1. Spirit Fanfics >
  2. Ponderações, Tristezas, e Desabafo... >
  3. Me perdoe Mari, eu te amo....... mas não te mereço

História Ponderações, Tristezas, e Desabafo... - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olha eu aqui novamente....

Nunca pensei que atualizaría essa "fic"..... mas cá estou eu, escrevendo sobre ponderações e sobre acontecimentos.... dessa vez envolvendo a "coisa" mais importante da minha vida.....a minha "noiva" Marina... boa leitura.... eu acho.....

Capítulo 2 - Me perdoe Mari, eu te amo....... mas não te mereço


Aqui estou eu novamente contando sobre minha vida a vocês....  agradeço a você por isso, mas não é sobre isso que quero falar, vamos do início... hoje cedo eu levantei alegre, já que depois de um bom tempo eu botei meu primeiro carro pra andar.... eu fui no mercado, fiz café pra mim e pra ela... acabei de escrever o capítulo da minha outra fic, e fiquei matando turnos de AOD até mais ou menos uma da tarde, onde minha namorada acordou.... fiz uma das minhas brincadeiras de sempre, porém ela extremamente irritada comigo e me mandou pra fora.... eu decidi ir pro terraço do meu prédio, eu vou lá todos os dias.... fiquei tocando lá até que eu não aguentei mais.... mandei algumas mensagens pra ela e levei comida.... de inicio, ela me bateu (nada grave, aqueles tapinhas sabe ? que não doem.... enfim) mas depois ela me chamou e me beijou, pediu pra mim ficar com ela fazendo cafuné enquanto ela chorava no meu peito..... ela adormeceu rapidinho, tipo em alguns minutos........ quando ela acordou, eu perguntei o que era mas ela disse que não era nada, ela tava sorridente como sempre e eu achei isso bem estranho....sei o que estam pensando "AH ELA TÁ DE TPM!!!" mas cara, vai por mim.... não é TPM... além de não ser a época que ela normalmente fica, se fosse, eu nem estaria escrevendo isso... acho que eu estaria numa vala ou sei lá.... mas esse não é o ponto.... 

O que quero dizer, é que eu a conheço a muito tempo.... desde crianças, e ela nunca.... NUNCA fez algo do gênero.... e isso me assusta, tô com um sentimento estranho dentro de mim.... sinto que ela não está feliz.... não está satisfeita....

 

Bom, pra falar mais sobre isso vocês devem saber mais sobre nós... de acordo com ela, ela é apaixonada por mim desde a infância... e eu não posso negar que sempre me senti atraído por ela, afinal de contas ela é uma garota linda... ela tem 1,80M, cabelos castanhos bem claros, olhos azuis, um corpo escultural de dar inveja..... mas eu era apaixonado mesmo pela Jeanie.... ela era e é dona do meu coração.... ela tinha aqueles cabelos loiro escuros naturais, olhos violeta (e isso é exclusivo de 2% da população mundial...), aquele corpo mais que escultura..... aquela pele branquinha e macia....... era impossível não me apaixonar... eu namorei a Jen por cinco anos até aquela merda de dia... mas a Mari esperou... ela não beijou ninguém, não namorou, não ficou.... ela tinha essas esperanças de me ter...eu não sei como fiz a essa proeza de fazer essas duas garotas se apaixonarem por mim..... eu não faço ideia....

Mas não estou aqui pra falar da beleza delas, pois já é evidente... estou aqui pra falar da minha conturbada relação com a Mari.... eu a conheço desde antes dos meus cinco anos.... nós crescemos juntos, estudamos juntos.... nesse tempo ela se declarou pra mim várias vezes, mas eu não dava muita bola... eu conheci a Jen aos 11 anos, e a namorei por cinco, então né..... por ser do interior paulista, as coisas aqui funcionam de forma diferente... e dirijo desde os 10 anos, perdi a virgindade com 12 (é, informações demais, desculpa....) mas eu basicamente sempre fui o mesmo, alto, forte, cabelo abaixo do ombro.... enfim, o que quero dizer, é que lá no interior as coisas são mais rápidas... você amadurece mais rápido tanto física quanto mentalmente, ou seja, com 11 anos eu parecia ter 16, a Jen támbem era assim, parecia mais velha do que realmente era.... bom, só disse isso pras pessoas que não sabem como funciona aqui.... agora ao que interessa...

Depois de perder a Jen, eu fiquei desolado, eu tinha recém feito 16 anos, e perder ela e meu amigo no acidente foi devastador.... principalmente o tempo que ela ficou internada,  eu não dormia,  ficava o dia todo no hospital.... e quando ela partiu.... eu fiquei dois dias parado na frente do túmulo, e pra piorar.... eu perdi o controle, uma pessoa que considerava meu amigo me apresentou a bebida e eu cai nela.... fiquei viciadão, eu lembro que eu comprei uma moto e ia de um bar a outro.... a Mari tentou me ajudar nessa época, mas eu estava descontrolado, eu me lembro do dia que tentei suicídio, eu tava bêbado, daí eu cheguei em casa e tava imparável..... ela veio me ajudar mas eu a empurrei no sofá de casa.... ela se assustou e começou a chorar, eu fiquei desesperado e corri pro banheiro.... lá eu saí quebrando tudo, eu quebrei a pia, a privada, o espelho, o box, azulejos dá parede... fiz isso gritando igual a um louco e me sentei no chão, já tinha descarregado a energia... mas eu não parei por aí.... eu peguei um canivete na minha jaqueta.... e decidi cortar os pulsos.... eu cortei o esquerdo, já que sou destro, ela estranhou o silêncio e foi ver o que aconteceu... chegando lá ela se deparou-se comigo sangrando, vômito e o pó que sai da cerâmica me cobriam... ela ficou desesperada... ela gritou por socorro e o vizinho a acudiu.... ele chamou a emergência e pediu pra ela cuidar de mim, ela chorava desesperada e me perguntava do porque havia feito aquilo... ela estancou o sangramento e tirou a minha roupa... ela me deu banho e me levou pro quarto.... uma ambulância veio e fez o atendimento alí mesmo, eu tava tão louco que o corte foi errado e superficial.... ela ficou comigo até eu acordar e quando eu acordei nós brigamos.... eu falava que ninguém me amava e ela acabou se declarando para mim.... eu acabei beijando ela de forma agressiva e depois fuji, fiquei sumido por uma semana e mesmo sabendo que ela gostava de mim, eu fiquei com outras.... várias... eu me embebedava e sumia pelas redondezas da área... perto da cidade onde morava, tinha duas cidades grandes: Ribeirão Preto e Batatais, e as vezes eu ia para Franca, mais uma das cidades da região.... eu me metia em brigas, das mais diversas, com pessoas aleatórias... eu vandalizava as coisas, eu saia fazendo sexo e bebendo por aí.....  certa vez me acharam num motel com duas mulheres e quem me achou foi a Mari.... ela ficou desolada, mas mesmo assim ela ainda cuidou de mim.... até que em Novembro de 2018, a gota d'água aconteceu e eu percebi o nível que a merda tava virando.... eu estava em mais um lugar bebendo e a Mari foi me tirar de lá, eu não quis sair e a convenci de ir embora, mas antes de sair um cara a assediou fisicamente e eu perdi o controle.... eu bati tanto no cara que ele ficou desfigurado..... eu fui preso, fiquei lá um mês porque minha mãe cobrou um favor do delegado e pagou fiança.... eu comecei a namorar a Mari, comecei a consultar o psicologo, larguei a bebida e 6 meses depois eu tava relativamente bem... a Mari morou comigo desde que a Jen morreu, e isso apenas fez ela ficar comigo em definitivo... mês que vem nós completamos 1 ano e meio de namoro, mas parece mais... eu diria que é mais porque contando o tempo que ela cuidou de mim, já dá quase três......

 

 

Agora que vocês já sabem do básico, (já que só de contar isso eu sinto vergonha de existir... de verdade mesmo, ainda tem muita coisa pra contar as quais eu prefiro deixar em OFF) eu quero que saibam..... ela nunca, NUNCA me mandou embora... de início eu achei que era brincadeira mas não era.... eu acho que eu não estou correspondendo do jeito que ela merece.... as vezes que parti o coração dela, as vezes que ela cuidou de mim.... ela merece mais..... eu a amo muito, eu tava pensando esses dias em pedi-la em casamento.... mas depois de hoje, eu não sei.... eu estou perdido, sem norte.... pode ser uma coisa besta, mas refletindo bem, eu cheguei a conclusão de que não é o caso....

 

 

 

Bom, escrever isso me ajudou a raciocinar melhor, sempre é bom desabafar da forma que fiz aqui..... eu agradeço a você, meu querido leitor que esta lendo essa história, lendo sobre os erros que cometi e estou cometendo..... espero que não passe por isso e lembre de valorizar quem está do seu lado, sempre, pois eu magoei a pessoa que amo e não sei o que fazer pra deixa-la melhor... não sei como corresponder de forma correta a esse amor, amor quase infinito que ela me dá..... obrigado a você que leu isso... obrigado por ser meu confidente.....


Notas Finais


espero que não sintam repûdio por mim depois de ler isso.... eu sinto real vergonha de tudo que fiz, me arrependo da forma que usei pra tentar se livrar da tristeza.... obrigado novamente por ser meu confidente... até a próxima.....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...