1. Spirit Fanfics >
  2. Por Apenas Cinco Dias >
  3. Comemoração Entre Amigas

História Por Apenas Cinco Dias - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Comemoração Entre Amigas


— Neji...

— Hm.

— Neji...

— Vai dormir, Tenten!

— Mas Neji...

— Tenten para!

— Neji!

— Tudo bem! Fala! O que foi? – O moreno disse já cansado, virando-se para a moça.

— Neji... Sabe... É que eu estou com fome...

— Então vai comer e me deixa dormir, Tenten! – Ele respondeu arrogante, virando-se na cama novamente e tentando voltar a dormir.

— Mas Neji... Eu não quero ir sozinha...

— Vem comigo?

— Não

— Neji!

— Neji!

— Neji... Eu sei que isso te irrita, amor!

— Neji!

— Neji!

— Neji! – Ela cantarolou, dando pequenos pulinhos na cama, ainda sentada.

— Tenten... – O Hyuuga murmurou raivoso.

— Vai Neji! Eu estou com desejo! Desejo de grávida! Por favor...

— Tenten... Você não está grávida! – Ele disse rolando os olhos sem se virar para ela.

— Vamos, Neji... Por favor?

— Pare de falar 'Neji', pelo amor de deus!

— Então vamos! – Ela disse alegre, empurrando o moreno da cama e se levantando.

— Meu deus... – Murmurou o Hyuuga, se levantando cansado.

— Aí que legal... Vai ser tipo uma missão impossível! Não podemos ser percebidos, Neji! – A morena disse, divertida, colocando um dos hobbies do Hyuuga, e abrindo a porta silenciosamente.

— Tenten... Será que você pode me explica porque raios você está com fome?! – Neji sussurrou, passando pelo corredor, seguindo a morena que acreditava está em um filme de ação, parando em uma parede e colando seu corpo na mesma.

— Oras... Com todo esse alvoroço pelo sumiço da Hanabi, nem jantamos! Eu estou morrendo de fome desde quando chegamos em casa! – Ela sussurrou, olhando atentamente o corredor, procurando alguém que pudesse vê-los.

— Então porque diabos você só me disse isso às 3 horas da madrugada, Mitsashi Tenten? – Neji sussurrou um pouco mais alto, rolando os olhos.

— Ah... Sei lá... Vamos! – Ela disse, divertida, puxando o Hyuuga pela mão, e entrando na cozinha.

— Você também está com fome, querido? – A morena perguntou, pegando um pão no armário e várias coisas na geladeira da casa.

— Mais ou menos... – Ele murmurou, se sentando em um banco, ao redor da mesa da cozinha.

— Então dois sanduíches, para viagem!

— Viagem?

— Claro... Lanche da madrugada só tem graça se você o comer embaixo das cobertas! – Tenten disse alegre, passando um pouco de maionese no seu pão.

— Você não vai encher minha cama de migalhas, garota! – Ele reclamou, fechando os olhos.

— Como você... Ah! Você tem razão! Já sei aonde vamos comer! – A moça disse alegre, já terminado fazer os lanches.

— Não!

— Mas...

— Não!

— Eu nem disse aonde iremos, Neji!

— Não interessa, Tenten! Olha só aonde eu vim parar depois que eu concordei com o seu último plano maluco!

— Por favor? – Ela pediu fazendo um biquinho e fitando o Hyuuga.

— Não!

— Neji... – A morena disse, melancólica.

— Não, Tenten!

— Por favor... – Ela choramingou, fazendo sua melhor cara de cachorrinho sem dono.

Dois Minutos Depois:

— Ainda não acredito que cai naquele truque baixo! – Neji murmurou raivoso, cheio de cobertas e almofadas, seguindo Tenten até um dos jardins da mansão Hyuuga.

— Ainda bem! Sinceramente, eu estava morrendo de calor naquele quarto! E pare de reclamar, Neji! Está uma ótima noite para um piquenique no jardim! – A morena disse animada, chegando ao mais florido jardim da casa e forrando um lençol no chão.

— Tirando o fato de que a noite já foi faz tempo e que são 4 horas da madrugada! – Ele reclamou novamente, jogando todas aquelas tralhas no chão, sobre o lençol.

— Senta aí e pare de reclamar! Já disse! – Tenten disse, se sentando e colocando sobre o lençol, diferentes tipos de comidas e bebidas.

— Meu deus... Como você me convenceu a isso?

— Experimenta isso! Fui eu que fiz! – A morena disse, colando um pedaço de sanduíche da boca do Hyuuga.

— Está... Delicioso... O que é isso? – Neji perguntou curioso, pegando um sanduíche inteiro.

— Sei lá... Eu só misturei tudo o que vi na sua geladeira! – Disse Tenten rindo abertamente e consequentemente fazendo o moreno rir também.

— Aí... Aí... Estou preocupada, Neji... – Ela disse, parando de rir de repente e se deitando no lençol.

— Com o que, Tenten? – O garoto perguntou, se deitando ao lado dela.

— Como eu vou mentir para as minhas melhoras amigas? Você não sabe o quanto já é difícil mentir para Hinata... Eu não vou aguentar com todas elas unidas... Principalmente com a Ino por perto... Ela enxerga mentiras como ninguém...

— Oras... Então conte a verdade... Você confia nelas, certo?

— Com certeza... Mas...

— Elas terão que fingir por apenas um dia e meio, Tenten... O que pode dar errado? – Ele perguntou virando-se para ela.

— Não sei... Mas em todo caso, vou fingir até não ser mais possível! – Ela disse decidida, virando-se para ele também.

— Certo... – O Hyuuga sussurrou se aproximando da morena.

— Neji...

— Hum...?

— Eu... Eu... Acho melhor... Nós... Irmos... Eu...

— Tudo bem, Tenten... Boa noite, meu amor... – Ele sussurrou agarrando a cintura da morena e trazendo-a para mais perto.

— Boa noite, Neji... – Tenten sussurrou, apoiando sua cabeça no peitoral do garoto e pondo-se a admirar o céu junto dele.

Algumas Horas Mais Tarde:

— Ai meu deus... Ele formal um casal lindo! – Tenten ouviu alguém gritar histericamente, fazendo-a piscar algumas vezes até focalizar sua visão.

— Ora, ora... Isso até que não me surpreende muito... – A morena disse se sentando e conseguindo ver muito bem quem gritará.

— Bom dia, bela adormecida! – Ino gritou, dando pequenos pulinhos junto de Sakura. Logo Neji acordou também e se sentou sobre o lençol.

— Neji... Sinto muito mais acho melhor você se despedir na sua noiva agora, porque nós vamos sequestrá-la o dia inteiro! – Disse Sakura, colocando as mãos na cintura animada.

— Meu deus... Boa sorte, Tenten! – Neji disse, se levantando e ajudando a morena a se levantar também.

— Pelo jeito vou precisar... – Ela sussurrou, recebendo um beijo na testa do noivo.

— Um beijo na testa? Só isso? – Disse Ino, indignada.

— Cala boca, loira! Eu ainda tenho que trocar de roupa, okay?

— Mas por quê? Temos muitas coisas pra fazer, Tenten! – Sakura disse emburrada.

— Sakura-chan... Ela ainda está de pijama... – Hinata disse sorrindo timidamente.

— Além de testuda é cega! – Ino disse brincalhona, empurrando Sakura.

— Cala boca, porca!

— Vai se trocar, Tenten-chan... Nos te esperamos no portão! – Hinata disse alegre, ajeitando um delicado chapéu na sua cabeça.

— Hai!

Quinze Minutos Depois:

— Olá! – A morena disse animada, chegando mais perto das amigas.

— AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH! – Uma loira histeria gritou, pulando em cima de Tenten.

— O QUE FOI ISSO INO? – Sakura gritou, assustada e irritada.

— Que vestido é esse Mitsashi Tenten? – Disse ela lentamente, pegando do tecido do vestido, verde claro. Ele era de alcinhas e soltinho, bem refrescante, combinava bem com o dia ensolarado e gostoso. Seu cabelo estava preso em um coque com vários fios soltos e ela usava uma rasteirinha.

— Bem... Digamos que eu tive que mudar meu estilo para me adequar aos padrões dos Hyuugas.

— Você está linda! – Disse Ino encantada – Mas vai ficar irreconhecível quando acabarmos com você!

— Deus me ajude! – Ela disse rindo com um friozinho na barriga.

— Seu noivo nem vai te reconhecer! – Sakura brincou, rindo.

— Vamos meninas, a governanta disse que a casa já está pronta! - Hinata disse alegre, depois que uma das empregadas veio lhe dizer alguma coisa.

— Casa? Para aonde vamos, meninas? – A morena perguntou desconfiada, começando a andar junto das demais.

— Hiashi-sama nos emprestou a casa de campo dos Hyuugas... Vamos passa o dia inteiro, se arrumando, conversando, e FOFOCANDO! – Ino disse pulando.

— Ah! Que legal! – Ela disse animada, com os olhos brilhando. Se a casa oficial do Hyuugas já era um sonho, a casa de campo deveria ser o céu.

— E é claro que queremos que você nos conte tudinho, detalhe por detalhe da sua grande noite! – Ou você saberá o que é o inferno.

— Meninas... Não fiquem perturbando a pobre com essas coisas... Não se deve ficar falando sobre a intimidade de um casal! – Hinata disse, corada, pelo jeito ela era a única sensata naquele grupo.

— Obrigada Hinata... – Ela murmurou, olhando raivosa para as outras duas.

— Nana ni na não, meu bem! Não adianta você ficar dando uma de Hyuuga delicada, senhorita Hinata! Sei muito bem que você também está super, super curiosa! Então você não vai escapar dessa Tenten! – Sakura disse, cruzando os braços.

— Sakura... Bem... Olha chegamos! – Hinata disse corada, pegando uma chave dourada em sua bolsa, para logo abri o portão

— Minha nossa Senhora... – Tenten murmurou atônica, olhando a imensa mansão a sua frente.

— Isso aqui deve valer mais do que nos quatro casas, juntas! – Disse Ino, boquiaberta.

— Mas isso é obvio, loira burra!

— Venham... O que vocês acham de prepararmos algo bem gostoso para comer? – A Hyuuga perguntou, entrando na casa.

— Só como o que você preparar, Hinata... Eu me recuso a comer alguma coisa feita por essas duas loucas! – Tenten brincou, se sentando em um banquinho, super elegante, que havia na cozinha.

— O que você está falando aí, Tenten?

— Tenho pena do, Neji... – Sakura disse, suspirando.

— Eu cozinho muito bem, ok? Ontem mesmo ele comeu um sanduíche meu e amou! – Ela disse, cruzando os braços e bufando, feito uma criança mimada.

— Sei... Duvido que você se lembre de cinco ingredientes que você colocou lá!

— Provavelmente ela só jogou tudo o que tinha dentro da geladeira em um pão!

— Eu...

— Ah... Vamos dar um desconto pra coitada, Ino... Ela está grávida... Dizem que as grávidas comem até tijolo com pasta de amendoim... – Sakura disse pensativa.

— Tem razão... Capricha no rango, Hinata... Vai ser a primeira refeição de verdade do bebe! – Ino disse, com os olhos brilhando.

— Por isso eu digo que é melhor você ficar longe do fogão, loira! – Tenten brincou, rindo alto e recebendo uma língua de fora como resposta.

— Tomara que o seu bebê seja uma menina, Tenten... Ela vai ter quatro madrinhas... – Sakura disse encantada.

— Acho que você não sabe contar direito, Sakura...

— Esqueceu da Temari, porca? Quem você acha que vai ensinar essa menininha a brigar? – Ela disse rindo, consequentemente fazendo-as rir também.

— Por falar nela... Cada aquela louca?

— Ela vai chegar um pouco mais tarde, porque teve que comprar a nossa surpresa...

— Que surpresa? – Tenten perguntou curiosa.

— É uma surpresa Tenten-chan... Mas você não acha que a deixaríamos se casar e ter um bebe sem fazer uma coisa especial, não é mesmo? – Hinata disse doce, como sempre, servindo para as amigas uma porção de chá.

— Bem... Mas o que vocês compraram?

— É uma surpresa! Não vamos dizer! – Ino disse, decidida, se levantando e pegando alguns biscoitos em um pote.

— Você quer que o seu bebê seja uma menina ou uma menina, Tenten? – Sakura perguntou sorrindo.

— Bem... Não sei... – Ela respondeu desconfortável.

— Oras... Diga!

— Não sei, Sakura... Não quero que o bebê se sinta rejeitado se não for do sexo que eu quiser... – A morena disse corada pela desculpa esfarrapada que acabara de dar.

— Faz sentido... – Ino comentou sentando-se.

— Isso não importa meninas... Homem ou Mulher, vamos amá-lo como se fosse nosso... – Hinata disse, abraçado a amiga.

— Tenten... Você já viu o seu vestido de casamento? – Ino perguntou.

— Não... Não vi nada do casamento...

— Como não? – A loira perguntou indignada.

— Quem organiza os casamentos da família são os membros mais experientes do clã, Ino-chan... – Hinata disse, bebendo um pouco de chá.

— Mas que coisa horrível... Quero organizar absolutamente TUDO do meu casamento!

— Eu não me importo, Ino... Não ligo muito pra essas coisas...

— O importante é que você está se casando com o amor da sua vida... Não importa onde, como, ou quem está assistindo! – Sakura disse, apoiando seus cotovelos na mesa e suspirando.

— Só espero que tenham chamado toda a minha família... Vai ser importante para mim...

— Sim... É muito importante que a família da noiva esteja presente também... – Hinata comentou, acalmando a morena... Nada podia dar errado!

— Tenten posso te contar um segredo? – Hinata perguntou, atraindo a atenção de todas.

— Claro!

— Mas vamos para sala, primeiro... – Ela disse, terminado de secar o último copo e seguindo para sala, junto das demais.

— Para de mistério e fala logo, mulher! – Ino disse curiosa, pulando no chão repleto de almofadas.

— Bom... Eu ouvi o Neji conversando com a mãe dele esses dias... E bem...

— O que?! – A morena disse alto, com a curiosidade corroendo-a.

— A titia insistiu que você usasse o vestido de casamento dela... Eu já o vi em algumas fotos... Tenten... É a coisa mais maravilhosa que eu já vi na minha vida! – A Hyuuga comentou com os olhos brilhantes.

— Como? – Tenten murmurou incrédula.

— Minha nossa senhora! É O VESTDIDO DE CASAMENTE DA MÃE DELE TENTEN! – Ino gritou se levantando num pulo.

— EU SEI! Meu deus...

— ISSO É TÃO... TÃO...

— ESPECIAL! – A rosada gritou, pulando junto de Ino em cima do sofá.

— CALEM A BOCA! – Hinata gritou, fazendo ela a olharem assustadas – Sabe o que isso significa, Tenten? – A morena perguntou sorrindo.

— O que...?

— Significa...

— SIGNIFICA QUE ELE TE AMA, SUA BURRA! ELE TE AMA TENTEN! – Sakura gritou, puxando a amiga noiva pra cima sofá e recomeçando a pula, junto das demais,

— ELE TE AMA! – Ino gritou, rindo e fazendo as amigas rirem também.

— GENTE PARA! – A morena gritou, tentando fazê-las parar, foi em vão.

— ELE TE AMA, TENTEN! – Hinata gritou, dando pequenos pulinhos.

— Gente... Para... Por favor... – Ela pediu, entristecendo-se.

— O que... O que foi, meu amor? – Sakura perguntou preocupada, se sentando.

— O que foi, Tenten? – Ino perguntou, preocupada também.

O que foi? Bem... Ele não a amava... Era tudo armação... Era tudo apenas teatro... Não tinha amor algum... Nada! Mas ela não podia dizer isso para elas... Então como sempre, teve que inventar alguma desculpa esfarrapada... Teve que mentir novamente.

— Nada, gente... É só que esses pulos me deixaram meio enjoada... – Ela comentou, fechando os olhos e apoiando sua cabeça no encosto do sofá.

— Ai meu deus... Desculpa Tenten... – Hinata disse, arrependida, assim como as outras

duas.

— Tudo bem gente... Não foi culpa de você... – Ela disse, sorrindo.

— Desculpa, flor... – Disse Ino.

— Tudo bem, porca... Já passou! – Ela disse, sorrindo mais abertamente ainda.

— ÔÔÔÔÔÔÔ DE CASAAAAAAAAAAAA! – Elas ouviram alguém gritar, e logo depois as porta de entrada estava escancarada e uma figura loira com um pacote enorme entrou no recinto.

— TEMARI! – Tenten gritou se levantando – E O MEU PRESENTE!

— Agora não Tenten! – Sakura disse decidida, puxando a amiga escada acima.

— Mas... Ele...

— Nada de 'mas'... Venham meninas... Chegou a hora de termos aquela conversinha.

— O QUE? – A morena gritou corando.

— Muito bem, Tenten... Sente-se... – Ino disse com um sorriso malicioso, sentando a amiga na cama e andando até a janela.

— O que... O que vocês pensam que estão fazendo? – A moça perguntou, movimentando-se desconfortavelmente.

— Oras... Você vai nos contar sobre a sua incrível noite... – Sakura explicou, sorrindo maliciosamente, também.

— Mas... Mas... Mas...

— Nada de 'mas', Tenten! Agora, pode começar... – Ino disse simplesmente, depois de fechar as cortinas e se sentando de frente para a amiga no chão.

— Sabe... Até eu estou ficando curiosa... – Temari disse, se sentando no chão, de frente para ela também.

— Por... Porque você fechou as cortinas, Ino? – Ela perguntou, não conseguindo controlar o nível de vermelhidão que seu rosto tomava.

— Para criar esse clima cômico... - Ino respondeu.

— Pode começar... – Sakura incentivou, empurrando a perna da amiga.

— Eu... Por onde? – Gaguejou.

— Comece do começo, oras... Como foi que vocês foram parar na cama, fazendo... Bem...

— UM BEBÊ! – Temari gritou, completando a frase da amiga loira.

— Aí meu pai... Eu não posso falar isso pra vocês... Eu... – Ela disse, corando mais do que a Hyuuga à sua frente.

— Não tem jeito não, Tenten... Você não vai escapar! – Disse Sakura, fechando os olhos e cruzando os braços.

— Hinata, me ajuda! – Suplicou, olhando para sua única amiga que parecia ainda ter juízo na cabeça.

— Sinto muito, Tenten... Até estou curiosa com essa história... Então desembucha – Ela disse, fazendo as outras rirem e a morena suspirar desesperada.

— Estou perdida...

— COMEÇA! – Temari gritou já impaciente.

— Tudo bem... Deus... Foi um dia como qualquer outro... Eu e o Neji estávamos treinando...

— Hum?

— Aí... Bem... Nós... Resolvemos... MEU PAI EU NÃO SEI O QUE INVENTAR... Ir... Pra... Um... Bem... Sabe... Aquele lugar que... Nos... Er..

— Motel? – Ino perguntou, rindo.

— NÃO! Um bar... Sabe? Onde bebemos! – Ela explicou corando.

— Sempre tem que ter álcool no meio... – Temari comentou decepcionada.

— VOCÊ PERDEU A SUA VIRGINDADE BÊBADA?! – Ino gritou, frustrada.

— NÃO!

— Não? Mas...

— Bem... Foi... Mas eu me lembro de tudo! – Ela comentou por impulso, percebendo, só depois, a besteira que acabara de falar.

— ENTÃO CONTA! – Sakura gritou empolgada.

— Bem... Depois de alguns... Muitos... Drinks... Com vodca... Nós já estávamos... Bem... Vocês sabem...

— Sabemos – Temari disse, despreocupada.

— Sempre soube desse seu lado, sua vadiazinha! – Ino brincou, fazendo a amiga loira lhe jogar uma almofada na cara.

— Continue, Tenten... – Hinata disse, ignorando as loiras.

— Bem... Fomos para o meu apartamento... E... O RESTO VOCÊS PODEM IMAGINAR! – Ela não queria imaginar o resto... Aquilo já era de mais pra coitada... Mas uma vozinha bem no fundo do seu interior lhe dizia que ela não iria sair tão facilmente dessa situação.

— Ô CARAMBA! QUEREMOS DETALHES! – De repente a pequena voz virou um grito, e lhe deu um tapa na cara.

— INO PELO AMOR DE DEUS! EU NÃO VOU TE NARRAR TUDO COM DETALHES!

— VAI SIM!

— NÃO VOU!

— VAI SIM!

— NÃO VOU!

— VAI SIM!

— CALEM A BOCA! – Temari gritou impaciente.

— Conta pra gente... Por favor, Tenten! – Hinata pediu, levemente corada.

— Certo...

— ... “Tenten abrindo e fechando a boca, sem saber o que dizer”.

— ... “Ino dando um sorriso maroto”.

— ... “Hinata vermelha como um tomate”.

— ... “Sakura dando uma risadinha contida”.

— ... “Temari rolando os olhos, cansada de esperar”.

— ... “Tenten decidido olhar o chão na esperança que o assunto morresse”.

— FALA! – Sakura gritou, fazendo a morena pular com o susto.

— Bem...

— Hum?

— Bem...

— Hum?

— Bem...

— Bem...

— SE VOCÊ FALAR 'BEM' MAIS UMA VEZ, VOU ARRANCAR SEUS OLHOS, HYUUGA TENTEN! – Temari gritou, fazendo a menina se encolher.

— Bom...

— TENTEN!

— Certo... Agente entrou no meu apartamento... E estávamos bêbados... AI JEOVÁ! AJUDE-ME! EU NÃO QUERO IMAGINAR O NEJI-KUN FAZENDO AQUELAS COISAS COMIGO!

— Disso a gente já sabe...

— Então... Ficávamos rindo... E se empurrando... PANICO, PANICO, PANICO!

— E aí...?

— Bem...! – A morena gritou, fechando os olhos.

— O QUE?

— Ele me empurrou na parede e me deu aquele beijo de cinema! – Ela repetiu, escondendo o rosto numa almofada – ACHO QUE EU VOU EXPLODIR, NÃO ESTOU SENTINDO MINHAS BOCHECHAS!

— O primeiro movimento! – Sakura disse, animada, empurrando a perna da amiga pra que ela continuasse.

— Depois... As coisas esquentaram... MEU PAI DO CÉU! E SE O NEIJ FICA SABENDO DESSA CONVERSA? EU NUNCA MAIS VOU PODER OLHAS NA CARA DAQUELE MOLEQUE!

— E aí...?

— Bem... Fomos entre os beijos para o quarto... Acho que eu estou meio tonta...

— Hum...?

— Ele me deitou na cama... E foi descendo os beijos... Definitivamente eu estou tonta.. Acho que vou desmaiar... ALGUÉM ME AJUDA!

— Hum...? – Era possível sentir a ansiedade de quarto adolescentes, curiosas a dez quilômetros de distância daquele quarto.

— Ele desabotoou minha saia... Depois subiu novamente e tirou a minha blusa... PARA DE IMAGINAR ESSA CENA, SENHORITA TENTEN OU EU MESMA VOU ARRANCAR OS MEUS OLHOS!

— Ai meu deus...

— Nos beijamos novamente e ele tirou a sua blusa... – Ela murmurou, com o seu rosto, ainda, escondido na almofada.

— Descreva! – Ino pediu, com os olhos brilhando.

— O QUE? – A morena gritou assustada, levantando a cabeça rapidamente e encarando a amiga perplexa.

— Descreva o Neji, oras...

— COMO? EU... É... NÃO!

— FALA LOGO! Eu também sempre quis saber... – Sakura comentou.

— Bem... Ele é musculoso... Bonito... E cheiroso... Isso pelo menos é verdade... Neji é bem cheiroso... Ele cheira a homem pós banho... Sempre que sai do banho... Jeová... AI MEU DEUS, FOCO, Tenten!

-Legal... Mas não estamos falando disse, Tenten... Descreva-o. – Ino disse, sapeca, fazendo Tenten alcançar um nível de vermelhidão, humanamente impossível.

— É CLARO QUE EU NÃO VOU FALAR MERDA NENHUMA SOBRE ISSO! PODERM FAZER O QUE VOCÊS QUISEREM COMIGO! NÃO VOU FALAR!

— Mas...

— ISSO JÁ É PEDIR DEMAIS, INO! – Hinata gritou quase tão corada quanto Tenten.

— Tudo bem... Tudo bem... Continua então...

— Er... Depois ele me beijou de novo e... "A mágica aconteceu"... NÃO VOU CONSEGUIR APAGAR ESSAS IMAGENS DO MEU CEREBRO. ENTÃO POR CULPA DESSAS DEGENERADAS VOU TER QUE VIVER UMA TRISTE VIDA, TRAUMATIZADA, PERTUBADA E...

— Tenten... Posso fazer uma pergunta? – Disse Hinata, curiosa.

— Pode, eu acho... EU VOU ME ARREPENDE, EU VOU ME ARREPENDER, EU VOU ME ARRPENDER! – Tenten berrava mentalmente.

— Doeu? Sabe... Doeu? – Ela perguntou

— Não... SEI LÁ HINATA! Eu estava bêbada... Acho que não, né? – Ela disse, novamente atingindo um ponto humanamente impossível de vermelhidão – Podemos mudar de assunto, agora? PELO AMOR DE DEUS!

— Certo... Acho que já sabemos de tudo... – Sakura comentou pensativa.

— Menos de como ele é...! – Disse Ino, emburrada.

— Isso você pergunta para o Gaara-kun! – Tenten brincou, tentando desesperadamente tirar a atenção de si.

— Falando nisso... Tem uma coisa que eu queria contar pra vocês... – Hinata disse.

— O que, Hina?

— No casamento da Tenten... Vocês terem que arrumar parceiros...

— O QUE?

— Isso mesmo... Como vamos ser as madrinhas, de acordo com as tradições, temos que escolher nossos parceiros...

— O QUE? EU NÃO VOU CHAMAR NENHUM CABEÇUDO PRA IR NUMA FESTINHA IDIOTA! – Temari gritou.

— É o meu casamento, Temari...

— Mesmo assim!

— Esperem! Ou a gente chama alguém, ou a Tenten organiza nossos pares...—

- AH! Assim fica mais fácil! Sakura e Sasuke. Ino e Gaara. Temari e Shikamaru. E Hinata e Naruto, claro.

— Mas...

— Vou mandar os nomes hoje mesmo... Não se preocupem! – Ela disse sorrindo.

— PORQUE EU TENHO QUE FICAR COM AQUELE PREGUIÇOSO CABEÇUDO?

— E EU COM AQUELE PROJETO DE ASSASSINO?

— NA... NA... NA... NA... NARUTO?

— AI! EU TE AMO, TENTEN!

DEPOIS DO ALMOÇO:

— Agora... PRESENTE! PRESENTE! PRESENTE! – A morena gritou, dando pequenos pulinhos, depois que todas elas haviam almoçado e organizado a cozinha.

— Acho melhor agente dar agora mesmo meninas... Senão essa criança não vai dormir à noite! – Hinata brincou, recebendo um aceno afirmativo da morena.

— Tudo bem então... Vamos lá... – Disse Temari, ficando perto das amigas, em volta da caixa.

— Bem... A gente teve que juntar tudo o que tinha pra poder te comprar esse treco! Não sabia que essa joça era tão cara! – Ino brincou, sorrindo.

— É claro que a Hinata teve que pagar 50% do presente, mas...

— É de coração... – Sakura completou a frase da amiga.

— Espero que seja útil... – Disse Hinata.

— Será! – A morena completou, caminhando até o pacote e rasgando o papel de presente.

— Eu... Eu não acredito que vocês me compraram um... – Tenten disse, emocionada, não conseguindo prender aquelas malditas lagrimas.

— É um berço, meu amor... É pro nosso afilhadinho... – Sakura disse, carinhosamente, se abaixando até a amiga.

— Não chore, flor... – Ino disse, fazendo a morena chorar mais ainda. Ela haviam comprado um berço... Um berço para o seu filho... Mas... Mas não havia filho nenhum.

— Tenten... – Hinata sussurrou, abraçando a amiga, fazendo-a soltar um soluço alto.

— O... Obrigada... – Ela murmurou dentro os soluços. Não havia como agradecer aquilo... Mesmo não havendo bebê algum, aquilo tinha lhe significado muito. Tenten se sentia suja... Como ela podia mentir daquele jeito pra suas melhores amigas? Elas tinham lhe dado o presente mais maravilhoso de todos e ela... Bem... Ela...

— Tudo bem, meu amor... A gente comprou com o maior gosto! É pro nosso filhinho também... – Aquilo foi o suficiente.

— CHEGA! – Ela gritou assustando as amigas – Me perdem, por favor... Perdoem-me... Eu não queria ter mentido pra vocês... Eu não queria ter mentindo pra ninguém... Mas era a minha irmã! Eu não podia... Eu não podia... Por favor, eu imploro! ME PERDOEM! – Ela disse rapidamente, chorando compulsivamente. Seu corpo havia se dobrado automaticamente até o chão e seu rosto estava escondi entre suas mãos.

— O que foi, Tenten? – Sakura perguntou desesperada.

— Eu... Eu não estou grávida! – Ela gritou, voltando a chorar desesperadamente.

— O... O que? – Temari murmurou, incrédula.

— Tenten... Você... Tenten VOCÊ ESTA TENTANDO DAR O GOLPE DA BARRIGA? – Ino gritou se afastando da amiga, assim como Temari e Sakura.

— Eu não acredito que você fez isso... – Sakura murmurou, ajoelhando-se e começando a chorar também.

— NÃO! NÃO É NADA DISSO! NEJI SABE DE TUDO! ABSOLUTAMENTE TUDO!

— EU VI O EXAME, TENTEN! VOCÊ ESTÁ GRAVIDA SIM! – A rosada gritou, levando a mão a boca.

— Deixem-me explicar! Por favor! – A morena suplicou, se agarrando a Hinata.

— VOCÊ VAI EXPLICAR ISSO COM CERTEZA! VOCÊ... AGENTE TE COMPROU UM BERÇO TENTEN! UM BERÇO PARA O SE BEBÊ! MAS NÃO TEM BEBÊ NENHUM? O QUE VOCÊ ACHA QUE ESTA FAZENDO? SUA LOUCA! – Temari gritou, se ajoelhando também.

— Espera... Deixem-me explicar, por favor! Por favor! ME ESCUTEM! – Ela suplicou novamente olhando nos olhos da Hinata.

— Vamos nos acalmar! Parem de chorar! Vamos tratar disso como pessoas normais! Você diz que tem uma explicação... E eu acredito em você... Você disse que o Neji sabe de tudo... Então temos que te escutar, para depois de julgar! – Hinata disse se levantando e ajudando a amiga a se levantar também.

— Sente-se no sofá... E vocês se levantem e sentem-se também... Vou buscar água! – A Hyuuga disse, colocando a amiga no sofá e indo até a cozinha.

— Pronto... Agora se explique! – Hinata ordenou, depois que todas tinham se acalmado e bebido água.

— Bem... Há algum tempo atrás eu fui ao médico a pedido da minha irmã, ela não tem convenio e não podia pagar por um médico realmente bom... Ou seja... Ela não tinha consulta pra ir ao seu consultório Sakura... – Ela disse, olhando para a amiga – Então ela me entregou os seus exames e pediu para que eu me passasse por ela, não era uma tarefa difícil... Era só falar os sintomas dela e entregar os exames... Mas quando você que disse que eu estava grávida, fiquei completamente desesperada... A única saída que eu achei foi colocar a culpa no Neji... Não era para as coisas terem ido tão longe... Mas o Hiashi-sama acabou descobrindo e então eu supliquei para que o Neji me ajudasse... Ele não sabia de nada a essa atura... Ele realmente acreditou que eu estava grávida...

— Quando chegamos na sua casa, Hinata, fomos conversar e então eu expliquei tudo pra ele e pedi para que ele continuasse com aquela mentira... Mas foi tudo pela minha irmã... Eu simplesmente NÃO podia deixar ela descobrir que estava grávida por um escândalo...

— Por que você simplesmente não a procurou naquela hora? – Temari perguntou.

— Ela está em missão... Sua volta está prevista para amanhã... À noite...

— O casamento é amanhã à noite! – Disse Hinata.

— Eu sei! A nossa única esperança é que ela chegue antes de "Eu os declaro marido e mulher"... Ou senão... Estamos completamente ferrados! – A morena disse, não conseguindo segurar as lágrimas.

— E se a sua irmã não chegar a tempo, Tenten? – Ino perguntou.

— Ela TEM que chegar... Não há outra opção! – Ela disse alto, tremendo – Vocês acreditam em mim?

— Eu acredito... – Hinata disse sorrindo e abraçando a amiga.

— Eu também... – Sakura disse algum tempo depois, repetindo a ação da Hyuuga.

— Fazer o que, né? – Ino disse, se juntando ao grupo.

— Tenten... Você é a criatura mais louca e irresponsável que há nesse mundo! Você está fingindo uma gravidez e sustentando um casamento fajuto! Você não tem a mínima ideia do que os Hyuugas vão fazer com você quando eles descobrirem... Mas... Eu juro que se eles encostarem um dedo em você, eu corto a cabeça deles fora! – Temari disse, decidida pulando no montinho.

— Agora meninas... Temos que ajudar essa maluca nesse plano... – Sakura disse levantando-se.

— Então vamos começar a se arrumar! – Ino gritou, se levantando num pulo com os olhos brilhando.

— Espera... Tem uma coisa que eu ainda não entendi... – Disse Temari.

— O que, amor? – Tenten perguntou.

— Se não há bebê... Como você inventou tudo aquilo... Da sua grande noite? – Temari perguntou maliciosa, fazendo Tenten corar violentamente.

— Isso é simples, Temari... – Disse Ino – Ela apenas delatou seus desejos mais pervertidos e profundos com o Neji...

— O QUE? NÃO! NÃO! – A morena gritou.

— Vamos meninas!

— NÃO! GENTE! NÃO! NÃO!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...