1. Spirit Fanfics >
  2. Pokémon Restructure: Unova Arc >
  3. Caos Dracônico! Ash e N VS Equipe Plasma

História Pokémon Restructure: Unova Arc - Capítulo 116


Escrita por:


Notas do Autor


Após a reintegração de Charizard, que estará viajando ao lado de Ash dessa vez, o grupo segue com sua viagem em direção às Ruínas Brancas, estando prestes a chegar ao ponto onde se separariam de N, enquanto outras pessoas tem outros planos em andamento.

Capítulo 116 - Caos Dracônico! Ash e N VS Equipe Plasma


Em um local desértico, onde só havia o que parecia um pequeno laboratório, Colress estava testando as melhorias em sua máquina, acompanhado por Aldith e observado por Ghetsis na tela.


— Alvo confirmado. Travado. Disparando, agora. – ele dispara um raio de sugestão mental em um dos três Pokémon cobaias: Scolipede. No instante seguinte, a lacraia gigante estava com os olhos furiosos, sinal de que estava sob o controle de Colress – Aumentando o nível de potência.


— Scoooooliiiipeeeeede! – após receber mais um raio de supressão mental, ao mesmo tempo fazendo a força de Scolipede aumentar, esta dispara um tremendo Solar Beam no vidro reforçado, que apesar de não ter nem ao menos rachado, faz Colress dar uma pequena risada, enquanto os outros dois Pokémon presos, um Deerling e um Maractus, se encolhiam de medo.


— Os números são inferiores ao que eu esperava, mas... são aceitáveis. – Colress olha para os dados em seu monitor, antes de desativar o controlador, no que Scolipede volta ao normal, para alívio dos outros dois Pokémon. Colress então olha para a tela – Lord Ghetsis, acho que deveria testemunhar isso. Usando ondas eletromagnéticas para criar pressão na cobaia de testes, nós elevamos o poder pra potência máxima. Anteriormente, as ondas eletromagnéticas emitidas por este dispositivo afetavam qualquer Pokémon nas imediações, mas agora, podemos fazer testes específicos nas cobaias graças a meus aprimoramentos.


Hn. – Ghetsis apenas acena levemente.


— Eu tenho uma teoria: as ondas cerebrais dos Pokémon são divididas em quatro grupos, que são ondas alfa, ondas beta, ondas gama e ondas delta. – explica Colress – A chave para o sucesso deste dispositivo, é que ele suprime as ondas alfa, enquanto amplifica as ondas gama e delta.


Colress, por favor, pule os detalhes e vá direto ao ponto. – exige Ghetsis.


— Tudo bem... eu tenho obtido sucesso em mirar um Pokémon específico e maximizar seu poder. – diz Colress – E eles estão sob nosso controle o tempo todo.


Então eu sugiro que deixe Aldith fazer um teste. – diz o homem de monóculo vermelho.


— Sim, lorde, como queira. – Aldith responde solicitamente, no que logo depois, o dispositivo é carregado no jato particular da Equipe Plasma.


_____________________________

 

Três dias se passaram desde a reintegração de Charizard ao time de Ash, agitando ainda mais os treinos de Ash e Serena para a Liga Unova, mas o dragão de fogo tinha Pikachu, Braixen e Sylveon como seus principais adversários de treinamento. Além disso, o monstrão assumiu pessoalmente o treinamento de Pignite para torna-lo um tipo Fogo que fosse temido por qualquer adversário de Ash.

 

Não querendo ficar para trás, Dewott e Servine também estavam duro nos treinamentos, além de Krookodile, que fora chamado de volta no lugar de Boldore, e que também passara a treinar junto com Charizard. Serena também trouxera Mienfoo de volta, no lugar de Lampent, pois esta queria muito voltar a treinar com Haunter, embora Ash e Serena tenham percebido o real motivo da Pokémon lampião estar importunando mais o gasoso. Junto com N, o grupo estava para chegar na próxima cidade.


— Assim que chegarmos na próxima cidade, vamos tomar caminhos separados, não é, N? – pergunta Cilan.


— Isso mesmo. – confirma N – O caminho pelo qual estou indo fica um pouco além da cidade Driftveil.


— Nossa... acho que isso quer dizer “adeus”./Axeew. – Iris e Axew lamentam.


— E vocês vão para as Ruínas Brancas, não é isso? – N olha para Ash.


— Vamos sim./Pikapika. – Ash e Pikachu respondem.


— Gostaria que pudéssemos continuar a viajar juntos. – diz a morena – Não é, Axew?


— Axewew. – concorda Axew.


— Infelizmente, não será possível, já que o N também tem coisas importantes a resolver. – diz Serena.


— É, você tá certa. – concorda o esverdeado.


— Então, eu sugiro um jantar de despedida assim que chegarmos a cidade. – diz Cilan – Vou preparar uma festa da culinária que jamais esquecerão.


— Isso eu gostei de ouvir./Piiika. – Ash e Pikachu se animam.


— Parece maravilhoso. – concorda N – Sua comida é tão deliciosa que a gente nem quer parar de comer.


— Então, quando chegarmos, vamos aproveitar. – Ash fala, e os cinco humanos seguem pela estrada, já avistando a próxima cidade.


______________________________

 

Sentado em sua poltrona frente à tela de comunicação, Ghetsis ainda pensava em seus planos atuais, que estavam indo a todo vapor. Lembrara do fracasso da Equipe Rocket, do qual fora informado, mas também consciente de que ainda haviam operativos deles em Unova. Mas para Ghetsis, essa era a melhor oportunidade de levar adiante seu plano mestre.


— As equipes estão prontas para passar seus relatórios, senhor. – informa um agente. Ghetsis acena com a cabeça, e logo o primeiro líder de operação surge na tela.


Lord Ghetsis. Lamento, mas ainda não conseguimos encontrar a localização de N.


— Então devem encontra-lo. – diz Ghetsis – Quanto antes conseguirmos colocar as mãos nele, melhor.


Sim, senhor. – ele responde, e logo a comunicação passa para outro lugar, com outro agente.


Lord Ghetsis, lamento, mas não conseguimos localizar nosso alvo para o Projeto G. Agora, estamos expandindo nossas buscas, incluindo a área C-19.


— Muito bem.


Nossos experimentos pro Projeto F em Unova oriental estão prestes a começar. Agora, estamos coletando dados.


— Estou ansioso por boas notícias.


Sim, senhor. – ele responde, e a imagem muda para um agente que parecia em fuga.


Senhor, o local secreto no noroeste foi atacado. – informa o responsável – Foram aqueles dois Treinadores da cidade Aspertia.


— Esses também tem sido um grande problema. – rosna Ghetsis – Devemos colocar a Tríade das Sombras atrás deles... unam-se ao grupo que está nas Ruínas Brancas.


Sim, senhor. – concorda o agente, e a imagem muda para outro.


Relatório das Ruínas Brancas. – informa o responsável, enquanto outro agente olhava com um binóculo na direção das ruínas – A equipe de escavação ainda não encontrou nada, senhor.


____________________________

 

Nas ditas ruínas, Cedric trabalhava duro na escavação, junto com sua equipe, que estava empenhada ao máximo.


— Vejam! – Cedric para de cavar por um instante e aponta para um local – A descoberta do século!


— O senhor conseguiu, Prof.º Juniper! – anima-se um dos operários.


— Ainda não foi descoberta. – completa Cedric, desanimando todos – De volta ao trabalho.


____________________________


Eu acho que ainda vai levar algum tempo até ele encontrar alguma coisa.


— Fiquem de olho nos pesquisadores, não percam nada. – ordena Ghetsis – Assim que o Prof.º Juniper encontrar o que está procurando, me informem no mesmo instante.


Sim, Lord Ghetsis. – a comunicação termina, e Ghetsis se põe a pensar nas informações recebidas, bem como naqueles que estavam se opondo ativamente a Equipe Plasma: não bastava para ele o sumiço de N, mas também o perigo representado pelo jovem Guardião de Aura, o que significava estar na mira dos G-Men por tabela (com estes também procurando ativamente por eles em Unova), e agora, dois outros Treinadores que desmantelaram um de seus esconderijos, segundo ele foi informado, por vingança.


_____________________________

 

Chegando na cidade, o grupo se surpreende ao ver a entrada bloqueada e a Oficial Jenny patrulhando a ponte, fazendo sinal para que parassem.


— Eu sinto muito, mas esta ponte está fechada.


— Mas por que, Oficial Jenny? – pergunta Cilan, no que Ash franze um pouco o semblante: não sentia boas vibrações da cidade.


— Eu receio que um Haxorus furioso esteja aterrorizando a cidade. – responde a policial.


— Um Haxorus? – espanta-se Iris.


— Correto. – confirma Jenny – Haxorus quer destruir tudo o que esteja em seu caminho. O motivo da sua atual fúria é desconhecido.


— Que perigo. – comenta Serena.


— Tem que haver alguma razão pra ele estar agindo dessa maneira. – Iris argumenta – Não existe um Pokémon tipo Dragão malvado.


— E nenhum Pokémon atacaria sem um motivo, exceto se for por influência externa. – comenta Ash.


— Temos que descobrir o porquê! Tenho certeza que o Haxorus vai se acalmar. – Iris fala.


— Não temos a menor ideia. – Jenny fala – Mesmo assim, não posso deixa-los atravessar a ponte.

 

Ash olha para N, que faz a mesma expressão séria que ele, tendo pensado na mesma coisa. Espiando tudo de uma distância segura, os Rockets sorriam.


— Acontece toda vez que seguimos o Pikachu. – diz Jessie.


— A coisa tá ficando interessante. – sorri Meowth.


— Um Haxorus fora de controle é bem curioso. – comenta James.


— Tem alguma coisa familiar sobre isso. – supõe Jessie.


— Um monte de Pokémon perdeu o controle na cidade Floccesy, não foi mesmo? – James tira a dúvida.


— Bom, se esses dois incidentes estão conectados, então é quase certo que eles estão por trás de tudo. – diz Jessie.


— O que acha de nós investigarmos? – sugere James. Jessie expõe sua aprovação, e os Rockets saem dali, enquanto na ponte, Iris tentava passar à força.


— Eu já disse, não podem atravessar! Agora voltem. – diz Jenny.


— Iris, esfria a cabeça! – Serena puxa a morena, e Ash também a segura.


— Iris, não adianta esquentar agora. Você está zangada e quer ajudar o Haxorus, mas você não pode pensar só com o coração se quiser mesmo ajudar. – Ash fala – Coração e mente juntos, lembra?


— Mas eu tô preocupada com ele. – insiste Iris.


— Iris, por aqui! – Cilan indica um outro caminho, e o quinteto resolve correr até outra entrada.


— Esperem! A cidade toda está fechada! E as pontes também! – informa Jenny. Quando chegam perto de outra ponte, eles veem outro policial guardando-a.


— Nós temos que encontrar outra maneira de entrar na cidade. – Iris fala – O Haxorus precisa se acalmar.


— E temos que tirar da cidade quem o está controlando. – Ash fala.


— Acha que alguém está controlando o Haxorus? – pergunta Serena.


— Tenho certeza. Senti a aura deles lá já tem um tempo. – Ash responde.


— A Equipe Plasma... – preocupa-se Iris – O que vamos fazer?


— Parece que só o que podemos fazer é nadar. – diz Cilan, olhando para a água.


— Bom, se essa é a única maneira, então vamos lá! – brada a morena, quando ela olha pra baixo e repara em um barco.


— Ou, usamos aquilo. – N sorri, assim como os demais, ao ver o barco. Todos descem e pegam o barco, com Ash começando a remar rapidamente, mas quase no meio do rio, Serena repara em água entrando no barco.


— Ai, tem um vazamento. – preocupa-se a kalosiana – Ash, reme mais rápido.


— Estou indo o mais rápido que eu posso. – responde o moreno.


— Façam silêncio. – diz Cilan. Eles chegam do outro lado depois de alguns minutos, com o barco quase cheio de água. Eles vão para as ruas da cidade, notando que estava completamente deserta.


— Eu não vejo nada. – diz Iris.


— Tem outra presença humana além da Equipe Plasma. – Ash informa.


— Quem? – pergunta Serena.


— Daquele lado. – Ash aponta, no que de uma esquina, aparece um conhecido homem de sobretudo marrom – Looker!


— Eu não acredito nisso. – Looker se aproxima do grupo – O que é que vocês estão fazendo aqui?


— Soubemos que um Haxorus está furioso. Tínhamos que fazer alguma coisa. – responde Iris, enquanto N olha para o detetive, no que ele repara.


— Este é o N. – Cilan apresenta o esverdeado – Estamos viajando com ele – N, esse é o Looker, membro da Polícia Internacional.


— É um prazer. – Looker sorri, mas por dentro, tinha uma expressão séria – “Então esse é o jovem que a Equipe Plasma está procurando”.


— Enfim, vamo nessa, pessoal. – N começa a andar – Pra onde, Ash?


— Por ali. – Ash segue por uma direção, com N e Serena indo imediatamente atrás dele. Entre outros prédios da cidade, os Rockets estavam circulando com seu balão.


— Nenhuma pista de civilização em parte alguma. – comenta James.


— Tudo bem, onde está esse Haxorus furioso? – Jessie começa a se irritar, quando eles chegam a uma parte da cidade que estava um tanto bagunçada e ouvem barulhos altos.


— Sigam aquele estrondo. – aponta Meowth, no que o balão segue em frente. Naquela parte da cidade, o Haxorus estava disparando Hyper Beams a esmo, com os olhos brilhando em vermelho.


— Haaaxoruuuuus! – o dragão blindado dispara outro Hyper Beam, arrasando ainda mais com um edifício, de onde os Rockets se aproximavam.


— Eu acho que o nosso furioso está bem ali. – diz James, como se não fosse óbvio.


— Olha ali. – Jessie aponta pro topo de um prédio, onde veem os membros da Equipe Plasma – Estavam no observatório perto de Floccesy. A Equipe Plasma.


— Isso não é coincidência. Tão causando o ataque de fúria do Haxorus. – diz James.


— Então, Meowth, desça um pouco. Não queremos ser detectados. – diz Jessie.


— Entendido. – concorda o gato, movendo o balão pra outro lugar. Sem terem percebido a presença dos Rockets, os Plasmáticos ainda olhavam para o resultado de seu experimento.


— Incrível... conquistamos a cidade com apenas um Haxorus. – impressiona-se Aldith – Muito impressionante, Dr. Colress. Vamos informar ao Lord Ghetsis imediatamente.


— Bom, eu duvido que isso chegue perto de satisfazer o Lord Ghetsis. – responde Colress – Isso é um pressentimento, uma adivinhação educadamente científica. Tenho certeza de que ele está atrás de uma coisa muito maior do que esta cidade.


— O que quer dizer? – pergunta Aldith.


— Isso é só um pressentimento, e nada mais. – responde Colress – Eu acho que logo posso precisar criar um dispositivo que seja capaz de controlar um Pokémon muito mais poderoso até do que o Haxorus. Hahahaha... mal posso esperar por isso.

 

Aldith olha com curiosidade para Colress, e nas ruas, o grupo de Ash chega ao local, finalmente vendo Haxorus, ainda em acesso de fúria.


— Ai, não! – diz Iris.


— O que aconteceu com ele? – Serena também estava no mesmo estado preocupado.


— Isso é bem o que a Equipe Plasma está fazendo. – Ash fala, com a expressão séria, enquanto Haxorus rugia.


— Eu não consigo entender isso... meu amigo, por que é que eu não entendo você? – pergunta N. Haxorus olha para eles, e imediatamente ataca com Shadow Claw.


— Cuidado! – alerta Serena, no que todos desviam.


— Ele precisa parar com isso! – preocupa-se Iris.


— Sua habilidade de entender os Dragões não vai ajudar dessa vez, Iris. – Ash fala – Não é como se ele estivesse apenas assustado como o Hydreigon. Se ele for selvagem, a mente dele vai ser difícil de alcançar.


— Eu tenho que fazer alguma coisa! Eu preciso! – insiste Iris.


— Há ondas eletromagnéticas presentes. – Looker examina o seu medidor – Então, eu vou usar isso! – ele joga o seu cubo neutralizador, mas o escudo criado se quebra quase imediatamente – Não adianta. Essas ondas são muito fortes. Não tem poder suficiente.


— Então não há como você parar o Haxorus? – pergunta Cilan. Ash logo sente as auras da Equipe Plasma em um dos prédios próximos, enquanto pegava outras três presenças em outro. Essas três presenças observavam a Equipe Plasma de uma distância segura.


— Eles devem estar controlando os Pokémon com aquela coisa. – nota Jessie, observando o dispositivo de Colress.


— Então, por que não pegamos aquela coisa e aliviamos um pouco a carga deles? – pergunta James.


— Saquei! Depois, todos os Pokémon deste grande e enorme mundo nosso pertencerão à Equipe Rocket. – anima-se Meowth.


— Verdade. – concorda Jessie.


____________________________


— Haaaaaaxoruuuus! – o dragão blindado dispara as esferas de energia, obrigando o grupo a desviar, no que um garoto vem correndo de uma esquina.


— Haxorus, pare, por favor! – pede o garoto – Para com isso! Você tá destruindo tudo por aqui!


— Haxoruuuus! – Haxorus responde com um Hyper Beam, incapaz de ouvir o garoto, que se joga no chão pra desviar.


— Você está bem? – Ash vai ajudar o menino – Quem é você?


— Eu sou o Treinador do Haxorus. – responde o garoto – É muito estranho, ele sempre foi calmo e amistoso... mas agora ele tá completamente fora de controle, e não tá ouvindo nada do que eu tô falando.


— Haaaaax! – sem dar atenção ao grupo, Haxorus seguia rugindo furiosamente.


— Que tal usar a Pokébola? – sugere Iris.


— Não adianta. – responde o menino – Não importa o que eu digo, o Haxorus não me escuta.


— É verdade. – confirma N – Eu tentei comunicação com o Haxorus, mas ele não respondeu.


— A aura dele também está enfraquecendo. – diz Ash, vendo Haxorus disparando Hyper Beams pra todo lado.


— Se o Haxorus continuar atacando desse jeito, a energia dele vai acabar se esgotando. – diz N.


— Nós vamos cuidar disso. – Ash fala, e Pikachu salta de suas costas, se posicionando – Thunderbolt!


— Pikaaachuuuuuuu! – o rato amarelo dispara seu relâmpago com toda a força, acertando Haxorus.


— Tá bom! Dragonite, vamos lá! – Iris chama o seu dragão alado – Ice Beam!


— Draaaaaa! – Dragonite dispara o raio congelante, enclausurando Haxorus em gelo maciço.


— Será que deu certo? – pergunta Serena. Haxorus então se liberta da prisão de gelo com força, no que eles são percebidos pela Equipe Plasma.


— Aqueles adolescentes de novo, e N está com eles. – diz Aldith.


— Dragonite... interessante. – sorri Colress, indo para sua máquina e acionando-a – Agora, o alvo está na mira, e... fogo! – ele dispara o raio, que acerta a testa de Dragonite, fazendo o mesmo que fizera com Haxorus.


— Essa não! Estão tentando controlar o Dragonite! – exclama Ash, assustando Iris, mas já era tarde: o dragão alado cai completamente sob o controle dos Plasmáticos.


— Dragooo...


Muito bem, Dragonite, ouça a minha voz. – Colress fala – Você deve usar cada partícula de força que puder reunir e ter um ataque de fúria!


— Drrrrr... DRAAAAAA!! – o dragão alado enlouquece completamente, começando a disparar seu Flamethrower pra todo lado, seguido de Ice Beam, Dragon Rush e Hyper Beam.


— Não, Dragonite! Para com isso! – exclama Iris – Volte agora! – ela tenta a Pokébola, mas Dragonite desvia e continua atacando.


— Hora de usar algo mais forte! – Ash pega sua Pokébola – Charizard, me ajude!


— Raaaaaawrr! – o monstro aparece, rugindo ferozmente.


— Use o Dragon Pulse! – Charizard dispara a rajada dracônica, da qual Dragonite esquiva por pouco.


— Vamos cuidar do Haxorus! – Serena pega sua Pokébola – Sylveon, saia!


— Nós também vamos! Crustle, vamos lá! – Cilan também chama seu Pokémon.


— Sylveeee!/Cruuuus!


— Use o Fairy Wind!/Crustle, use o X-Scissor! – Sylveon ataca de longe, mas Haxorus consegue desviar do vento encantado, logo em seguida se movendo pra esquivar do golpe cruzado de Crustle.


— Temos que garantir a segurança de N. – diz Aldith. Os plasmáticos entram em seu jato após guardarem a máquina no compartimento da nave. Embaixo, a turma ainda tentava conter Dragonite e Haxorus, quando percebem a nave descendo.


— Aquilo é...! – Serena arregala os olhos. A nave pousa suavemente no chão, e logo Colress e Aldith saem, acompanhados de mais dois agentes.


— São eles... – Ash estreita o olhar, assim como Pikachu.


— N. Ghetsis está procurando por você. – diz Aldith.


— Eu não me importo, me deixe em paz! – responde N.


— Eles se conhecem...? – indaga Serena.

 


— Mas como isso é possível? – Cilan também tinha a mesma dúvida.


— O que está fazendo aqui? – pergunta Aldith – Já deveria ter recebido ordens pra se juntar ao Lord Ghetsis.


— Eu me cansei de escutar qualquer um de vocês! Agora me digam o que vocês fizeram com esses Pokémon! – exige N.


— Estamos ajudando eles, amplificando o poder deles, assim eles podem atacar com 120% de capacidade. – responde Colress.


— Como é? – Ash mostra raiva no olhar, assim como N.


— Nós simplesmente retiramos o poder inexplorado que eles já tinham. – Colress continua falando – Sob circunstâncias normais, esse poder latente é inútil, então trazer isso à tona tem dado a eles um grande dom. Bem, você vê uma diferença em Haxorus e em Dragonite, não vê?


— O que vocês fizeram pra deixar eles assim? – rosna N.


— Vou deixar isso para sua imaginação. – responde Colress.


— Não deveria manipular os Pokémon artificialmente. Eu não vou permitir! – brada o esverdeado.


— Mas já viu por você mesmo. – diz Colress – É claro que me refiro ao incrível poder deles.


— Nada desse poder é real! – indigna-se N.


— Mas é sim. De novo, tudo o que eu fiz é trazer à tona o que já existe dentro deles. – diz Colress – E todo esse poder é o que faz deles o que realmente são.


— Vocês vão parar com isso agora! Nós vamos fazê-los parar!/Pikapika! – Ash e Pikachu se manifestam, mostrando intenção de atacar.


— Você vai mesmo desonrar Lord Ghetsis, N? – Aldith olha para Ash – Juntando-se a inimigos jurados da Equipe Plasma? – N não responde, quando todos ouvem alguém mexendo na nave dos Plasmáticos e olham para ela: os Rockets estavam mexendo nos controles – O que estão fazendo? Tirem eles de lá!


— Certo! – os dois agentes da Equipe Plasma vão tentar pegar Jessie e James, enquanto os dois dragões continuavam em fúria, disparando seus ataques.


— Charizard, Dragon Tail agora!/Raaaaawr! – Charizard usa toda sua velocidade, e acerta Dragonite com tudo, jogando-o no chão.


— Sylveon, Moonblast!/Crustle, Rock Wrecker! – Serena e Cilan entram na briga mais uma vez. Seus Pokémon lançam seus ataques, também conseguindo atingir Haxorus e jogá-lo em uma parede, no que os Rockets saem da nave dos Plasmáticos.


— Vocês são... – Aldith reconhece o trio.


— Preparem-se pra encrenca, conhecem a deixa.


— Encrenca em dobro, porque não queremos ouvir queixa.


— Pra proteger o mundo da devastação./Pra unir as pessoas de nossa nação./Pra denunciar os males da verdade e do amor./Pra estender nosso poder às estrelas!


— Jessie!/James!


— Equipe Rocket decolando na velocidade da luz!


— Rendam-se agora, ou preparem-se para lutar.


— Meowth! É isso aí!


— Woobat, atrás deles!/Vai, Amoongus! – os dois chamam seus Pokémon.


— Woooobat!/Amoonguuus!


— Liepard, detenha-os! – Aldith chama o seu leopardo negro.


— Amoonguss, use o Hidden Power!/Woobat, Air Slash! – os dois Pokémon atacam com seus respectivos poderes.


— Liepard, Shadow Ball!/Lieeepaaaaard! – Liepard contra-ataca com sua bola negra, anulando o ataque conjunto dos Rockets.


— Prove minha Fury Swipes! – Meowth arranha sucessivamente um dos agentes da Equipe Plasma. Enquanto isso, Looker se move de forma discreta, passando por todos sem ser notado, chegando atrás da nave da Equipe Plasma.


— Está vindo lá de dentro. – diz o detetive, observando seu medidor de ondas eletromagnéticas.


— Haxoruuuuus!/Draaaaa! – os dois dragões se levantam, voltando a atacar e obrigando Charizard e os outros a desviar.


— Tanto Haxorus quanto Dragonite estarão completamente sem forças se isso continuar! – N se preocupa, correndo até os dois – Parem! Pelo bem de vocês, parem com esses ataques!


— Haaaaaxoruuuus!/Draaaaaaa! – os dois dragões respondem com um Hyper Beam duplo, acertando N em cheio e o jogando pra trás.


— N, não! – Ash e os demais exclamam.


Shadow Ball! – aponta Aldith. Liepard dispara de novo, mas tanto Woobat quanto Amoongus desviam, e o ataque atinge a própria nave dos Plasmáticos, causando uma onda de curto que afeta o dispositivo de controle dos Pokémon, danificando-o e anulando o controle sobre Haxorus e Dragonite, que voltam ao normal, o que Ash sente por sua aura.


— Haaaxoruuus.../Draaa...


— Eles voltaram... ao normal? – indaga Iris.


— E agora, o que aconteceu? – pergunta Jessie.


— Parece que o impacto desligou o sistema. – adivinha Colress.


— Temos que bater em retirada. Liepard, retorne. – Aldith recolhe seu Pokémon.


— Dragonite, retorne./Haxorus, retorne. – os dois dragões também são prontamente recolhidos por seus Treinadores, assim como Charizard, Sylveon e Crustle. Os Plasmáticos entram em sua nave e não demoram a decolar, se afastando dali.


— Agora provei que meu dispositivo pode ser usado em campo, e isso é o bastante para mim. – diz Colress, enquanto Aldith aciona o comunicador.


— Lord Ghetsis, encontramos N.


Ótimo. Podem usar força se necessário, mas garantam que N seja nosso. – ordena Ghetsis.


— Sim, lorde. – responde Aldith. Na rua, Ash e os demais correm até N, preocupados com o estado do rapaz.


— Ele está bem, Ash? – Cilan pergunta.


— Não pode ser... – preocupa-se Iris.


— N, por favor, acorde. – Serena pede, e então, uma densa neblina se forma naquela rua, intrigando tanto o Treinador de Haxorus quanto a Equipe Rocket.


— Mas que neblina é essa? – pergunta Jessie.


— Meooowth, mas quem se importa? Viemos aqui pra pegar o Pikachu! – mia o gato.


— É, mas a neblina tá ofuscando nosso estilo. – responde James. Dentro da neblina, o grupo também estava confuso sobre o que estava acontecendo.


— Essa neblina apareceu do nada... – diz Serena.


— Estou sentindo auras dentro dela. – Ash olha pra um lado, seguido pelos demais, que se surpreendem ao verem duas mulheres, parecendo serem da mesma idade de N, acompanhadas por uma Gothitelle e uma Gardevoir. A de cabelo rosa sinaliza para Gothitelle, que usa seu Psychic para levitar N, levando-o até elas. Elas viram as costas e começam a se afastar.


— Pra onde elas estão levando o N? – indaga Serena.


— Temos que segui-las. – sugere Cilan, no que os demais concordam e começam a seguir as duas mulheres.


— Essas vozes... – percebe James, fora da névoa.


— Conheço o tom de um pirralho quando ouço um. – sorri Meowth.


— Atrás deles. – sugere Jessie, e o trio entra no meio da neblina, mas quando conseguem sair dela, se veem em uma floresta, diante de um penhasco.


— O que tá acontecendo? – pergunta Jessie.


— É um verdadeiro mistério. – responde Meowth.

 

Em outra parte, Ash e os demais seguem silenciosamente as duas misteriosas mulheres, e logo se veem no meio de uma floresta, onde uma pequena casa se destaca entre as árvores. Eles ficam intrigados com o lugar, mas então dão atenção a N, que acabava de ser baixado nas águas do lago no qual chegaram, sendo observado silenciosamente por todos.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Mais um experimento da Equipe Plasma que quase devastou a cidade, e Ash e seus amigos ficam conscientes de que N é claramente conhecido por eles a nível pessoal. Mas agora, o grupo estava intrigado com as duas mulheres que apareceram salvando N, que fora gravemente ferido pelos ataques de Dragonite e Haxorus. Mais mistérios estão para se desenrolar nessa nova guerra.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...