1. Spirit Fanfics >
  2. Por Amor - Fanfic Joalina >
  3. Estrelas

História Por Amor - Fanfic Joalina - Capítulo 36


Escrita por:


Capítulo 36 - Estrelas


Fanfic / Fanfiction Por Amor - Fanfic Joalina - Capítulo 36 - Estrelas

Sexta – 15 de Maio de 2020

Noite nas estrelas. Esse era o tema do baile na escola de Sabina. O ginásio estava inteiramente decorado para a ocasião. Papéis prateados em formato de estrela, espalhados pelo chão, no teto barbantes decorados penduravam estrelas recortadas e desenhadas e no centro, o globo de espelhos era na verdade uma meia-lua. As mesas estavam cobertas por um tecido de seda azul escuro e com estrelas desenhadas com glitter, além do enfeite no centro ser também uma meia-lua. No local para as fotos havia um arco com balões brancos e azuis, também decorados com estrelas e uma lâmpada grande em formato meia-lua atrás.

Sabina entrou no ginásio sozinha, não queria ir para o baile, mas seus amigos iriam e era uma forma dela se despedir do ensino médio, mesmo que não tenha aproveitado muito dele.

Ajeitou o vestido rosa tule que vestia e olhou ao redor procurando por seus amigos, os encontrou após ver China acenando para ela e então sorriu e seguiu até a mesa onde estavam.

- Oi gente. – Cumprimentou os amigos que sorriram e cumprimentaram de volta.

- E a Joalin? – Pergunta Noah.                                                                                               

- Eu não a convidei. – Diz ela. – O baile dela também é hoje, e eu duvido muito que ela trocaria o luxo do baile dela, pelo nosso.

- Ela trocaria. – Diz Hina e Krystian juntos.

- E por que você não foi com ela então? – Pergunta China.

- Por que eu preferi passar o baile com vocês. – Responde de forma doce.

- Deixa de ser boiola. – Diz Noah. – Prima, eu amo você, mas às vezes você faz cada burrice. – Sabina se fingiu de ofendida.

- Nossa, agora eu acho que deveria ter ido para o baile da minha namorada. – Diz de forma humorada, fazendo o grupo rir dela. - Mas então, o que eu perdi? – Ela pergunta.

- Nada... – Responde Hina.

– Pessoas dançando, bebendo, um grupo batizou o ponche e o diretor fingiu que não viu, tem dois alunos fumando algo próximo à janela e o Noah já fumou a maconha dele também. – Informa Krystian.

- E eu não brisei. – Diz Noah de forma normal, ele realmente não parecia ter fumado algo. – A propósito, estávamos falando sobre estrelas antes de você chegar, esses burros aqui dizem que as estrelas são gases.

- É por que são... – Diz Hina. – Esferas gigantes compostas por gases, Noah.

- Não são não... Estrelas são estrelas. – Rebate, fazendo Hina rolar os olhos.

- Não adianta discutir, Hina. – Diz Sabina. – Nada entra na cabeça desse aí.

- Agora eu me pergunto como ele foi aprovado. – Indaga China. – Nós estudamos sobre isso... Fizemos um trabalho sobre na feira de ciências.

- Aparentemente, você fez tudo sozinha. -Diz Krystian se virando para o namorado. – Amor, eu amo você, mas você é meio burrinho. – Eles riem da fala de Krystian e China desviou o olhar rapidamente, vendo Joalin se aproximando com um buquê de flores em mãos e usando um terno feminino branco.

- Mas então, Sabina... – China se vira para a amiga para disfarçar, os amigos perceberam e tentaram conter o sorriso. – Por que não convidou a Joalin mesmo? – Sabina respirou fundo.

- Eu fiquei com vergonha, por que ela... – Sabina ergueu a mão. – Eu... – Ela colocou a mão abaixo. – E eu já disse. Eu duvido que ela trocaria o baile dela por esse.

- Tem certeza? – Joalin sussurrou no ouvido da namorada fazendo-a se arrepiar. Em um impulso, Sabina se levantou.

- Joalin? – Joalin ria. – O que faz aqui? Eu não te falei sobre o baile.

- Eu sei, Noah me falou. – As duas encaram Noah, Joalin sorrindo e Sabina aparentemente irritada. Noah sorriu debochado. – Se fosse o meu irmão, ele daria um chilique, porém você escolheu a LBeau certa e como sou eu, por mim tudo bem. – Ela estende o buquê para Sabina que o pegou.

- Oi pessoal. – Joalin se senta à mesa e deixa a namorada desnorteada.

Sabina se senta à mesa com o buquê ainda nervosa, mas logo se acalma e relaxa, Joalin estava se dando bem com seus amigos, com Noah especialmente. Conversaram bastante, fizeram piadas e curtiram as músicas animadas. Até que uma melodia calma começou a tocar, Joalin logo a reconheceu.

- Sabi... – Ela se vira para a namorada. – Você amava essa música. – Diz animada e então se levantou e estendeu sua mão. – Me daria a honra? – Sabina riu e se levantou, segurando a mão da namorada e seguindo com ela para a pista de dança.

- Acho que vou dançar também. – Diz Noah. – Vamos amor? Se vira para Krystian.

- Por que não? Dancem também, meninas. – Diz ele para a irmã e cunhada.

Eu encontrei um amor para mim

Amor, entre de cabeça e me siga

Joalin puxou Sabina pela cintura, deixando seus corpos pertos, entrelaçaram seus dedos e passaram a se movimentar no ritmo da dança.

Bem, eu encontrei uma garota, linda e doce

Ah, eu nunca soube que era você quem estava esperando por mim

Joalin rodopiou Sabina e quando a morena parou novamente de frente para ela, as duas passaram a dançar uma espécie de valsa, enquanto a melodia mudava.

Porque éramos apenas crianças quando nos apaixonamos

Não sabíamos o que era

Eu não vou desistir de você dessa vez

Mas, amor, apenas me beije devagar

Seu coração é tudo o que eu tenho

E, em seus olhos, você está segurando o meu

A música parecia encaixar perfeitamente com a história delas e o que sentiam. Se amavam desde a infância, um amor puro, um cuidado puro, que evoluiu e agora, estavam apaixonadas e entregues uma à outra.

Ainda somos crianças, mas estamos tão apaixonados

Lutando contra todas as possibilidades

Eu sei que ficaremos bem desta vez

Amor, apenas segure minha mão

Seja minha garota, eu serei seu homem

Eu vejo meu futuro em seus olhos

Joalin levantou à mão de Sabina e as duas encaram o movimento. A loira leva as costas das mãos de Sabina até seus lábios, beijando docemente e voltando a dançar. De repente, parecia que havia apenas elas na pista de dança. Quem não estava dançando, as encaravam, havia muito amor emanando dali, era nítido para todos.

Querida, eu estou dançando no escuro

Com você entre meus braços

Descalços na grama

Ouvindo nossa música favorita

Eu tenho fé no que vejo

Agora sei que conheci um anjo em pessoa

E ela está perfeita

Eu não mereço isso

Você está perfeita esta noite

Finalizaram a dança com um selinho demorado e se afastaram sorrindo uma para outra, com os olhos brilhando. Joalin então se aproximou do ouvido de sua namorada.

- Quer ir para as estrelas de verdade? – Se afastou vendo a testa de Sabina franzida, sem entender o que estava acontecendo.

. . .

- Por que estamos em um hotel? – Pergunta Sabina quando a loira estacionou.

- Por que meus pais estão em minha casa e seu pai deve estar em sua casa também, estou certa? – Sabina assentiu. – E eu quero privacidade.

- Para o quê? – Sabina pergunta de cenho franzido e Joalin a encara se perguntando se ela havia mesmo perguntado aquilo. Ao ver que Sabina não fazia ideia de suas intenções, ela negou rindo e desceu do carro, abrindo a porta para a morena descer.

Subiram até o quarto e Joalin se virou para Sabina sorrindo sugestiva, mas também enrolando por estar nervosa.

- Senhorita Sabina Hidalgo, bem-vinda às estrelas. – Diz abrindo a porta e então as luzes azuis iluminaram o rosto da morena. Sabina entrou no quarto devagar, vendo-o todo azul e olhou para cima, observando o que parecia ser uma galáxia no teto. Joalin entrou logo em seguida, trancando a porta. – Quando Noah me contou o tema do baile de sua escola, eu não pensei duas vezes em comprar um refletor. – Ela aponta para o canto do quarto, onde o refletor estava ligado. – O que achou? – Pergunta ansiosa e Sabina sorriu.

- Eu amei. – Diz ainda sorrindo e admirando. Joalin se aproximou a abraçando por trás e beijando seu pescoço e bochecha.

- Fico feliz que tenha gostado. – Diz voltando a beijar o pescoço da morena, fazendo Sabina encolher o corpo e fechar os olhos respirando fundo, seu corpo já reagindo as carícias da loira. Tomou impulso para se virar e puxou o rosto de Joalin para próximo ao seu, beijando-a. Não demorou para as roupas serem retiradas de seus corpos e as duas estarem apenas com as roupas íntimas.

Joalin deitou Sabina na cama a beijando e acariciando seus seios com vigor. Até que parou as carícias e orientou Sabina a se virar, apoiada aos cotovelos na cama. A loira puxou a calcinha de Sabina, rasgando-as e usou suas mãos para estapear e apertar a bunda da namorada, dando mais passagem e abertura ao que ela queria fazer. Passou a língua por toda a extensão da intimidade da morena, fazendo-a apertar os lençóis com força e gemer alto. Joalin repetiu aquele gesto mais três vezes. Se ajoelhou, acariciando a entrada de Sabina com os dedos e o usando o liquido da morena para lubrificar o local, antes de penetra-la com o indicador e dedo anelar. Os olhos de Sabina reviraram com o prazer que lhe estava sendo proporcionado, especialmente quando Joalin usou a outra mão para estimular sua intimidade e em seguida passar a atenção para os seus seios por baixo do sutiã, enquanto a beijava na nuca. Sabina procurou os lábios de Joalin com grande necessidade, como se precisasse daquilo para viver e a beijou. Joalin trocou os dedos e a penetrou com o polegar de forma acelerada. Sabina então interrompeu o beijo para gemer ainda mais alto, quase como um grito e riu de prazer. Joalin novamente trocou a carícia e voltou a chupar a namorada, fazendo-a gritar palavrões e gemer de prazer em inglês e espanhol, apertando com força os lençóis, até por fim chegar ao ápice na boca de Joalin.

Joalin subiu beijando as costas e pescoço, até novamente encontrar os lábios de Sabina. A luz deixava o ambiente ainda mais sexy.

- Jo... – Engasgou. – Eu quero...

- O que você quer? – Pergunta Joalin indo beijá-la, mas Sabina não permitiu e desviou.

- Quero chupar você... -  Joalin sorriu e fraquejou, dando vantagem para Sabina virá-la na cama e puxar sua intimidade para ela, sugando seu clitóris e passeando sua língua pela abertura da loira. Joalin rebolou no rosto da namorada, gritando alto pelo prazer. Sabina revezava entre acelerado e devagar no ritmo em que chupava e usava sua língua para penetrar a namorada, até que por fim, Joalin sentiu suas pernas tremerem e seu corpo fraquejar, passando a rebolar mais devagar na boca de Sabina, chegando ao seu primeiro ápice da noite. Sabina se levantou lambendo até a barriga de Joalin que se levantou e a puxou pelos cabelos. A beijou se deitando na cama com Sabina por cima, estava novamente pronta para Sabina. A noite seria longa e elas iriam as estrelas por várias vezes.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...