História Popcorn Love (Haimila) - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Hailee Steinfeld, Taylor Swift
Personagens Camila Cabello, Hailee Steinfeld
Tags Adaptação, Cailee, Caminah
Visualizações 156
Palavras 1.582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 30 - Kin


As sobrancelhas de Hailee franziram em seu sono quando a nítida sensação de que estava sendo observada foi revelada através da névoa dos sonhos e trouxe-a para a superfície. Ela esfregou os olhos antes de abri-los, e depois gritou quando viu-se face a face com grandes olhos castanho mel.

“Oi!” O rosto de Peter estava tão perto dela que seus narizes tocavam-se.

Ela riu e mudou-o na cama, as memórias da noite anterior vieram à tona como uma onda. Estava na casa de Camila, na cama de Camila com o filho de Camila esparramado ao lado dela com um sorriso tão grande que parecia que isso tinha que doer, mas a própria não estava à vista. Então percebeu que sob o cobertor fino e do lençol que a cobria, estava completamente nua.

Bem, isso é estranho, pensou.

“Ei homenzinho.” disse ela, puxando as cobertas um pouco mais para cima. “De onde é que você veio?”

“Da vovó!” Ele chutou as pernas para cima e para baixo no colchão enquanto deitava de bruços ao lado de Hailee. “O que você está fazendo na cama de mama?”

“Uh.” Hailee ponderou uma resposta. “Eu tive uma festa do pijama.”

“Ah.” disse ele, puxando para fora a palavra. “E onde estão suas roupas?”

As bochechas de Hailee polvilharam de rosa quando disse: “Hum, no chão, eu acho.”

“Por quê?”

“Porque eu as tirei.”

“Por quê?”

“Uh, porque eu estava com calor.”

“Por quê?”

“Porque estava quente aqui.”

O sorriso bobo de Peter deixou claro que ele estava gostando deste pequeno jogo.

“Perguntas suficientes garoto.” ela disse e bagunçou seu cabelo. “Você teve uma boa noite com a sua vó?”

“É hora para se arrumar para o meu aniversário.”

“Huh?” Perguntou Hailee. “O que? Seu aniversário?”

“Sim!” Ele se debruçou sobre os cotovelos e levantou quatro dedos. “Eu vou fazer quatro.”

“Wow.” disse Hailee, fazendo o seu melhor para soar super animada. “Quando é seu aniversário?”

O rosto de Peter dobrou-se em uma careta. “Uh, um...” Ele então deu de ombros e disse: “Eu não sei.”

Hailee riu o som ainda um pouco rouco de ter apenas acabado de acordar. “Entendo. Então por que nós estamos se arrumando então?”

“Vovó está nos levando para as compras!” Ele aplaudiu, mas o estômago de Hailee caiu.

“A sua... Hum... a sua vó está aqui?” Ela perguntou. “Agora?”

“Uh-Huh.” Ele voltou chutar as pernas sobre o colchão, sorrindo. “E o pop!”

“Merda!” Hailee murmurou. Peter não a ouviu, pois sua mãe chegou naquele momento para distraí-lo.

Camila entrou no quarto, vestida com um robe de seda. E sorriu desculpando-se com Hailee antes de pegar Peter quando ele ficou de pé, pulou na cama duas vezes, e depois saltou para sua mãe. Ela o girou antes de colocá-lo em pé no chão e bater no seu fundo. “Nugget, por que você não vai brincar de dinossauros com a vovó e o Pop enquanto a mama se veste, ok?”

“Ok!” Ele correu para fora do quarto e em direção ao corredor.

Camila fechou a porta atrás dela e soltou um suspiro. “Sinto muito.” disse ela. “Eu esqueci completamente que fiz planos com os meus pais, vamos levar Peter para comprar suprimentos de festa.

“Ah.” Hailee sentou-se e segurou o lençol contra o peito. “Tudo bem.”

“Eu não me lembrei até que a campainha me acordou. Não disse a eles que você estava aqui, mas aparentemente, Peter escapou enquanto conversava com meus pais e descobriu tudo por conta própria.”

“Sim, eu acordei com o nariz dele pressionado contra o meu. Felizmente estava coberta.”

Camila se inclinou pressionando suas costas contra a porta enquanto o silêncio se desenvolveu entre elas, e então um sorriso quebrou sobre ambos os seus rostos.

“Eu tive um grande momento na noite passada.” disse Hailee, e Camila concordou.

“Eu também tive.”

“Ótimo.” Hailee apontou para o cabelo de Camila. “Seu cabelo quando acorda não é de todo mau.”

Camila abaixou a cabeça. “Eu o escovei.”

“Trapaceira.” Hailee riu quando jogou de lado as cobertas e saiu da cama. Levantou-se, completamente nua, e esticou os braços sobre a cabeça, aproximando-se nas pontas dos pés e gemendo com o alongamento.

“Meu Deus!” Camila sussurrou.

“O quê?” Perguntou Hailee, inclinando-se para pegar suas roupas do chão. Felizmente, sua camisa estava pouco enrugada. Ela não queria parecer desleixada quando inevitavelmente se encontrar com os pais da latina.

“Você é linda.”

Hailee sorriu e colocou uma mecha de cabelo atrás da orelha. "Assim como você.”

Camila a olhou por mais um momento antes de perguntar: “Você gostaria de se juntar a nós?”

“Compras para suprimentos de aniversário?”

“Sim. Com meus pais, Peter e eu.”

Hailee hesitou. “Será que seus pais vão ficar bem com isso?”

“Eu acredito que sim.” respondeu Camila. “Tenho certeza de que Peter já informou que você está aqui, e sabe que a mama vai insistir. Ela gostou bastante de você. Peter vai insistir também, tenho certeza.”

“Tudo bem.” Hailee concordou. “Contanto que não se importe de me ver com as mesmas roupas que usei na noite passada. Caso contrário, posso pegar um táxi de volta para o campus e trocá-las. Tenho certeza de que cheiram como um bar.”

Camila atravessou o quarto e colocou os braços ao redor da cintura de Hailee. Ela cheirou sua camisa e sacudiu a cabeça. “Você cheira bem. Mas pode pegar emprestado um pouco de perfume, se quiser.”

“Obrigada.” Hailee inclinou-se e deu um beijo no nariz de Camila. “Quer tomar um banho rápido comigo?”

Camila beijou seu pescoço. “Absolutamente, mas temos de nos apressar.”

“Ok. Você pode começar no chuveiro e ajustar a temperatura. Eu vou escovar os dentes primeiro.”

“Bom plano.” Hailee riu e bateu na bunda de Camila.

“Então, quando é o aniversário do homenzinho?” Hailee perguntou quando elas entraram no banheiro e pegou uma escova de dente da gaveta.

“Mais de um mês.” Camila deslizou de volta a porta do chuveiro e segurou a maçaneta: “Mas nós estamos programando a sua festa em duas semanas, porque Dinah estará fora do estado na data real do aniversário, e ela insiste em estar na festa.”

“Oh, okay.” disse Hailee, suas palavras abafadas pelo creme dental que agora formava espuma na sua boca. “Faz sentido.”

Elas se banharam e preparam-se rapidamente, Hailee estava com a mesma roupa da noite anterior, mas estava se sentindo fresca. Ela prendeu o cabelo molhado em um coque apertado na base da sua cabeça e observou Camila, parecendo impecável como sempre, escorregando em um conjunto de saltos. Hailee a admirava do outro lado do quarto até que estivessem prontas para sair e enfrentar a família juntas.

Quando Camila e Hailee entraram na sala de jogos, Sinu imediatamente se levantou da cadeira pequena onde sentava e fez seu caminho até elas.

“Hailee, querida!” Ela se inclinou para beijar o rosto de Hailee, o que a fez corar, antes de Sinu a puxar para um abraço rápido também. “É um prazer vê-la novamente.”

“A você também.” disse Hailee, batendo as costas de Sinu. “Espero que esteja tudo bem se eu for junto com vocês todos hoje.”

Sinu puxou-se para fora do abraço e apertou o bíceps de Hailee. “Claro que está, querida. É claro.” Ela então levou Hailee para onde o pai de Camila estava brincando com seu neto. O cabelo cinzento do homem estava um pouco bagunçado já que Peter subiu em cima dele, e ele colocou no chão quando levantou e ofereceu sua mão para Hailee.

“Este é o meu marido.” disse Sinu.

“Alejandro Cabello.” Ele apertou a mão de Hailee, foi mais gentil do que ela esperava, era mais como um aperto suave do que qualquer coisa.

“Hailee Steinfeld. É bom conhecê-lo, senhor.”

“Ah, não há nenhuma necessidade de formalidades. Você pode me chamar de Alejandro.”

“Ok, então, Alejandro."

“Você pode chamá-lo de 'pai'” disse Sinu, um sorriso decorando seus lábios. “Dinah chama.”

“Dinah o conhece desde que tinha seis anos, mama.” disse Camila.

“Eu tenho quase quatro!” Peter gritou.

Camila descansou a mão nas costas de Hailee. “Você não tem que chamá-lo de 'pai'. Alejandro está bom.”

Uma estranha mistura de nervosismo e emoção rodou através do intestino de Hailee. O pensamento da família de Camila se tornar sua família passou pela sua mente, e ela não podia negar o quão bom foi de se sentir isso, mesmo dentro de sua cabeça, mas não disse nada sobre isso em voz alta. Talvez um dia, embora.

“Podemos ir agora?” Perguntou Peter, levantando-se e colocando um de seus dinossauros em seu peito.

“Sim, nós podemos, Nugget” disse Camila. “Você quer andar com Hailee e eu ou com a vovó e o Pop?”

“Hailee!”

Sinu engasgou. “Eu acho que você pode ter me substituído como sua pessoa favorita, Hailee.”

“Nah.” Hailee bagunçou os cabelos castanhos de Peter. “Eu sou apenas uma novidade.”

“Oh minha cara.” disse Sinu. “Você é muito mais do que isso.”

Ela apertou o braço de Hailee antes de virar e ir em direção a porta. “Vamos, queridos. Temos muito a fazer.”

Hailee virou o olhar para Camila, e que sorriu para ela antes de aproximar sua mão para tocar seu rosto, deslizando o dedo sobre a pele lisa. Fez sinal para Hailee ir em frente enquanto pegava Peter colocando em seu quadril.

Alejandro surpreendeu Hailee por passar por cima e colocar o braço em volta dos ombros para conduzi-la até a porta. “Então, Hailee...” disse ele. “Eu ouvi que você é uma ótima musicista.”

“Uh, sim, senhor.” Ela limpou a garganta. “Desculpe, Alejandro. Eu toco violão.”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...