História Por Detrás De Um Olhar - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Aldebaran de Touro, Camus de Aquário, Hilda de Polaris, Hyoga de Cisne, Ichi de Hidra, Ikki de Fênix, Jabu de Unicórnio, June de Camaleão, Kanon de Gêmeos, Miro de Escorpião, Mu de Áries, Nachi de Lobo, Saga de Gêmeos, Saori Kido (Athena), Shaka de Virgem, Shun de Andrômeda, Shura de Capricórnio, Sorento de Sirene, Thetis de Sereia, Titan
Tags Amizade, Amor, Bullying, Família, Hyoga, Preconceito, Redenção, Segredos, Shun
Visualizações 33
Palavras 2.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus queridos leitores a carinhosa companhia de vocês me faz muito feliz e agradeço muito por ela,a demora foi falta de inspiração mais tomara que este capítulo de hoje agrade à vocês imagem da web
Boa Leitura

Capítulo 11 - Vínculos


Fanfic / Fanfiction Por Detrás De Um Olhar - Capítulo 11 - Vínculos

_então foi isso.. muito obrigado Ikki por não deixar o nosso pai se sentir sozinho hoje

_até que não foi ruim não, e o bolo de laranja que ele fez para a gente hoje, foi simplesmente sensacional, divino, comi mais da metade

_sozinho?... seu esfomeado, eu sinceramente não entendo como é que você come tanto e não engorda

_é sorte Shun..

eles riem cúmplices

_meu pai...ele não me impôs sua vontade, não se queixou de nada,como não amar um ser humano desses Ikki? como?

_Shun...

_não há ninguém no mundo que eu ame mais do que ao meu pai e a você Ikki

_que declaração melosa foi essa Shun ,argh!

_ah Ikki...

_oi meus meninos o nosso jantar já está servido

o virginiano se ergue do sofá e estreita o seu genitor num caloroso amplexo, dizendo em meio a um resplandecente sorriso

_eu já disse hoje que eu te amo pai?

num tom brincalhão Saga diz

_não... sei...é acho que disse..

_eu digo de novo então..

eles se afastam do abraço

_eu sou, mesmo muito abençoado pelos deuses ,tendo vocês dois como meus filhos

_eu estou com fome!

diz o leonino sôfrego

_mais já Ikki?...

se diverte o virginiano

_então vamos antes que a comida esfrie

_sim pai

_até que enfim!

o circunspecto ruivo está folheando um livro qualquer, acomodado no amplo e confortável sofá bege da sua sala de estar,quando ouve passos próximos, firmes

_Hyoga é você?

_sim tio Camus cheguei

olhando o sobrinho atentamente o francês indaga

_hoje você chegou cedo Hyoga, por que?

_o senhor não gostou disso tio?

_eu não disse isso... com qual dos seus... extravagantes amigos você saiu hoje?

_com nenhum deles tio,o meu passeio de hoje, foi com outro garoto lá da escola

_é sério?

_sim.. eu..e ele fizemos um... passeio diferente dos que eu costumo fazer com a minha turma preferida...e,até que não foi ruim...

percebendo logo após uns segundos de silêncio que o seu sobrinho não quer minuciar sobre o tema ,e não querendo ser invasivo ou curioso, Camus propositadamente muda de assunto

_você já jantou Hyoga?

_não tio...

_ok,eu vou mandar a Thétis preparar algo para nós

_perfeito

Na manhã seguinte, nas dependências do colégio Estrela do Norte, um belo rapaz de orbes esmeraldas se acha muito feliz, o seu contentamento quase não cabe em si,o dia anterior lhe fora muito ditoso, e apenas um nome, ressoa alto, cada vez mais forte em sua mente

...Hyoga... Hyoga..

a amiga do castanho percebe o estado de espírito do virginiano e interpela

_aconteceu alguma coisa legal contigo por esses dias Shun?você me parece mais feliz hoje...

_não June,não aconteceu nada de diferente

_bem,você devia ficar assim feliz mais vezes... te deixa mais bonito

_eu...obrigado June

responde Shun encabulado,porém a radiante alegria do jovem de olhos verdes se transforma em dúvida ,quando na saída da sala  de aula para o almoço, o aquariano passou junto dos seus parceiros rente ao castanho, e sequer se dignou a lhe dirigir um mísero olhar, tentando ignorar isto o japonês adentrou no espaçoso refeitório da escola, e logo na sequência tem o desprazer de escutar as debochadas e desagradáveis frases de Jabu à seu respeito

_oi Shane..Shane..vejam meus amigos que graça a garotinha idiota,resolveu nos honrar com a sua tola presença...

_Shane essa foi boa Jabu

diz Nachi galhofeiro

_nossa.. olhem eu tenho um patético cabelinho castanho... ai como eu sou ridículo... idiotinha

as risadas aumentam de intensidade, o filho mais novo de Saga sente o chão sumir sob os seus pés, e uma dor aguda invadir o seu coração, contudo a sua maior decepção, é perceber que o moço loiro, o Hyoga que está sentado bem perto do difamador escorpiano, não faz nada para calar o seu inconveniente amigo, e parece mesmo não se importar com o que está havendo alí

_vai chorar amiguinha ?fica assim não...

diz Jabu com falsa piedade

_mai tú hein Jabu

comenta o canceriano

_você é vergonhoso Shun.. Shane

_você... você é um babaca Jabu

o sensível virginiano saiu correndo do local, para ocultar dos outros as suas lágrimas quentes e teimosas, antes mesmo de consumir qualquer alimento,ele só queria distância daquilo tudo,magoado o filho mais novo de Saga se assenta em baixo de uma árvore alta,com as suas delicadas costas apoiadas ao tronco grosso, acolhedor, o pranto flui de seu rosto angelical.. mais uma humilhação pública, mais algumas palavras más para lhe machucar, até quando teria que aguentar tudo isso? se sentir tão pequeno, em meio a tantas pessoas... o jovem de virgem pressente alguém se aproximar da onde ele está, e procura enxugar com as palmas das mãos, as gotas salinas que caem sobre a sua face,só podia ser a bondosa June,não obstante um timbre rouco se pronuncia, e a tez branca do mais novo se arrepia no ato

_Shun..

_o que você quer aqui Hyoga?

pergunta o irmão de Ikki ao erguer sua cabeça

_eu vim te trazer essa maçã, a alimentação regular é muito importante sabia?

_até parece que você se importa de fato comigo

diz o virginiano baixinho

_como?

_volta para a tua turma preferida Hyoga, não será bom para a sua fama de popular ser visto perto de mim

o jovem de olhos esmeraldinos se levanta do chão e faz menção de se afastar do aquariano

_eu não ligo,dane-se a minha fama de popular

_o que?

_Shun, eu vi os seus olhos vermelhos, você estava chorando?

tal afirmativa detém de vez os passos do castanho, e ele diz melancólico

_isso não faz diferença, aonde eu estou sou apenas motivo de riso para todos ao meu redor, isso cansa...

_isso não é verdade

_ah não... até você riu de mim junto do seu amiguinho Jabu

aparentando raiva na sua voz rouca o russo indaga

_em que momento você me viu rindo de você Shun? me fala...

o irmão de Ikki pensou na pergunta do loiro e não achou o que responder, será que ele tava sendo injusto com o rapaz que ele ama em segredo?

_eu...

_não acuse sem convicção, se você tivesse ficado só mais um segundo lá no refeitório, teria visto que eu repreendi, o Jabu pelas tolas palavras que ele te disse, deixando bem claro que ele estava errado..

_Hyoga eu...

_se você não confia na minha sinceridade, no meu caráter, a sua pretensa amizade, não me serve Shun... com licença

o jovem de aquário vira seu corpo atlético prestes a partir, ansioso Shun chama

_espera Hyoga

o sobrinho de Camus volve o seu rosto na direção do castanho e diz

_o que você quer Shun?

_eu...eu confio em você Hyoga, muito mais do que você imagina e...

por muito pouco ao término dessa frase, o filho mais novo de Saga não se declarou para o aquariano, porém o receio de ouvir um dorido não de Hyoga, ou de ganhar o desprezo dele, freou-lhe o ímpeto antes mesmo do nascedouro

_você ainda está irritado comigo Shun?

pergunta o aquariano muito sério se aproximando novamente do outro

_eu nunca estive irritado com você Hyoga, eu só tava triste...

_então, neste caso aceite a maçã que eu te trouxe

pegando a fruta grande e bem vermelhinha e a comendo rápido e com vontade o castanho agradece

_valeu mesmo, Hyoga

num tom de voz imponente o sobrinho de Camus fala para o virginiano

_jovem Lyrios, eu vou te dar um conselho e espero que você me ouça, não demonstre fraqueza diante dos outros, podem usar isto contra ti

_mais eu...

diz o garoto após terminar a fruta

_eu não estou dizendo para você ser falso,que a sua sensibilidade seja um defeito não é isso, mais só mostre a essência do seu ser à poucas pessoas, à aquelas que te pareçam dignas de te conhecer plenamente, de ter a tua confiança e estima, e bem..eu espero muito ser uma dessas pessoas

_Hyoga eu...

começa o menor inseguro,num tom imperativo como quem transmite uma ordem o moço loiro exclama

_ignore as piadas do Jabu!não permita que elas te afetem mais

_mais é que...

_nada do que foi dito por ele simboliza a verdade Shun

_não? eu não sou vergonhoso?

alisando a face suave de Shun com os dedos da sua mão direita Hyoga responde

_mais é claro que não é, eu estou aqui não estou?

_sim está...

tendo o outro tão próximo de si, e o olhar fulgurante de Hyoga fixo no seu, Shun pensa que a qualquer momento poderá ser beijado pelo loiro, todavia o aquariano se afasta e diz inexpressivo

_até o fim dessa semana você vai estudar comigo, não vai?

_cla-cla-claro te ajudo sim

devolve o japonês agitado se culpando pela peça que a sua imaginação lhe pregou,é óbvio que o Hyoga jamais iria querer lhe beijar, infelizmente...

_o Jabu não vai mais te incomodar eu garanto

_mais..

_você vai se queixar dele à direção da escola? pensa com prudência antes de responder..

_não... eu.. eu não pensei nisso..

_você é um bom garoto, enfim,eu vou voltar para a classe, até daqui a pouco Shun..

_eu posso te fazer uma pergunta?

exclama ligeiro o castanho antes que possa se arrepender

_depende

diz o russo já impaciente

_Hyoga porque você anda com aqueles rapazes, eles parecem... ter má índole?

_eles não são assim jovem Lyrios ,se imponha Shun ,e eles se tornarão pessoas legais para você também, e vínculos antigos não se quebram, se renovam...

_você tem um vínculo com eles?

questiona o jovem de olhos verdes disfarçando o tímido ciúme que experimentou ao escutar as últimas palavras do moço loiro sobre a sua'turma preferida'

_bem...podemos dizer que sim

_entendo ..

_mais nós podemos construir o nosso próprio vínculo jovem Lyrios, com o tempo evidentemente..

_podemos?

_claro. vamos programar o nosso próximo passeio para quando Shun?

levemente surpreso Shun responde

_eu...eu não sei...

_porquê?

_é que... eu preciso de permissão para sair da minha residência, e ainda não a tenho

puxando um dos mais modernos smartphones pretos  do mercado,do bolso direito, da calça social do seu uniforme escolar o russo fala rolando os seus marcantes olhos celestes

_me passa o número do seu celular Shun

_é que..

nos intervalos entre as aulas e as refeições os estudantes do Estrela do Norte tem a autorização formal da diretoria, para portar aparelhos eletrônicos nos espaços comuns da escola, o castanho ciente disso está com o seu humilde telefone guardado no bolso esquerdo da sua camisa social branca, contudo sutilmente envergonhado, quanto a simplicidade do mesmo, e temendo uma crítica mordaz quanto a isso, ele disfarça

_...o celular não tá aqui comigo agora

_mais nem o número você sabe de cor?

interpela o loiro incrédulo

_eu ...

_não precisa temer por desdém telefônico, eu não vou mostrar o teu contato para ninguém... palavra! -passando o objeto para a mão direita pequenina do mais novo o russo diz _põe o número aí no meu smartphone em seguida eu salvo, ok?

_tá

mesmo hesitante Shun obedece

_amanhã ou depois eu te ligo para saber quando você vai poder andar comigo novamente, entendido? "não poder passear livremente.. é sério isso produção?..ridículo, é nisso que dá lidar com pirralhos aff!"

_tá... tá tudo bem

o virginiano devolve o aparelho para o aquariano, e antes que qualquer nova palavra possa ser emitida pelos dois rapazes, uma terceira pessoa fala

_príncipe Lac..

_oi Ichi

interrompe o sobrinho de Camus

_enfim eu te achei cara,e à propósito, você está outra vez perto desse... menino aí...

um austero olhar de viés do Hyoga, pôs controle no fim da frase do platinado, evitando assim uma possível injúria contra o japonês... enlaçando o braço direito de Ichi ao seu esquerdo o russo provoca

_e daí por acaso, você está com ciúme de mim Ichi é isso?

_sai fora pô!e eu vou lá ter ciúme de outro macho

_sei...sei

diz Hyoga cínico

_para tá... e a Maritza quer falar com você

_a Maritza é?hum vamos logo que o tempo é curto hein

lampeiros os dois colegas desaparecem das vistas do virginiano, mesmo que as palavras ditas pelo escorpiano pouco tempo antes,ainda estejam doendo um pouquinho no seu inocente coração, um sorriso mínimo se insinua em seu rosto ingênuo, a sua provável amizade com o russo, está evoluindo até mais rápido do que o jovem de virgem esperava, se tornando uma incrível realidade, o aquariano sair sem se despedir dele,foi para o pequeno mero detalhe sem valor, muito mais importante para o filho mais novo de Saga, foi que o Hyoga o defendeu diante dos seus esnobes amigos, e isso significa que o aquariano sente algo especial por ele, uma singular afeição, será que é muita pretensão deduzir isto?.. que a amizade sincera do loiro que Shun tanto sonha ter está ao alcance das suas mimosas mãos... em breve ele vai ter o contato pessoal do Hyoga, algo que ele nunca cogitou possuir.. e evidente a expectativa de um novo e delicioso encontro existe é palpável, certamente será um novo sonho ,é o genuíno desejo do virginiano

agradecendo aos deuses o jovem de virgem pensa

"_meu amado Hyoga...como tú és belo... apesar das novas piadinhas de mau gosto, eu estou feliz por estar aqui, nesse lugar, eu encontrei um forte e incomensurável amor,um motivo para sorrir,um vínculo para o meu coração, que olhos lindos ele tem.. vou amá-lo em silêncio, mais com toda a minha alma, mais agradeço de novo pelo simples fato de ter te conhecido.. Hyoga"

o jovem de virgem após encerrar o seu agradecimento e respirar profundamente, toma coragem e retorna ao interior do prédio



Continua


Notas Finais


Será que o loiro já está apaixonado?
apenas sendo simpático? sendo mais humano?...
e essa turma preferida hein ?
eu amei escrever esse capítulo e tomara que vocês tenham gostado dele, e aguardem ainda há muito a acontecer...
No mais beijos carinhosos pra todos vocês e até bem breve


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...