História Por acaso, para sempre. - TaeKook - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Yolo Yolo Yolo Yo
Visualizações 132
Palavras 3.066
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


tô sem idéia de capa (preguiça na verdade rs)

OII SOBRINHAS E SOBRINHOS TURO BOOOM?

falei que ia demorar né? pois é,

EU RESOLVI FAZER UMA SURPRESENHA!!

"Uhuul tia, até que em fim, uma decepção a menos"

é... eu sei....

eu ainda não tô bem, mas é que eu recebi uma notícia maravilhosa hoje e meu ânimo subiu um pouquenho.

e aí pensei logo em voceis.

felizes? NÃO!

ata..

em fim

VAMOS LER ESSA BAGAÇA

nos vemos nas notas finais.

~ giih

Capítulo 13 - Portas, espelhos, suco de morango, QUE?


Fanfic / Fanfiction Por acaso, para sempre. - TaeKook - Capítulo 13 - Portas, espelhos, suco de morango, QUE?

No Capítulo anterior:

- (Riso) Bom, vai ter que se acostumar com minhas crises de ciúmes, apesar de eu confiar muito em você. 

                              ~

- Jeon, você é pirado. Eu nem gay sou e...

Dou uma risada o interrompendo.

- Desculpa Jimin, mas vou discutir muito com você sobre isso.

- Você ainda ta com aquela paranóia do que eu falei do Rapmon hoje de manhã né?!

- Claro que não meu amigo. Estou com paranóias, aliás, certezas de muitos dias. - Digo confiante pegando minha blusa que estava no tapete.

- Do que você ta falando?

- Da aula de dança. Você odeia dança. Mas vai por um motivo apenas.

- Ah é, e qual?

- Professor Min Kouzo. Pude perceber os olhares e as mordidas de lábios que você dava.

- Hahaha, pois você está errado. - Falava ele me seguindo até a porta. - Eu vou a academia de dança por que eles tocam as músicas do Rapmon. Seu otário.

- Olha Jimin, pode ser que Yoongi não, mas eu sou muito confiável para o que precisar e saiba que você não me engana. - Abro a porta. - E falando nele, vá chamá-lo para voltarmos pra casa.

- Ah, sobre isso.... ah, bem ele vai.... (coça a garganta), ficar aqui hoje. - Diz meio rápido.

- Ah é?

- Você não.... se importa né?

- Dooly, eu dou é Graças a Deus. Só de pensar que não vou ter que me preocupar se de madrugada meus Toddynhos vão desaparecer da geladeira, já me bate uma felicidade mental enorme.

Ele ri.

- Que bom.

- Mas porquê ele vai dormir aqui hoje?

- Bem.... porque ele quis uai.

- Sei. - Dou uma olhada de desconfiança. - Eu vou indo então. A gente se vê.

- A gente se vê.

Batemos as mãos e damos um abraço de lado. Sigo para o elevador. Tenho até vontade de descer no apartamento de Tae mas vontade não é coragem né rs.
 
Narração Tae

Chego em casa, tiro meus sapatos os arremessando para qualquer canto e me jogo no sofá em frente a extensa vidraça de frente para a visão da cidade. E no que eu fiquei pensando? Bom, nas participantes de "Blackpink" é que não era.

Obviamente que era em Jeon.

Isso não era novidade nem mesmo pra mim mais.

A um tempo atrás eu negaria até o último momento que estava a fim de Jeon Jungkook. Mas agora.... agora tudo se encaixa. Pode ser que o que eu sinta por ele não seja passageiro. Posso perceber que é algo forte.

Arg! O sol ja está se pondo e prevejo mais uma noite de insônia. Me levanto e vou até o armarinho da sala. O abro e pego os remédios que segundo meu médico, são os "calmantes". 


"Ha, ridículo. Meu calmante agora seria Jungkook." Penso. Reviro meus olhos e pego os comprimidos. Vou até a cozinha, encho um copo de água e após dar uma abocanhada no remédio (que mais parecia uma pilha de controle remoto) bebo goles de água. Nem sabia mais se era correto beber tanta água junto ao comprimido. Não estava nem marcando os horários das doses. Eu não sabia mais de nada. Minha cabeça virou ao vim para Busan. Correção, minha cabeça virou ao conhecer Jeon Jungkook. Agora sim isso fez sentido.


Resolvo tomar um banho para relaxar. ~ um fato sobre Taehyung (na história) é que ele adorava banhos. Usava isso como anti-estresse~.

E não preciso nem falar que os pensamentos que tive sobre Jeon durante o banho me causaram mudanças de hormônios capazes de me fazer bater três punhetas seguidas né rs.

Narração Jeon 
O sol havia se posto. Eu estava no quintal acariciando Cloud e bebendo um suco de morango. Olhei para o copo e dou uma risada.

- Enquanto eu estou aqui, bebendo um inofensivo suco de morango, Jimin e Yoongi devem estar enchendo a cara lá no apartamento com mistura de bebidas de todos os tipos. - Falo olhando para Cloud. É incrível como ele me olha atentamente enquanto falo. É como se me compreendesse. Quem sabe não compreende? Vai saber....

Dou um riso e um gole no suco. Me vem outro pensamento e dessa vez era um causador de fortes emoções. Isso mesmo, Kim Taehyung.
Fico intrigado por ter de aceitar que aquele Deus Grego é chamado apenas de homem. Aquilo era mais que um homem. Era um ser de outro mundo. Homão da porra. Raba da porra. Carão da porra. Agora meu pau ficou um pau da porra~desculpa~.
- Aaah Taehyung. - Falo quase como um suspiro. Encosto minha cabeça pra trás na parede, parando de balançar na cadeira. Cloud desce de meu colo. Vejo meu membro levantado.  


- Uou. - Digo impressionado.

 
Dou uma risada e resolvo entrar pra jantar.

Narração Jimin 
Jeon e Taehyung haviam ido em bora. Eles insistem em dizer que não rola nada entre os dois. Ha, até parece. O jeito que eles se olham, a forma em que Jeon sorri. Fico feliz por eles, espero que meu amigo seje recompensado por todo o tempo em que sofreu nas mãos de Baekhyun. 

Adimito, ele era atraente e no começo até romântico mas trair? Como foi capaz de trair Jeon? Lembro-me do rosto desesperado e inchado de choro do coitado. Se bem que eu sempre achei essa história mal contada, porque ficar da forma que ele ficou por causa de uma traição? Lembrando agora, foi um exagero da parte de Kookie. Bom, não sei o que ele viu, só Deus e ele é quem sabem o que aconteceu.

Resolvi ir tomar banho após organizar os três pares de sapatos da grife do Mon. Eram tão bonitos, assim como ele.


Dou um sorriso e sigo para meu quarto escolher uma roupa. Chegando lá, Yoongi estava encolhido na cama com os olhinhos fechados e o rostinho gordinho com sua expressão nervosa. Parece um bebê quando não ganha doce e faz birra.

Dou uma risada. Lembro-me da época da escola quando ele mexia com Jeon. Tadinho, sempre foi vulnerável. O que me intriga é que comigo ele não pegava tanto no pé. Achei que era coisa de Jeon na época, mas um dia eu pude tirar essa conclusão.

Flashback On: 
School Spring Day~ referências? não sei~ Ensino médio.

- ...o dentucinho vai fazer meu dever de casa ou eu vou ter que partir pra violência?

- Eu ja estou com dois deveres de casa e um trabalho seu prestes a terminar, por favor dá um tempo.

- Dá um tempo? Ficou maluco branquelo?!- Yoongi ergue Jeon.

- Falou o café né.

Ele joga Jeon na parede.

- Jeeoon!! - Corro no muro em que ele estava jogado.

- Ji-Jimin....

- Cara, quando você vai parar de pegar no pé do Jeon? O que ele te fez?

- O que ele não fez! Tínhamos um acordo não é, coelhinho? - Ele pergunta firme.

- Si-sim....

- Esquece esse acordo. Ja não basta os deveres dele e agora tem que se preocupar com os seus também?

- Não Ji-Jimin, eu... tu-tudo bem.

- Tudo bem nada. Cansei de ver você apanhando.

- Você ta se metendo demais não acha?- Ele diz ameaçador.

- Estou, pois ele é meu amigo. Vem me bater também. - Digo o encarando. Ta, na época eu nem tinha um bom físico e estava cagando de medo, mas pra defender Jeon, não há o que me impessa. Yoongi então dá um passo pra trás.

- Sorte dele ter você. - E sai em direção a grama da escola.

- Jimin... você se arriscou....

- Tudo bem. Vem, vamos pra casa pra cuidar dessas costas. 

Flashback off. 

Por quê? O que Yoongi tinha com Kookie?

Balanço minha cabeça negativamente e sigo para o banho.

Narração Jeon 
Eu estava lendo um livro quando Cloud pula em minha cama derrubando meu celular no chão. Olho para ele.

- Não se preocupe, meu celular já ta acostumado com quedas. - Dou um riso e ele late. Ligo minha tela e me dá um clarão.

- Cloud, você me deu uma idéia. - Ele me olha. 

                                                                        - O que acha de eu ligar para Tae? Eu sei que já anoiteceu mas ele disse que não tem hora pra dormir.

Cloud late. 


- Isso foi um sim?

Ele torna a latir.

- Acho melhor ligar amanhã né? 


Ele faz um som diferente.

- Okay, okay. Ligarei hoje. Agora. O que acha?

Ele late contente. Faço cafuné em sua cabeça. Pego a foto e sorrio diante dela e das lembranças que me causara.  

Respiro fundo e disco o número. 


- Está chamando.- Cochicho para Cloud.

Narração Tae 
Após o jantar, resolvo tirar umas fotografias. Até porquê, não há período mais bonito pra fotografar do que a noite. Ainda mais hoje que o céu estava estrelado.

Decidido, vou para meu quarto dar uma última olhada no espelho. Já ia esquecendo meu celular. Enquanto eu ia em direção a cama para pegá-lo, ele começa a tocar. Rapidamente vou ver quem era. Era número desconhecido.
"Quem será?" Pensei. Resolvo atender.
- Alô?  

- A-alô, Tae? 

Eu conhecia aquela voz. Era... Jeon?

- Sou eu. Quem é?

- Jeon.

- Aaaah sim. Achei que não ia ligar.

- (Riso). Eu também achei... 

Rimos juntos.

- Então ah.... olha me desculpa por hoje ta. É sério, eu fiquei confuso....

- Ta tudo bem Jeon.- Digo cauteloso.

- Tu-tudo mesmo? Não está magoado?

- Chateado talvez. E um pouco confuso, mas logo passa.
 
- Ah sim....

- Você ligou a tempo. Eu estava saindo para fotografar a cidade.

- Sério? Mas a noite? 

- Sim ué. Não há momento mais bonito pra fotografar do que uma noite de céu estrelado.

- Entendo. Então eu ligo outra hora...

- Não. Quer dizer.... Já que você ligou, eu... eu prefiro... ficar conversando com você. - Digo meio sem jeito.

Narração Jeon
Eu tomo coragem e disco o número de Tae. Ele atende e no começo não me reconhece, mas eu falo que sou eu.
No primeiro momento peço desculpa pelo jeito que o tratei após o beijo.

- Então ah.... olha me desculpa por hoje ta. É sério, eu fiquei confuso....

- Ta tudo bem Jeon.- Ele diz delicado.

- Tu-tudo mesmo? Não está magoado?

- Chateado talvez. E um pouco confuso, mas logo passa. 

- Ah sim....

- Você ligou a tempo. Eu estava saindo para fotografar a cidade.  

- Sério? Mas a noite?

- Sim ué. Não há momento mais bonito pra fotografar do que uma noite de céu estrelado.

- Entendo. Então eu ligo outra hora....

- Não. Quer dizer.... Já que você ligou, eu... eu prefiro... ficar conversando com você.

Nesse memento meu coração acelera. Tenho um leve surtinho.

- A-ah é? - Sinto minhas bochechas esquentarem e um sorriso brota.

- Si-sim. Se você quiser é claro. 

- Tae, eu não ligaria se não quisesse.

Porra Jeon, você está evoluindo.

- Orra....  

Nós dois rimos.

- Bom eu tive uma idéia agora.

- Ah é? E qual?

- Por quê não vamos juntos andar pela cidade? A noite está tão bonita....

VRAAAAAAAAAAAUU!! EU TÔ TENDO UNS COISO, SOCORRO!

- E-eu acho uma idéia ótima.

- Acha? Então podemos nos encontrar?

- Claro. Onde?

- Hmmm....bom, que tal na praça?  

- A esse horário não é muito confiável. Que tal em frente ao restaurante de pato 쳐다만 ?

- Pode ser. Você conhece mais do que eu né, acredito que saiba os lugares seguros.

- Sim. Sabe onde fica o restaurante?

- Eu acho que me lembro de ter passado em frente ou próximo.  

- É na segunda esquina após a loja que inaugurou, sabe?

- Ah, agora ficou mais fácil. Agora são sete e quinze. Podemos nos encontrar as sete e meia? 

- Pode ser as oito? É que as ruas são bem confusas e caso você se perca né.

- Verdade. Então até as oito. 

- Até.
Desligo o celular. Olho para Cloud.

- Cloud, o crush me chamou pra sair. AAAAA!!! Eu vou me arrumar. Obrigada por ter derrubado meu celular. - Lhe deixo um beijo na cabeça e sigo para a frente do guarda-roupa.

Narração Tae 
Bom, não que eu seja vaidoso, mas assumo que mudei de roupa, colocando uma bem mais bonita do que a que eu pretendia usar. E ta, eu passei um pouco mais de perfume. Oh meu Deus, o que está acontecendo comigo?
 
Narração Jimin
Termino meu banho e procuro minha cueca. E chego a conclusão de que a esqueci. Quem em sã consciência esquece de pegar a cueca? Isso mesmo, Park Jimin. Reviro meus olhos, enrolo a toalha em minha cintura e vou para meu quarto. Ao abrir a porta dou de cara com Yoongi que usava o espelho. Sim, o meu espelho fica na porta do banheiro porque sei la.

- Oh caraio da pra fechar essa por... - Ele para.

- Para de ser folgado.- Digo passando por ele em direção a meu guarda-roupa.- O que estava fazendo em frente ao espelho, Yoongi?

- Contando carneirinhos. Me- meio óbvio o-oque eu estava fazendo né.

- Ah tanto faz.

Narração Yoongi 
Eu havia pegado no sono (nossa que novidade da bighit) na cama de Jimin. Que cama confortável, caraca. Por algum motivo não identificado acabo acordando do nada. Me sento na cama e esfrego meus olhos. Dou de cara com um quadro do... Rapmon sem.... sem camisa? Okay, foi uma visão maravilhosa mas porquê Jimin.... Okay, ele é fã mas há muitas outras fotos de Rapmon e.... Okay, eu não tô entendendo porra nenhuma. Ouço então um barulho de chuveiro. Obviamente era Jimin. Ele toma banho a noite? Interessante....
Me levanto e vou até a cozinha. Após não achar nada de interessante para comer, torno ao quarto e resolvo ajeitar meu cabelo. De repente ele abre a porta e o caralho do espelho fica na porta do banheiro.

- Oh caraio da pra fechar essa por... - Travo. Jimin estava com uma toalha na cintura e com seu abs a mostra. E o que isso me interessa? Não sei.

- Para de ser folgado.- Ele fala indo ao guarda-roupa.- O que estava fazendo em frente ao espelho, Yoongi?

- Contando carneirinhos. Me- meio óbvio o-oque eu estava fazendo né.

- Ah tanto faz.

Ele estava de costa. Mordo meus lábios. Acho que agora ele malha.

- Você mudou bastante desde a época do colégio, Jimin.

- Mudei tanta coisa.... mas o que você se refere agora?

- Ao porte físico.

Ele se vira pra mim.

- Mudei pra pior ou pra melhor?

- Pra bem melhor....- Resmungo.

- O que?

- Ah eu disse que pra melhor. Você está com.... ah, músculos e coxas grossas agora...

- É. - Ele sorri.- Ando malhando pesado agora. Mas sabe, eu nunca tive a auto-estima muito alta. Ainda me acho gordo.

Gordo? Onde aquele ser apetitoso era gordo? Estou agindo feito um viado né? Ha, você não sabe da missa metade querido leitor....

- Jimin, bata na sua cara antes que eu bata.

- Ué porquê?

- Gordo? Pelo amor né. Você está em ótima forma.

- Yoongi? Você está me elogiando? O que você bebeu era Toddynho mesmo?

- Não estou elogiando... ah, necessariamente você e sim seu corpo.

- Hum... sei.

Reviro meus olhos. Ele ainda estava de toalha e eu já tava sentindo um calor insuportável. 

- Bom e falando no colégio, porque você pegava tanto no pé do Jeon?

- (Riso). Ele me irritava.

- Não irritava não. Ele era na dele mas você sempre implicava pra que ele fizessse algum dever seu e....

- Olha Jimin, eu não preciso de motivos pra irritar alguém. E também não é preciso que alguém tenha motivos pra me irritar.

- Mas coitado....

- Coitado minha rola. - Me jogo na cama.

- Ta mas porquê você não mexia comigo?

Meu coração acelera. O que eu vou falar?

- Ah.... como assim? Eu mexia com todo mundo, sem exceção.

- Não. Tem um motivo e medo eu sei que não era. Eu parecia uma lombriga anemica na época.

- Isso é verdade. Já eu, sempre fui gostoso, fala a verdade.- Me gabei tentando sair do assunto.

- Para de graça e responde. - Ele se senta na cama.

- Eu sei lá o que você ta falando. Ninguém era especial não, eu mexia com todos. Acho que ce era o que menos tinha cara de idiota.

- Falaaaa. Vou te fazer cosquinha.

- Eu tenho cara de quem sente cosquinha?

- Tentar não custa.

- Mas machuca. - Digo ameaçador. Ele ri.

- Vou ficar te cutucando então. Fala, fala, fala, fala....

- Eu já disse que....

- Fala, fala, fala, fala, fala....

- Jimin para.....

- Faaalaaaa, fala, fala, fala....

- EU TINHA CIÚMES DELE COM VOCÊ CARAIO! PRONTO AGORA QUER PARAR DE ME CUTUCAR, FILHO DE UM TUMOR!?

Narração Jeon 
Chego no restaurante e ele não havia chegado. Ótimo, não queria que parecesse que eu cheguei atrasado. Nem pra ele mas... ah sei lá. Tô nervoso. Ansioso. Desejoso.

Olho para dentro do restaurante e meu olhar vai direto para a mesa que Baekhyun e eu sentamos no nosso primeiro encontro. Sinto meu coração apertar. A vontade de chorar também era grande. É tão difícil esquece-lo, ainda que esse seja o meu maior desejo. Fico encarando a mesa.
Lembranças vem.

Flashback On:
"- Jeon, você tem um sorriso tão fofo.
- O-obrigada.
- Está nervoso?
- Um pouco. É que esse.... esse é meu primeiro encontro sabe....
- Não se preocupe, não farei nada que você não queira. Nada que você não queira, nada que você não queira...."                           
Flashback Off 

A maldita e mentirosa frase se repetia em minha mente. Uma lágrima escorreu em meu rosto. Sinto alguém apertar minha cintura. Assustado, olho pra trás. Era Taehyung. Sinto um alívio e uma sensação de proteção. 


- Tae.


- Olá Jeon. Você está.... chorando? 


- Ah... não. - Passo a mão no rosto

- Você está sim.

- Eu....


Um forte e alto trovão o interrompe.


- Acho que vai começar a chover. - Ele diz olhando pro céu. Outro trovão estremece.


- É melhor entrarmos, não acha?  Sugiro. Ele então faz que sim com a cabeça. Rapidamente escolho uma mesa para que não houvesse o perigo dele escolher a maldita mesa de mentiras e falsas promessas.










Notas Finais


CONTINUA?

se vai ter YoonMin? talvez....

gostaraun?

comentem bolinhooos

a tia ama vocês demais♡

~ giih


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...