História Pop Little Liars - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Qual de Vocês é a Assassina?


Noite

Até o momento, o que tirou o sono das meninas, foi a notícia surpreendente de que Shakira e Katy Perry não eram a mesma pessoa. Isso não fazia o menor sentido já que quando Katy falsificou sua morte, ela teve que fazer inúmeros procedimentos estéticos no México pra conseguir uma diferente aparência, além de ter adotado um novo nome, Shakira. Tudo isso deixaria Perry ter uma vida mais normal, sem ter que se esconder pra sempre, e a única coisa que se manteria era sua personalidade e... o DNA! A única explicação possível então, era que o site de Lorde inventou essa notícia ou que o laboratório que fez os exames, cometeu um erro.

Entretanto, no meio da madrugada, outra chamada despertou o interesse não só do grupo, mas também de todo o mundo. E foi nessa hora que um pedaço da alma de cada uma saiu do corpo por um breve segundo e seus cérebros explodiram. Na TV, na internet, em suas mensagens, todos falavam avidamente da maior novidade. Junto do corpo de Britney Spears, eles coletaram material genético que foi rapidamente associado com o de uma mulher, que no momento está presa sob suspeita de assassinato.

Beyoncé se ocupou em ligar rapidamente pra cada uma das amigas, com o telefone quase caindo das mãos, que tremiam. Ela se contentava em falar o básico:

- Alô? Demi? Você tá aonde?! - ela quase gritava. Queria saber qual das amigas estava presa.

- Oi, Bey. Tô dando de mamar pro Ke... - e a outra desliga.

Não liga pra Rihanna, ela está com Lovato. Tenta Adele:

- Alô? Estou dormindo, Bey. O Shawn não ve... - desliga. Tudo bem com Adele também.

Disca o número de Gaga errando alguns números, até que disca e... caixa postal. Tenta denovo: o toque chama várias vezes e "deixe o seu recado". Liga mais uma vez, mas tem certeza que é Gaga. Que ela foi presa e agora terá que contar tudo o que aconteceu e todas serão presas. Esse é o fim.

Mas então, alguém atende.

- Alô? Desculpa, boa noite?

- Oi... - Bey pensa. Aquela não é a voz da amiga. - Oi... que- quem fala?

- Olá, meu nome é Kacey, sou enfermeira. Você é parente da paciente Germanotta?

- Sim! Onde ela está, pelo amor de Deus?!

- Ela está no Hospital Take Care, a paciente se prepara pra fazer uma cirurgia de retirada de bala do pulmão. - a enfermeira fala, com tamanha normalidade.

- Hos- hospital? - Yoncé chora. Não por causa de Lady, mas por tudo. Pelo o inferno que sua vida está se tornando, com problemas por todos os lados. Agora mais esse.

- Exato. O horário de visitas é amanhã às 14h. Não venha com roupas acima do joelho e não traga comida, ok?

- Não, não. Tudo bem... sim. É, muito obrigada! - seu subconsciente tenta se lembrar do nome da pessoa com quem fala, mas acaba fazendo ligação com outra coisa. - Boa noite, Katy.

E desliga antes que a outra corrija.


Delegacia

Beyoncé, como sempre, foi a responsável por reunir todas as meninas o mais rápido possível. Primeiramente, ela queria que todas fossem pra sua casa, conversar sobre o assunto, mas de nada adiantaria se elas não soubessem quem de fato foi presa, afinal, apenas elas cinco e Katy Perry (Shakira) estavam envolvidas no assassinato.

É um alívio pra Yoncé ver a cara das amigas, uma a uma. Como se realmente elas ainda tivessem a chance de estar lá dentro, atrás das grades. Elas esperam por Gaga do lado de fora, sem se lembrarem do procedimento cirúrgico que a mesma está passando. É Rihanna quem fala:

- E aí, quem vocês acham que a gente vai encontrar lá dentro, presa?

Adele responde sem pensar:

- Shakira! Literalmente só pode ser ela, afinal ninguém conseguiu ter contato com ela!

Todas alimentam a ideia por um momento. Realmente só podia ser essa suspeita. O resto das envolvidas estavam livres. Pobre Katy... se "matou" pra conseguir ter um pouco de liberdade e agora está enjaulada.

Depois dessa pequena pausa de silêncio, Beyoncé fala, se atropelando:

- Mas o exame de DNA não funcionou! Vocês não lembram? Que geneticamente a Shakira não é a Katy Perry. Portanto, não tem como terem encontrado DNA da Shakira na Britney, afinal quem a matou foi a Perry!

- VERDADE! Como a gente não lembrou disso?

- Então quem está lá dentro, caramba? - Demi se irrita. - Vamos entrar e descobrir!

- Calma. Falta a Gaga chegar.

É então que Beyoncé se lembra.

- Ops... tinha me esquecido, ela não vem hoje. Longa história. Vamos entrar logo e resolver isso de uma vez por todas?

Mas então um carro estaciona e a neta de Joanne sai dali. Ela parece destruída, seu cabelo é bagunçado e a roupa toda bagunçada.

- Olá, garotas. Vamos solucionar um assassinato? - pergunta, colocando o óculos de sol.

Beyoncé não tem ideia de como ela fugiu do hospital.

E assim, elas cinco adentram o ambiente já tão familiar da delegacia. O conhecido rosto de Harry Styles se faz surpreso ao ver aquele grupo de cantoras.

- Olá senhoras, vocês mais uma vez aqui. Se quiserem eu prendo vocês e ficam direto! - diz ele, entre risinhos.

Não recebe a menor resposta, nem mesmo de Adele. Então continua:

- Vieram ver o Justin denovo? Ele está dormindo mas...

- Harry! - Beyoncé assume. - Não viemos ver ele. Não agora. Mas é ótimo saber que ele está... aqui. Hoje temos outra visita.

- E qual o nome dela? - o oficial pergunta, interessado. - A Selena, a Taylor e o Ed foram enviados diretos pra uma prisão federal. Não estão aqui.

- Deus defenda ver a cara daqueles ridículos. - Lovato comenta.

- O que acontece, senhor Styles, é que não sabemos o nome de quem queremos ver. Na verdade, não fazemos ideia. E é por causa disso que viemos.

- De quem vocês se referem?

- A pessoa acusada de participar do assassinato de Britney Spears. Vocês a prenderam essa noite ainda e queremos vê-la.

O delegado se questiona por algum momento, e por fim pergunta:

- E qual seria o interesse das senhoras nisso?

- Nós somos amigas muito próximas de Britney... ou éramos, pelo menos. Estamos representando a família e seus filhos. É nosso direito ver a cara de quem a matou. - Gaga fala, tensa.

- E você não deixaria esse grupo de mulheres sofrer assim, não é, Harry? - Beyoncé se aproxima de sua mesa e deixa um bloco verde, que logo se mostra um monte de notas de cem dólares prensadas.

Styles pondera um pouco, se ajeita na cadeira e pega um molho de chaves.

- Não demorem muito. - e entrega as chaves.


Katy Perry ou Shakira ou Lana Del Rey

No caminho pra cela, Beyoncé esquece de Justin, Gaga nem se lembra de Bruno e Shawn nem passa pela cabeça de Adele. Demi e Rihanna são as únicas que pensam em outra coisa: Kevin, o bebê. Mesmo assim, junto das outras, se sentem em frenesi. Elas mantêm um choque tão grande, que não conseguem mover um músculo ou dirigir a mínima palavra. E ao chegar ao destino, vêem apenas uma silhueta de costas, de longos cabelos castanhos e costas largas. A pessoa cantarola baixo e ao ouvir o barulho das mulheres, se vira.

E então elas vêm a cara da assassina. Lana Del Rey.

- Mas que merda é essa? - Rihanna solta.

O que Lana tinha haver com isso?! Ela tinha conhecimento do assassinato de Britney ao ver isso no celular de Beyoncé, mas mesmo assim, não faz sentido ela estar presa, já que ela só apareceu há poucos meses. Muito depois que elas seis mataram Spears.

- Sabia que vocês vinham. Entrem, tenho muito pra explicar. - Del Rey fala.

As cinco adentram a pequena sala lentamente, uma a uma. Lá dentro tem um duro banco de pedra encostado na parede, e elas sentam ali. Lana fica no chão, com a cabeça baixa. Ela chorava.

- Eu queria muito abraçar vocês agora, mas acho que nenhuma ia me entender. - ela diz, secando as lágrimas.

- Mas... como assim? O que você está fazendo aqui? - Adele pergunta.

- Isso não faz o menor sentido!

- Se acalmem, vou explicar tudo. Começando há um tempo atrás. - Del Rey respira fundo e busca na memória os fatos que tem que contar. - Foi assim que os boatos de que a Britney tinha sido assassinada começaram. Tinha gente falando sobre essa possibilidade em todos os lugares: TV, jornais, fóruns, etc... Aquilo me assombrou.

Demi dá uma pequena risada debochada.

- Imagina pra gente, então.

- Continue, Lana! - Beyoncé retoma.

- OK. Nessa época, eu sentia que estavam cada vez mais perto de descobrir que era verdade, sobre a morte. E o líder desse movimento era ele, Ed Sheeran.

- Esse homem tá envolvido em tudo que é ruim, puta que pariu! - Lady Gaga comenta.

- EI! Ele fez meu filho! - Demi se defende.

- Eu sou mais pai do Kevin do que o Ed! - Rihanna diz, bem humorada.

- CALEM A BOCA! Essa é uma conversa séria. Deixem a menina falar. - Yoncé fala alto.

Lana retoma as revelações:

- Bem, não me perguntem porque agora, logo vocês vão entender, mas eu tinha que fazer alguma coisa pra distrair o Ed Sheeran das investigações que iam levar a vocês, então armei uma armadilha pra ele. Eu liguei o Ed a mim por bastante tempo e deixei as pessoas verem que ele estava próximo de mim. E logo, forjei uma cena de assassinato, onde desse a parecer que ele tinha me matado. Sendo que: ele não me matou de verdade. E: eu não morri de verdade também, é claro.

- É O QUE? - a própria Bey fala, sem conseguir acreditar no que ouve.

- Isso. Eu fui o motivo por Ed ter ido preso.

Gaga não se conforma:

- Mas... ele foi preso por ter matado a Katy Perry. Como assim, Lana? Você tá drogada, você tá louca?! Não é possível.

Del Rey não se ofende com as acusações. Ela dá um sorrisinho triste e limpa sua última lágrima. Aos poucos, leva as mãos aos cabelos. Todas as meninas olham pra ela, estarrecidas. A mulher a sua frente, aos poucos começa a tirar o cabelo da própria cabeça. Era uma peruca. O que se revela embaixo, são poucos fios embolados e grudados um no outro. São de cor azul.

- Por isso mesmo... eu não sou a Lana Del Rey. Sou a Katy Perry!

[...]

Um silêncio ensurdecedor preenche a cela. As lágrimas que elas tentavam segurar, finalmente escorregaram pelas suas bochechas, não tendo forças nem pra secá-las. Dentro de suas cabeças, uma guerra acontecia, enquanto elas, falhamente, tentavam encaixar as peças e entender como isso aconteceu.

Não fazia nenhum sentido.

- Mas... mas... - Demi tentou falar.

- Não se preocupem. Eu vou explicar tudo! Esse tempo todo vocês achavam que eu era a Shakira, mas na verdade ela é uma farsante! Na verdade, ela trabalha pra gravadora RCC e estava fingindo ser eu pra conseguir informações sobre o assassinato, até conseguir incriminar vocês.

- E por que você não falou isso antes?

- Porque eu não sabia! - Lana/Katy responde - Fazia parte do meu plano colocar outra pessoa no meu lugar e eu pedi pro meu companheiro alguém de confiança que pudesse fazer isso. Ele conseguiu a Shakira, que na verdade se chama Isabel, e achávamos que ela ia ser de confiança e apenas aproveitar um pouco da fama e do dinheiro. Mas na verdade, ela enganou todos e tentou incriminar nós, e agora fugiu sabe-se lá pra onde.

- E por que você não falou logo que na verdade era Lana? - Rihanna pergunta.

- Isso eu não consigo explicar! Apenas achei melhor, e por um momento, me pareceu mais confortável e uma forma de escapar dessa loucura que é nossas vidas agora. Além disso, meu amigo me convenceu que deveria fazer isso.

- Quem raios é esse amigo?! A gente conhece ele?

- Não! Ele também trabalha pra RCC, mas está do "lado bom" da força, lá de dentro. Ele é nosso amigo. E digamos que no meu caso seja mais que amigo. - disse, tapando a cara. - Foi ele quem me ajudou com um falso atestado de óbito, com a criação do assassinato e principalmente depois disso, quando eu mudei de aparência e nome. Enquanto isso, eu estava escondida naquela cabana escondida que vocês foram.

- Por isso que achamos cabelo seu lá. Agora faz sentido. - Gaga pergunta - Mas e todas aquelas letras escritas pela Britney?

- Elas foram conseguidas pelo meu namorado, que aliás se chama Drake. Aquelas eram composições secretas que a Britney estava trabalhando antes de ser morta, e nunca foram lançadas.

Beyoncé tira uma pasta de sua bolsa Louis Vuitton enorme. Lá tem todas as páginas do Original Doll, que ela carregava com si pra todos os lugares. Eram cópias, as originais estavam com outra pessoa.

- Essas mesmo. Ninguém sabe o que está escrito aí, está em uma língua estranha. Talvez só a Britney entenda. - alguém diz.

Beyoncé não concorda:

- Na verdade... eu acho que conheço alguém que pode entender isso. Inclusive ela já está investigando tudo e vai dar o resultado pra nós hoje ainda. - Bey se levanta - Vamos garotas. Vamos Lana.

- Mas eu estou presa! - Del Rey/Katy diz.

- Não está mais!

E antes de saírem, como se nada tivesse acontecido, Beyoncé deixa mais um bloco de dinheiro na mesa de Harry. Dessa vez, maior.


Casa de Madonna

Demi foi na frente. Todos naquela casa conheciam ela e mesmo com todas as brigas com a mãe, iam a deixar entrar. Ela sabia que Madonna fazia ioga essa hora, então não tinha como estar lá. Logo estavam dentro da mansão.

Ao darem poucos passos, já foi possível sentir a energia imponente da casa e dos quadros na parede. Mas o que mais surpreendeu as garotas foram duas figuras pequenas que se formaram no topo da escada. Ainda estava escuro e elas levaram um susto quando duas crianças saíram de lá, gritando:

- ADELE!

Eram Sean e Jayden Spears e se jogaram nos braços de Adele.

- Você finalmente veio nos buscar! – um dos irmãos falou.

- Sim, vim sim. Vocês vão comigo agora, ok? – ela abraça eles – mas antes, nós queremos achar outra pessoa que está dentro dessa casa. E não é a Madonna.

- Mas é alguém que precisa ser resgatado tão quanto vocês... – Demi começa a falar – Vocês sabem aonde essa pessoa pode estar?

Os meninos pensam um pouco. Eles não faziam ideia de quem seria essa pessoa, mas Jayden acaba falando:

- Tem um lugar da casa que proíbem a gente até de andar por perto...

- ...o porão. – o outro completa.

Rihanna começa a andar:

- É pra lá que a gente vai então! – e tira uma pistola de plástico da bolsa.

E então elas são guiadas até a parte isolada da mansão pelos irmãos Spears. Ao chegarem lá, há um homem vigiando na porta ao final do corredor. Os irmãos se entreolham e pensam rápido na forma de tirar ele dali. Eles pedem pras meninas se esconderem atrás da porta e ficarem prontas pra entrarem rápido. Nisso, eles se afastam e Sean finge que caiu no chão. Jayden sobe em cima dele e ameaça lhe dar um soco. Eles gritam e se xingam. O segurança lá do fim do corredor corre pra separar a briga, mas ao chegar lá, sobra até pra ele. As mulheres passam correndo pelas costas do homem e logo alcançam a porta.

Adele mete a mão na maçaneta, entretanto mais uma surpresa aparece: elas tinham que colocar uma senha pra liberar a passagem.

- Droga! Ainda tem mais essa! – Beyoncé fala.

- Vou arrombar! – diz Rihanna, agradecendo por estar com uma de suas botas.

- Calma! – Demi se mete na frente. – Eu acho que sei a senha.

Lovato rapidamente digita “LADYGAGAFRACASSADA” e a passagem secreta de Madonna se abre.

- Que porra é essa, viado?! – Gaga reclama.

- Entrem logo! Vão!

Entretanto, a pressa não foi suficiente.

- Ei, voltem aqui, vadias! Quem são vocês? – o segurança percebe a movimentação e corre em suas direções. Não tem mais volta. Mesmo que elas fechem a porta, ele vai as esperar lá fora e talvez chamar até reforços.

Beyoncé e Rihanna entram no cativeiro pra resgatar The Weeknd, ele está amarrado pelas mãos e pelos pés com correntes, além de estar amordaçado.

- Abel, acorda! Vamos te tirar daqui!

Ele pisca, tentando entender a movimentação:

- Ba-ba... Oh Na Na Na! – diz. Ou pelo menos tenta.

Estava dopado.

- Você entende a gente? – Rihanna conversa – preciso que você colabore, a gente vai te tirar daqui. Você consegue ficar em pé?

Ela não tem resposta além do homem se rolando pro lado e encolhendo, voltando a dormir.

- A gente vai ter que carregar ele, Bey.

- Fudeu.

Enquanto isso, defendendo a passagem, o plano ocorre perfeitamente. Adele esperava na porta o segurança chegar o mais perto possível, e quanto ele estava quase lhe pegando, ela levantou a perna e seu salto foi direto nas partes íntimas do homem, lhe provocando um grito alto e o fazendo cair no chão. Gaga, boa descendente de italianos mafiosos, deu o último soco no pé da barriga, um lugar fatal que não o faria levantar do chão tão cedo. Os irmãos Spears riam de tudo lá no fim do corredor.

- Eu vou chamar os reforços! Eles vão pegar vocês! – o guarda tenta alcançar o telefone no bolso, mas Adele lhe dá um chute na mão e ele sai voando.

Mesmo assim, o homem chama mais seguranças no grito e aí Adele precisa executar o golfe final: a voadora. Ela toma distância o suficiente pra causar um desmaio, mas nem tão longe pra não matar o cara. Então, ela mete o chute com o pé inteiro no rosto do homem e ele vira cabeça pro lado, sem nem tempo de gritar. Parecia dormir com o anjinhos.

- Garota... não sabia que você tinha tanta força. – diz Lana que até agora estava só segurando a bolsa cara de Beyoncé enquanto tudo acontecia.


Demi

Depois de conseguirem desamarrar The Weekend, elas tiveram que fazer o procedimento inverso com o tal segurança, que ficou bem preso naquela sala. Rihanna ainda se ocupava em ameaçar expor na internet que ele havia sido derrubado por alguém como Adele, caso ele falasse alguma coisa sobre elas. Mesmo assim, elas sabiam que Madonna rapidamente saberia quem veio resgatar seu prisioneiro.

- Alguém viu a Demi? Rihanna?! – Gaga pergunta.

- Nem me pergunte. Estou muito ocupada amarrado esse bonito aqui – Rih responde.

Lady Gaga olha porta a fora e não a encontra.

- Aguardem aí, gente. Já volto. – diz.

Faz uma pequena pergunta pra Jayden e Sean e ela consegue se guiar pela casa enorme de sua predecessora natural, Madonna. Sobe a escada e dobra a esquerda. Precisa se esconder de alguns serviçais que apareciam agora, mas por fim conseguiu alcançar um cômodo da casa esquecido no meio de tantos outros. Bate na porta e não tem nenhuma resposta. Entra mesmo assim.

Assim como ela imaginava, Demi estava lá dentro e sua situação era visivelmente triste. Se enrolava na cama com um pequeno urso de pelúcia rosa (que combinava com a cor do resto do quarto).

Chorava.

- Oh Demi... menina querida... – tenta falar, se aproximando.

- Gaga, por favor! Eu estou bem, só preciso de um momento. – diz, secando as lágrimas muito rápido.

- De jeito nenhum. Amiga é pra isso! – a cantora de “Shallow” senta na cama e apoia a cabeça da companheira em sua perna. – Me diz o que está acontecendo.

Silêncio da outra.

- Demi! Só tem nós duas aqui. Se você prender isso em você, vai ser pior! Confie em mim.

Por fim, Lovato tenta falar em meio às lágrimas.

- Na verdade eu não sei direito o que é. Eu tenho tudo que eu quero sabe? Eu consegui tudo o que queria desde sempre. Mas parece que o preço disso é muito caro.

- Sei. Eu também me identifico com você. Você sabia que eu estava muito feliz com Bruno... e agora talvez ele vá morrer – ela começa a chorar também agora – e eu não posso fazer nada! Mas Demi... isso nunca me fez voltar pra casa da mamãe pra me abraçar com meu ursinho de pelúcia!

Lady Gaga não pretendia ser muito malvada com Demi. Mas ela costumava ser muito rigorosa ao falar consigo mesmo. E agora ela vê que não está falando só pra Lovato, mas pra si mesma também.

- Meu namorado está morrendo, eu levei um tiro, acabei de ser sequestrada, tive que ver a Beyoncé sem maquiagem hoje... – sorri, e a outra acaba sorrindo também – e sabe o que eu estou fazendo agora? Estou invadindo a mansão da minha arquinimiga na música e agredindo um trabalhador, que provavelmente só estava aqui pra conseguir um bom salário. Claro que um bom salário a custas do cárcere privado de um homem inocente, por isso não estou nem aí.

As duas riem mais. Demi secou totalmente as lágrimas com seu ursinho.

- Às vezes não tem nenhuma outra escolha além de ser forte... e isso não é ruim. Porque eu sei que quando tudo isso acabar, eu vou pra casa, tirar meu salto alto, meu sutiã, pedir uma pizza e ficar o dia inteiro na banheira assistindo Keeping Up With The Kardashians!

- Eu entendi, amiga... obrigada pelas palavras. Me fizeram perceber que mesmo que eu me sinta ruim, tem sempre alguém pior... VOCÊ!

E terminam rindo e se abraçando.


Madonna

Quando a Rainha do Pop chegou em casa, já sabia muito bem quem a esperava.

Beyoncé, Rihanna, Lana e Adele, provavelmente não. As duas primeiras mulheres, no momento que Madonna entrou, estavam segurando um homem desmaiado nas costas, enquanto Adele as tentava guiar ao descer os degraus.

- Bey, eu tô segurando ele sozinha!

- Porra... eu acho exatamente o contrário!

- Amigas, calma, vocês vão deixar ele cair! Ele não pode cair, Já deu muito trabalho pra pegar! – Adele interfere a discussão.

- Bem vindas à minha casa, garotas! – uma voz nova aparece.

É aí que The Weeknd cai no chão, rolando pela enorme fila de degraus e caindo bem nos pés dela: Madonna.

- Vocês caíram certinho na isca!

- Olha aqui, você! A gente sabe que você é muito poderosa e tudo o mais, mas nós somos cinco e você é só uma. – Bey começa a se defender – portanto , não nos impeça. Só vamos levar o que é nosso: o homem e as crianças!

A dona da casa sorri, debochada:

- Vocês acham mesmo que eu me ligo pra essas coisas?! Pouco me importa! Levem por favor! O que quero resolver com vocês não é aqui e não envolve nada nessa casa.

Nessa hora Demi e Gaga aparecem na sala, levando um susto ao ver aquela cara tão assustadora, especialmente pras duas.

- Oi, filha! E oi... você. Que bom que todas estão reunidas. – ela pega a chave de seu carro na mesa de centro da sala – temos que visitar um lugar. E esclarecer algumas coisas...



Enquanto subiam o morro, Lana rezava e Adele agarrava em Jayden e Sean.

- Essa casa assombra até a mim! – Rihanna diz, do banco da frente.

- Nem fale... – Beyoncé comenta, do volante.

A energia da mansão de Taylor Swift era realmente muito pesada, sendo possível ser sentida por qualquer um, até de uma boa distância.

Madonna era quem a guiava, em seu próprio carro. Ela estava sozinha lá na frente pois as divas preferiram se apertar na minivan de nove lugares de Yoncé, ao invés de dividir o carro com ela. Ninguém fazia ideia do que ia acontecer ali, mas sem dúvidas não era nada bom.

- Chegamos. – Del Rey comenta. – DEUS AMADO! Está tudo escuro...

- É claro, a casa tá abandonada. Mas é bem pior assim... – alguém responde – só temos que tomar cuidado com as cobras!

- Vira essa boca pra lá!

Elas descem da van e logo veem Madonna fazendo o mesmo. Ela carrega uma pá na mão, por algum motivo. O chão é enlameado mas todas estão de salto alto.

- Me sigam – diz a recém-chegada, já indo em uma direção.

As outras vão atrás sem saber do que está acontecendo, e quando se aproximam de determinado lugar, uma dúvida surge:

- Gente... isso é perto daquele lugar que nós... que nós enterramos aquele homem uma vez. – É Adele quem diz. Por sinal, ela pediu pros irmãos ficarem no carro com The Weeknd, que ainda está dormindo.

Madonna sorri lá na frente.

- É dali mesmo que estou falando.

E quando ela para, elas percebem: aquela senhora sabe que Demi matou um homem. E que as outras colaboraram pra esconder o corpo. Acabou.

Madonna tira luvas de plástico da bolsa e as veste. Antes disso, tinha jogado a pá no chão, e agora pergunta:

- E aí, quem vai desenterrar?

Rihanna se contorce:

- Pra que tirar aquele homem daí? Deixa ele! – diz.

- “Ele”?! Não me refiro a nenhum “ele”. Cavem esse buraco logo!

Beyoncé se irrita e joga a bolsa pra Lana.

- Quer saber? Eu já fiz de tudo hoje. Fui pra cadeia, fiz suborno, invadi uma casa e até agredi um homem desconhecido. E por sinal, o segurança é um lixo! A Adele derrubou ele com um chute – ela diz, apontando pra você sabe quem. – Então quer saber? Vamos cavar logo esse buraco e terminar essa palhaçada!

E assim ela o faz, sem se importar com as unhas postiças. Rihanna e Gaga acham outras pás por perto e ajudam a amiga. Logo elas alcançam o primeiro corpo.

- E agora? Achamos o corpo.

Madonna responde:

- Não achou não, queridinha. Esse aí apareceu depois. Continuem cavando.

E assim, elas tiraram o cadáver do segurança que Demi havia matado dali.

- Ainda bem que a gente colocou ele dentro de vários sacos – Rih fala.

Depois elas continuam cavando e logo apareceu: um segundo corpo. Elas já tinham visto esse cadáver ali, mas não levaram a sério. Afinal, não parece ser muito difícil achar gente morta na casa de Taylor Swift. Ela mesmo era uma.

- É desse que você falava?! – Bey pergunta, alterada – O que vai acontecer então? Quer que a gente tire ele daqui? Dê banho?! Ressuscite ele?!

Madonna responde, sem se alterar com o deboche:

- Não. Na verdade, a única coisa que vocês vão fazer agora é fechar esse buraco denovo! Só queria que vocês vissem isso...

Adele sorri, com raiva:

- Ai não pode ser sério isso. Tudo isso pra nada!

- Calma! Eu falei que tinha algo a dizer pra vocês, certo? Então, é agora! – ela guarda os óculos e olha atenciosamente pras mulheres aflitas a sua volta – esse corpo que vocês estão vendo, foi assassinado!

Nenhuma demonstra o mínimo de surpresa. Estavam acostumadas com assassinatos.

- Ai que chatice, gente... – Madonna continua – nenhuma reação pra minha novidade!

- Era só isso? A gente já pode ir embora?

- NÃO! Ainda tenho que falar uma coisa. Acontece que QUEM matou essa pessoa é de interesse de vocês.

Lana está de braços cruzados e cara de nojo.

- Hum.

- De tanto interesse que vocês até... mataram ela. Sim, eu sei dessa história. – ela continua.

Gaga se assusta.

- De quem você está falando?

- Da Britney! – Madonna responde, enfática – Britney Spears! Foi ela quem matou esse homem.

Na roda, nenhuma entendia.

- Como assim? Por quê?! – perguntam .

- Não sei! Sinceramente nem conheço esse cadáver. Mas não se preocupem, ele só prova que vocês não tem que ter nenhum remorso sobre ter... – ela tosse – matado a Britney...

Ela dá uma pausa.

- Querem saber por quê?! Posso mostrar. Mas vocês vão ter que pagar minha passagem!

- O quê?! – Adele pergunta – Saber o quê?! E pra onde a gente vai?

Madonna pensa e responde:

- Vocês vão ver lá... na Austrália! Estou livre pra ir amanhã, e vocês?

Nesse momento, antes de suas respostas, outro carro sobe o morro de Taylor. Todas levam um susto e pensam em se esconder, ainda mais que o motorista balançava o automóvel para todos os lados como se tivesse bêbado.

- SOCORRO! – alguém grita e todas correm pra um canto.

Até que carro chega lá no alto e para. Então, uma pessoa desce lá de dentro. Beyoncé a reconhece:

- Sia! Você disse que viria. Como não lembrei disso?

- Oi, gente! – a outra responde – desculpem, eu vim o mais rápido que pude e com essa peruca tapando minha cara fica um pouco difícil!

Todas ficam curiosas pra saber o que Sia está fazendo ali e Bey explica. Ela era uma compositora de músicas importantíssima e que conhecia muitos idiomas, por isso estava analisando as composições de Britney do tal “Original Doll”, com a intenção de descobrir algo.

- Isso. E agora eu trouxe os resultados!

- Oba! Vamos finalmente descobrir esse segredo – Demi comemora.

Sia carrega uma papelada e joga tudo em cima do carro pra que todos vejam, e enfim fala:

- Eu achei essas faixas bem estranhas. Primeiro por serem escritas perfeitamente, algo que compositores não costumam fazer enquanto escrevem música. Nós sempre borramos ou fazemos uma letra menos legível. E aqui, é como se a mensagem que ela quisesse passar, já estivesse pronta.

Alguém pergunta:

- E que mensagem é essa?

- São várias. As músicas falam de várias coisas, mas todas são temas pesados. O álbum vai de extrema depressão à sexo explícito. É algo que a Britney não costumava fazer. Nada convencional. Sinceramente, nem parece escrito por ela...

Então, Bey faz a bendita pergunta:

- E o idioma? Que língua é aquela?

Sia pensa um pouco, arrumando os papéis.

- A língua? Foi fácil de identificar. Afinal, é do meu país. É de uma tribo pequena que fica na Austrália.

Quando ela diz isso, todas se encaram. Até que Rihanna fala:

- Bem... então vamos pra Austrália!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...