História Poliamor. - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Visualizações 207
Palavras 461
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, FemmeSlash, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 31 - Prólogo - 2 Temporada.


[...] 

Dois meses depois. 

O tribunal estava repleto de jornalistas e de populares, por mais que a intenção não tenha sido chamar a atenção, as meninas ficaram conhecidas por acabar com a maior gangue de tráfico de mulheres de Los Angeles. 

Megan e Gold receberam uma cerimônia em sua homenagem, os dois faleceram em combate e até hoje nenhuma das meninas sabe o que aconteceu lá dentro do galpão, o porquê Dinah tem pesadelos com a morena, o porque ela nunca diz como Megan e Alejandro morreram.

A unica coisa que Dinah faz é tentar se convencer todos os dias era que foi necessário. 

Reginae Emma todos os finais de semana levam flores no túmulo da mãe, Emma apesar de não tê-la conhecido, sabe que ela morreu tentando protegê-la, sabe que de alguma forma, era amada e por isso, ela é Regina não deixaram a morena ser enterrada como indigente.

Gratidão, respeito. - Regras básicas que todos deveríamos ter, apesar do passado de Megan ter sido marcado, ainda sim ela fez o melhor que pode para repará-lo. 

Alejandro e mais três capangas faleceram no local, deixando Shawn como único culpado do crime e também, como única testemunha, já que as notícias que o moreno havia recebido era que tanto Normani, quanto Dinah, havia falecido também. 

Camila não poderia testemunhar devido ao jeitinho dela é por ser menor de idade, as garotas que foram libertadas voltaram ao país de origem e por mais que todas desejam a mesma coisa, Shawn às assustava e com o boato que ele sairia ileso do tribunal, todos optaram por sumir das vistas dele o mais rápido possível. 

Shawn contratou os melhores advogados de Los Angeles, seria julgado como policial, a inocência dele estava praticamente garantida. 

Exceto por um detalhe.

Normani e Dinah iriam ao julgamento não apenas pra assistir, mas para testemunhar. 

A família atendeu ao pedido da loira, recusaram o advogado pois Jane disse que defenderia a família, como tinha algum conhecimento em direito, sabia que ela poderia se defender e defender a filha. 

As meninas estavam cada vez mais unidas, Camila havia voltado a ser a luz da casa e da vida das meninas, Normani e Dinah prometeram as mulheres que agora seria uma vida sem segredos, sem vinganças e principalmente sem armas, para segurança delas é principalmente da Camila. 

A pequena iria começar a escola na próxima semana e todas, e principalmente a pequena, estavam surtando com essa ideia.
 

Camila pediu às mães para ser amamentada, e todas concordaram em fazer o tratamento, agora todas amamentam a pequena, pra felicidade dela é das mães, já que a amamentação e o elo mais forte entre mãe e bebê. 

E pra elas, não importava a idade da filha, ela sempre seria o bebê delas. 

Sempre

Tudo estava bem....




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...