História Por acaso, para sempre. - TaeKook - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 236
Palavras 2.337
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~YOLO YOLO YOLO YO

OLHA QUEM VAI POSTAR MAIS DE UM CAPÍTULO EM UM DIA SÓ AAUIIII

a pedido das minhas nenês, aqui vai mais um capítulo pra vocês e por vocês serem as leitoras do meu core VAI TER HOT🔥

mano hj é aniversário do meu irmão né, então já da até pra imaginar quem é que vai ficar trancada no quarto enquanto todo mundo se diverte lá em baixo. sou muito anti-social slk...

ninguém liga

ah é....

em fim

VAMOS LER ESSA BAGAÇA!

nos vemos nas notas finais

~giih- tia da depressão.

Capítulo 15 - "Jura de mindinho?"


No capítulo anterior:

Narração Yoongi

Ouço Jimin rir. Otário gostoso da porra...

                        ~

Narração Tae 

A gente já havia terminado o jantar, mas o assunto estava tão bom que continuamos no restaurante.

- (Riso). Mas Tae, como um chimpanzé conseguiu cuspir em você(riso descontrolado)quer dizer(mais riso)por que você deixou? (Riso)


- (Riso). Eu não me lembro muito bem como aconteceu, mas o que eu sei é que sou o rival do chimpanzé.

Jeon ria muito. Aquele sorriso espontâneo de dentinhos fofos me faziam completo. Era bom vê-lo sorrindo.

- Ai Tae, essa foi a melhor história que eu já ouvi até hoje. - Falou ele limpando as lágrimas que acabaram acumulando de tanto ele rir.

- Pouca gente acredita, mas ela é muito verdadeira.

- Vou começar a te chamar de macaco.

- (Riso). Por quê?

- Porque o macaco é o rival do chimpanzé, segundo a mãe natureza.

- Ah sim (Riso)

Ficamos em silêncio por um momento. Olhei a hora.

- Você já quer voltar pra casa Jeon? Já são nove quarenta e sete.

- Não, em casa é chato. Prefiro ficar aqui com você. - Diz ele naturalmente como se essa frase não fosse o motivo do falecimento da minha alma.
 
Narração Jeon
Ficamos conversando bastante após comer, e Tae tinha várias histórias sendo uma delas, a vez em que um chimpanzé cuspiu nele. Eu tive uma séria crise de riso. A tanto tempo que eu não me sentia tão feliz como hoje. Gostaria que esse dia nunca acabasse.

- Você já quer voltar pra casa Jeon? Já são nove e quarenta e sete. - Pergunta ele preocupado. Por quê as pessoas acham que eu durmo cedo? Tá certo que no meio de Tae, Jimin e Yoongi, eu era o mais novo, mas não sou um bebê não. E mesmo assim, eu achei fofa da parte de Tae se preocupar. Então respondo:
- Não, em casa é chato. Prefiro ficar aqui com você.

Tá, não sei porque falei isso mas agora já foi.

- Uau, me senti importante agora.

Rimos juntos.

- Olha a chuva está mais fraca. - Digo olhando a janela. - Ainda podemos dar uma volta se você quiser.

- Ótima ideia. Vou pedir a conta.

Levanto a mão e um outro garçom vem a mesa.
- A conta por favor. - Tae pede educado.  Mexo em meu bolso pra pegar o dinheiro mas logo ele me impede:

- Só um instante, o que pretende fazer?

- Ah, eu vou pagar um parte da conta ué.

- Que isso. Hoje fica por minha conta.

- Mas....

- Hoje fica por minha conta, Jeon. - Ele diz me olhando sério.

- Está bem.

Ele sorri e entrega o dinheiro para o garçom.

- Obrigada e voltem sempre.

Tae e eu agradecemos e seguimos para a estrada. Ainda estava garoando um pouco.

- Sabe que eu até gosto da chuva. - Ele diz olhando pra frente.

- Eu também gosto. Mas quando estou debaixo da coberta lendo um bom livro.

Rimos.

Estamos andando devagar na calçada que estava úmida pela chuva. Só que eu acabo esquecendo que coloquei minhas botas de couro preto que deslizam muito fácil então por um descuido, acabo virando o pé e quase me esborracho no chão se Tae não me pegasse a tempo.

- Você está bem? - Ele pergunta enquanto eu estava agarrado a sua blusa e ele segurando meus cotovelos (usa a imaginação aí que ceis vão entender).

- Estou.... ótimo. Graças a você né. Sinto minhas bochechas esquentarem.

- Salvei sua vida hein. - Ele brinca. E sem avisar ele me ajeita só que eu não solto sua blusa então quando ele me levanta acabo ficando cara a cara com ele.
Estávamos numa rua escura e monótona.


Narração Tae 
Saímos do restaurante decididos a dar uma volta. Ao se aproximar de uma rua um pouco escura, Jeon acaba tropeçando ou virando o pé, sei lá, e quase cai. Mas imediatamente eu o seguro ~ aiin que gay.... ah não pera eles são gay~ fazendo ele se agarrar a minha roupa.
- Você está bem? - Pergunto ao garoto. 


- Estou.... ótimo. Graças a você né. 


Suas bochechas coram.


- Salvei sua vida hein. - Brinco. Jeon e eu rimos. Resolvo ajeita-lo mas ele não solta minha roupa e ao se levantar acaba dando de cara comigo. Ficamos bem próximos um do outro.
- Ta-Tae....

- Se eu te beijar de verdade agora, você vai ser seco comigo?  

- (Riso). Não.

- Promete? - Dou o mindinho. Ele ri.

- Eu prometo. - E envolve seu dedinho no meu. Dou um sorriso e o mesmo também dá. Então o encosto no muro e ainda bem próximo dele coloco minha mão em seu queixo. Vamos aproximando lentamente nossas bocas e quando percebo, o beijo já está acontecendo.
Começamos devagar e fomos aumentando a velocidade aos poucos. O clima foi esquentando e minhas mãos ja percorriam seu corpo. A sua também, mas pude notar sua timidez. 


- Ei, não fique tímido. - Cochichei. Fui lhe dando selinhos. Peguei em sua mão e a guiei pelo meu corpo. Ele então a leva para debaixo de minha camisa passando-a por minha barriga. Levo uma de minhas mãos para sua bunda e a outra fica em seu rosto. Lhe dou algumas mordidas nos lábios e ele sorri. Acabo de descobrir que ele gosta de mordidas rs.  

Levo minhas mãos a sua cintura, a aperto e agora passo a beijar seu pescoço. Lhe dou chupões e lambidas e pude ouvir os gemidos abafados.

Narração Jeon 
Taehyung estava me enlouquecendo. Conseguiu achar meus dois pontos fracos: a mordida em meu lábio e beijinhos no pescoço. Eu ficava simplesmente derretido.
Feito isso, ele bota as mãos em minha cintura, a apertando enquanto distribuía beijos e chupões por meu pescoço. Acabo não contendo meus gemidos. Meio fora de mim, passo meu dedo indicador de sua barriga até seu membro. Nesse momento ele morde minha orelha.
- Ta-Tae.....

- Diga Jeon. - Ele diz em meu ouvido.

- A a-gente....ta na rua e.... não acha melhor....

- Quer voltar pra casa?

- Sim.

Ele se separa de mim mas eu coloco suas mãos novamente em minha cintura.

- Quero voltar pra casa, mas com você. - Cochicho em seu ouvido. Ele sorri.

Narração Tae 
Pude notar que Jeon estava bem frágil, mas se tem uma coisa que fragiliza a mim, são seus gemidos. Aquilo me deixava louco. E de repente ele leva seu indicador até meu membro. Lhe dou uma mordida na orelha. Ele solta um gemido. A chuva caia e só aumentava meu desejo.


- Ta-Tae.....

- Diga Jeon. - Digo em seu ouvido.

- A a-gente....ta na rua e.... não acha melhor....

- Quer voltar pra casa?

- Sim. - Ele responde rápido. Me afasto bem puto mas de repente ele recoloca minhas mãos em sua cintura e cochicha em meu ouvido:
- Quero voltar pra casa, mas com você.

Sinto meu corpo arrepiar. 


- Mas Jeon, eu estou enxarcado.

- Eu tenho roupa em casa sabia?

Rimos com as testas coladas.

- Então? Você vem comigo?

- Vou sim.

Ele me dá um selinho e segue na minha frente, mas com as mãos dadas à mim. E eu já falei que eu A-D-O-R-O a bunda do Jung Kook?

Atravessamos a rua e seguimos por uma calçada. A chuva aperta um pouco e corremos até a casa de Jeon(run)
Rapidamente ele destranca sua porta e me manda entrar.

- Licença. - Digo.

- Entre logo, agora não é hora de ser educado.- Ele diz me empurrando pra dentro.

Narração Jeon 
O convido para ir comigo pra casa. Sim, é muita doidera chamar assim na cara dura, mas o mais foda de tudo é que ELE ACEITOU!! Caraleeeo!!!
Seguimos para minha casa e quando estávamos já na calçada dela, a chuva aperta. Nós nos olhamos e decidimos correr. Rapidamente abro minha porta.
- Licença.

- Entre logo, agora não é hora de ser educado. - Digo o empurrando pra dentro. Fecho a porta ofegante.

- Bonita a casa.

- Obrigada.

Olhei para ele e a blusa fina de mangas estava bem molhada e grudada em seu corpo. Mordo meus lábios e bem na hora ele me olha.

- Hmmm.... mordendo os lábios olhando pra mim, que gostoso. - Diz ele se aproximando JIMIN~desculpa~ lentamente.

- Nã-não... eu não es-estava.... você me chamou de gostoso ou o ato de eu morder os lábios é gostoso?

- Você mordendo os lábios fica ainda mais gostoso. - Ele cochicha em meu ouvido. - E não mude de assunto.

- Meu Deus....

- Eu não sei se você sabe mas... quando morde os lábios acaba me excitando.

- Interessante...- Digo mal intencionado.

Ele olha pra mim e sorri malicioso.

Me aproximo dele e envolvo meus braços em seu pescoço, iniciando um beijo calmo e sexy. Suas mãos foram para minha cintura e passaram a subir minha blusa. O ajudo a tirá-la.

- Quer tomar um banho? - Pergunto para provocar.

- Pra quê tomar banho agora se a gente ainda vai suar. - Ele me responde ousado. Dou um sorriso.

- Você é safado.

- Descobriu isso agora baby? - Diz ele mordendo meu lábio.

- Eu gosto disso.

Narração Tae
Entro em sua casa e a elogio. Ele agradece e sem perceber que eu olhei, ele morde os lábios.

- Hmmm.... mordendo os lábios olhando pra mim, que gostoso. - Digo indo até ele lentamente. 

- Nã-não... eu não es-estava.... você me chamou de gostoso ou o ato de eu morder os lábios é gostoso?

- Você mordendo os lábios fica ainda mais gostoso. - Cochicho em seu ouvido. - E não mude de assunto.

- Meu Deus....

- Eu não sei se você sabe mas... quando morde os lábios acaba me excitando.

- Interessante...- Ele diz meio malicioso.

Ele se aproxima de mim e envolve os braços em meu pescoço, iniciando um beijo calmo e sexy. Botei minhas mãos por sua cintura e passei a subir sua blusa. Ele me ajuda a tirá-la.

- Quer tomar um banho? - Ele me pergunta.

- Pra quê tomar banho agora se a gente ainda vai suar. - Lhe respondo.

- Você é safado.

- Descobriu isso agora baby? - Mordo seu lábio.

- Eu gosto disso.

- Que bom. - Cochicho em seu ouvido. Ele me da alguns selinhos e me puxa pela gola para seu quarto. Chegando lá, ele tira minha blusa a jogando longe. Me empurra para a cama e lentamente passa os dedos em meu corpo.

- Você tem um tom de pele bem atraente. - Ele diz.

- Obrigada.- Falo nervoso. Esses dedinhos... imagino o que eles são capazes de fazer.
Então, me pegando de surpresa ele se coloca por cima de mim para beijar meu peitoral até a barriga. Para de frente a minha calça que apresentava um volume. Ele me olha por um instante com cara sapeca e morde os lábios. Então rapidamente, com minha ajuda, ele tira minha calça me deixando só de cueca. Ele passa a mão em meu membro por cima da box.

- Je-Jeon.... - Solto como um suspiro. Para me provocar talvez, ele se senta por cima de meu membro. Solto um gemido.
- Oh!

- Que gemido gostoso. - Ele fala bem baixinho.
Dou um sorriso e ele inicia um beijo. Rapidamente, me coloco por cima dele ficando no comando. O beijo continua mas dessa vez, eu iria manipular aquele corpinho.

Tiro seu cinto e em seguida sua calça. Fico de cara com uma box azul escura e um grande volume.

- Amém Jungkook! - Digo apreciando aquela visão.

Ele ri.

- Vá logo com isso Tae.

- Eu vou mas com uma condição. - Digo fazendo "carinho" no membro de Jeon.

- Aaiin qual?

- Você vai me chamar de Daddy agora, okay?

- Okay.

- Eu não ouvi.

- O-okay...

- Okay pra quem?

- Pro Da-Daddy.... - Dizia ele com dificuldade por eu estar provocando o mais novo. Sorrio malicioso.

- Esse é meu baby.

Então tiro sua box a arremessando pra algum lugar do quarto. Devagar, envolvo minha mão em seu membro ereto e faço o movimento de vai e vem. Jeon se contorcia na cama e fechava os olhos gemendo.
- Awn.... aaah.... oh Tae....

- Do que me chamou? - Soltei o membro.

- De Daddy, de Daddy....- Falou ele desesperado.

- Hum. - O pego novamente. Lhe masturbo em uma velocidade normal.

- Ah... ah....oh, Da-Daddy.... mais rápido...-. Ele falou quase como um cochicho.

- Eu não ouvi baby....- Falei diminuindo a velocidade. Coitadinho, sou um Jigsaw* hehe.

- Mais rápido, mais rápido....

O vendo naquele estado aumento a velocidade indo bem rápido. Jeon gemeu alto.
- Aaaah... aawn....

Vejo seu pré gozo vindo.

- hm.... aaah.... Daddy, e-eu vou....ah...

- Eu sei. Goza pro seu Daddy, vai.

- aaaah....-  Então Jeon tem um orgasmo. Abocanho o membro mole e engulo o líquido quente que descia por minha garganta. Depois de limpa-lo, começo uma sucção.

- Daddy, o que vai.... ooh. - Ele torna a gemer. 

Vou subindo e descendo a boca por seu membro e manipulava com as mãos onde sobrava por não caber tudo. Ele segurava meu cabelo e se contorcia de prazer na cama.

Narração Jeon 
Taehyung estava sendo maldoso. Me obrigou a chamá-lo de "Daddy" e quando por um descuido eu o chamei de Tae, ele simplesmente me torturou soltando meu membro que estava ereto. Isso é coisa que se faça?
Mas apesar disso, tive o orgasmo mais gostoso da minha vida. Meu daddy sabia como me enlouquecer.

Após eu gozar, achei que seria minha vez, mas o hyung abocanhou meu membro e passou a chupa-lo com vontade, engolindo meu líquido. Eu estava delirando.
- Isso Daddy.... isso.... aaaaah...

Ele sobia e descia a boca em meu membro e masturbava o que não cabia.
Eu não sei onde Tae queria chegar só sei que estava tudo muito bom.





                               Infire!🔥




Notas Finais


FINALMENTE UM HOT!!

um hot bem fraquinho mas é um hot.

obs: não sei fazer hot a não ser que seja em meu pensamento

não que eu fique pensando essas coisas

mas tipo....

tô me complicando né?

eita

então,

continuo? hehehe

comentem please♡

P.S: perdoem os espaços excessivos é que o spirit tá uma merda.

bjos da tia da depressão.
~giih


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...