1. Spirit Fanfics >
  2. Pokémon School Interativa >
  3. Curtindo o Verão

História Pokémon School Interativa - Capítulo 31


Escrita por:


Capítulo 31 - Curtindo o Verão


Fanfic / Fanfiction Pokémon School Interativa - Capítulo 31 - Curtindo o Verão

Narrador P.o.v.







O dia estava lindo, como sempre esteve nos últimos dias, assim como também estava muito calor e ensolarado, muitos não iriam desperdiçar essa chance que o clima estava dando a eles de sair de casa e irem para lugares apropriados que ofereçam diversão em dias quentes. Um exemplo de lugar era a praia que ficava mais próxima de Unnameable City, a Praia Branca, conhecida assim pela sua areia branquinha e limpa, sempre bem cuidada.

Essa praia era por acaso onde um trailer Apollo Neptune 1973 dos jovens alunos da Pokémon School que após mais de uma hora de viagem haviam chegado na praia não tão lotada quanto as praias normais.

Matt: PRAIA! PRAIA! PRAIA! Cof, cof, mulheres de biquíni, cof, cof. PRAIA!!! - gritava animado enquanto era o primeira descer do trailer, ele usava somente um calção preto com bordas vermelhas que combinavam com seu pelo e segurava uma prancha laranja com branco - Gente, vamos logo, quero entrar na água logo! Oh, olha aquela onda! - disse animado.

Os próximos a saírem foram Mahina com seu biquíni colorido com tema de flores e com bordas nas cores preto e branco, Zack usando somente seu calção cinza deixando a mostra uma cicatriz em suas costas que ele fazia questão de não mencionar sobre, Mary com um biquíni verde jade com uma bolsa branca em seu ombro e Brukno que usava somente uma bermuda cinza com detalhes tribais, ele carregava 4 cadeiras de abrir assim como também um guarda sol.

Brukno: Matt, você acabou de comer duas caixas e meia de bolachas, você vai passar mal. - alerta já prevendo o pior.

Zack: Tarde demais... - disse ao ver Matt entrar na água sem ligar com as consequências.

Brukno: Mas você não sabe q-

Zack: Não fala, deixa ele mesmo lembrar. - disse sorrindo de canto.

Brukno: Tá legal, então. - deu de ombro - Mas me diz, será que até aqui nosso dia de descanso você vai ficar assim? - perguntou reparando na longa distância que Zack estava longe dele.

Zack: Meu dia vai ser melhor assim. - disse sorrindo aliviado, satisfeito com a distância entre os dois.

Brukno: Bom, tanto faz, eu vou preparar nossas coisas. - disse sério se pondo a arrumar o que carregava.

Mahina: Aaaah, eu não gosto de praia... - reclamou manhosa - Muita areia no casco… É irritante…

Zack: E é muito calor na cabeça. - disse emburrado tentando proteger seus olhos do sol com sua pata direita..

Mary: Vamos, gente, hoje é um dia para nos divertirmos. - disse animada.

Leyla: A Mary está certa.

Leyla saiu do trailer junto de Emília, Skylet, Rakyo e Andrik, todos já prontos para seu dia na praia. Leyla usava um biquíni rosa chiclete com o desenho de uma flor em branco no lado esquerdo de seu peito, Emília usava um maiô preto com grade roxa, shorts brancos com detalhes brancos, um chapéu preto com aba muito longa e, claro, seu celular, já Skylet usava um biquíni roxo, uma camisa de praia branca de mangas curtas aberta e óculos de sol violeta com lentes azul marinho, Rakyo apenas um calção cinza e por fim Andrik que usava um calção preto e sua língua estava dentro da boca. Andrik carregava consigo duas mochilas cheias.

Layla: Todos nós tivemos dias estressantes, vamos pelo menos ter um dia onde possamos passar toda a tarde aproveitando esse doce e animado clima de verão. Tenho sorte de vocês todos tenham vindo, deixando hoje ainda mais especial. - disse sorrindo animada enquanto tentava levar as duas caixas térmicas, porém eram pesadas demais para ela dar mais de três passos.

Rakyo: Falando nisso, Mary, o trailer dos seus pais realmente foi útil hoje. - disse elogiando o veículo.

Mary: Sim, o Jack e a Katie guardam esse trailer a muito tempo, eles sempre me falavam que gostavam de fazer viagens nesse trailer quando eles eram hippies. - disse sorrindo torto - Eles não parecem se orgulhar muito dessa época.

Andrik: Enfim, eu trouxe muita coisa que pode ser útil para nós enquanto estamos aqui: Protetor solar...

Emília: Passa isso para cá. - disse séria pegando protetor solar já começando a passar pelo seu corpo.

Andrik: Inúmeras comidas não saudáveis. - disse mostrando monte de porcarias que eram o que mais enchia a mochila - Mais de 50 latas de refris...

Leyla: Sério? Nem notei. - dizia sarcástica enquanto tentava arrastar as duas caixas térmicas.

Andrik: Toalhas, 4 pranchas, um saco de pancada.

Zack: Por que você trouxe um saco de pancada? - perguntou confuso.

Andrik: Me sinto a vontade treinando. - disse sorrindo - E também tem... espera, cadê?! Ah, achei. Minha Jade. - disse sorrindo então estranhamente tirou uma katana de dentro da mochila.

Zack: Ok, trazer uma katana para uma praia é ainda mais estranho do que o saco de pancada... - murmurou com um suor na cabeça.

Andrik: Ela não é só uma katana, ela é a Jade, uma relíquia valiosa que meus antepassados conquistaram após derrotar um clã inimigo mais perigoso daquela época, os Clã Kamisaki. - disse sorrindo orgulhoso enquanto tirava a katana de dentro da bainha revelando uma lâmina preto com verde e começa manusear a espada com maestria - Ela é uma herança dos meus pais. - disse sorrindo enquanto colocava a lâmina de volta na bainha.

Zack: Francamente, um dia ainda vão traze-

Croconaw: AAAAH, CUIDADO, TEM UM TUBARÃO NA ÁGUA!!! - gritava assustado enquanto corria pela beirada da água assustado, realmente dava para ver a barbatana de um Sharpedo na água, porém estava muito longe e quase foi difícil de enxergar.

Rakyo: Isso era para ser uma referência? - perguntou confuso.

Zack: Será?

Leyla: Sei lá, eu parei de tentar entender o que essa cara escreve faz tempo... - murmurou revirando os olhos quebrando levemente a 3° parede, quanto finalmente havia conseguido mover um pouco mais as caixas, Brukno notou sua dificuldade e a ajudou pegando as duas caixas - Obrigada... - agradeceu sorrindo aliviada recebendo como resposta uma piscadela e um sorriso de canto.

Andrik: Hehe...

Rakyo: O que você tá fazendo? - perguntou ao notar a risada estranha do amigo.

Andrik: Vou assustar a Sky um pouquinho... - sussurrou sorrindo travesso enquanto aproveitava a distração da Skylet.

Rakyo: Vai dar ruim, cara...

Andrik: Hey, Sky, toma essa! - disse sorrindo.

Ele avança a lâmina contra ela pretendendo parar o movimento quando estivesse próximo dela, porém ela rapidamente se vira para a lâmina e com uma mordida ela a destruiu com facilidade.

Rakyo: MEU ARCEUS! - exclamou espantado.

Andrik: JADE!!! - gritou assustado.

Skylet: Eca, bijuteria velha... - disse enojada cuspindo o resto da lâmina que sobrou em sua boca.

Foi então que a Vitória e seu grupo junto de Leon saíram do trailer, todas usando seus uniformes de Líderes de Torcida, enquanto que Leon uma bermuda cinza com uma linha branca na vertical no lado direito e esquerdo da bermuda.

Victoria: Aiai, a praia, uma palavra que resume uma coisa: "Homens mais velhos com corpos lindos se molhando abertamente". - disse animada.

Vanessa: Eu quero arranjar um belo Obstagoon para mim hoje! - disse sorrindo ansiosa.

Victoria: Você tem um ótimo gosto, amiga. - disse sorrindo maliciosa quanto ao gosto pessoal da amiga.

Vana: Bem, espero que vocês se divirtam, pois nós duas já temos um namorado. - disse sorrindo enquanto abraçavam Leon por trás.

Leon: N-não precisam se incomodar comigo, podem se divertir… - disse extremamente corado ao sentir os seios de Vana prensados em suas costas.

Cryst: Sim, mas queremos nos divertir com você. - disse sorrindo enquanto abraçava ele pela frente, prensando o seu par de seios no peito do rapaz, que cora ainda mais.

Leyla: Espera, Vic, por que vocês vieram com seus uniformes de Líderes de Torcida? Cadê os biquínis? - perguntou confusa à líder do grupo.

Victoria: Ue, tem diferença o uniformes das Lideres de Torcida e uma roupa de banho? - perguntou confusa, Leyla abriu a boca para responder, mas parou para pensar.

Leyla: Verdade... Não tem diferença mesmo... - respondeu vendo que não havia argumento para isso, preferindo então esquecer o assunto.

Mary: Gente, cadê o Matt? - perguntou confusa.

Todos ficam surpresos ao ver ele em cima da prancha com uma cara nada boa, aparentemente se segurava para não vomitar.

Matt: Alguém... me ajuda... - pediu enjoado, foi quando uma onda o atingiu fazendo ele cai da prancha e começa a se debater - AGORA ME LEMBREI QUE EU NÃO SEI NADA! SOCORRO! - exclamou antes de afundar.

Todos (menos Brukno e Zack): ENTÃO POR QUE ENTROU NA ÁGUA?! - perguntaram surpresos.

Brukno: Eu sabia que isso ia acontecer... - murmurou despreocupado enquanto sentava em uma das cadeiras de praia com as patas atrás da cabeça e usando um óculos de sol enquanto somente via eles se afastarem para irem socorrer Matt.

Enquanto isso, no lado de dentro treiler, as últimas que faltavam para sair eram Black que usava um biquíni roxo com manchas pretas semelhantes à manchas de onças, uma coleira e pulseiras pretas de espinhos, também estava ali a Emilly que usava um maiô rosa choque e uma touquinha da mesma cor, e por fim Lilly, que se encontrava no banheiro se trocando.

Emilly: Vamos, Lilly, todos já saíram. - chamou apressada.

Black: Ly, para de apressar ela. Não precisa se apressar, Lilly. - disse natural.

Lilly: Não, tudo bem, eu já terminei de me trocar. - disse do outro lado da porta, que foi aberta na mesma hora, revelando seu um biquíni com tema meio macabro da Drip Dead.

Black: Que biquíni... diferente...

Emilly: Ele é horri- Black tapou sua boca na mesma hora.

Lilly: Ele era o único que eu tinha, comprei ele faz algum tempo, mas nunca usei por não ser alguém que vai na praia com frequência. - disse serenamente - Mas gosto desse biquíni e espero que os outros também gostem. - disse um pouco ansioso, mesmo não demonstrando facilmente em sua face.

As três saem do trailer na mesma hora que haviam socorrido Matt em segurança e o colocado deitado em cima de um pano sobre a areia, quando todos olham para elas, mais especificamente para Lilly.

Todos(menos Matt e Skylet): Que fofa... Parece uma bonequinha... - murmuraram levemente corados, suas vozes unidas ficou alto o suficiente para ouvir isso.

Skylet: Prefiro minha irmãzinha. - disse sorrindo amavelmente para Black fazendo um coração para a maninha.

Black: Eles nem ligaram para o biquíni. - disse sorrindo.

Emilly: Como não notar algo tão horri-

Black: Calada. - mandou tapando a boca dela de novo, mas notou o olhar estranho de Lilly - Lilly, o que foi?

Lilly olhou para os seios de Leyla que havia começado uma conversa com Brukno e Emília, logo depois olhou para os das Lideres de Torcida que ficaram elogiando Leon por conquistar duas integrantes do grupo delas, depois olhou para os da Mary e Mahina, e por fim olhou para seus próprios seios, comparando-o com as demais. Entrou em depressão logo depois.

Lilly: Eu não pertenço a esse lugar... - sussurrou sentando encolhida em uma cadeira de praia, depressiva.

Leyla foi em direção do trailer buscar alguma coisa para se divertirem, quando viu um pequeno Riolu Shiny chorando ali perto deles, ele aparentava ter somente uns 9 anos de idade ou menos e ele estava sozinho, só para ter certeza de que tava tudo bem, ela foi até ele.

Leyla: Oi, pequeno. - cumprimentou sorrindo alegremente para a criança, na mesma hora abraça ela ainda chorando - Eita, calma, garoto.

Riolu: Moça... me ajuda, não to... perdido... - pediu chorando muito.

Leyla: Ah, eu…

Brukno: Leyla, o que você tá fazendo? - perguntou curioso, ele havia notado quando ela havia mudado de caminho do trailer para o garoto - Huh? Quem é esse garoto? - perguntou ao notar o pequeno garoto chorão.

Riolu: E-eu me chamo Jim... - respondeu tentando se acalmar, ainda abraçado na Leyla.

Leyla: Ele se perdeu dele. - disse seria imaginando o medo que ele deve estar sentindo.

Brukno: Ok, então me diz onde foi a última vez que os viu, Jim? - perguntou sereno enquanto ficava na altura dele.

Jim: Eu cheguei com minha irmã e meus amigos aqui faz tempo, só que enquanto eu tava nadando acabei me separando deles. Agora tô tentando achar eles... - disse assustado - Esse aqui é o ponto de encontro que a nossa irmã mais velha disse para nos encontrarmos caso alguém se perca... mas eu tô sozinho aqui faz muito tempo e ela ainda não chegou... - disse se segurando para não voltar a chorar.

Brukno: Entendo... Você tá sozinho, hein... - sorriu para ele - Não mais. Vem, você pode ficar com a gente enquanto sua irmã não chega. - disse se levantando e ergueu sua pata para que o menor a segure.

Jim olhou para Leyla como se esperasse uma resposta confiável, Leyla olho para ele e depois para o Brukno que lhe mandou um olhar de "vai ficar tudo bem".

Leyla: Vamos, Jim, você pode ficar com a gente. - disse sorrindo para o pequeno Riolu.

Jim aceitou então a pata do Brukno e junto os três voltaram para o resto do grupo.

Emilly: Onde vocês dois estavam? - perguntou ao notar a volta dos dois - E quem é esse garoto? - perguntou ao notar a presença do pequeno, que fica tímido se esconde atrás das pernas de Leyla.

Leyla: Esse é o Jim, ele-

Andrik: Desgraçado! BRUKNO, ACHO BOM ISSO NÃO SER O QUE EU ESTOU PENSANDO! - gritou irritado o suficiente para voar no pescoço dele caso ele confirme o que ele estava pensando.

Brukno: Do que você tá falando? - perguntou confuso.

Andrik: Esse garoto é.... seu... da Leyla... AH, VOCÊ SABE DO QUE EU TÔ FALANDO!

Vanessa: Oh, agora está explicado o porquê da Leyla ser uma encalhada. Ela tá num relacionamento com o Brukno para cuidarem da criança... coitada... - murmurou para Victoria.

Victoria: Bom, pelo menos ele é filho do Brukno, poderia ser pior. - disse sorrindo de canto.

Leyla: P-PAREM DE DIZER BESTEIRA, ELE É SÓ UM GAROTO PERDIDO QUE ACHAMOS AGORA POUCO! - gritou irritada e muito corada.

Brukno: Leyla, dizer isso bem na cara do garoto é bem rude da sua parte. - disse incomodado a olhando com desaprovação.

Leyla: Desculpa... - pediu arrependida.

Todos (menos Matt): D.R. - murmuraram.

Leyla: JÁ CHEGA!

Andrik: Humf, espera só até a Tia Carmen ficar sabendo disso. - disse desapontado enquanto pegava seu celular.

Leyla: DEIXA MINHA MÃE FORA DISSO! - gritou retirando o celular dele.

Após esse tumulto de agora pouco, Leyla e Brukno decidiram apresentar Jim a todos, enquanto isso, Rakyo preparava sua prancha nova para nadar, ela consistia nas cores amarelo com linhas brancas e traços laranja.

Mary: Ray, o que está fazendo? - perguntou curiosa ao notar a distração do garoto.

Rakyo: Faz tempo que na venho a praia, na última vez que vim nessa praia foi com o meu velho amigo, o Sr. Saiks, quando fomos vender água de coco naquele verão. Ele aproveitou que tínhamos tempo de sobra e me ensinou a surfar. - disse sorrindo com nostalgia - Faz tempo que não o vejo.

Mary: Bom, você pode se recordar dele enquanto me ensina a surfar. - disse sorrindo empolgada.

Rakyo: Você quer que eu te ensine? - perguntou surpreso.

Mary: Claro, nunca surfei na vida, porém curiosidade levou grandes gênios ao topo. - disse sorrindo

Rakyo: Hum, eu sabia que esse momento chegaria. Um dia aprendiz e no outro mestre, como o mundo gira rápido demais. - disse sabiamente - Certo, Mary, vamos lá. - disse animado enquanto pegava sua prancha.

Mary: Legal, espera um pouco que eu vou buscar uma das pranchas que Andrik trouxe. - disse animada enquanto ia rapidamente para dentro do trailer.

Enquanto isso, Skylet havia finalmente terminado de ajudar Black e Emilly a passar protetor solar nas costas das duas.

Black: Obrigada por passar o protetor solar, Sky. - agradeceu sorrindo.

Skylet: De nada, maninha. - disse sorrindo - Isso me lembra na sua primeira vez vindo na praia. A gente sempre gostava de ficar na beirada da água fugindo das ondas quando se aproximavam. - disse sorrindo nostálgica.

Black: Você fala como seu eu tivesse que lembrar isso também. - disse sorrindo de canto - Então, vamos entrar, Ly? - perguntou.

Emilly: Eeeeh, Nah. Tô bem aqui mesmo, com meu corpo sequinho, na sombra e com meu celular. - disse satisfeita sentando na cadeira ao lado direito da Lilly, que ainda estava deprimida.

Black: Puff, tanto faz. E você, Sky, vai entrar comigo na água? - perguntou curiosa.

Skylet: Sim, só tenho que passar o protetor também. - disse sorrindo animada enquanto passava o protetor nos braços e pernas, isso deu uma idéia para a Black.

Black: Sky, você quer ajuda para passar protetor nas suas costas? - perguntou sorrindo.

Skylet: Sim, que gentileza sua, maninha. - disse sorrindo de volta.

Black: Disponha. - disse sorrindo travessa - Andrik, a Sky precisa da sua ajuda, poderia ajudar? - perguntou sorrindo para ele enquanto o mesmo estava passando por ali.

Andrik: Minha ajuda? Hum, certo, como posso ajudar, Sky? - perguntou curioso.

Skylet olha para Black com um olhar de "por que?" e Black responde com um olhar de "vai logo". Skylet suspira e volta seu olhar para Andrik, confuso com os olhares estranhos que as duas estavam trocando.

Skylet: Quero que passe protetor solar nas minhas costas. Por favor. - pediu séria enquanto lhe entregava o protetor solar. Andrik cora fortemente com o pedido.

Andrik: V-você quer mesmo que eu...

Skylet: Não enrola, vamos logo antes que eu mude de idéia. - disse fria enquanto tirava sua camisa branca e ficava deitada de costas para cima.

Andrik engoliu o seco ao ver que teria que desamarrar as cordas do biquíni  e foi o que fez, deixando as belas costas de Skylet livres das cordas do biquíni.

Andrik: Até as costas dela são perfeitas... - pensou com seus olhos brilhando.

Ele passa um pouco do protetor na sua mão e começou a passar com calma e sem pressa alguma nas costas de Skylet, querendo aproveitar cada segundo daquilo.

Black: Psiu. - ela chama a atenção de Andrik - Deixa eu te dar uma ajudinha. - sussurrou sorrindo, pegando a mão dele e colocando um de seus dedos a poucos centímetros da nuca - Pressiona. - sussurrou e foi isso que ele fez.

Os olhos de Skylet ficam arregalados, um arrepio por todo o seu corpo estava claramente visível pelo Andrik.

Skylet: Black... eu... acho que vou ficar por aqui mesmo... - disse sorrindo, seu corpo estava mais relaxado depois disso - Não para com o que você estava fazendo, Andrik. - pediu fechando seus olhos com relaxamento, visto também como uma expressão de prazer aos olhos de Andrik.

Andrik: Obrigado. - sussurrou agradecido, Black assentiu sorrindo.

Leyla estava sentada nas escadas da porta do trailer apreciando a vista de Emilly, Emília e Zack conversando alegremente com Jim, que pareceu aparentemente havia conseguido se encaixar no grupo.

Brukno: Quer um? - perguntou enquanto se aproximava oferecendo uma lata de refri.

Leyla: Depois de quase ter me quebrado para levar aquelas caixas, sim, eu quero um refri sim. - disse sorrindo enquanto aceitava o refri.

Brukno: Você mereceu. - disse sereno enquanto ficava encostado no trailer abrindo sua própria lata.

Leyla: Você sempre foi bom com crianças? - perguntou enquanto abria a sua lata.

Brukno: Nunca fui, só agora que eu consegui ser com aquele ali. - respondeu sério olhando para o nada - Sabe, eu meio que me identifiquei com o moleque. Uma hora você está com aqueles que você ama por perto e na outra você se encontra sozinho, perdido e com medo. - disse com empatia enquanto virava a lata inteira - Nunca desejaria isso a alguém e faria o possível para evitar que alguém passasse por isso. - disse olhando para ela.

Leyla: Sim... eu também faria. - disse sorrindo.

Houve um momento de silêncio com trocaram olhares entre os dois, que foi interrompida com a aproximação de Cryst, Leon e Vana.

Leon: Com licença, Leyla, vamos entrar no trailer rapidinho. - disse enquanto abria caminho para entrar no treiler, fazendo Leyla se levantar.

Leyla: Claro, mas o que vocês vão fazer? - perguntou curiosa, os três se entreolharam.

Cryst/Leon/Vana: Nada demais. -falaram sorrindo forçado enquanto fechavam a porta e a trancavam.

Brukno e Leyla se entreolharam de novo, ambos deixaram escapar uma risadinha.

Leyla: Jim, que tal a gente ir dar um mergulho? - sugeriu ao ver ele se aproximar deles - Será melhor você ficar num lugar longe desse trailer por enquanto... - murmurou essa última parte mais para si mesma.

Jim: Seria legal. - disse sorrindo alegremente - Brukno vai vir com a gente? - perguntou ansioso.

Leyla: Ele vai? - perguntou curiosa olhando para ele, esperando uma resposta.

Brukno: Claro, vamos lá, garoto. - disse sorrindo para os dois.

Os três foram juntos para dentro da água animados, enquanto isso, Lilly continuava sentada deprimida.

Lilly: Parece que eles estão se divertindo. - murmurou enquanto observava aqueles três se divertindo na água que, aos olhos de estranhos, pareciam uma família feliz.

Matt: SOCORRO! SOCORRO! EU TÔ AFO... gando... - havia despertado de seu desmaio bem assustado, porém se acalmou ao notar que não estava mais na água - Como caralhos eu parei aqui? Será mágica? Eu sou mágico?! Sou abençoado por uma magia que quando estou perto da morte eu magicamente acabo acordando em um lugar diferente e em segurança?! Puta que pariu, eu sou foda pra caralho! - disse animado e convencido, com sua mente totalmente fora da realidade (normal).

Lilly: Não foi mágica, foram os outros que te salvaram mesmo. - explica naturalmente.

Matt: O que? Aaah... eu queria ser mágico... - murmurou chateado - Bom, minha beleza é tão suprema que magia é nada perto de mim. - disse se elogiando - Certo?

Lilly: Hum. - ela não estava ligando para o que ele dizia, somente fez esse "hum" pois não queria pagar de grosseira.

Matt: Falando de coisas bonitas, belo biquíni. - disse sorrindo enquanto se relaxava sobre uma outra cadeira ao lado de Lilly.

Lilly: Você... gostou? - perguntou surpresa, porém só deixava isso bem pouco aparente em sua face.

Matt: O seu é diferente das demais, e isso é bem legal. - respondeu - Esse biquíni é macabro está sendo usado por uma garota fofa, isso chega a ser engraçado. - disse rindo um pouco - Sim, eu gostei sim.

Lilly estranhamente se sentiu melhor depois daquele elogio, não estava mais nenhum pouco deprimida.

Lilly: Matt, você não sabe nadar, não é? - perguntou se levantando.

Matt: Hum... Não me lembro, mas eu acho que sim. - disse sorrindo convencido, porém Lilly sabia que era mentira.

Lilly: Vem, eu te ensino. - disse puxando o rapaz pela pata em direção a água. 

Matt:  L-Lilly, você por acaso sabe nadar? - perguntou nervoso.

Lilly: Tudo que sei eu li em algumas revistas explicativas de como curtir o verão, então será um bom momento para aplicar o que aprendi. - explicou calma - E também podemos tentar aprender juntos. - ao dizer isso sorrindo, Matt cora de leve antes de expressar um sorriso, concordando com a ideia.

Voltando ao Rakyo e a Mary, os dois estavam em cima das pranchas um pouco mais distante do que os demais banhistas da praia.

Mary: Bom, vamos começar? - perguntou ansiosa.

Rakyo: Sim, vamos lá. Vamos começar pela prancha. Normalmente para quem está realmente começando os modelos mais indicados são os longboards ou funboards, maiores e mais espessos, ou ainda pranchinhas com maior flutuação e largura, porém essa prancha normal que o Andrik trouxe vai ter que servir. - explica sério - Passando para a prática, talvez você tenha um pouco de dificuldade para ficar em pé na pran-

Mary: Assim? - perguntou surpreendendo Rakyo por ela ter aprendido bem rápido a se manter equilibrada sobre a prancha -É um pouco difícil ficar assim, tá se movendo muito.

Rakyo: Isso porque o mais recomendado para iniciantes é começar a praticar em praias com ondas menos, diferente da praia que estamos. - disse sério - Agora vou te explicar tudo o que você precisa saber: 1°- comece remando a partir da margem, deitado na prancha, até chegar ao local onde a onda começa a quebrar. 2°- Intensifique a força das remadas quando a onda perfeita se aproximar. 3°- Para aproveitá-la, você precisa treinar um movimento essencial chamado de “pop-up”, que consiste em subir rapidamente na prancha. Você precisará empurrá-la para baixo, apoiando as palmas das mãos na prancha na altura do peito e firmando os pés para conseguir subir. Treine na areia antes de cair no mar. 4°-Mantenha as pernas flexionadas, no centro da prancha. Para não escorregar, é importante o uso da parafina, que deve ser passada na prancha em movimentos circulares, antes de entrar na água, para garantir a aderência nesse momento. 5°- A partir daí, é a criatividade e a habilidade de cada um que entra em jogo, já que a variedade de manobras é muito grande e depende também da ousadia do surfista. - deu fim a sua explicação, Mary o olhou muito perdida na explicação - Entendeu? - perguntou.

Mary: Er...

Rakyo: Espera. - disse sério e olhou para a água - Merda, tá vindo uma onda das grandes. Vamos, Mary, hora de aplicar tudo o que eu te ensinei. - disse sorrindo enquanto se deitava na prancha e começava a remar com suas mãos.

Mary: Mas o que você me ensinou?! - perguntou, porém ele já estava focado o suficiente para ignorar a pergunta - Er... tá legal. - disse nervosa decidindo imitar os movimentos de Rakyo.

A onde começou a se formar e estava prestes a se quebrar, os dois viraram suas pranchas fixando na mesma direção da qual a onde ia e ambos se levantaram, Mary teve mais dificuldade, mas conseguiu. Ela seguiu Rakyo por de dentro da onde muito admirada, era incrível aquilo.

Mahina: Legal, a Mary tá conseguindo surfar. - disse sorrindo, ela e mais alguns do grupo assistiam os dois surfando naquele momento.

Mary: Ray, isso é tão lega- num pequeno movimento ela acabou escorregando - Ah. - ela caiu.

Rakyo: Mary! - exclamou ao notar a que ela havia caído, isso o fez se desequilibrar e cair também - Ah, merda. - reclamou antes de cair e ser levado pela onda.

Mahina: Gente, eles caíram! - exclamou espantada.

Andrik: O quê? - perguntou se distraindo, porém ele acaba encostando em um ponto da Skylet que ela nunca deixou ninguém encostas: seu pompom.

Black: NÃO! - exclamou assustada ao notar tal ato proibido.

Era tarde demais, num movimento rápido e ágil, Skylet acertou um chute no rosto de Andrik que fez ele voar longe.

Enquanto isso, um pouco próximo de onde a Mary e Rakyo caíram.

Lilly: Vamos, Matt, não precisa ficar com medo. - disse calma, ainda de patas dadas com Matt, que se tremia de medo enquanto dava pequenos passos lentos mais para dentro da água.

Matt: Não me solta, não me solt-

Andrik: AAAAH! - gritou enquanto caía em cheio em cima do Matt.

Matt: ANDRIK, MAS QUE PO-

Nesse momento, a onda a qual Mary e Rakyo havia surfado atinge eles em cheio, os engolindo por completos. Mary emergiu de debaixo da água tossindo.

Mary: ISSO FOI INCRÍVEL, VAMOS FAZER DE NOVO, RAY! - disse mais animado do que antes, a água havia jogado Rakyo mais longe do que ela, chegando até a areia da praia.

Rakyo: Claro... só deixa eu me recuperar um pouco. - disse ainda meio atordoado.

Andrik: EU TÔ AFOGANDO! EU TÔ AFOGANDO! SOCORRO... Não, espera. Ah, é, eu sei respirar embaixo d'água. - disse sorrindo enquanto somente deixava meta da cabeça de fora.

Matt: Bom saber... - rosnava atrás de Andrik, que suou frio - ASSIM EU MESMO POSSO MATAR VOCÊ! - exclamou furioso enquanto corria atrás de Andrik.

Andrik: Certo, certo, eu desisto. - disse parando de correr junto de Matt - Só que não. - disse jogando água na cara dele.

Matt: Hora, seu... - outro jogou água na cara dele, era Lilly - Até você, Lilly?! - disse espantado, tirando uma risadinha de Lilly.

Andrik: Bobeou, levou outra. - disse rindo e jogando água na cara dele de novo.

Matt: Já chega! Tomem essa, porra. - disse jogando água neles, iniciando uma guerra ali.

Jim: Parece divertido. - disse sorrindo enquanto assistia eles guerrilhar - Hahaha, que engraçado. - disse rindo da brincadeira.

Leyla: Deveríamos ficar preocupados com uma criança reagindo possivelmente à algo semelhante á violência? - perguntou confusa.

Brukno: VAMOS A BATALHA, SOLDADO! - disse determinado correndo para dentro da guerra de água junto de Jim.

Jim: SIM! - exclamou animado.

Leyla: Poxa... Bem, só vou na onda deles então. - disse sorrindo enquanto ia para dentro da guerra, a qual Mary e Rakyo já estava participando.

Mahina: UHUL! GUERRA DE ÁGUA! - exclamou correndo animada até guerra, como se nunca tivesse ficado irritada com estar na praia.

Victoria: Guerra de água? Isso é tão fora de moda e sexy. Mas é perfeito para atrair olhares dos homens. - disse admirada com idéia - Meninas, não podemos ficar de fora. Essa é uma boa chance para aparecer mais atraentes do que já somos para qualquer macho por perto. - disse sorrindo.

Ketlyn/Vanessa: Vamos! - exclamou sorrindo animada enquanto as três iam a guerra também.

Leon: O que estão fazendo? - perguntou a Black enquanto saía do trailer com Cryst e Vana.

Black: Tá tendo uma guerra de água. - respondeu sorrindo.

Leon: Guerra? Não posso ficar de fora disso. - disse animado indo até lá.

Cryst/Vana: Vamos!

Black: Ly, vamos para a guerra? - perguntou se sentindo meio excluída da diversão.

Emilly: Agora não, estou jogando e não quero me molhar. - disse distraída com o celular.

Black teve uma ideia, pegou o celular dela mais rápido do que ela mesma esperava ser capaz.

Emilly: Black! Devolve! - disse irritada se levantando.

Black: Vem pegar. - disse escondendo o celular atrás de si.

Emilly: Só me devolve logo! - disse irritada correndo atrás dela.

Black: Você quer? Vem então. - disse provocando ela enquanto corria até onde a guerra de água estava acontecendo.

Somente quando chegaram mais para o meio da guerra que a Black havia entregado para Emilly, que já se encontrava toda encharcada.

Emilly: Espera... ESSA É SÓ A CAPINHA! - exclamou irritada.

Black: Ah, é? Eu acho que deixei cair o celular enquanto você estava distraído. - disse se fazendo de inocente, Emilly presumiu que tenha sido naquele momento que Black escondeu o celular atrás de si.

Emilly: EU VOU TE MATAR POR ME ENGANAR! - disse jogando água nela.

Black: Veremos! - exclamou sorrindo.

As únicas que ainda não entraram foram, eram Emília, Skylet e Zack.

Emília: Tão imaturos... - disse sem tirar seus olhas do celular, Skylet e Zack assentiram.

Black: Skylet, trás a Emília pra água, por favor. - pediu animadamente para Skylet.

Emília olhou para Skylet suando frio, Skylet olhou com seriedade a Black e depois olhou para Emília com um olhar intimidador.

Emília: Skylet, por favor, espera, vamos con-

Skylet, em menos de um minuto, jogou Emília na água, bem no meio da guerra.

Emília: Ah, tanto faz. - disse emergindo de debaixo d'água já entrando no clima da guerra de água.

Black: Skylet, o Zack também! - disse sorrindo.

Skylet olhou para Zack com o mesmo olhar o qual ela olhou Emília.

Zack: Tá legal, já saquei. - disse derrotado enquanto ia até o meio da guerra de boa vontade.

Durante toda aquela molhação, Leyla ouviu uma voz gritando na praia, era uma Alola Persian vestida vestida de freira que parecia estar bem cansada e assustada.

Persian: JIM! JIM, CADÊ VOCÊ?! - gritava desesperada e assustada.

Leyla rapidamente chamou a atenção de Jim e apontou para a Persian freira.

Jim: IRMÃ MINA! - exclamou sorridente chamando a atenção dela enquanto corria até a freira que o abraçou fortemente.

Leyla: Ele... é órfão... - disse tristemente lembrando que em momento algum Jim disse sobre seus pais.

Brukno: Mas não está sozinho, isso é o que importa. - disse sério enquanto veem os dois se afastarem, Jim acena para eles alegremente - Sorria, não vai querer que ele se lembrem que essa foi uma despedida triste para alguém. - disse sorrindo e acenando, um pouco relutante, Leyla fez o mesmo.



[...]



O sol já estava se pondo, a praia estava totalmente vazia, sem contar com eles ali, que muito em breve iriam embora também, porém todos estavam cansados depois de um longo dia de diversão, então decidiram dar uma parada para ficar em volta de uma fogueira e desfrutando dos muitos lanches que eles haviam trazido antes de voltarem para a Pokémon School.

Black: Ei, salgado era meu! - disse emburrada para Emilly.

Emilly: Vai a merda, ainda to puta da vida com você. - disse fechando a cara.

Skylet: Pode ficar com o meu, maninha. - disse entregando para Black.

Black: Valeu. - disse sorrindo agradecida.

Andrik: Aqui, Sky, o seu favorito: Bolo chocolate com amendoim e coco. - disse sorrindo entregando a fatia para ela, que olhou para o lanche com os olhos brilhando e um pouco de baba escorrendo pelo canto da boca.

Skylet: Obrigada... - agradeceu aceitando o lanche.

Zack: Hey, como você sabe o lanche favorito dela? - perguntou sorrindo malicioso.

Skylet e Andrik se entreolham por uns segundos.

Skylet: Não é da sua conta. - respondeu decidida em prestar mais atenção em comer o lanche do que conversar.

Leyla: Gente, sem querer incomodar com besteiras, mas... eu gostaria de dizer umas coisas. - disse se levantando e chamando a atenção de todos - Eu fui para a Pokémon School a procura de algo novo, sabe, gente com personalidades diferentes e únicas porque queria uma vida mais emocionante. Foi daí que tudo começou, primeiro veio o Matt, depois o Zack, Líderes de Torcida, Skylet, Brukno, Rakyo, Mary, Mahina, entre outros... Sim, eu as vezes posso agir como se vocês fossem estranhos ou intensos demais para mim, mas vocês são exatamente o que eu procurava. - disse sorrindo - Provavelmente, quando chegarmos na escola, tudo vai voltar ao normal e vai ser meio difícil estarmos todos juntos em um só lugar, mas até lá quero apreciar o agora. - disse sorrindo, ela ergueu uma latinha de refri - Então... que tenhamos mais momentos assim, unidos. Pela união!

Todos erguem suas latinhas de refrigerantes, menos Skylet que ainda comia seu bolo.

Todos (menos Skylet): Pela união!

Mary: Andrik, a chave do trailer está com você? - perguntou curiosa.

Andrik: Sim, eu havia colocado no meu bolso... antes... de ser... jogado na água... - disse arregalando os olhos, assim como todos ali............























Continua...........................................


Notas Finais


PASTA OFICIAL DA FIC NO PINTEREST: https://pin.it/2mmQAqm

DISCORD DA FIC: https://discord.gg/7hejvn

LINK DA FIC NO WATTPAD:
https://my.w.tt/oA8ZXbGAC6


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...