História Por dentro das muralhas - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Gakuen Babysitter
Personagens Hayato Kamitani, Hiroyuki Inui, Kazuma Mamizuka, Keigo Saikawa, Kirin Kumatsuka, Kotaro Kashima, Maria Inomata, Midori Sawatori, Ryuuichi Kashima, Satoru Kumatsuka, Shizuka Kamitani, Taizou Hebihara, Taka Kamitani, Takuma Mamizuka, Umi Mamizuka, Usaida Yoshihito, Yayoi Kumatsuka, Youko Morinomiya, Yukari Sawatori, Yuki Ushimaru, Yutaka Sawatori
Tags Gakuen Babysitters, Hayato, Kamitani, Kashima, Kotarô, Ryuichi, Taka
Visualizações 2
Palavras 2.473
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Saga, Shoujo-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiie galera, desculpa o atraso, mas estava nas última semana de provas e tive que estudar, mas enfim, já acabou e agora estou de férias ou seja, vou continuar postando ( ou tentando) todo final de semana
Bom boa leitura amores.

Capítulo 3 - Capítulo 2 - A curiosidade


Mais um dia chegava no Reino de Morinomiya , todos se levantavam para mais um dia de trabalho, a qual todos já estavam cansados só de ter que se levantar de manhã cedo, mas a vida tinha que continuar, e era isso que todos os moradores se falavam todos os dias.

Numa casa próxima ao Castelo, kamitani se preparava para mais um dia no Palácio, quando a porta de seu quarto é aberta por sua mãe sem dar aviso.

- Que isso??? Não existe mais privacidade não??

- Ahh moleque, eu te vi pelado a vida toda e ainda fala uma coisa dessas!! Mas enfim, tem um moço lá na sala querendo falar contigo, diz ele que é mensagem da rainha.- diz sra.Kamitani guardando as roupas no armário do filho.

- Ok, diz pra ele que estou indo. - diz colocando o cinto a qual colocava a sua espada.

- Menino , primeiramente eu não sou sua serva não, e segunda eu estou ocupada então vai vc atender!

Depois dessa para Hayato , se retira de seu quarto pra não se estressar logo cedo. Mal ele sabia que seu estresse ia durar pelo dia todo.

Quando chega a sala vê o mordomo da rainha com uma xícara de café na mão que provavelmente foi servida pela sua mãe, se aproximou e o comprimento chamando sua atenção.

- Bom dia sr. Saikawa, algum problema com a rainha. - disse com uma pequena reverência em sinal de respeito.

- Bom dia sr. Kamitani, com a rainha nenhum problema, vim para dar o aviso de que a rainha deixou que você treine seu irmão dentro do castelo, porém tem algumas exigências. Quando ele completar maior idade, deverá entrar imediatamente ao exército, e outra coisa, seu irmão não poderá sobre hipótese nenhuma se aproximar do príncipe, entendido? - disse Saikawa com uma expressão seria de sempre.

- Sim, entendido.

- Ótimo, a rainha pede para que as aulas comecem hoje mesmo antes que ela mude de ideia.

- Quando for para o castelo já o levarei para começar o treinamento.

- Muito bem era só isso, diga a sua mãe que agradeço o café - diz Saikawa com uma reverência se dirigindo a porta acompanhado de Hayato.

- Muito obrigado pela notícia, nos veremos no castelo. - Saikawa saiu da casa dos kamitani e Hayato fechou a porta logo em seguida se virando e vendo sua mãe entrando na sala.

- O que o mordomo da rainha queria com você?- perguntou limpando as mãe no avental que usava.

- Ele disse que a rainha deixou eu treinar o taka no castelo, só tinha duas condições, mas não são lá grandes coisas.

- Nossa, devo admitir , essa velha me surpreendeu, não achei que ela deixaria.

- Mãe, quantas vezes eu tenho que te dizer para parar de chamar ela assim, se alguém ouvir pode te prender, e segundo a rainha pode ser daquele jeito dela, mas no fundo ela é uma boa pessoa- disse Hayato defendendo sua soberana.

- Bom, lá no fundo, mas bem fundo mesmo, bem lá ela deve ser boa mesmo kkkkkkkkkk- caiu na gargalhada a mãe de Kamitani.

- Enfim... Eu vou lá acordar o taka pra ele se arrumar pro seu primeiro dia de treino, espero não perder o meu tempo.

Hayato saiu da sala e foi direto pro quarto do seu irmão que dormia largado na cama como sempre fazia, sua mãe o mimava muito dizia Hayato e tinha medo de não conseguir controlar o seu irmão e acabar levando uma advertência por conta disso, mas tinha pegado a responsabilidade e não podia soltar mais, mesmo que quisesse muito.

- Vamos taka acorde, você tem treino! - disse Hayato abrindo a porta do quarto com muito barulho.

- Não quero... Deixa eu dormir... - disse taka se remexendo na cama com sono.

- Não me interessa isso, só se levanta e troca de roupa para o treino!! AGORA! - disse se retirando e indo tomar seu café da manhã.

- Conseguiu acordar ele??

- Tentei. Mãe , tem certeza que ele precisa treinar agora, eu sei que é bom ele treinar desde cedo, mas ele é muito impulsivo, não ouve as pessoas, como eu vou treinar ele??

- Ele é igualzinho a você, lembro que seu pai quase te matava quando treinava, e outra, você que falou que conseguiria, então não adianta reclamar.

Nesse momento taka aparece já vestido e se senta sem dizer nada e começar a comer o seu café da manhã.

- Taka... Onde está sua educação??

- Como assim?

- Você tem que dar bom dia pra mim e pra mamãe.

- Mas pra mim não é um bom dia, eu acordei cedo e ainda vou ter que treinar...

- Mas isso não é uma coisa que você queira, é uma coisa que deve fazer!

- Então tá, bom dia mãe e Oni -san...

- Muito melhor agora.

Depois do café os irmãos kamitani saíram em direção ao Castelo e por incrível que pareça taka estava muito animado, quando viu os portões do castelo se abrirem um sorriso enorme brotou do seu rosto, não aguentando mais saiu na frente já chamando a atenção dos guardas que não conheciam o menino, mas quando viram o sub comandante correndo atrás do garotinho sabiam que se tratava do irmão a qual o jovem sempre reclamava quando perdia a paciência, e olha que tinha que ser algo realmente sério para o sub comandante Hayato reclamar no horário de trabalho.

Kamitani conseguiu segurar o seu irmão antes que ele entrasse sozinho no Palácio e já deu a primeira bronca do dia. Após isso adentraram ao local e taka não conseguiu esconder a sua surpresa ao ver o quão luxuoso era esta enorme casa que estava. Chegaram a uma sala, mas seu irmão parou antes que entrassem.

- Escuta aqui Taka, eu vou falar com a rainha para agradecer ela, e vc vai ficar aqui e nem ouse entrar aqui e muito menos sair daqui, me entendeu??

- Sim, sim, eu entendi não entrar nessa sala e não sair daqui. Agora pode ir pra treinarmos logo!! - dizia já com sua espada de brinquedo que dizia ser seu amuleto da sorte.

- Ok, nem pense em sair daqui.

Hayato adentrou a sala da rainha a cumprimentando com uma reverência.

- Bom dia minha rainha.

- Bom dia... Então, seu irmão já está aqui??

- Sim senhora, vim lhe agradecer por esse voto de confiança e prometo não decepciona-la, farei meu irmão um dos soldados mais eficazes daqui.

- Espero não me arrepender mesmo, porque não tenho paciência para aguentar crianças não.

- Tudo bem, prometo não causar problemas.

Hayato se retira logo depois de ter feito uma reverência para pedir a permissão de sair. Mas ao sair do grande salão para sua grande surpresa que não era uma surpresa, não encontrou seu irmão, mas logo sentiu um cheiro de pão doce e já sabia onde o irmão estava. Saiu pisando pesado pelos corredores até a cozinha de onde vinha o cheiro, e quando chegou viu uma cena que seu coração não estava preparado pra ver.

Seu irmão estava sentado na cadeira alta sorrindo para Ryuichi que tirava pães doces do forno e estava com o rosto todo sujo de farinha, realmente ele estava fofo demais e deu uma vontade de o abraçar e beijar seu rosto até não conseguir mais, mas se conteve e só adentrou rápido a cozinha.

- Taka!!! O que eu te disse??

- Desculpa oni-san, mas esse cheiro me carregou até aqui, o Ryuichi cozinha muito bem!

- O que eu te falei sobre educação??

- Esta tudo bem sr. Kamitani, ele é uma criança, pode me chamar pelo primeiro nome, igual eu o chamo, não é taka kkkkKKK

- Sim, sim, estão vendo ele é bem mais legal que você... Ahhhhhh- Kamitani havia dado um soco na cabeça do irmão o fazendo chorar.

- Para de dizer essas coisas!! -

Percebeu que Ryuichi ria do outro lado da mesa e Hayato se encantou por aquele sorriso.

- Não precisava ser tão violento, ele não deve ser assim.

- É porque não convive com ele... - falou sussurrando - Enfim, desculpe por ele, ele não sabe ficar no lugar quando do nos mandamos.

- Não precisa de desculpa não, eu adorei a companhia dele, seu irmão é muito engraçado falando de você kkkkKKK

- Taka, o que você estava falando de mim??!?!

- Nada Oni-san, eu só contei aquele dia que vc estava doente e a mamãe teve que te carregar até o chuveiro com esse seu tamanho todo.

- Takaaaa!!!!!!

- KkkkKKK não precisa se sentir envergonhado não, essas coisas acontecem kkkkkk

Hayato havia ficado todo vermelho com a história recém lembrada, e ainda mais por ser contada para um cara que não-acreditava-estar -apaixonado-mas-tudo-indicava-que-sim. Porém sente uma mão no seu ombro que faz seu coração quase sair do seu peito.

- Já disse que não precisa se envergonhar, afinal ele é uma criança, crianças falam demais. - Ryuichi deu um sorriso para o mais alto e se afastou voltando para o forno, Hayato não queria mais acabou dando uma olhada para o cozinheiro e viu o quanto ele era bonito tanto de rosto como de corpo, mesmo ele sendo um homem, mais o atraia muito.

Ryuichi percebeu o olhar direcionado a ele e adorou aquilo mais não fez nada para não mostrar que estava percebendo.

Depois daquilo Hayato se despediu e chamou taka para começarem o treino, mas ainda na cozinha:

- Caraca em, já está conhecendo o cunhado - disse Maria zoando Kashima enquanto entrava na cozinha com os outros ingredientes pro café da manhã.

- O irmão dele é muito fofo, e o melhor, eu conversei com o kamitani!!!!

- Sério, e ai como foi??

- Aiii eu to surtando, ele ficou envergonhado por causa de uma história que o irmão contou e ai eu o acalmei e quando eu virei ele ficou me olhando!!! Mas eu vi que ele estava me olhando de uma maneira diferente, sabe diferente...

- Com desejo?

- Cala a boca Maria!!!! Não se fala essas coisas!

- Ué, mas eu só falei a verdade , então eu acho que ele é afim de você.

- Mas não posso, nada no mundo permitiria isso, mas acho que se rolasse não seria muito ruim não...

- Eu sabia que você pensava assim kkkkkkkk mas enfim quando rolar me avisa pra me contar os detalhes!!

- Eu vou te contar sim Kkkkk ai gente eu to me sentindo uma puta.

- E por falar em puta...

Nesse momento chega yuki ushimaru na cozinha com as roupas de cama dos quartos.

- B-bom dia ryuichi, bom dia Maria.

- Querida, é Kashima e Inomata para você - disse Maria com certo desprezo no olhar.

- Me desculpe, já estou me retirando.

Yuki saiu deixando os dois sozinhos novamente.

- Achei que ia defender ela, estava até esperando pra tacar essa panela na sua cabeça.

- Depois do que eu soube dela, não a defendo mais.

- Ainda bem, porque você sabe que ela gosta de você, mas não quis ficar contigo por causa do príncipe.

- Eu sei, e quando ela falou isso a esposa dele sou bem de tudo.

- Ainda tem a cara de pau de dizer que ele ia largar a esposa pra ficar com ela...

- Verdade, mas enfim vou levar o café do pequeno e já volto.

-Mas vê se não demora enquanto estiver passando pelo campo de treino kkkkkkk

- Palhaça kkkkkk

Ryuichi saiu da cozinha e se dirigiu ao quarto do príncipe, antes passando pelo campo de treinamento vendo algo que seu coração não ia aguentar.

Hayato havia tirado a camisa porque estava calor e era mais fácil de treinar, mas Ryuichi não conseguiu não olhar para ele, como ele era lindo, com um corpo desse não tinha como não olhar e o achar incrivelmente lindo, suas pernas balançaram e sabia que se continuasse ali não responderia por seus atos, mas quando estava saindo seu nome foi chamado por aquela voz seu corpo paralisou na hora.

- Sr. Kashima, gostaria de saber se tem algo que possamos beber na cozinha?

- Tem sim, é só pedir pros cozinheiros lá, mas antes... Tem meninas lá e... Seria bom se vc... B-botasse a...

- Ah sim, a camisa, tudo bem, taka! Minha camiseta. Enfim , obrigado e desculpa o incômodo.

- Não, que isso, incomodo nenhum, imagina...

- Oni-san, sua camisa. Ryui, pra quem é essa comida??

- Taka! Pare de ser enxerido!!

- Não, esta tudo bem, eu vou levar para o príncipe.

- Tem mais um príncipe aqui, achei que o único que tinha morreu.

Hayato deu um soco na cabeça do irmão.

- Não é esse príncipe, é o filho dele, vocês devem ter a mesma idade.

- Ata entendi, eu posso brincar com ele?

Ryuichi e Hayato se olharam e acabou que os dois responderam juntos.

- Não!

- Porque não?

- Não interessa, só não pode pronto e acabou, e não ouse discordar de mim!! Vamos logo e deixe o Kashima em paz.

- Mas foi você que puxou assunto com ele - disse sussurrando.

Os irmãos kamitani saíram de la e foram pra cozinha e Ryuichi se dirigiu ao quarto de kotaro que pra sua surpresa encontrou o menino na frente da grande janela de seu quarto.

- Kotaro, o que você está olhando ??

Kotaro apontou pra baixo e Kashima viu os irmãos voltando a treinar.

- Criança.

Disse kotaro admirado com o novo ser que estava presente no campo.

- Sim, é o irmão do sub-comandante, ele está treinando pra virar um soldado para proteger você e o Reino no futuro.

- Nome?

- O nome dele é taka, você vai ver ele muito aqui no castelo.

Kotaro não parava de olhar para a criança chamada taka que estava tão feliz em treinar, enquanto ele se admirava ainda mais até ficar vermelho e sair correndo da janela.

- O que houve?? - Ryuichi foi até a janela e viu taka olhando de volta e deu um aceno de mão pro menino que também respondeu.

- Não se envergonhe, ele só olhou de volta, vai que vocês no futuro não virem amigos.

- Amigos...

Depois disso taka ainda olhava para a janela na esperança de ver o menino loiro que estava o olhando e que era tão fofo.

- Taka se concentre no treino.

- Desculpa só fiquei curioso, ele nunca saiu do quarto.

- Não sei, talvez tenha saído quando pequeno mas agora ele não saí mais. Então, volte para o treino.

Mesmo depois do treino, taka ainda pensava no príncipe loiro que viu, realmente ele queria conhecer o agora, mesmo seu irmão dizendo que não. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capítulo com algumas coisinhas a mais kkkkkkkk enfim obrigado por lerem e até o próximo
Bye bye!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...