aplaude Serena – Aquele Fire-Water Whirlwind foi incrível.


— E ainda mais polido do que no Grande Festival. – compara Brock.


— É, foi uma batalha maravilhosa. – concorda Roman.


— Uma competição intensa que raramente experimentamos. – sorri Kylie. As portas do saguão de refeições se abre, e o maitre se apresenta.


— Senhoras e senhores, informo que o almoço acaba de ficar pronto. Por aqui, por favor.


— Legal! – May e Dawn sorriem.


— É, mal posso esperar!/Pikaaa! – sorriem Ash e Pikachu, enquanto Serena não conseguia não sorrir de orgulho para May e Dawn.


_______________________________

 

De noite, após a maravilhosa refeição, o sexteto estava no incrível hotel às margens do Lago Valor. Antes, Leaf havia promovido um reencontro entre May e Grumpig (lê-se: ex-novo tipo de demônio), fazendo a castanha sorrir ao ver o suíno modificado, que se lembrava bem da hoenniana, que tantas vezes o ajudou com sua pérola. Da sacada de seu quarto, eles observavam não apenas o céu, como também a belíssima Arena de Torneio do Lago Valor, e May logo procura algo em seu bolso.


— Ei, Ash. Ainda tem isto? – May ergue a sua metade da Medalha Terracota.


— Sim, mas é claro. – sorri Ash, pegando a sua metade e juntando-a com a de May, completando a medalha.


— Espera, então vocês dois devem ter competido! – espanta-se Dawn.


— Foi na cidade de Terracota, no meu último dia em Kanto. – responde May – Desde que eu fiquei sozinha, isso tem sido o meu talismã de boa sorte. Ele me faz lembrar do quanto eu aprendi com o Ash, a Serena e o Brock nessa jornada.


— Quando vimos a May pela primeira vez, ela estava começando a Jornada Pokémon, assim como você, Dawn. – explica Brock.


— Eu guardo a fita que a minha mãe me deu como um talismã de boa sorte. – Dawn olha para a fita da mãe – As fitas parecem ser carregadas de experiências e lembranças. Ela sempre me dá força...


— É a mesma coisa pra mim. – diz May – Esta fita incrível tem me ajudado por toda a região de Johto. Aliás, Ash e Serena, vocês ainda são muito famosos por lá.


— Ah, que é isso... – Serena cora.


— E Dawn, pense só, eu vou conseguir ver a apresentação dos seus Pokémon, e isso antes do que eu pensava. – sorri May.


— Eu também estou ansiosa pra ver como seus Pokémon melhoraram no palco, May. – Serena fala, no que May acena em afirmativo.


— E Ash, não se esqueça que você também deve entrar na Copa Wallace. – lembra Leaf, atraindo a atenção de May.


— Ash, você vai entrar? – pergunta a hoenniana.


— O Wallace disse que eu deveria entrar na Copa Wallace com o Buizel. – responde Ash.


— O Wallace te disse isso?! – espanta-se May. Os demais então lhe contam sobre o encontro que tiveram com o Mestre do Torneio antes de chegarem no Lago Valor, e ficam nessa conversa até irem dormir.


_________________________________

 

No dia seguinte, a cidade do Lago Valor começava a se encher de espectadores, turistas e, é claro, os Coordenadores, e a equipe de Rhonda estava mais uma vez ali a trabalho para as edições especiais do Sinnoh Agora.


— Diretamente do Lago Valor, é Sinnoh Agora! – Rhonda sorri para a câmera – Apenas vinte e quatro horas antes da Copa Wallace começar, a animação aumenta a cada segundo. Como adoradores do sol em um dia perfeito na praia, fãs e Coordenadores estão começando a se reunir às margens deste fabuloso resort! Durante os próximos três dias, esta pacata comunidade se transformará em um local repleto de atividades, por isso, se planejam vir, venham agora!

 

Tal como Rhonda havia dito, muitos fãs já rodavam pelas várias barraquinhas de lanches e lembranças montadas próximas a Arena Valor. Sentada em um banco, May devorava um biscoito gigante, ao lado de Munchlax, que tinha outro igualmente grande. Piplup comia um menor, e mesmo o de Dawn sendo relativamente menor que o de May, ela não estava comendo, começando a se preocupar de novo. Enquanto isso, Brock atacava a moça da barraca de crepes.


— Ó moça, mesmo que eu estivesse envolto em seus crepes, eu me sentiria livre. – a moça fica com uma expressão confusa, até que Brock é vítima do conhecido golpe – Aagh! – ele escorrega para o chão e desmaia – Livre de dor, é isso...


— Crooaoaoaoooaa... – o sapo lutador puxa o moreno pra longe, marcando outro momento da lista de vexames de Brock.


— Quem poderia imaginar? – May dá um sorriso sem-graça – O Croagunk está fazendo o trabalho do Max. – a castanha se vira para Dawn, que estava calada – Não está com fome?


— Não tô com apetite... – responde Dawn.


— Munch?/Pip?


— E aí, pessoal? – elas se viram para Leaf, que se aproximava segurando sua Pokédex.


— Mais informações pra coletar, Leaf? – sorri May.


— Sempre. Ainda mais com toda essa movimentação. – responde Leaf – O Gary pode conseguir formular boas teorias com isso. Ei, onde está o nosso Casal Vinte?


— Tenda de inscrição. – responde May.


_________________________________

 

De fato, em meio às várias fãs de Wallace que andavam por perto da arena, Ash e Serena terminavam de formalizar suas inscrições para o torneio do dia seguinte.


— É, já estou inscrito./Pikapika!


— E amanhã vai ser o dia de mostrar do que somos feitos. – Serena sorri.


— Chamou alguém do laboratório? – pergunta Ash, no que Serena acena em afirmativo.


— Mas vão ter que esperar pra ver. – pisca a kalosiana.


— Ash, Serena! – eles se viram, vendo a conhecida ruiva – Já faz tempo.


— Oi, Zoey./Pikapika! – o casal e Pikachu acenam para Zoey, que se aproxima.


— Não me diga que você também vai entrar na Copa Wallace, Ash.


— Vou sim. – sorri Ash – Encontramos o Wallace outro dia e ele me disse que eu deveria participar com o Buizel.


— Vocês conheceram o Wallace, incrível. – sorri Zoey.


— Queria que você também estivesse presente, Zoey. – diz Serena – Foi um encontro inimaginável.


— E seguindo o conselho do Wallace, eu quero tentar uns movimentos novos com o Buizel. – Ash fala – E quero fazer isso em um torneio de verdade.


— Entendo. Eu finalmente entendi que preciso aprender tanto com os torneios quanto com as batalhas pra poder chegar a ser uma Top. – admite Zoey – Eu meio que recusava... e lá estavam vocês me lembrando disso o tempo todo. Me desculpe, Ash.


— Que isso, Zoey, são águas passadas. – sorri Ash – Você é nossa amiga, isso não vai mudar.


— Não vai mesmo./Pika. – garantem Serena e Pikachu.


— Zoey? – eles se viram para Dawn, que chegava com May, Leaf e Brock – Você finalmente veio também, hein?


— É bom ver você. – diz Brock.


— Quero que conheça uma amiga. – Dawn aponta para May – Zoey, imagino que já tenha visto May Maple, não é? Ela também vai participar da Copa Wallace.


— Já ouvi falar muito a seu respeito. Olá. – sorri May.


— Oi, é uma honra conhecer mais uma Top-Coordenadora. – sorri Zoey, trocando um aperto de mão com May. Apesar de terem a mesma idade, Zoey era mais alta que May – Sua vitória no Grande Festival Kanto foi muito comentada, e sua batalha com a Serena foi classificada como a melhor dos Grandes Festivais deste ano.


— Não é pra tanto, é? – May sorri.


— Muito pelo contrário, isso foi bem comentado em Sinnoh. – Dawn fala.


— Se a Marina Crystalia estivesse aqui, você teria toda a sua escola reunida, não é, Serena? – brinca Zoey.


— Eu nem tava pensando nisso... – cora a kalosiana.


— E você é...? – Zoey repara em Leaf.


— Ah, essa é a Leaf Green. – Dawn a apresenta – Ela é da cidade de Pallet como o Ash, e também está disputando os ginásios de Sinnoh.


— Além disso, ela viaja coletando dados para preencher a Pokédex. – explica Serena.


— Muito prazer, Zoey. – Leaf estende a mão.


— Prazer em te conhecer, Leaf. – a ruiva responde ao cumprimento – Dawn, eu presumo que já tenha feito a sua inscrição, certo?


— Pode apostar. – confirma Dawn.


— É isso aí. – aprova Zoey.


— Uau, esse vai ser um torneio incrível, não é? – todos se viram pra quem chegava naquele momento, vendo uma conhecida loira de dezenove anos.


— Oi, Nicole! – acena Serena.


— É um prazer ver vocês aqui, Serena, Zoey e Dawn. – ela se aproxima, cumprimentando as três moças, olhando para May em seguida – May Maple? Você também está em Sinnoh?


— Oi, muito prazer. – sorri May.


— Nicole já disputou com a Serena em Johto, e também enfrentou a Misty na Copa Redemoinho. – Ash explica para May.


— Eu devia ter imaginado que você também estaria aqui. – comenta Serena – Sendo um ambiente aquático, é perfeito pra você.


— Não é apenas o torneio ou o ambiente. – confessa Nicole – Afinal... é do Wallace que estamos falando, né?


— É, eu sei bem o que quer dizer. – admite Zoey, no que as cinco Coordenadoras dão risadinhas ao pensar no Mestre do Torneio. Ash então percebe a presença de mais alguém, e vê um certo loiro de terno se aproximando da tenda de inscrição.


— Parece que outro Top se juntou a parada. – comenta o palletiano, e as atenções das Coordenadoras se dirige para Chaz, que apenas dá um sorrisinho com os olhos fechados antes de olhar especificamente para Serena e May, também Top-Coordenadoras, causando um certo frisson no ambiente, o que deixa Dawn mais tensa: três Top-Coordenadores no mesmo torneio era sinal pra um evento de grandes proporções.


_________________________________

 

De noite, outra criatura também já estava pronta para o torneio, tendo colocado seu esdrúxulo vestido campestre.


— Coordenadora extraordinária!/Mimime mimime! – sorri Jessie, imitada por Mime Jr. – Afinal, eu consegui ganhar o Torneio Solaceon graças ao seu disfarce de jurado chato. – ela olha para James e Meowth, que empalidecem – Você realmente deu um jeito na Equipe Rocket, não foi? E é claro, dessa vez, vocês vão dar outro jeito na equipe.


— De novo? – balbucia James. Ele e Meowth se entreolham e finalmente decidem acabar com isso – Desculpe, mas não!


— Não bata na gente!/Mimiiime! – secundou Meowth, sendo imitado por Mime Jr.


— Nós não fizemos nada no Torneio Solaceon. – admite James – Você conseguiu vencer por seu próprio mérito.


— Já que você não sabe o que isso quer dizer, você venceu aquele torneio com suas habilidades de Coordenadora. – explica Meowth.


— Minhas... habilidades? – espanta-se Jessie.


— Woooooobbu! – confirma Wobbuffet, deixando a arroxeada ainda mais abismada. Se ela havia vencido sem que James e Meowth fizessem alguma coisa, isso significava que ela era boa mesmo, e que poderia sim vencer a Copa Wallace. A poucas horas da competição, com grandes Coordenadores reunidos, o maior evento dos torneios depois dos Grandes Festivais estava prestes a se iniciar.

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Apenas mais um dia para a Copa Wallace, e na véspera, muita gente de peso já vem fazer sua inscrição, além de nossas protagonistas. Com esse time de Coordenadores, o que esperar do grande torneio, que está apenas a algumas horas de distância? Fiquem ligados.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...