História Pokémon: Um Novo Começo - Interativa - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Personagens Originais
Visualizações 75
Palavras 4.982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá Treinadores Pokémon!

Aqui vai mais um capítulo xD

Dessa vez não tive tempo de revisar, então qualquer erro ortográfico, desconsidere na leitura e me avise nos comentários!
Espero que gostem!

XoXo

Capítulo 5 - Ep. 03 - Viridian City! Primeira Parada Pokémon Gym! Parte 2


Fanfic / Fanfiction Pokémon: Um Novo Começo - Interativa - Capítulo 5 - Ep. 03 - Viridian City! Primeira Parada Pokémon Gym! Parte 2

Dia 17/01/2018 – Terceiro Dia de Jornada

A noite caíra em Viridian City, o grupo de treinadores encontraram-se mais cedo no Pokémon Center. Maxell não conseguia se conter de tamanha felicidade, sua primeira insígnia estava em mãos, o orgulho que sentia não cabia dentro de si, o dormitório inteiro do Pokémon Center ouvia a história de sua grande façanha.

Enquanto isso, Katsu Endo preferiu pensar em sua própria batalha, do lado de fora do estabelecimento ao lado de seu companheiro, Charmander. Sua mente percorria sob suas vantagens e desvantagens, da atitude do Líder Blü, pensava se não deveria ter aceitado a oferta, era melhor garantir a insígnia, e se não vencesse depois? Iria atrasar todo o seu grupo, teriam de espera-lo vencer para seguir viagem, isso era certo? O que deveria fazer?

- Endo-kun. – Emma aproximou-se do jovem pensativo. – O que está fazendo aqui?

- Nada... – Endo caiu em si. – Apenas pensando na vida... – Endo deitou-se no gramado e colocou os braços por trás da cabeça. – E você, Emma-chan, o que faz aqui fora?

- Clefairy gosta de admirar a lua. – Emma sorriu. – Toda noite nós tiramos um tempo pra fazer isso.

- Que legal... – Endo olhou Clefairy e então sorriu. – Clefairys gostam da lua cheia... ouvi isso em algum documentário. – Endo disse pensativo.

- Nós acompanhamos a passagem da lua nova para a crescente, foi a primeira mudança de fase que vimos juntas. – Emma disse com um sorriso e logo ficou um pouco mais séria. – Endo-kun... Saya me contou sobre hoje mais cedo...

- Eu perdi, no meu primeiro ginásio.

- Você sabia que seria difícil... – Emma olhou para o céu, sentada ao lado do rapaz. – Foi o que me disse quando nos conhecemos... Você disse que o Burn tinha desvantagem contra o tipo Terra... E ainda assim você correu em direção ao ginásio, sem nem esperar para a gente torcer por vocês.

- Foi mal... Estava entusiasmado e acabei esquecendo do treinamento. Foi uma tremenda burrice. – Endo ponderou, se não tivesse sido tão impulsivo, teria se preparado melhor, fortalecido seu Pokémon e talvez até capturado outro.

- Endo-kun! – Emma disse em tom de repreensão. – Não diga que você foi burro... Eu, na verdade, achei corajoso.

- Huh? – Endo olhou confuso para a jovem. – Desde quando coragem é correr rumo a algo que sabe que não pode vencer.

- Você viu? – Emma olhou para Endo, encarando seus olhos cor de âmbar. – Você acabou de definir o que é coragem! Afinal, é muito fácil enfrentar algo que sabe que vai vencer, é fácil ter esse tipo de coragem, é difícil se manter corajoso, quando sabe que está na desvantagem, mas ainda assim, enfrenta o que vier pela frente.

- Você achou isso mesmo? – Endo perguntou um tanto incrédulo.

- Claro! – Emma sorriu. – Agora precisamos entrar, já está ficando tarde. – Emma levantou-se e despediu-se do colega. – Boa noite, Endo-kun.

- Boa noite, Emma-chan. – O rapaz despediu-se e voltou a olhar para o céu. Sentiu-se um tanto revigorado, pelo menos a sensação que carregava, de ter sido “burro”, havia sumido.

~

Dia 18/01/2018 – Quarto Dia de Jornada

Yuki levantou às quatro da manhã, fez suas necessidades matinais e seguiu em direção à sua caminhada habitual, seguiu em direção à Rota 2, local por onde deixariam Viridian City após a conquista da insígnia, entrou em meio a uma pequena área arborizada e passou a meditar, o silêncio era algo que gostava de manter próximo de si, o que não ocorria com o grupo que encontrara. Fez seus exercícios e quando seu relógio marcou seis horas, decidiu voltar. Ali, bem próximo encontrou sua companheira de viagem, Saya Minato, a jovem deixava o sol da manhã banhar seu corpo alvo, os cabelos prateados pareciam brilhar mais e a expressão serena em seu rosto mostrava a pureza de sua alma.

- Yuki-san. – Saya abriu os olhos e viu o rapaz a observando. Achou estranho, por um momento, mas constatou que já estavam há certo tempo juntos e Yuki nunca fizera mal a ninguém.

- Huc! – Yuki engasgou, envergonhou-se por ser pego a observando, mas agora não tinha como voltar atrás. – O-oque faz tão cedo aqui? – Perguntou tentando desconversar.

- Chikorita gosta de deitar no orvalho e tomar o sol da manhã... E você? – Saya perguntou de volta.

- Estava fazendo exercícios, quero aquecer para a batalha. – Yuki respondeu.

Saya reparou nas vestes do corpo do rapaz, estavam coladas devido ao suor, constatou que ele devia ter acordado pelo menos uma hora mais cedo que ela, já que ainda era cedo e a caminhada até ali, por mais que levasse algum tempo, ainda não era o suficiente para suar daquela forma.

- Sente-se e aproveite o sol. – A garota convidou o rapaz. – Acabei de chegar, você já está indo?

- Eu... faço companhia. – Yuki respondeu, ainda vermelho e sentou-se ao lado da moça.

- Está ancioso? – A jovem perguntou e logo se respondeu. – Que pergunta a minha... Óbvio que está... Até veio se exercitar tão cedo...

- Ah... Éh... Mas... Sim. – Yuki engoliu em seco e então respondeu. – Na verdade, eu sempre acordo às quatro da manhã para fazer meus exercícios, é um costume.

- Mas é muito cedo! – Saya disse em tom de tortura.

- Você se acostuma. – Yuki respondeu seco.

- Yuki-san... – Saya o encarou. – O que acha que Endo fará? – Perguntou tentando entender como o rapaz pensa.

- Se eu fosse o Endo, lidaria com a derrota como um aprendizado, pois se encarar como uma tortura, acabará desistindo. – Yuki refletiu.

- É difícil ficar em um grupo tão grande... – Saya ponderou. – É difícil se alegrar com a vitória de um, sem se sentir mal pela derrota do outro.

- Terá que se acostumar. Se quiser ser uma Coordenadora, terá que enfrentar Emma-san em alguma ocasião. – Yuki disse sem reparar na expressão da garota.

- É... – Saya ficou pensativa. – Mas... Temos que encarar a derrota como um aprendizado, não é?! – Sorriu otimista e então olhou para sua Chikorita. – Vamos mocinha! Não queremos atrasar Yuki-san para sua batalha.

- Nã-não... Não se preocupem. – Yuki envergonhou-se. – Podem descansar... Deite-se Chikorita, vamos aproveitar.

- Chiko, chiko?! – A pequena olhou para sua dona, em dúvida.

- Quando a Chikorita toma sol, ela exala um aroma muito bom, é relaxante após meus exercícios. – Yuki disse se explicando. – Vamos ficar mais um pouco.

- Como quiser. – Saya concordou com seu habitual sorriso carismático.

~

Saya Minato e Yuki Tsukishima ficaram conversando mais alguns instantes até que decidiram partir. A caminhada levou alguns minutos, quando chegaram já eram oito e meia. Yuki correu para tomar uma ducha enquanto Saya continuou no saguão do Pokémon Center.

- Junsa-san. – Perguntou a Enfermeira. – Onde estão os outros, você sabe?

- Humm... Deixa eu ver... – A prestativa enfermeira lembrava de todos os jovens que ficavam por ali. – Antoni e Theodore foram treinar em um parque, Katsu tomou seu café e saiu correndo com o Charmander, não sei onde foram. Maxell estava com Daniel até agora pouco ali do lado de fora e Emma ainda está dormindo.

- Óbvio... – Saya levou a mão ao rosto quando lembrou que Emma adorava dormir, mesmo em uma barraca e sacos de dormir, quem a acordaria quando a mesma estivesse em uma cama fresquinha.

A jovem sentou-se com sua Chikorita no colo e esperou até que Yuki terminasse seu banho.

Longe dali, Daniel, que não dormira durante toda a noite, adentrava o Viridian Gym junto de seu colega de jornada, Maxell, o vitorioso do dia anterior.

- Será que eles não ficarão chateados de não ter chamado ninguém? – Daniel perguntou para Maxell antes de adentrar a arena.

- Preocupe-se com sua batalha, o resto deixa pra depois. – Maxell aconselhou.

- Tudo bem. – Daniel assentiu. Estava inseguro, não queria perder, ainda mais na frente de todos. Preferiu que apenas Maxell o assistisse.

Daniel seguiu em frente e adentrou a arena de batalha, estava totalmente reformada, nenhum sinal do dia anterior era visto e o rapaz agradeceu, afinal, não queria ser surpreendido por buracos no meio da arena.

- Bom dia, eu sou Blü, Líder de Viridian Gym. – Blü o recepcionou cordialmente.

- Eu sou Daniel Futoshi de Mauville City. – Disse juntando forças.

- Me diga, Daniel-san, quantas insígnias você tem? – Blü perguntou, como fizera com Endo e Maxell.

- Nenhuma. – Daniel respondeu.

- Então... – Estalou os dedos e o mesmo homem do dia anterior, lhe trouxe outra maleta. – Usarei algo do seu nível. Faremos uma batalha 1x1, pode ser? – Blü o encarou.

- Sim. – Daniel respondeu tenso.

- Então, vamos começar! – Blü lançou sua Pokébola. – Cubone, eu escolho você!

- Vai Mudkip! – Daniel lançou seu único Pokémon. – Water Gun.

- Cubone, esquive com seu osso. – Blü usou a mesma técnica que usara para dissipar a fumaça de Charmander, no dia anterior. – Agora, Headbut!

Daniel ficou em choque com a forma que Cubone se livrou dos golpes de água e Mudkip acabou sofrendo o ataque.

- Mudkip! – Daniel exclamou baixo, caindo em si novamente. – Mudkip, Bubble! – Ordenou ao Pokémon.

- Cubone, Bonemerang! – Blü fez com que seu Pokémon lançasse seu osso, destruindo todas as bolhas em seu caminho.

Daniel ficou impressionado com a forma de batalhar de Blü, então aquilo era uma verdadeira batalha, foi preciso mais dois Headbutt para fazê-lo despertar para a batalha.

- Mudkip, use Bubble! Em seguida, Bite. – Daniel aproveitou que Cubone lançou seu osso para ataca-lo desprotegido.

- Cubone, Headbutt! – Blü ordenou, tentando fazer Cubone revidar.

- Mudkip, intercepte com Water Gun! – Daniel fez com que o jato d’água lançado por seu Pokémon cessasse o ataque do oponente e somando ao dano recebido pelos golpes do tipo água.

Cubone se cansava facilmente, os golpes de água eram muito efetivos contra ele, mesmo com a habilidade de Blü, um Pokémon de Água tem muita vantagem contra outro de Terra.

- Cubone, Bonemerang! – Blü ordenou a Cubone e dessa vez, enquanto Mudikip esquivava do ataque, lançou o seguinte. – Agora, Headbutt!

- Mudkip, Water Gun! – Daniel ordenou, esse seria o golpe da vitória.

Enquanto Mudkip evitava o Headbutt de Cubone com o Water Gun, o osso voltava para seu dono, no entanto, rapidamente Daniel pediu um movimento de esquiva, fazendo o osso acertar o crânio de Cubone com toda a força.

- Cubone está fora de combate. A vitória é de Daniel Futoshi! – O juiz informou.

- AEEEEE MUDKIP! – Daniel abraçou seu Pokémon e mal notou quando Blü aproximou-se com sua insígnia.

- Aqui está, a Earth Badge. – Blü entregou a seu oponente.

- Hã... Obrigado! – Daniel disse ainda perdido em sua comemoração com seu Pokémon.

- Boa sorte em sua jornada, garoto. – Blü disse ao rapaz e voltou ao seu posto. – Agora, se me dão licença, tenho mais treinadores para enfrentar.

- Ok! Boa sorte! – Daniel retribuiu o desejo a Blü e deixou a arena.

Do lado de fora, encontrou-se com Maxell e alguns de seus outros companheiros já estavam lá.

- Antoni, Theodore... – Daniel disse com um sorriso. – Eu ganhei!

- Parabéns! – Antoni disse alegremente. – Sabia que conseguiria!

- Para-béns... – Theodore disse a Daniel um tanto tímido.

- Obrigado! – Daniel agradeceu. – Agora... Vou ali fazer uma boquinha hahaha... Essa batalha me deu fome! – O rapaz correu a ala lateral, onde disponibilizavam alimentos a treinadores e Pokémons.

- Agora será a vez de Theodore batalhar, depois venha ver. – Antoni chamou Daniel.

Enquanto Theodore seguiu para a arena, Maxell e Antoni foram torcer pelo tímido colega. Daniel se juntou depois de alguns minutos, carregando boa parte da comida para comer durante a batalha.

As devidas apresentações foram feitas, ficou decidido que usariam dois Pokémons. Theodore começou com Sandshrew, uma tensa batalha de Pokémons do tipo Terra se instaurou quando Blü escolheu Phanpy.

Ambos usavam técnicas semelhantes, uma enorme poeira levantou quando os dois Pokémons passaram a batalhar utilizando o golpe Rollout. Duas esferas, uma amarela e outra azul batiam contra si hora ou outra. Depois de chocarem contra si diversas vezes, o golpe final veio derrubar ambos os Pokémons, gerando um empate na primeira batalha.

- Essa batalha foi demais! – Blü disse no meio da poeira.

- Cof cof... – Theodore tossiu com a terra em sua garganta. – Foi diferente do que imaginava. – Disse timidamente.

- Então, vamos para a decisão! – Blü gritou energicamente. – Vaaai Baltoy! – O Pokémon entrou em campo girando em torno de seu próprio corpo.

- Buizel, eu escolho você! – Theodore lançou seu Pokémon recém capturado. – Water Gun! – Theodore ordenou, mas seu Pokémon optou por usar o Quick Attack, deixando o rapaz um tanto envergonhado.

- Parece que o Buizel quer batalhar sozinho. – Blü disse zombeteiro. – Baltoy, Psybeam!

O raio psíquico disparado acertou em cheio Buizel quando ele se aproximava do oponente, jogando-o para trás.

- Bui-zel... – Theodore vacilou, não queria ser desrespeitado. – Use o Water Gun... – Disse sem confiança.

Mais uma vez, Buizel tentou o Quick Attack e fora repelido com o Psybeam. Foi necessário ser repelido mais uma vez para Buizel enfim obedecer seu dono.

- Buizel! Se não me obedecer nós vamos perder! – Theodore gritou. – Agora, use o Aqua Jet!

- Baltoy, Psybeam! – Blü ordenou, já imaginando mais um Quick Attack.

Dessa vez, Buizel obedeceu seu dono, golpe de Baltoy passou reto enquanto o Pokémon aquático pulou o mais alto que pode com seu corpo envolto por água. Em seguida, Buizel acertou em cheio o seu oponente, fazendo-o sair girando pelo campo.

- Dessa vez ele obedeceu! – Blü constatou. – Mas ainda não vai me vencer. Baltoy, Rapid Spin!

- Buizel, Water Gun! – Theodore respondeu o ataque direto com um potente jato d’água, fazendo com que Baltoy girasse no sentido oposto. – Agora, Buizel, Pursuit!

Além dos golpes de água, Baltoy e Blü foram surpreendidos por um golpe do Tipo Noturno, também com maior dano contra o Pokémon do Líder, o que levou Theodore à vitória.

- Parabéns, Theodore! – O Líder Blü o agraciou com a Earth Badge. – Hoje pelo visto não é meu dia de sorte. – Sorriu amistoso.

- Obrigado. – Theodore agradeceu. – Acho que deve ter sido o meu dia de sorte haha. – O rapaz respondeu, conseguindo se soltar um pouco mais.

Após os devidos agradecimentos, Theodore deixou a arena e surpreendeu-se com grande parte de seus companheiros de viagem do lado de fora.

- Pooor favor! Por favor! – Yuki correu até Blü que acompanhava o jovem até fora da arena. – Me diz que você ainda vai batalhar comigo hoje!!! – Yuki quase suplicava ao líder. Perdera a hora quando decidiu ficar conversando com Saya e agora era o último a batalhar, quando programou-se para ser o primeiro.

- Claro que sim. – Blü disse com um sorriso. – Mas... Podemos fazer isso depois do almoço? Essas duas batalhas abriram meu apetite haha... – Sorriu encabulado.

- Aah... como quiser. – Yuki disse resignado, teria de esperar mais pela sua grande hora.

Yuki voltou um tanto desanimado para o Pokémon Center, ficara mais calado que o comum. Daniel irradiava sua alegria e Theodore andava vislumbrando sua Earth Badge na palma de sua mão.

O caminho foi um tanto quanto barulhento, encontraram Endo e Burn no meio do caminho, o rapaz corria energicamente, porém atrasado para a batalha de seus companheiros.

Os amigos decidiram almoçar no gramado, em frente ao Pokémon Center, era um local tranquilo, bem arborizado e fresco, o que fez com que o almoço se tornasse mais agradável.

- Alguém acorda a Emma? – Antoni sugeriu ao grupo.

- Já liguei pra ela do caminho. – Saya respondeu animada. – Ela já está se vestindo e vem se encontrar com a gente.

- Ótimo! – Antoni sorriu – Então, Danny-san?! Você não nos disse o motivo de não nos esperar para torcermos por você.

- Ah... – Daniel ficou encabulado, um naco de bolinho de arroz estava em sua boca, o rapaz esforçou-se para engoli-lo e então respondeu. – Não estava confiante e não queria que ninguém me visse perdendo. Max-san me viu saindo escondido, então me acompanhou e me deu algumas dicas.

- Entendo... – Antoni disse. – Mas não pense dessa forma, mantenha-se confiante sempre, isso ajuda em suas batalhas. – Antoni sorriu. – E pode contar com a gente, ninguém vai debochar caso você perca.

- É verdade, não é vergonhoso perder... – Endo disse e então todos lembraram-se que o rapaz havia perdido no dia anterior.

- Yuki-san... – Saya aproximou-se do rapaz. – Fui eu que te atrase, me desculpa.

- Não, Saya-san. Eu que quis ficar. – Yuki disse sério. – Não é sua culpa.

- Você está bem? – Saya perguntou preocupada, não gostava de carregar o sentimento de ter prejudicado alguém.

- Sim. – Yuki disse um tanto frio. – Apenas prefiro me concentrar para a batalha de hoje à tarde.

- Tudo bem... – Saya disse menos animada que o de costume e voltou-se para o restante do grupo.

Emma acabara de se juntar aos colegas, ainda estava com cara de sono, mas ao ver todos juntos, foi inundada por uma energia fora do habitual.

- Heeey!!! Que bom que estão todos animados.

- Danny-san e Theo-san venceram o líder de ginásio e conquistaram suas insígnias. – Antoni respondeu.

- AAAAH! – Emma assustou-se. – Mas vocês já foram batalhar??

- Emma-chan, você acorda muito tarde hahaha. – Saya disse colocando um pedaço de pão na boca. – Tem que se acostumar a acordar cedo.

- Aaaah... mas é tão bom dormir! – Emma lamentou-se e sentou junto aos demais. – Parabéns, Danny-san, Teddy-san. – Sorriu para os rapazes e pegou um pequeno bolinho de arroz.

- Então... Agora falta apenas Yuki-san para batalhar e podemos partir para o próximo ginásio! – Maxell disse animado. – Mais uma insígnia pra conta!

- Sim... – Daniel concordou.

- Aqui nesse guia que peguei com Junsa-san, diz que o ginásio mais perto fica em Pewter City. – Saya disse levantando um pequeno livro. – O líder usa Pokémons do tipo Pedra.

- Bem parecido com o de Viridian Gym. – Maxell comentou.

- Sim... – Antoni concordou e logo constatou. – Mas... até onde eu sei, Blü-san é o novo Gym Lider, antigamente o líder era um chefe de uma equipe criminosa chamada Team Rocket. Depois passou a ser liderado por Green Oak, que não usava Pokémons de tipos específicos.

- Então... – Endo pensou em sua trajetória. – O próximo ginásio será tão complicado quanto esse...

- Endo-kun... – Emma estava olhando o guia de Saya por cima do ombro da amiga. – Você é mesmo sem sorte! Depois de Pewter Gym, o mais próximo é Cerulean Gym. Lá usam Pokémons do tipo Água, mais uma desvantagem pra você. – A garota disse sem pensar em como Endo se sentiria.

- Ahh... Vamos pensar em uma coisa de cada vez! – Antoni sugeriu envergonhado pela jovem.

- É... – Daniel concordou. – Até lá existem muitos Pokémons para serem capturados.

- Isso aí... – Saya concordou corada.

- Endo-kun! – Maxell disse enérgico. – Podemos treinar juntos!

- Obrigado, pessoal! – Endo respondeu pensativo. – Mas já aprendi a lição, vou estar melhor preparado para a próxima vez!

- Vai dar tudo certo, Endo-san. – Theodore disse com seu habitual tom baixo.

O almoço compartilhado continuou com os animados amigos conversando, rindo e brincando uns com os outros. Yuki manteve-se mais afastado e assim que todos estavam satisfeitos. Tomaram rumo ao Viridian Gym.

~

- Blü-san! – Yuki adentrou a arena de batalha. – Eu sou Yuki Tsukishima de Snowpoint City e vim aqui te desafiar pela Earth Badge! – Yuki foi firme em sua apresentação.

- Enfim batalharemos, Yuki-san. – Blü o encarou. – Presumo que seja um iniciante, igual a seus amigos. – Blü pegou uma Pokébola. – Quantos Pokémons possui?

- Dois. – Yuki foi decidido.

- Então será 2x2. – Blü pegou sua segunda Pokébola. – Eu escolho, Gligar!

Yuki encarou o Pokémon a sua frente, então sacou sua Pokédex.

“Gligar, um Pokémon do tipo Terra e Voador. Gligar pode voar pelo ar silenciosamente como se estivesse deslizando. Este Pokémon fica pendurado na face de seu oponente usando suas patas traseiras com garras e as grandes pinças em suas patas dianteiras, depois injeta a presa com sua agulha de veneno.”

- Então... Terra e Voador... – Yuki sussurou para si. – Ellie, conto com você! – Yuki liberou seu Ralts e dera inicio à batalha. – Confusion!

- Gligar! – Blü chamou por seu Pokémon quando o mesmo ficou confuso. No entanto, rapidamente Gligar se recompôs.

- Gligar, gar! – O pokémon olhou para seu mestre com um sinal de positivo.

- Gligar, Fury Cutter! – Blü ordenou, sabia que golpes do tipo Inseto tinha vantagem contra pokémons do tipo Psiquíco.

- Ellie, Teleport! – Yuki comandou, como a velocidade de seu pokémon não era tão boa, usava o movimento para desviar.

Gligar era rápido, seus Fury Cutter vinham aos montes, deixando Yuki encurralado, podendo apenas usar o Teleport para se defender.

Uma gota de suor escorreu pela testa do rapaz, não conseguia livrar Ralts das investidas de Gligar, precisava bolar uma estratégia rápida ou perderia logo.

- Ellie, use o Teleport para cima do Gligar! – Yuki tentou se livrar da forma mais ousada possível.

Ralts obedeceu seu mestre e teleportou-se para as costas de Gligar, o morcego Pokémon desequilibrou-se e ambos rumavam ao chão.

- Ellie, agora Magical Leaf! – Yuki disse confiante vendo seu Pokémon lançar o oponente ao chão com um ataque poderoso.

- Gligar! – Blü chamou por seu Pokémon. Gligar estava no chão, porém ainda apto a continuar a batalha. – Revide com Slash!

- Gligaaar! – O Pokémon investiu.

- Ellie, Teleport! – Yuki continuou apostando em sua estratégia.

- Gligar, Acrobatics! – Blü gritou quando Ralts surgiu nas costas de seu Pokémon.

- ELLIE, NÃO! – Yuki desesperou-se ao ver seu Pokémon em apuros.

- Gligar, finalize com Feint Attack! – Blü pediu um ataque do tipo Noturno, forte contra o tipo Psiquico de Ralts.

- Ralts está fora de combate. – O juiz decretou. – O vencedor é Gligar.

- Ellie, volte. – Yuki retornou seu Pokémon para a Pokébola. – Vai, Surskit!

- Seu Ralts foi bem forte, mas ainda precisa de um pouco mais para derrotar meu Gligar. – Blü disse acariciando seu Pokémon.

Na arquibancada, os companheiros de jornada de Yuki estavam aflitos, apenas haviam visto Ralts em batalha e confiavam no Pokémon, agora, ainda restavam dois para ser derrubados, e Yuki tinha apenas o Surskit.

- Você acha que ele pode vencer, Antoni-san? – Saya perguntou.

- Tudo pode acontecer em uma batalha de ginásio, Saya-san. Mas... Acho que Yuki está em apuros.

- VAI YUKI-KUN! – Saya gritou da arquibancada.

- Yuki-kun! Você consegue! – Emma acompanhou a amiga.

Ambas as jovens passaram a gritar para o amigo, acreditavam que o apoio o deixaria mais confiante. Yuki ignorou os gritos, concentrou-se em seu oponente, respirou fundo e se manteve calmo.

- Surskit, Quick Attack! – Yuki deu inicio à batalha.

Surskit era muito mais rápido que Gligar, Yuki não utilizou o ataque apenas para a ofensiva, mas para ganhar tempo. Bubblebeam foi o segundo ataque utilizado, acertou Gligar em cheio, mas o Pokémon ainda estava em pé para a batalha. Blü tentou fazer com que Gligar utilizasse a mesma estratégia com Fury Cutter, porém, Surskit era tão veloz que utilizar o ataque acabava o deixando desprevinido.

- Gligar, Acrobatics! – Blü traçou uma nova estratégia de batalha, porém não foi eficiente o bastante.

- Surskit, evasiva e use Bubblebeam! – Yuki fez com que Surskit atacasse Gligar pelas costas, levando o Pokémon para o chão e o arrastando até seu treinador.

- Gligar está fora de combate, o vencedor é Surskit! – O juiz da batalha decretou.

A platéia de Yuki vibrou com a vitória, mas o rapaz ainda se mantinha focado no próximo Pokémon.

- Impressionante! – Blü disse a Yuki. – Estou surpreso com o tanto de treinadores bons dessa vez. – Blü elogiou seu oponente com um sorriso, então voltou a ficar sério. – Mas dessa vez eu não perderei! Eu escolho você, Larvitar!

O pequeno Pokémon verde saiu da Pokébola já com cara de poucos amigos, naquele momento, Yuki percebeu o quão experiente o líder era.

- Surskit, Bubblebeam! – Yuki ordenou, tinha que tirar Larvitar fora de combate o mais rápido possível.

- Larvitar, rebata com Sandstorm! – Blü ordenou com um sorriso no rosto.

Larvitar não era tão rápido como Gligar e tão menos quanto Surskit, no entanto o Pokémon conseguia focar seus ataques para se defender. Sandstorm rebatia as bolhas, caindo ao chão como areia molhada, pesada. Blü continuou utilizando o mesmo movimento, Yuki percebeu que Bubblebeam diminuia o efeito de dano no Surskit e apostou no ataque. Alguns minutos se passaram até que a pequena aranha d’água conseguiu eliminar totalmente o movimento do oponente.

- Vai continuar se protegendo atrás dessa cortina de areia? – Yuki provocou o líder.

- Não, agora, Larvitar vai atacar e você vai perder! – Blü disse com um sorriso. – Larvitar, Rock Slide!

O Pokémon do líder conjurou enormes pedras que caíam rumo ao oponente.

- Surskit, evasiva! – Yuki apostou na velocidade de seu Pokémon, mas algo dera errado.

Surskit desviou das primeiras pedras, no entanto, sua velocidade diminuia ou o Pokémon acabava tropeçando. Yuki não entendeu até que olhou para o chão e viu uma grande quantidade de areia molhada. Surskit é tão leve e suas patas tão delicadas que o permite andar sob a água, no entanto, em um terreno que se tornou tão arenoso, acabava limitando seu movimento. As pedras de Larvitar caíram sobre o Pokémon de Yuki, levando-o à exaustão e ficando fora de combate.

- Surskit está fora de combate, o vencedor é o Líder de Viridian Gym, Blü.

Yuki manteve a calma, Surskit e Ralts fizeram o máximo possível, sentiu que aquilo não era sua derrota definitiva, deveria se atentar mais aos efeitos dos ataques. Quando Blü se aproximou, fez questão de manter a calma, sem exagerar em sua atitude ou resposta, como o de costume, manteve-se frio.

- Foi uma ótima batalha, Yuki-san. – Blü colocou a mão no ombro do rapaz com compaixão. – Volte para uma revanche, e até lá, lembre-se de se atentar ao campo, muitas vezes os ataques dos Pokémons nos dão condições favoráveis para eliminar uma vantagem, no seu caso, a velocidade e esquiva do Surskit. – Blü sorriu. – Ora! Veja se eu, um líder de Pokémons do tipo Terra, não teria uma estratégia contra tipos Água! Hahahaha! – Blü o encarou sério dessa vez. – Treine, cresça e volte! Estarei esperando!

- Sim, Blü-san! – Yuki respondeu. – Obrigado. – Disse sério, sentindo-se de fato grato pelo aprendizado da batalha.

~

A volta para o Pokémon Center foi um tanto calada, todos assistiram a batalha de Yuki, consolaram o rapaz e o incentivaram, mas o assunto logo acabou e ninguém mais teve coragem de falar outra coisa.

A Enfermeira Joy recuperou os Pokémons, os jovens descansaram e quando já beiravam o fim da tarde, resolveram se reunir para decidirem o que iriam fazer.

- O ginásio mais próximo é em Pewter City, aqui nesse roteiro de viagem diz que os treinadores podem optar por dois caminhos, na Rota 2 ao norte, atravessando a famosa Floresta de Viridian, ou uma rota anexa, fora do Roteiro do Treinador Pokémon, lá podem contornar a floresta pela margem e chegar em Pewter City mais depressa. – Foi Antoni quem mostrou-lhes o caminho. – Então?! O que acham?

- Passar pela Floresta de Viridian é um tanto... perigoso. – Daniel constatou.

- Mas faz parte do Roteiro do Treinador! – Emma argumentou. – Então não deve ser tão perigoso, até porque... as rotas indicadas no Roteiro, são as recomendadas para a jornada.

- Quero chegar em Pewter City o mais rápido possível, por isso acho melhor a gente ir por fora da floresta. – Maxell disse enérgico.

- Humm... – Emma ficou um tanto cabisbaixa, realmente queria ir pela floresta, apesar dos perigos, era o que o Roteiro do Treinador indicava.

- Eu prefiro ir pela margem também hehe... – Theodore disse tentando esconder seu medo por Pokémons Insetos, já que a fama da floresta era a riqueza nesse tipo Pokémon.

- Endo-kun! – Yuki chamou o rapaz um tanto alto. – Nós iremos pela Floresta de Viridian. – Decretou. – Fomos os dois que perdemos para o Gym Leader! Então usaremos o que encontrarmos nessa floresta como treino para o próximo Gym!

- Mas... a maioria quer margear a floresta... – Endo argumentou. Estava animado por um treino com Yuki, mas não queria desapontar os colegas.

- Nós vamos sozinhos, quem quiser margear a floresta, vá. – Yuki encarou os companheiros. – Estamos em muitos nessa jornada, os interesses entrarão em conflito diversas vezes, a floresta faz parte da Rota do Treinador, então é bem possível que lá tenha muitos treinadores almejando batalhas, eu e Endo-kun vamos por lá, para treinarmos mais.

- Yuki tem razão. – Antoni concordou. – Estamos em oito pessoas, é plausível que nossos interesses entrem em conflito. Danny-kun, Max-kun e Theo-kun preferem margear a floresta, enquanto Emma-chan, Endo-kun e Yuki-kun preferem ir pela floresta. Nós sempre buscaremos o bem comum, mas temos um empate aqui... – Antoni decidiu dar sua opinião que seria uma quebra entre o grande grupo. – Acho que devemos nos separar, o bem comum é mais eficiente em pequenos grupos, então... acho que seja melhor nos separarmos.

- Antoni-kun! – Emma assustou-se, havia se apegado aos amigos. – Não! Vamos todos juntos! Já nem quero mais ir pela floresta.

- Emma-chan. – Saya resolveu assumir sua posição, não queria a enfrentar em Contest, talvez aquela era sua única chance de tomar um rumo diferente. – Antoni-kun tem razão. – Sorriu, tentado passar confiança. – Aliás! Só porque vamos por caminhos diferentes, não quer dizer que vamos parar de ser amigos!

- Como assim, “vamos por caminhos diferentes”? Você não vai pela floresta? – Emma se surpreendeu.

- Não. – Saya respondeu um tanto triste. Era péssima em tomar decisões, mas aquela tinha de ser feita. – Me desculpe, Emma-chan.

- Ahh... – Emma começou a chorar enquanto se despedia de seus amigos.

- Então... É melhor nós irmos logo. – Maxell disse um tanto triste. – O sol já está se pondo... É melhor tomarmos nosso rumo.

- Nós vamos dormir mais essa noite no Pokémon Center, a Floresta é perigosa à noite, então ficaremos por aqui e amanhã cedo partimos. – Endo disse pelos amigos.

Com a decisão de se separarem, os jovens amigos tomam rumos diferentes, porém com os mesmos objetivos. Levando consigo um pedaço de cada um, a saudade fica, porém com a certeza de que logo se encontrariam.

Continua~


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...