História Por Amor - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Caleb Rivers, Emily Fields, Hanna Marin
Visualizações 84
Palavras 2.852
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Aberta a qualquer sugestão, ideia ou um toque diferente na historia.

Capítulo 3 - O jantar


Fanfic / Fanfiction Por Amor - Capítulo 3 - O jantar

Autora narrando

O final de semana passou, Emily e Alison estão aos poucos descobrindo algo novo que elas desconhecem. A Alison que achava que nada de novo acontecia em sua vida está confusa com os novos acontecimentos e a Emily que achava que não tinha sorte no amor está comecando a acreditar que o amor pode estar mas perto do que nunca.

Como de costume a segunda feira é um dia como outro qualquer em Rosewood, nada diferente, mas uma semana de trabalho para os Dillaurents. O Elliot levanta cedo pra ir a empresa, e a Alison fica encarregada da parte de Marketing, passam a maior parte da semana na empresa e fazem isso a 5 anos. Ferias? Ainda não tiverem esse privilégio em todo esse tempo. 

Por Alison

- Bom dia Cris! Estou indo pra empresa. O Elliot saiu mais cedo do que o normal. Nunca vi um homem trabalhar tanto como o Elliot, não me admira que ele comece a dormir por lá. 

- Também não duvido que isso aconteça. Ele sempre gostou de trabalhar e vive naquela empresa.

- Cris, gostar é uma coisa e viver pra isso é outra.

- Beijo Cris, até mais 

No caminho ate a empresa, fiquei olhando pra um lado e outro, parecia que estava a procura de algo ou de alguém. O dia ta lindo, em Rosewood as pessoas trabalham e trabalham e voltam pras suas casas. Isso não era uma vida de felicidade, pelo menos não pra mim, sempre fui a favor de deixar de lado o trabalho nem que seja uma semana e fazer algo diferente, viajar, ir pra algum lugar bacana, apesar de não ter feito isso a muito tempo. Tem horas que me acho tão parecida com o Elliot que nem me reconheço. Cheguei à empresa e fui direto pra minha sala.

- Bom dia pessoal. Comprimentei os funciomários como de costume. 

Tinha alguns trabalhos pendentes que precisava agilizar, dizem que mente vazia, oficina do diabo, eu precisava ocupar minha mente rápido antes que uma certa moça ocupasse meus pensamentos. A manha passou voando, liguei e pedi almoco na minha sala, como tava em horario de almoco, resolvi checar alguns emais e olhar minhas redes sociais, não demorou muito e eu estava procurando a Emily no facebook. Será que ela tem redes sociais? Alison, claro q tem, estamos em pleno seculo 21 e desconheço alguém que não tenha redes sociais. Passei alguns minutos olhando os amigos da Hanna, tinha certeza que lá encontraria o perfil da Emily e bingo, na mosca. Fiquei ali olhando fotos e amigos, até perceber que tinha uma mulher ao seu lado chamada Paige. Será que é alguma namorada? Será que mando convite pra ela? Meu Deus o que estou fazendo, estou ficando maluca. A semana passou voando, nada de novo aconteceu, eu não tive contato com a Emily nos ultimos 4 dias, não a procurei e finalmente a tão sonhada sexta feira chegou. 

- Alison amor, hoje é sexta feira e convidei o Caleb pra jantar conosco, lembra que falei pra gente marcar algo?

- Sim, mas não achei que seria assim tão rápido. E ele virá sozinho? vem mas alguém com ele? 

Estava louca pra saber se a Emily também viria. Não a via a alguns dias e estava louca pra saber como esta.

- Ele virá com a Hanna. Pedi pra chamar aquela garota a Emily, não sei se ela virá. Pede pra Cris preparar algo diferente pra hoje a noite. 

- Ok, vou falar com ela.

Passei todo o dia ansiosa, apreensiva. Eu precisava falar com a Emily de todo jeito, não podia continuar assim. Meu casamento já não andava bem e eu precisava colocar pra fora tudo que to sentindo ou vou enlouquecer. Hoje eu falo com ela de todo jeito. Fui ao salão, fiz escova, unhas e voltei pra casa pra ajudar a Cris em alguma coisa.

Por Emily

Minha semana foi tão corrida que nem me dei conta que já era sexta feira. Eu ainda estava me organizando já que a diretona da escola me escolheu como a nova professora de nataçao de Rosewood, a Hanna só faltou fazer uma festa em minha homenagem, maluca do jeito que é. Minhas aulas são tres vezes na semana, os alunos são ótimos e estou bastante animada. Em relacão a Alison, não a vejo nem sei nada dela a 4 dias e apesar da correria, não foi fácil ficar sem saber noticias dela. Era sexta feira e eu estava em casa sentada no sofá até ouvi a Hanna me ligar:

- Oi Hanna!

- Oi sumida, já me escanteou? Alias, agente precisa comemorar sua nova contratacão. A mais nova professora de natacão de Rosewood. Eu sempre soube que seria escolhida, você é fera no que faz, aproveita que isso é só o começo gatinha.

- Claro que não te escantiei baby, minha semana foi super corrida, organizando os ultimos detalhes sobre as aulas. Como estas?

- Estou bem. Olha tô te ligando pra avisar que hoje iremos jantar na casa do Elliot, ele ligou pro Caleb marcando um jantar e faz questão que você compareça. 

- Jantar? Hanna, não fiz cabelo, unha, nada. Porque não me avisou antes?

- Em, não inventa, o Elliot ligou hoje pro Caleb. Você sabe que é linda até de pijama de bolinha. As 19:00hs passamos ai pra te pegar, ok? 

- Ok Hanna. Beijo!

Meu Deus, jantar na casa da Alison? E agora? Preciso dar um jeito no meu visual, não posso me apresentar na casa dos Dillaurents assim. Ainda tinha 3 horas ate o jantar e corri em direcão ao primeiro salão que encontrasse pela frente, decidi fazer um corte tipo repicado, mas solto e leve. 18:45 e eu ja estava pronta esperando a Hanna aparecer, sempre fui pontual. Optei por um vestido preto pedras delicadas e uma sandália salto alto. 5min depois ouço buzinas que deve ser o Caleb, olho pela janela e de fato são eles. 

- Nossa Emily Fields, você está linda! 

- Não exagera Hanna. Alias, você também não fica atrás, tá maravilhosa. 

- Vocês estão lindas, duas princesas. Vamos?

- Vamos Caleb, os Dillaurents nos esperam.

Depois de varios dias finalmente verei a Alison novamente, apesar da minha semana ter sido tão corrida, não parei de pensar nela. Meu Deus, me ajude a não pular em seus braços. Finalmente chegamos! Tocamos a campanhia.

- Elliot, boa noite!

- Boa noite Caleb, é um prazer receber vocês. Olá senhorita Fields seja bem vinda! Entrem por favor, a Alison já está descendo, sabe como são as mulheres estão sempre atrasadas. 

- Cris, veja se a Alison já esta pronta.

A primeira impressão que tive é que os Dillaurents são uma familia de muito poder na cidade, extremamente bem sucedidos. Reparei varios quadros na parede, algumas fotos, inclusive do casamento da Alison com o Elliot. Comecei a perceber que eu poderia estar me apaixonando por alguém impossível.

Pov Alison

Meu Deus, eles já devem estar chegando, será que a Emily virá? Acabo escutando a campanhia, meu Deus deve ser eles. Finalizo os ultimos retoques na maquiagem e ouço batidas na porta do quarto.

- Alison querida, já esta pronta? Os convidados já chegaram.

- Oi Cris, já estou indo. Avisa que já estou descendo por favor.

- Ok querida.

Finalizo os ultimos retoques e desço até a sala de estar, provalemente estão lá. Meu coracão comecou a bater mais forte com a possibilidade de encontrá-la linda.

- Alison meu amor, finalmente chegou.

- Boa noite a todos! 

- Como vai Alison? 

- Oi Caleb, Hanna. Olá Emily! 

Comprimentei-os, e quando cheguei perto da Emily estremeci, seu perfume me deixou embriagada, ela estava linda, impecável. Não queria sair daquele abraço, era uma mistura de saudade e carinho. 

- Caleb, vou pegar algo pra gente beber, meninas, vocês querem algo? Algum drink? 

- Elliot, tras aquele Uisque que você mandou trazer da Escócia, eles vão adorar.

- Claro meu bem, já volto.

Eu estava paralisada com a beleza da Emily, nunca uma mulher me deixou tão impressionada assim com tanta beleza. A Emily era tão diferente, tinha um olhar que penetrava minha alma. Eu precisava conversar com ela.

- Bom, aqui está o famoso uisque escocês. 

Bebemos um pouco e em seguida o jantar foi servido que por sinal todos aprovaram, de fato a Cris arrasa na cozinha. A Emily estava inquieta, parecia que estava evitando me olhar, eu precisava dar um jeito dagente sair dali nem que fosse por 5 minutinhos.

- Parabéns pela casa, Elliot. Bela mansão. 

- Verdade, uma bela casa, Hanna. Mas confesso que se tornou grande demais pra mim e minha esposa. Logo esta casa estará cheia, já estamos providenciando nosso primeiro herdeiro. A Alison está muito animada, num é querida?

- Elliot, esse não é o momento de falarmos disso. 

- Esta certo. Por que não aproveita e mostra a casa pras meninas Alison.

- Alison, por mim não se encomode, já vim aqui algumas vezes.

- Posso levar a Emily se ela quizer.

- Claro querida, faça isso.

Nem acredito que vou ficar um minuto a a sós com a Emily, preciso conversar com ela senão irei ficar maluca, preciso saber de seus sentimentos. 

- Vamos Emily?

- Claro, vamos.

Fomos até o jardim, meu lugar favorito, modestia parte meu jardim é perfeito. Um belo cenário. Senti que a Emily parecia não esta bem.

- Esse é meu lugar favorito, Jardim. É aqui o lugar da casa que mais gosto de ficar nos finais de semana. Gosto de ler, tomar um vinho, é um cenário lindo, me sinto muito bem aqui.

- De fato é lindo. Sua casa é linda, parabéns! 

- Obrigada. Eu não sabia se você viria, não te vejo a alguns dias, queria saber como esta.

- Estou bem, a semana foi corrida pra mim, consegui fechar o contrato com a escola e estou muito feliz Alison.

- Serio? sempre soube que a vaga era sua. Meus parabéns senhorita Fields! 

Nossos olhares eram inevitáveis, estavamos lindas, num lugar lindo, a noite estava perfeita. 

- Emily, preciso falar com você, me ouve por favor, não sei se terei coragem de falar novamente.

- Alison, o que houve? Esta me assustando.

- Eu estou assustada desde que te conheci Emily, estou insegura de mim mesma, do que sinto, de tudo. Precisava falar com você ou ia acabar ficando louca. 

Senti que ela se assustou com tudo que falei, talvez ela n sinta nada e eu não deveria ter falado nada, deveria ter esquecido tudo isso. 

- Emily, fala alguma coisa por favor. Eu sei que você tem todo o direito de ficar assustada e isso não deveria ter acontecido, eu sou casada Emily, você não sabe como tem sido dificil pra mim desde que te conheci naquela noite.

- Alison, eu não quero que se sinta assim.

- Mas eu me sinto Emily, desde que te conheci aquela noite, não paro de pensar em você. Em como me sinto quando estou ao seu lado. Emily, eu me sinto viva, sinto algo que nunca senti com ninguém, muito menos com o Elliot. Você me trouxe alegria Emily, seu jeito doce, alegre contagiou meu mundo preto e branco, sei que sou casada, mas não sei o que fazer com isso que to sentindo. 

- Ei, por favor não chora! 

- Não ta sendo facil Emily, tenho pensado muito em você. 

- Calma! Ei, olha pra mim. Quero que saiba que eu também tenho pensado muito em você, desde aquela noite no restaurante que você não sai da minha cabeca.

Meu coracão parece que ia sair pela boca quando ela falou que também sentia o mesmo por mim.

- Alison, eu não posso destruir seu casamento. Acabei de ouvir do seu marido que vocês pretendem ter filhos em breve, como acha que me senti? 

- Emily, eu nunca falei sequer em filho com o Elliot, nosso casamento já não é mais o mesmo, só ele que ainda não se deu conta disso. Emily, nosso casamento está por um fio, vivemos só de aparencias. O Elliot morre de medo de um dia eu deixá-lo por causa da maldita sociedade, familia perfeita. 

Segurei suas mãos com toda delicadeza e a trouxe mas pra perto de mim, levei uma de suas mãos até meu peito.

- E assim que me sinto quando você esta perto de mim Emily.

Continuei segurando suas mãos, estávamos tão proximas uma da outra que podia sentir o calor da sua respiracão. Coloquei uma das minhas mãos em seu cabelo, acariciando parte de seu rosto, senti as pequenas batidas do seu coracão, a trouxe a alguns centimetros da minha boca, segurei sua nuca com tamanha delicadeza, ela fechou os olhos, parecia que estava apreciando cada detalhe. Não podia esperar mais nenhum segundo, a beijei com todo amor do mundo, um beijo doce, que aos poucos foi se intensificando, senti sua lingua tocando a minha, estavamos coladas uma na outra, segurei sua cintura firme e a puxei contra meu corpo. Estavamos bem ofegantes quando fomos surpreendidas por nada mais, nada menos que a Hanna.

- Que susto Hanna!

- Vocês perderam o juízo? 

- Hanna, depois te explico tudo.

- Emily, você está louca? O Elliot pediu pra vim atras de vocês e quando chego aqui vejo vocês aos beijos. Imagina se fosse o Caleb ou o Elliot Alison que viesse atras de vocês? 

- Hanna, a culpa foi minha, eu que trouxe a Emily aqui porque precisava falar com ela.

- Não me diga. E você sempre conversa dessa forma, aos beijos?

Demos a maior gaitada e a Hanna ficou furiosa.

- A Emily foi a primeira Hanna e será a ultima lhe garanto. 

- Vamos voltar, seu marido esta esperando e por favor tenham mais juizo. 

- Ok Han. Vamos!

Passado o susto, voltamos e o Elliot indagou:

- Onde vocês estavam Alison? Pedi pra Hanna ir atras de vocês.

- Entao senhor Elliot, elas já estavam vindo, a Alison estava mostrando o jardim pra Emily.

- Sim Elliot, você sabe o quanto amo ficar no jardim.

- Caleb amor, estou exausta, vamos embora?

- Tudo bem, então mantem contato Elliot. Obrigada pelo jantar senhor Elliot.

- Eu que agradeço Hanna. Voltem mais vezes a casa é de vocês. Emily, obrigado por fazer companhia a minha mulher. 

- Eu que agradeço senhor, boa noite Alison. 

- Boa noite Emily!

Assim que sairam, eu não tinha cara de olhar pro Elliot, eu tava tão feliz que nada me abalava.

- Gostou do jantar querida?

- Sim, estava otimo, como sempre a Cris caprichou. Vou subir pro quarto, estou muito cansada. 

Me joguei na cama, e se fosse sonho eu não queria acordar tão cedo. Que beijo maravilhoso, que mulher maravilhosa meu Deus. Estou completamente apaixonada por Emily Fields. 

Pov Emily

A noite foi perfeita, não da forma que eu queria, mas ainda sim foi perfeita. Meu Deus, ela se declarou pra mim! Como ela beija incrivelmente bem. 

- Caleb, vou dormir na casa da Emily, amanhã agente se fala, tudo bem?

- Claro amor.

- Hanna, você tem certeza? 

- Claro que tenho Emily, agente ficou de conversar, lembra?

Ixi, lá vem bomba. A Hanna quando fica chatiada sai de perto.

- Chegamos Emily. Caleb amor amanha te ligo. Te amo! 

- Beijo, cuidem-se as duas.

Quando entrei em casa, só escutei o barulho da porta batendo.

- Hanna, não esqueca que a casa não é minha, cuidado com a porta.

- Você tá louca Emily? O que foi aquilo na casa da Alison? Eu te falei pra ficar longe da dela, ela é casada e você não conhece o Elliot.

- Hanna, calma. Não exagera! Foi só um beijo. 

- E se eu não tivesse aparecido? Vocês iam transar ali mesmo?

- Claro que não. Apesar de que vontade não faltou. 

- Emily, eu não quero que nada de mal te aconteça. Por favor me escuta.

- Hanna, ela se declarou pra mim, eu não sabia o que fazer, depois ela me beijou e você apareceu.

- Por acaso ela te beijou a forma Emily? Pára de rir sua safada. 

- Hanna, me escuta. Quando agente se conheceu no restaurante.

- Ah, aquele bendito restaurante.

- Deixa eu falar Hanna. Entao, no restaurante agente conversou, o marido não apareceu no jantar de 5 anos de casado e eu não podia deixar ela ir embora arrasada, entao a convenci a ficar, jantar, conversar e foi isso que aconteceu, ela me trouxe ate em cada e só.

- E hoje, encontro vocês aos beijos no jardim da casa dela com o marido ao lado. 

- Hanna, agente sente algo uma pela outra, não tem como negar. Eu tentei seguir seu conselho, mas parece que o sentimento foi mais forte que eu. Ela me beijou e eu não evitei. Hanna, escuta, me escuta por favor, ela me disse que não é feliz com ele, que o casamento não existe mais e que ele não enxerga isso. 

- Mas isso não é motivo pra vocês ficarem se pegando no jardim.

- Ok, você esta certa. Eu vou tentar conversar com a Alison pra saber o que vai acontecer conosco.

- O que vai acontecer? Eu vou te dizer o que vai acontecer. Se o marido dela descobre, ele te mata. 

- Cala a boca Hanna. Vamos dormir que amanha e outro dia. 

- Safada.

- Eu sou safada? Agora eu que sou safada? Ela que não resistiu aos meus encantos. 

- Maluca.

Apesar da bronca da Hanna, passamos o resto da noite rindo com as palhaçadas uma da outra. 












Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...