1. Spirit Fanfics >
  2. Pokémon Restructure: Unova Arc >
  3. Voando Para o Novo Objetivo

História Pokémon Restructure: Unova Arc - Capítulo 165


Escrita por:


Notas do Autor


Chegando em Pallet junto com Alexa, após cumprimentarem Delia, Ash e Serena vão para o laboratório para agradecer seus Pokémon, enquanto também despacham a Equipe Rocket de forma super-explosiva. Também tendo tomado sua decisão sobre o próximo destino, vamos ver como eles comunicarão.

Capítulo 165 - Voando Para o Novo Objetivo


Após a saída de Ash e dos demais, Bulbasaur e Bellossom enviam o sinal de Solar Beam convocando todos os Pokémon do casal, para mais uma reunião de sua assembleia. No caminho, conforme eles iam se reunindo, os Pokémon de Unova eram cumprimentados pelos demais, assim como eles também comentavam da vitória de Ash na liga.

 

Com a maioria em espera, os Pokémon representantes iam tomando seus lugares. Quilava, que fora substituído por Infernape na assembleia anterior, estava de volta, ao lado de Braixen. Garchomp reocupa seu lugar como representante dos Dragões, assim como Latias volta ao lugar dos Psíquicos; Froslass retorna ao assento de Gelo, ao lado de Glalie, e Sylveon no lugar dos tipos Fada, assim como Wormadam se posta ao lado de Bastiodon como um tipo Aço. Miltank e Xatu também reocupam seus postos entre os tipos Normal e Psíquico. Além disso, a “mesa de liderança” estava completa, com os seis primeiros Pokémon de Ash.


“Certo, vamos começar essa reunião especial”. – diz Pikachu.


“Antes de mais nada, temos que dizer de novo: vocês seis merecem parabéns”. – diz Croconaw.


“Chutaram a bunda daqueles dragões com força”. – grunhe Primeape.


“Sim... eu queria ter podido chutá-los”. – suspira Latias.


“Você nem iria pra chutar. Iria querer matar a Zinnia antes mesmo de batalhar”. – corrige Ampharos, deixando Latias constrangida.


“Ainda assim, a liga foi desafiadora e valeu a pena”. – diz Quilava.


“De fato, valeu”. – concorda Swellow.


“Conseguimos novos amigos, e todos eles nos ajudaram com isso”. – lembra Pikachu.


“Podemos definir como nossa pauta: o que acham de todos eles”? – sugere Bulbasaur.


“Eu digo que foi muito bom fazer esses novos amigos e crescer junto com eles”. – sorri Braixen – “Embora no começo, eu quisesse matar a Swanna”.


“Não, não me lembre do meu passado doloroso”... – Swanna pede, pois ainda lembrava da surra que recebera da raposa.


“Relaxe”. – Milotic a tranquiliza – “O importante foi que todos tivemos experiências novas”.


“Ser um batalhador em vez de um showman dessa vez foi realmente animador”. – sorri Absol, obtendo a concordância de Sandslash e Tropius.


“Mas não podem negar que foram os movimentos de show que nos permitiram chegar tão longe em uma Liga Pokémon”. – argumenta Sylveon.


“Nisso ela tem toda razão”. – concorda Vespiquen.


“Desempenhos à parte... acredito que os novatos vão se ajustar mais do que bem aqui”. – diz Pidgeot.


“Sim, e eu mesmo vou cuidar pessoalmente de meus caros novatos. Isso inclui você, Quilava”. – aponta Charizard, enquanto Quilava quase não evita rolar os olhos: sendo um inicial de Fogo, também fazia parte da turma de comparsas do monstro.


“E os planos do Ash e da Serena por agora”? – pergunta Heracross.


“O Ash agora decidiu ir pra Kalos, onde a Serena mora”. – responde Pikachu.


“Se não me engano, é o lugar onde o Professor Carvalho disse que a Mega Evolução surgiu”. – lembra Hitmonlee.


“De fato, é”. – confirma Xatu.


“O que deve significar que Kalos está cheia de Pokémon que podem Mega Evoluir”. – deduz Glalie.


“Embora não sejam todos que consigam”. – lembra Boldore.


“Isso também nos leva ao nosso próximo assunto”. – diz Miltank.


“Todos nós também iremos pra Kalos”. – revela Froslass, referindo-se a todos os Pokémon de Serena.


“E por que isso”? – pergunta Donphan.


“Queremos mesmo passar um tempo no lugar onde Serena nasceu e cresceu”. – diz Dragonite.


“Além disso, também pretendemos revezar pra fazer companhia a mãe da Serena”. – complementa Medicham.


“Mas todos vão mesmo”? – pergunta Pikachu, no que os Pokémon de Serena na assembleia confirmam. Pikachu então olha para Butterfree – “Isso quer dizer...”


“Minha companheira quer conhecer a casa da Serena”. – diz Butterfree – “Depois que nossos filhotes finalmente evoluíram e partiram pra viagens próprias, temos tido mais tempo, então ela também quer conhecer pelo menos o pedaço de Kalos onde a Serena mora”.


“Não será por taaaanto tempo”. – diz Sandslash – “Alguns de nós podem acabar voltando pra cá se alguma coisa surgir”.


“Essa é a vantagem”. – concorda Squirtle.


“Em breve, agora que vão ter estada constante aqui, cada um de nossos companheiros de Unova receberá funções em questão da convivência e treinamento”. – diz Houndour.


“Kalos, hein...? Espero que o Ash consiga pegar novatos muito promissores”. – diz Bastiodon.


“Tanto faz. Será mais carne fresca pra treinar”. – bufa Primeape.


“Você quis dizer ‘moer’, não é”? – pergunta Haunter, mas Primeape não responde.


“Então, já que os Pokémon da Serena pretendem passar um tempo em Kalos, que tal dizermos ‘até breve’ festejando ao nosso modo”? – sugere Pikachu.


“Não podia ter dito melhor”. – sorri Muk.


“Eu aprovo”. – diz Pidgeot, e a decisão era unânime dos demais.


“Ok, reunião encerrada... vamos juntar os outros e comemorar”. – decreta Pikachu, no que todos sorriem: iriam se espalhar pelo laboratório enquanto comemoravam e brincavam.


_______________________________

 

Em outro lugar, mais especificamente na atual base da Equipe Rocket, entre uma cadeia montanhosa de difícil acesso, Jessie, James e Meowth estavam frente a Giovanni. Ao lado do inescrupuloso homem, estavam sua secretária, Matori, e seu mascote, Persian, que evitava olhar para o trio: tudo neles lhe lembrava Unova, que lhe lembrava Ash, que lhe lembrava... o gato afasta o pensamento da cabeça para não surtar e começar a se mijar sem controle.


— Fizeram um excelente trabalho derrotando a Equipe Plasma. – começa Giovanni.


— Puxa vida... só de ouvir essas palavras, meus olhos se enchem de lágrimas... – emociona-se Meowth, da mesma forma que Jessie e James.


— É um grande momento de se viver. – sorri Jessie.


— A recompensa por um trabalho duro! – James chora incontrolavelmente.


— Então? Me mostrem que o trabalho de vocês é eficiente. – Giovanni fala, fazendo os três se enrijecerem na hora.


— Como é que é? Prova? Onde? – indaga Meowth.


— Heheheh, nós somos a prova. – Jessie deixa escapar um sorriso amarelo.


— É, simples assim. – concorda James, mas logo os três reparam: a expressão de Giovanni não era nada boa pra eles.


Ai, ele não tá gostando.../É mesmo...? – Jessie e James cochicham entre si.


— Espera, é claro! – Meowth fala, atraindo a atenção dos dois – A prova é uma tonelada de Pokémon que pegamos em Unova que não podem ser vistos em nenhum lugar de Kanto.


— Certo! – James e Jessie se animam, aproximando-se da mesa de Giovanni e depositando sobre ela duas Pokébolas cada um.


— Aqui estão elas, senhor. – diz Jessie.


— Todas pro senhor. Tenho certeza que será uma bênção para a Equipe Rocket. – declara James.


— Pode apostar. – concorda Meowth – Vão ajudar o senhor a conquistar o mundo.


— São seus, com os nossos cumprimentos! – os três falam juntos, enquanto o Persian de Giovanni bocejava, mas fazendo força para não dormir e ter outro pesadelo com chamas.


_____________________________


— Então, parece que temos que sair de mansinho e deixar Woobat e os outros com o chefe. – suspira Jessie, quando eles já tinham saído do escritório – O que vamos fazer agora?


— Toda velocidade à frente. – sorri James.


— Vamos pegar o Pikachu e pôr ordem no galinheiro. – diz Meowth.


— É mesmo? – Jessie pergunta retoricamente – Vocês esqueceram que tentamos um ataque e nos demos mal?


— Touché... – desanima James.


— Isso porque nós precisamos de informação. – diz Meowth – Descobrimos qual é o próximo passo do pirralho-mor, e depois mostramos o nosso poder...


— É isso aí! – concordam Jessie e James.


— Wooooobbuffet! – de trás deles, no corredor, é ouvida a voz que, apesar de não admitirem, eles sentiram muita falta.


_____________________________

 

De noite, as coisas ainda estavam animadas na casa Ketchum. Alexa havia feito uma entrevista rápida com Delia, a qual incluiria no artigo especial do perfil de Ash, e agora eles estavam todos em volta da mesa de jantar cheia de delícias caseiras.


— Nossa, essas receitas são incríveis... – Alexa sorri ao comer – A senhora é uma incrível cozinheira, Sra. Ketchum.


— Na verdade, não tem segredo. – sorri Delia – Eu faço tudo com grande satisfação, e acho que esse é o ingrediente principal.


— Com certeza. – confirma Serena – É a mesma coisa quando faço meus Poképuffs ou comida normal. A Sra. Ketchum dividiu muitas receitas dela comigo.


— E você também sabe cozinhar, não é, Ash? – pergunta Alexa.


— Não tão bem quanto a Sere ou a minha mãe, mas consigo me virar. – responde o rapaz.


— Isso é que é o importante pra um aventureiro: saber exatamente como se cuidar. – diz uma nova voz, fazendo as atenções irem para a porta, onde entrava um certo homem de quepe e sobretudo vermelho.


— Pai? – espanta-se Ash.


— Querido, você não avisou que viria pra casa hoje. – Delia se levanta da mesa, indo recepcionar o marido.


— Queria fazer surpresa. – Red responde, trocando um beijo rápido, porém apaixonado com Delia – E como está o meu jovem tetracampeão?


— Rairaaai. – sorri Raichu, aos pés de Red.


— Nossa, pai... essa é uma surpresa e tanto. – Ash se levanta, indo abraçar o pai.


— Você e seus Pokémon estão de parabéns, Ash. Fizeram uma excelente liga, e venceram com propriedade. – elogia Red – Deu pra ver que você treinou seus novos Pokémon usando muitos dos métodos que lhe passei.


— Ajudaram mesmo, pai. – responde Ash, que repara que Raichu estava procurando alguém – Desculpa, Raichu. O Pikachu não está aqui hoje, ele está no laboratório.


— Raaai. – compreende Raichu.


— E claro, aí está minha nora. – Red sorri, indo cumprimentar Serena – Você também teve um desempenho espetacular, Serena.


— O-obrigada, Sr. Ketchum. – agradece a garota.


— Achei que estivesse ocupado com a burocracia dos G-Men, Reddick. – Carvalho sorri, cumprimentando o amigo de muitos anos.


— As coisas tem diminuído um pouco, mas aquele trabalho ainda continua. – responde Red – Acharam benéfico que eu tirasse uns dias para ver minha família, ainda mais porque eu queria vir felicitar meu filho pessoalmente. – ele olha para Alexa – E essa...


— Ah, m-muito prazer! – Alexa se levanta quase tempestivamente – Meu nome é Alexa, e sou Jornalista Pokémon.


— Alexa, de Kalos? Eu já li alguns de seus artigos, e a forma como leva a sério seu trabalho. Eu gosto disso. – diz Red.


— Alexa esteve fazendo uma entrevista comigo esta tarde, e vai passar os próximos três dias em Pallet compondo um perfil de Ash para outro artigo. – explica Carvalho.


— Ótimo. É benéfico que seja com uma jornalista séria do que outros dados a sensacionalismos exagerados. – diz Red, e Alexa fica bem corada com o elogio do Mestre das Batalhas.


— Querido, por que também não fornece algumas palavras pra Alexa amanhã? – sugere Delia – Eu também fui entrevistada.


— Não vejo por que não. – Red dá de ombros, o que deixa Alexa ainda mais animada: ter algumas declarações diretamente de Reddick Ketchum enriqueceria ainda mais seu artigo especial. Reddick senta-se à mesa, se servindo de uma porção generosa de comida – Ash, agora que você venceu a Liga Unova, o que pretende fazer?


— Eu também ia perguntar sobre isso. – Delia fala, sentando-se ao lado do marido – Afinal, você chegou aqui em casa de tarde com aquele olhar que diz que já está decidido sobre o que fazer.


— Vocês realmente me conhecem bem. – Ash dá um pequeno sorriso – Bom, daqui a três dias, quando acabar a entrevista da Alexa, eu e a Sere pretendemos ir pra Kalos.


— Oh, então finalmente decidiu visitar a casa da Serena? – brinca Red.


— Eu já estava pensando em voltar pra Kalos mesmo. – Serena responde – Me sinto finalmente pronta para estar nas Performances Pokémon de casa.


— E eu, pretendo vencer a Liga Kalos. – sorri Ash – Serena e eu queremos conquistar aquele país juntos. Esse é um dos sonhos que temos.


— E é incrível ver como vocês compartilham as coisas. – diz Alexa, olhando para o casal – Mas lembre-se Ash, você precisa ganhar as insígnias de Kalos primeiro. Você pode começar desafiando o ginásio da minha irmã mais nova.


— A sua irmã mais nova? – pergunta Ash.


— Sim, ela é uma Líder de Ginásio em Kalos. – confirma Alexa.


— Ainda a espera de novos desafios, típico de você. – sorri Carvalho.


— Eu não estou nem um pouco surpresa. – sorri Delia, se levantando da mesa e saindo da sala de jantar, deixando todos intrigados, menos Red, que tinha um sorriso imperceptível.


— Será que eu falei demais? – pergunta Alexa, mas Ash sentia pela aura da mãe que ela estava armando algo. Delia então volta com um pacote na mão e algo na outra.


— Tã-dã! – ela estende para Ash uma nova jaqueta de mangas curtas, azul com detalhes brancos, e um novo boné vermelho com aba branca, com um meio-círculo branco – Eu imaginei que isso fosse acontecer, então, estive fazendo uma roupa nova pra sua nova jornada.


— Puxa, obrigado, mãe... – sorri Ash.


— E Serena... este é pra você. Grace mandou prá cá, e chegou ontem. – Delia estende o pacote para a nora.


— Uau... – Serena sorri, pegando seu pacote. Parecia até que sua mãe e a sogra alinhavam seus pensamentos perfeitamente nessas ocasiões.


— Acha que o Pikachu e os outros vão gostar? – Ash pergunta, colocando seu novo boné.


— Com certeza vão. – diz Serena.


— Vocês vão ficar se preparando nesses três dias enquanto Alexa escreve seu artigo, certo? – Red pergunta, no que o casal confirma – Bem, eu vou observar isso de perto.


— Sério? – anima-se Ash, com a perspectiva de treinar um pouco com o pai nesses três dias.


— Claro, será um bom tempo de descontração em família. – sorri Red.


Portanto, nesses três dias, vocês devem comer bem e descansar bem. Não quero que Grace pense que vocês estão desnutridos. – Delia fala, fazendo Ash e Serena rirem, enquanto uma microescuta espiã ouvira tudo, repassando a informação para o trio Rocket, que estava afastado de Pallet.


— Ouviram isso? – sorri Jessie.


— Alto e claro. Outra jornada do pirralho-mor. – responde James – E pra casa da primeira-pirralhete.


— Mas onde fica Kalos mesmo? – pergunta Meowth.


— Vamos descobrir. – diz Jessie – Não temos como fazer nada aqui, com o pai do pirralho-mor à espreita. Se tentarmos, acabou pra nós.


— Então, o que sugere? – pergunta James.


— Descobrir onde fica Kalos, e chegar lá antes deles. – sorri Jessie.


— Certo. – Meowth e James concordam, e logo os três erguem seus punhos para o ar – Aí vamos nós!


— Wooooobbuwobbu! – completa Wobbuffet, e o quarteto Rocket, mais uma vez reunido, parte dali com seu balão.


____________________________

 

Mais tarde, Alexa tinha sido convidada a ficar no laboratório do Professor Carvalho, deixando os Ketchums sozinhos em casa. Em seu quarto, Ash tinha Serena deitada sobre si, os dois completamente desprovidos de roupas, ofegantes e com sorrisos maiores que a cara.


— Fomos mais animados do que o normal hoje... – brinca Serena, dando um selinho em Ash.


— Você principalmente, já que é a primeira vez que fazemos na minha casa. – Ash sorri – Mesmo que você estivesse com receio.


— Claro, afinal, é sua casa... com a Sra. Ketchum... – explica Serena.


— Como se ela não estivesse nesse momento “matando as saudades” com meu pai. – Ash rola os olhos.


— Que tal mudarmos o assunto? – sugere Serena, com um sorriso sensual e beijando o rosto e o pescoço do noivo.


— Estou pensando como é lá em Kalos... – Ash fala.


— Eu nunca vi tudo de lá. – Serena fala – Mas o pouco que conheço... Vaniville, Aquacorde, Lumiose... posso dizer que é um lugar incrível.


— O local onde surgiram as Mega Evoluções... eu mal posso esperar. – diz Ash – Eu fico tão animado quando estou prestes a fazer uma nova jornada que eu nem consigo fechar os olhos.


— Entendo... mas nessa jornada que fizemos, nós claramente ficamos mais fortes. – Serena fala – E sei que vamos ficar ainda mais fortes.


— Sim... nós vamos vencer tudo em Kalos, amor. – Ash acaricia o rosto de Serena, que dá uma reboladinha sobre ele – Animou de novo, não é?


— Tanto quanto você. – Serena lambe os lábios provocativamente – Mais uma?


— Agora mesmo. – Ash responde, tomando os lábios de Serena, no que eles só viriam a dormir de fato uma hora e meia depois.


______________________________

 

Nos três dias restantes, Ash aproveitou muito ao lado da família, da noiva e de seus Pokémon. Ele mantinha sua rotina de acordar bem cedo e ir até o laboratório correndo, junto com Serena, como o primeiro exercício da manhã.

 

Ash investira nos treinos mentais e físicos com todos os seus Pokémon, incluindo escalada, musculação, natação, além da prática de golpes de defesa pessoal com o pai. Da mesma forma, os Pokémon de Ash também treinavam com os de Red, com o Charizard deste elogiando a força dos monstros pertencente a Ash. Serena, por sua vez, reunira todos os seus Pokémon para praticarem os preceitos básicos e avançados da Performance Pokémon, em preparação para o retorno a Kalos.

 

Red, além de responder algumas perguntas para o artigo de Alexa, também dera uma entrevista completa para a moça, revelando que estava perto de tomar uma decisão sobre participar da próxima Pokécopa. A jornalista também colheu pela cidade alguns depoimentos sobre Ash, sendo Daisy e Alicia Green algumas das maiores contribuintes de informações. Ao final dos dias, Ash e Serena dedicavam o tempo para si, assim como os casais entre seus Pokémon, para no final se reunirem na casa Ketchum para um tempo de descanso e conselhos de Delia.

 

Quando chega o dia da partida, todos estavam no aeroporto mais próximo de Pallet, com Red, Raichu, Delia e Carvalho se despedindo de Ash, Serena e Alexa.


— Eu ligo assim que chegar em Kalos. – Ash sorri, vestindo sua nova roupa. Além do boné e jaqueta novos, ele também tinha uma nova camiseta preta por baixo, além de novas calças cinza-chumbo, luvas pretas com os dedos cortados com punhos vermelhos, e tênis pretos com detalhes vermelhos, além de uma nova mochila. Seu pingente de Pokébola com sua Pedra-Chave também permanecia em seu visual.


— Muito obrigada por tudo. – Serena faz uma leve mesura de agradecimento, também com sua nova roupa: camiseta sem mangas preta com gola polo branca, que por ser justa, enfatizava seu busto avantajado; saia plissada vermelha, meias longas pretas até o meio das coxas, botas de caminhada pretas com detalhes em rosa, e um chapéu rosa. Era muito parecida com a primeira roupa de jornada que usara, aos dez anos, mas com algumas diferenças. A garota ainda mantinha seu pingente de coração com sua Pedra-Chave, usava brincos em forma de raio, pulseiras prateadas e sua inseparável aliança no anelar direito.

 

Ao lado do casal, estavam Pikachu, Braixen e Sylveon, os seus titulares absolutos de jornada. Os três aproveitaram bem os três dias para desfrutarem da companhia de todos os seus amigos antes de viajarem, e estes, junto com Sylveon, geralmente acalmavam Pikachu quando este discutia com o pai no decorrer dos três dias.


— Serena, Pikachu, cuidem bem do Ash pra mim. – pede Delia.


— Sempre./Pikachu. – os dois respondem.


— Estarei tentando acompanhar ocasionalmente o progresso de vocês em Kalos./Rairai. – Red e Raichu sorriem, de braços cruzados.


— Estarei ansioso pra ter notícias sobre seus novos Pokémon. – sorri Carvalho – E Serena, ficará feliz em saber que todos os seus Pokémon chegaram com segurança ao laboratório do Sycamore.


— Obrigada, professor. – agradece Serena – Sei que logo, alguns deles estarão com a mamãe.


— Por favor, Alexa, leve os dois em segurança. – Delia pede para a jornalista.


— Eu dou a minha palavra. – responde Alexa.


— Vejo vocês em breve. – Delia sorri para Ash e Serena.


— Não esquenta, mãe./Pikapika. – Ash e Pikachu respondem.


_____________________________

 

Minutos depois, o trio entra em seu avião após o aviso de partida soar. Logo, o avião com destino a Lumiose, capital de Kalos, finalmente parte.


— E lá vão eles para mais uma aventura. – sorri Carvalho, olhando pro céu – Nostálgico, não é, Reddick?


— De certa forma. – responde Red – O mesmo espírito obstinado que eu tinha quando adolescente... e isso vale pra você também, Delia.


— É, você tem razão. – Delia sorri, aconchegando-se ao marido – É assim que os garotos têm que ser, não é?


— Certamente. – concordam Carvalho e Red.


— Boa sorte aos dois. – Delia fala, olhando para o avião que se distanciava – “Estarei sempre torcendo por vocês”.

 

No avião, Alexa estava sentada em uma poltrona atrás da fileira onde estavam Ash e Serena, que olhavam pela janela, junto com Pikachu.


— “Kalos, aí vamos nós”. – sorri Ash.


— “Prepare-se, Aria, porque sua coroa será minha dessa vez”. – Serena pensa de forma obstinada, enquanto o avião seguia seu rumo no céu em direção ao oeste.


_____________________________

 

Ao voltarem pra casa, Red e Delia vão até um determinado aposento: a sala de troféus dos Ketchum, onde haviam todos os prêmios que Red recebera em sua longa carreira, e também os de Ash. A sala ficava imediatamente ao lado do quarto do rapaz, e ali, Delia coloca o troféu de campeão da Liga Unova, ao lado dos troféus da Liga Laranja e da Liga Hoenn, além da placa de campeão da Batalha da Fronteira: os quatro grandes títulos de Ash.

 

Além do troféu, Delia também coloca junto a ele a foto que também havia se tornado o pôster da final da Liga Unova: Ash, com o troféu em mãos, e seus seis primeiros Pokémon, os que lhe trouxeram a vitória. Junto com as medalhas de Honra ao Mérito e condecorações, além de todas as demais insígnias, ela também coloca o estojo de Unova com as oito insígnias de lá.

 

Ao saírem do local, Red e Delia colocam sobre a lareira da casa duas grandes fotos: uma de Ash com todos os seus Pokémon, e seus quatro grandes troféus, e uma outra tirada no dia anterior: a família Ketchum reunida, também contando com a presença de Serena. Mais uma vez, Delia torce em seu íntimo, para que seu filho e sua nora se tornassem cada vez mais grandes.

 

 

 

 

 


DA PRÓXIMA VEZ, UM NOVO COMEÇO.


Notas Finais


E as aventuras em unova finalmente chegaram a seu fim. Tomando a decisão sobre suas próximas aventuras, Ash e Serena partem junto com Alexa para o local de nascimento de Serena: Kalos. Em breve, veremos as aventuras do jovem casal Ketchum com o intuito de conquistar o país.

E tivemos uma aparição de Red Ketchum no fim, e mesmo por três dias, ele ainda quis dar mais umas dicas e treinos breves para Ash, que podem ser bem aproveitados em Kalos.

Até a próxima temporada, pessoal. Cuidem-se, respeitem a quarentena, porque todos nós estamos no mesmo barco. Não tem essa de ricos, pobres, héteros, homos, metaleiros, emos, funkeiros ou o que seja... estamos todos no mesmo mundo. Somos todos terráqueos, e agora, precisamos estar todos de prontidão contra esse mal que nos ameaça. #todoscontraocoronavirus

Fiquem ligados para quando, em breve, teremos Restructure: Kalos Arc.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...