História Por Amor - SwanQueen - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Merlin, Once Upon a Time, Xena, a Princesa Guerreira
Personagens Daniel, Emma Swan, Gabrielle, Henry Mills, Morgana Pendragon, Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Xena, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Ouat, Swanqueen, Swens
Visualizações 696
Palavras 4.010
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hi amorinhas ... mais um capitulo de por amor para vocês espero que gostem e que comentem amores




Boa leitura amores..

Capítulo 29 - Capitulo 29 - Primeiros tons de prazer


Fanfic / Fanfiction Por Amor - SwanQueen - Capítulo 29 - Capitulo 29 - Primeiros tons de prazer


x

 

 

 

 

Regina 

 

 

 

 

 

Nos conversamos durante um bom tempo, e eu não podia  deixar de olhar para boca de Emma. sei lá o que ela tinha que ela me dominava totalmente, e a cada aula as coisas ficavam mais e mais difíceis, tudo bem que depois da ultima vez que ela me agarrou ela passou a me evitar e ficar mais longe de mim, nos agora estavamos indo terminar as coisas para mudar o registro de Henry, eu até que estava feliz pois Emma podia muito bem tirar meu nome da certidão dele, afinal ela era a mãe biológica dele, mas ela preferiu apenas deixar meu nome e colocar o dela, Henry era nosso filho  e isso me deixava estranha, enquanto eu estava sentada no cartório minha cabeça começou a doer um pouco e parecia que eu estava sonhando "Ela vai tirar tudo de você" a voz da rainha ecoava em minha cabeça e a imagem dela me pertubava eu não conseguia entender que merda era aquela " Emma Swan veio para destruir sua vida, ela vai tirar tudo de você, e eu posso te ajudar se quiser ", eu estava novamente com aquela raiva de Emma, aquela raiva que eu não sabia explicar, logo ela voltou de mãos dadas com Henry ele veio correndo feliz segurando um papel.

-Olha mamãe agora meu nome é Henry Swan Mills, olha que legal mãe - Ele falava e eu apenas coloquei ele atrás de mim, senti meu corpo queimar ela me olhou já percebendo o que viria a seguir, eu afastei mais Henry e lancei uma bola de fogo em  Emma, ela se protegeu e jogou a bola de fogo para o lado, eu fiquei mais nervosa ainda, joguei uma cadeira que estava ao lado e acertou nela, ela se baixou e logo veio correndo em minha direção e me segurou prensada em uma parede.

-Ei Regina, para sou eu - eu me debatia tentando me soltar dos braços dela - Regina olha para mim, REGINA OLHA PARA MIM  - Eu olhei para ela, e aqueles enormes olhos tomaram conta de todo meu corpo, eu segurava um braço de Emma, e minha mão queimava, quando me dei conta minha mão ficou marcada no braço dela - Sou eu Emma, o que ouve ?

-Eu não sei Emma, me desculpe por isso me deixe cuidar disso - Ela me soltou e se afastou.

-Não Regina, está tudo bem, você já  fez de mais por hoje - Emma foi caminhando mais a frente até chegar em uma farmácia, Henry estava de mãos dadas comigo.

-Porque machuca ela ? - ele me perguntou triste

-Não é por querer meu  querido, eu não sei o que acontece eu fico brava e perco a noção das coisas meu anjo.

-Não pode ficar a vida toda machucando ela.

-Eu sei que não posso meu amor, eu prometo que vou corrigir isso. - Ele me sorriu e foi correndo atras de Emma, eu fui até eles e quando cheguei próximo a eles.

- Ela é uma pessoa legal, ela só fica um pouco nervosa perto de você só isso

-Eu sei garoto - Emma falou para ele, e eu olhei para o braço dela que estava bem feio por sinal, eu há havia ferido bem feio.

- Emma

-Regina, posso levar o Henry para passar a noite comigo ? Eu comprei um vídeo game e alguns jogos e queria passar um tempo com ele, e também não queria ele perto de Robin hoje, ele deve estar bravo não quero que assuste o Henry.

-Tudo bem, se ele quiser pode passar a noite com você.  - Henry ficou euforico e pegoiu a mão de Emma imediatamente.

-Eu vou adorar, eu podia ficar o final de semana todo la não é mãe ?

-Se não for atrapalhar Emma

-Não vai atrapalhar vou adorar ter ele o final de semana toda.

-Então tudo bem, vou levar ele para casa para pegar as coisas dele e daqui uma meia hora você pode passar la para pegar ele. Voltei para casa com Henry e ele foi arrumar algumas coisas, eu estava bem aérea, estava completamente nervosa hoje, os sonhos com a rainha haviam se tornado mais frequentes principalmente depois que ela sumiu da cidade, e as aparições dela  estavam mais frequentes em minha cabeça, as vozes, as declarações dela e o pior é que isso me fazia machucar Emma, e isso só estava piorando, eu estava distraída e me assustei com a porta batendo, olhei para trás e Robin veio até mim. 

-Para quem é isso ai ? - Ele falou se referindo aos lanches que eu havia preparado para o Henry.

-São do Henry, ele vai levar para casa da Emma

-O pirralho ja esta indo dormir na casa dela

-Mãe - Henry desceu eufórico e pegou os sanduíches - Emma está la fora, eu já vou - eu me abaixei e dei um beijo nele, o levei até a porta e ele saiu correndo todo feliz para Emma, e ela segurou ele e o abraçou e logo foram caminhando e eu voltei para dentro de casa, eu me sentei na cama e Robin ficou parado na porta me olhando um bom tempo e aquilo estava me incomodando.

 

 

-

 

x

 

 

 

Zelena

 

 

 

 

 

As coisas estavam meio pesadas ultimamente eu estava com medo de quando as coisas viessem atona todos acharem que eu tinha algo haver com as loucuras da rainha, claro que eu de inicio era culpada mais eu tinha mudado, afinal todos podem se arrepender e mudar, e foi isso que eu fiz eu mudei. 

Eu continuava caminhando pela rua quando vi Ruby próximo ao Grennys então quando fui me aproximar vi ela e o namorado, eles pareciam discutir ou algo assim, eu fiquei de longe observando e não demorou muito até ele ir embora, Ruby deu um soco em uma árvore ao lado dela que tremeu, a lobinha tinha uma força descomunal, e não era atoa que ela quando se transformava era melhor manter a distancia, eu não resistia aquela lobinha eu resolvi chegar perto.

-Boa noite lobinha

-Oi Mills

-Ja vi que não está de bom humor.

-Não muito

-Quer uma amiga ? - claro que eu queria ser muito mais do que amiga de Ruby

-Quer realmente ficar ouvindo o choro de uma cachorra sarnenta?

-Ei jamais trataria você assim.

-A me poupe Zelena o que você quer ? anda fala? - Ela estava bem arrogante então resolvi deixar para la e ficar na minha.

-Bom já vi que eu vou ficar levando patada pelo erro dos outros, então eu vou indo senhora estressadinha. - Me virei de costas e ouvi ela bufar.

-Ei espera, me desculpe Zelena, me desculpe de verdade.

- Se for para eu ficar  espero no minimo ser tratada com educação.

-Me desculpe eu só não estou bem , eu estou chateada com meu ex - ex? eu ouvi bem ex foi o que ela disse então eu estava bem agora pois ela estava solteira, e eu tive que esconder minha felicidade.

- O que o babaca aprontou?

-Basicamente, ele disse que não quer ficar com alguém que pode dar a ele lobinhos sarnentos como filho.

- Que babaca

-Com isso eu concordo 

-Lobinhos seria um máximo, teria uma matilha.

-Você está querendo me ajudar ? ou me deixar mais puta?

-Calma só estou dizendo que eu não ligaria

-Ok vamos fingir que você adoraria isso.

-Ruby seu ex é um babaca.

-Eu sei eu também acho,  por isso acabou, não foi a primeira ignorância dele. - Ela falava limpando algumas lagrimas,  e eu ajudei ela limpando seu rosto e sorrindo para ela, naquele momento meu celular tocou e eu quase morri do coração mas atendi, era Emma me pedindo para ir ao encontro dela, queria que eu ficasse na casa dela com Henry, então convencia Ruby de irmos para la, e logo estávamos sentadas no sofá, acabei pegando um dos vinhos  de Emma e ficamos la bebendo.

-Sabe as vezes acho que essa maldição esta me livrando de algo pior 

-Como assim Ruby?

-Acredito que nunca fui nada muito importante, sempre apareço no livro do Henry fazendo merda, nunca faço nada de importante.

-Não é bem assim

-Claro que é,  eu não sou uma pessoa muito importante nesta cidade.

- Para mim você é -- falei aquilo e ficou um puta climão, parabéns Zelena.

-Então parece que a forasteira está se dando bem com os Mills

-Estão todos apaixonados por ela 

-E você?

-Ah ela é gente boa, mas não estou apaixonada como Regina está, apenas acredito que ela é uma boa amiga para mim. -  continuamos bebendo e conversando por um bom tempo e Ruby estava ficando bem bêbada e eu também, levantamos e fomos para o jardim que tinha na parte de trás da casa, e ficamos la olhando as luzes no jardim e as estrelas que tinham no chão.

-Sabe deveríamos passara mais tempo junto Mills

-A é ?

-Sim, você é uma pessoa que me faz bem, sei que mal conversamos, mais o pouco que conversamos é sempre maravilhoso - Quando ela falou aquilo eu fiquei tão sem jeito que acabei tropeçando e perdendo o equilíbrio e eu ia cair e Ruby tentou me segurar e caímos as duas no gramado, ela caiu por cima de mim, e nos duas dávamos risada. - Você está bem ?- Ela me perguntou e eu só olhava para aqueles enormes olhos, e aquela boca  maravilhosa que sorria para mim.

- Eu estou ótima e você se machucou ? - perguntei tirando o cabelo do rosto dela e colocando atras das orelhas dela.

-Não - Ela respondeu meio ofegante  e eu não resisti, acabei beijando ela um selinho comum, eu não queria assustar ela, e quando me separei ela sorriu. - É só isso Mills ? atrai um lobo para apenas dar uma pequena isca? - Ela falou e eu dei risada e tornei a beijar ela, o beijo era unico, combinava perfeitamente, era gosto beijar ela, apertar seu corpo, passar a mão por todo seu corpo, eu me arrepiava conforme tudo ficava mais intenso, eu não ia transar com ela bebada e no gramado da casa de Emma, apesar de querer muito eu me afastei dela e fiz ela se deitar no meu braço para vermos as estrelas.

-Você é especial, quero você sem o efeito da bebida.

-Dai pode ser que eu não seja tão interessante.

-Você seria interessante até de tpm Ruby

-Dúvido - ela falou dando risada e beijando meu rosto, e ficamos ali deitadas olhando para o céu.

 

 

 

 

 

 

x

 

 

 

 

 

Emma

 

 

 

 

 

Eu estava bem empolgada em passar o final de semana com o garoto, mas eu estava bem preocupada pois eu queria ter falando com Regina sobre ter visto Robin com a rainha mais as coisas foram tão estranhas que eu nem me lembrei de falar sobre isso, mas assim que o final de semana passasse eu marcaria com ela e Zelena para contar sobre isso, pois assim talvez chegássemos até o esconderijo da rainha e terminaríamos logo com tudo isso.  

- Sabe no fundo eu sabia que você era especial -  Henry me dizia enquanto estava deitado no meu colo, nos estávamos assistindo um filme qualquer que passava na tv.

- A é ?

- Sim, sempre  achei que você era alguma coisa minha eu só não sabia o que 

-Isso é legal, mas porque está com essa carinha garoto ?

-Eu to feliz de estar aqui com você mas estou preocupada com minha mãe, eu não gosto dela sozinha lá com ele.

-Você acha que ele pode machucar ela ? - eu perguntei já um pouco preocupada na verdade.

-Emma Robin não é uma pessoa boa como você, eu, a tia Zelena ou a mamãe, ele não é uma boa pessoa.

-Porque acha isso?

-Não é só porque ele me bateu é porque nele tem algo de ruim, dentro dele - fiz um carinho nele.

-Vamos fazer assim, eu vou te por na cama, vou fechar bem  a casa e vou ir até Regina e vou trazer ela para ficar aqui com a gente ok ?

- Isso seria ótimo, ficaríamos os três bem juntinhos como uma família, ela e vocês são minhas mães, e nos deveríamos sempre estar juntos.

-ta bem meu garoto - dei risada e peguei ele no colo e levei ele para cima o deitei na cama, e esperei até que ele dormisse, e liguei para Zelena, eu não ia deixar ele sozinho.

-Zel será que você pode ficar aqui em casa?

-Esta tudo bem ?

-sim Zel, apenas vou resolver um problema e preciso que você fiquei aqui porque o Henry está dormindo.

-Olha só que progresso, mas eu vou pra i eu estou aqui do lado, cinco minutinhos eu chego ai pode ser 

-Pode - desliguei o telefone e peguei minha jaqueta,  fui esperar no andar de baixo assim que Zelena chegou acompanhada de Ruby eu estranhei mais nem perguntei nada, apenas cumprimentei elas e sai, fui caminhando até a casa de Regina, tentando me acalmar pois a minha vontade era cortar o mal pela raiz e matar aquele desgraçado de uma vez. Eu estava ouvindo vozes e gritos e me perguntando de onde era tudo aquilo e quando me aproximei mais da suntuosa mansão Mills vi que era de la a gritaria, eu fiquei olhando tentando entender quando vi Regina pela janela, e aquele monstro indo para cima dela aquilo me subiu um odio, mas Regina o jogou para longe, eu estava me segurando para não invadir a casa e tirar minha Regina das mãos daquele nojento, eu comecei a ficar nervosa por não ver mais Regina pela janela, eu estava quase surtando, quando me virei e vi ela sair da casa aos prantos, sai atras dela imediatamente. - REGINA - chamei por ela, que parecia não ouvir - Hei - caminhei um pouco mais rapido e e puxei sei braço - Hei calma aonde você vai - e ela me olhou e continuou chorando, e minha unica reação foi abraçar ela.

-Emma me ajuda

-Vai ficar tudo bem Regina - falei apertando ela contra meu corpo, eu não queria soltar ela, eu queria cuidar dela, e acalmar ela, fiquei ali um bom tempo segurando ela em meus braços como se fosse uma criança pequena e assustada, quando o choro diminuiu e ela parou de soluçar eu soltei ela e olhei em seus olhos ainda molhados, e acariciei seu rosto. -Vamos para minha casa, não quero que volte para lá com ele.

-Emma

-Por favor Regina vamos, e me deixe cuidar de você e te ajudar. - Ela nem me respondeu apenas balançou a cabeça em resposta e fomos caminhando até em casa, assim que entramos procurei por Zelena mais não há vi por ali, era só o que me faltava ela deve ter esquecido do Henry e saido para namorar, fui para cozinha e preparei um leite com maça e canela para Regina, deixei bem quente e então coloquei em uma xicara e levei para ela na sala, ela estava sentada no sofá bem quieta, e apenas pegou a xícara e sorriu para mim.

-Como sabia que eu gostava de maça e canela ?

-Foi um chute

-Ótimo chute. - Me sentei ao lado dela, eu precisava falar da ligação  de Robin com a rainha, e talvez aquela era a hora certa.

-Regina nos precisamos conversar.

-Precisamos mesmo Swan - ela me olhou de uma forma que eu não consegui entender muito bem, e então ela colocou o copo de lado e se levantou - Sabe Emma sempre que estamos juntas é a mesma coisa aquele tensão toda e eu estou pirando com isso, eu sempre fiz todas as coisas de uma mulher hetero, pelo menos isso é o que eu lembro, e as vezes eu tenho vontade de matar você, mas as vezes eu não teho vontade de matar você, eu tenho vontade de...  - Ela pausou e passou a mão pelo estomago, parecia um pouco nervosa.

-Do que você tem vontade Mills ? - Falei me levantando e ficando de frente para ela.

- Eu tenho .. tenho vontade ... - Ela parecia ficar mais nervosa ou relutar contra o que queria dizer,  ela molhou os labios de forma sexy que me deixou arrepiada, e eu coloquei a mão na nuca tentando relaxar e então respirei fundo.

-Do que tem vontade? me fala Regina  - pedi e ela permaneceu quieta, e quer saber que se dane, iamos ficar com aquele joguinho até quando era óbvio que nós tínhamos toda aquela tensão sexual rolando, eu não pensei eu apenas agi, empurrei ela  contra a parede com força, ela se chocou com a parede, e a única coisa que eu queria saber é de beijar ela, nossas bocas se encontraram com a maior voracidade possível, enquanto eu a beijava segurei suas coxas e fiz ela enlaçar ambas em minha cintura,  eu não sabia se aquilo era certo mais eu não queria saber, eu não ia ficar no quase novamente, e se toda vez que ela vinha para cima ela se fastava eu agora iria dominar e ela não ia sair dos meus braços tão cedo. 

Sai de perto da parede, e levei ela para o sofá deitei ela ali e fiquei por cima dela, ela não soltou as pernas da minha cintura, e o beijo só se tornava mais urgente e eu explorava seu corpo com as mãos. eu estava louca jamais me imaginei passando por aquilo , jamais me imaginei sendo tão direta assim, aliás nada me deixava daquele jeito, aquela cidade, aquele lugar, Regina tudo me deixava diferente eu era outra Emma  perto dela, eu me ajoelhei olhando para Regina, e quando olhei pro lado vi Zelena e ela me olhava rindo, e eu apenas mostrei o dedo do meio e fiz sinal para que ela saísse pelo jardim mesmo, ela deu risada e me fez sinal positivo, voltei a beijar Regina e ela tentou inverter as posições e caímos no chão, ela deu risada  e eu não queria nem saber me levantei e ela estava sentada em meu colo de frente para mim, eu tirei a blusa dela sem pensar duas vezes,  e então seu sutiã, seus seios ficaram totalmente expostos a mim, eu segurei um deles com a mão e abocanhei sem pensar duas vezes minha outra mão estava em suas costas a puxando para mim, e ela entrelaçava seus dedos em meu cabelo e eu podia ouvir ela gemendo, cada gemido de Regina me deixava mais louca de vontade daquela mulher, eu revezava entre um seio e outro e Regina rebolava suavemente em meu colo me deixando louca, continuei chupando e mordiscando um de seus seios, e levei minhas duas mãos até sua bunda e a apartei com vontade, eu era louca para fazer aquilo pois eu sempre me pegava olhando para a bunda dela que particularmente eu achava absolutamente linda, na verdade era um tesão a bunda daquela mulher assim como seu corpo inteiro, tudo em Regina Mills era um tiro certeiro em deixar qualquer um louco por ela, ela era uma deusa sensual, ela não precisava se esforçar para ser sexy, bastava um olhar, um sorriso, um andar mais calma e pronto você se derreteria inteira por ela.

Desabotei sua calça, eu nem sei como mas fiz ela tirar a calça e voltar a sentar em meu colo apenas de calcinha, passei a mão na bunda dela novamente agora apenas com sua calcinha fio dental e o tesão só aumentava, segurei seus cabelos e beijei seu pescoço lentamente, e ela inclinou a cabeça para trás.

-Emma - ela falou meu nome entre gemidos baixos, e eu desci uma de minhas mãos pelo seu corpo e acariciei sua barriga, e desci  colocando embaixo sob sua calcinha,  apoiei minha mão de forma que agora Mills rebolava sobre minha mão,  dava para sentir o quão molhada ela estava, e aquilo me deixava louca, eu estava tão molhada quanto ela ou mais,  eu me afastei um pouco para olhar para ela, e ela me olhava com um  sorriso no rosto, e eu apenas afastei sua calcinha de lado e finalmente tive contato com sua intimidade que estava completamente molhada, com o contato Regina gemeu, e eu comecei a circular seu clitores conforme ela rebolava o contato se tornava maior e mais intenso, eu estava desejando cada vez mais Regina Mills, e ela gemia rebolando na minha mão, era uma delícia ter ela ali rebolando sobre minha mão mas a posição não me dava muito movimento, então virei ela e a deitei no chão sem tirar a mão de sua intimidade ela estava completamente molhada foi ai que comecei a explorar sua intimidade, desci meus dedos até chegar a sua entrada, quando pousei meu dedo ali Regina arqueou as costas e me olhou nos olhos, conforme eu pressionava um pouco mais o dedo ela levou seu dedo até a boca  e o mordeu de forma sensual e depois mordeu seu lábio inferior - Me torne sua - Ela pediu e foi quando eu a penetrei lentamente com dois de meus dedos, ela gemeu desconexamente, e conforme eu movia meus dedos para frente e para trás ela rebolava seu quadril contra meus dedos, cada vez que eu penetrava ela gemia, e gemia cada vez mais alto e segurava meus cabelos, e eu continuava penetrando ela cada vez mais fundo e mais rápido, eu sentia ela me apertar dentro dela e aquilo me dava sei lá o que que só aumentava a vontade de penetrar ela, logo Regina gemia mais alto e me apertava com mais força e então seu corpo tremeu, ela puxou minha mão  e chupou um de meus dedos com a maior cara de safada. - Emma você é melhor do que qualquer sonho meu. 

Eu estava tão perdida naquela mulher extremamente sexy que eu nem tinha reação, e então ela se sentou e tirou minha blusa enquanto me beijava sentada de frente para mim, logo ela me empurrou e me fez deitar,  ela puxou minha calça, e diferente de mim ela preferiu me despir inteira, e montou em minha cintura, seu sexo ainda estava todo molhado e aquilo me excitava, ela me beijou e pela primeira vez senti o gosto de Regina naquele beijo e era algo maravilhos, não tinha como explicar aquilo, eu apenas apertei sua bunda e ela sorriu entre o beijo.

-Eu quero sentir mais de você Mills

-Quer?

-Uhum - respondi de forma manhosa, e ela sorriu maliciosamente,  e subiu escalando meu corpo até chegar com sua intimidade  na altura de minha boca , eu não sabia bem o que fazer, resolvi fazer o que eu tinha vontade, segurei sua bunda e a trouxe para mais perto e ai passei minha linguá calmamente por toda sua extensão ela gemeu, aquela posição me permitia ver todo o corpo de Regina sob meu rosto, ela rebolava em minha boca conforme eu passava a linguá por toda ela a fazendo gemer, ela se movia cada vez mais rápido parecia que ia se derramar novamente em mim muito mais rápido do que da ultima vez, o gosto dela era maravilhoso, ela afastou um pouco de mim.

-Eu quero te  sentir também Swan - Ela se afastou e virou de posição levando sua cabeça para o meio das minhas pernas e deixando seu sexo ainda ao alcance de minha boca, foi quando eu senti a linguá dela quente em mim me deixando em êxtase, eu segurava seu quadril e continuava chupando ela lentamente, mas com cada investida de Regina em mim eu gemia e ficava fora de mim, continuamos naqueles minutos  delirantes de prazer e ela a cada minuto passava sua lingua cada vez mais rápido por todo meu sexo me fazendo gemer e tremer, logo senti um de seus dedos me penetrar, e não precisou de muito mais para que nós duas juntas chegássemos ao êxtase daquele momento, e caíssemos exaustas do tapete uma do lado da outra.


Notas Finais


então amores ?
perdão a baixa revisão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...