1. Spirit Fanfics >
  2. ...Pôr do Sol... >
  3. ...Pôr do Sol...(1 capítulo)

História ...Pôr do Sol... - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Bem, a foto da capa eu tirei com o meu celular, subi no muro e pensei:
Garai, olha que céu bonito..... vô tira foto
E num é que deu como uma ótima capa hehe

Capítulo 1 - ...Pôr do Sol...(1 capítulo)


Fanfic / Fanfiction ...Pôr do Sol... - Capítulo 1 - ...Pôr do Sol...(1 capítulo)

Sentir o vento em seus cabelos, o barulho das águas do mar eram maravilhosa de se escutar, o brilho do pôr do Sol em seu rosto o deixava calmo, amava sentir tudo aquilo, adorava ouvir as risadas de seus maridos que riam atrás de si. Por causa deles, o seu sorriso nasceu denovo como o nascer do Sol, adorava eles....quer dizer, amava na verdade, adorava todas as noites que dormiam e davam carinhos um no outro, adorava quando ficavam consigo nos momentos difíceis, amava todos os dias que eles estão consigo.

Pode ser um ômega raro, um lúpus, é assediado mesmo perto deles, mais os mesmos o protegiam como tudo, ele é a jóia mais preciosa deles, é o tesouro que nunca vão soltar ou dar, ele é deles e só, seu coração batia tão rápido quando escutava o "Eu te amo" deles dois, o abraço, os carinhos e todo o cuidado que tinham por ele. Agora estava parado, com os pés na água, a luz em seus olhos vermelhos carmin, e em seus cabelos loiros marfim, tudo nele era tão bonito, por isso tantos alfas tinham interesse nele, mais os seus tinham tantos ciúmes, seu esverdeado passava quase o tempo todo consigo preocupado e protetor, ficava o acompanhando em casa, o bicolor era a mesma coisa, só que ele trabalhava para os sustentarem. 

Sua mãe o obrigou a se casar com eles, mesmo não os conhecendo, mais acabou por se apaixonar em apenas segundos após os verem, eles foram difíceis de se conquistar, eram rudes, bravos e poderosos, os feromônios deles davam medo em qualquer um, mais quando soltavam perto de Katsuki ele se sentia seguro, oque conquistou o coração dos alfas pois todos que chegavam perto fugiam, mas Katsuki apenas chegava mais perto quando ficavam próximos do loiro. Sempre que viam o sorriso do ômega lúpus os corações deles se derreteram por completo, derrubando a parede que tinha entre eles, deixando o menor entrar e sempre, sempre ficar ao lado deles.

Katsuki se virou dando de cara com dois alfas o encarando, riu quando viu eles com os olhos esbugalhados, era engraçado, sorrio para eles os vendo corar, seu sorriso era tão bonito, encantava qualquer um que via, viu eles se aproximar e cada um o abraçar por um lado, retribuiu enquanto sorria de leve com os olhos fechados, seu coração batia tão rápido, parecia que iria sair de seu corpo, sempre que faziam isso seu coração ficava desse jeito.

Pegou na mão deles saindo da praia e voltando para sua casa, tinha que voltar pois infelizmente o Pôr do Sol não dura por muito tempo, sentiu eles começarem a andar de seu lado e sorriu de leve, era tão bom ter eles perto de si, o sorriso deles o deixava com o sentimento de borboletas no estômago, agitadas voando rápidamente...

.

.

.

.

.

Chegou em casa super cansado por causa de tudo que andou, era um pouco longe sua casa com a praia, sentiu ser beijado pelas costas e riu, olhou pra trás vendo Todoroki sorrindo para si.

- está tudo bem meu amor? Está mais quieto ultimamente - Todoroki se aproxima me abraçando olhando em meus olhos

- claro que estou, só estive pensando em algo - falo sorrindo o olhando calmamente

- e oque o senhor esteve pensando? - Izuku o abraça por trás enquanto beijava o topo de sua cabeça

- nada demais que possa os preocupar, só foram coisas que aconteceram comigo e com minha mãe - fala sentindo um carinho em seus cabelos loiros marfim

Sábia que o cio de seus alfas estava próximo, oque iria dificultar as coisas pois os mais velhos tinham medo de o machucar porque era pequeno, o ômega só chegava até os peitoral dos alfas, então era de se preocupar de fazer a torre Eiffel (penetrar dois paus no ômega ao mesmo tempo) queriam que a primeira vez do menor fosse especial e calma, e não por um cio selvagem de dois alfas ao mesmo tempo.

Katsuki olhou para os dois confuso por estarem se olhando nervosos, o menor ia perguntar algo mais a campainha é tocada, chamando a atenção dos alfas e fazendo Katsuki se preocupar, mais logo parou ao sentir um familiar cheiro...

Sua mãe estava aqui...

Ficou com medo e viu os maiores fazerem sinal para ficar em silêncio

- Kacchan - sussurra - segure o seu cheiro, respire fundo e segure o máximo que conseguir - falou baixinho perto do ouvido do ômega

- suba e fique no quarto, vamos tentar distrair ela - Todoroki falou beijando sua testa e soltando o mesmo do abraço

Fez oque eles falaram e subiu sem fazer barulho algum, entrou em seu quarto e fechou a porta, escutou a voz de sua mãe lá embaixo e tremeu, fechando os olhos com força sentindo eles marejados por medo dela sentir seu cheiro, haviam se passado algumas horas até escutar passos vindo pra cá, tampou sua boca tremendo imaginando ser ela mais logo a porta é aberta revelando ser o Izuku. O maior se aproxima o pegando no colo e acariciando seus cabelos para que ele se acalmasse, o alfa conseguiu sentir o cheiro de medo do ômega enquanto subia as escadas, a loira já foi embora, ela só queria conversar com seu filho sobre eum assunto estranho, aquilo deixou os alfas espantados ao saberem oque era.

Quando estavam na sala...

- Sra. Bakugou oque faz aqui? - Todoroki tinha os braços cruzados olhando para ela sério já que sábia perfeitamente oque a mais velha fazia com o seu loiro

- vim ver o meu filho, quero falar um assunto importante com ele - a mais velha estava com a mesma expressão que o bicolor

- E que assunto seria esse? Somos os maridos do Katsuki, também temos obrigação de saber oque é - Izuku falava com um leve tom de raiva vendo a mais velha colocar as mãos na cintura e os olhar puta

- bem, se querem saber mesmo não vou impedir de contar, então, meu filho se casou com vcs por erro, o mesmo deveria ter se casado com meu querido Tomura, cometi algo horrível então vcs vão ter que pedir divórcio para o mesmo, e deixar o Katsuki se casar com ele - a mais velha deixou seus feromônios a solta mais não foi o suficiente para fazer os alfas a obedecerem

- nunca vamos largar o Kacchan, então, se não se importa, SAI DA NOSSA CASA AGORA - Izuku estava mais alterado que Todoroki, por isso seus feromônios estavam mais fortes fazendo com que a mais velha andasse para trás e saísse da casa deles pisando duro no chão

Os dois se olharam e soltaram um suspiro aliviado ao ver que ela foi embora, Izuku se virou indo para o quarto e entrando no mesmo vendo o menor encolhido tremendo de medo enquanto seus olhos estava marejados, o pegou no colo e fico se balançando para acalmar o menor por um tempo...

Agora...

Katsuki se acalmava aos poucos e em alguns minutos estava bem, sem medo algum, apenas ficou aproveitando o colo de seu amado, sentiu outra presença se aproximar e grudar em suas costas, abraçando ele, sorriu ao saber que pelo aroma de morango no ar já falava que era Todoroki, o cheiro de caramelo de Katsuki se minsturava com o cheiro de menta do Izuku e de morango do Shouto, se aconchegou enquanto um sorriso aparecia em seu rosto, eles eram os únicos que o acalmavam, principalmente quando sua mãe vinha.

- oque ela queria dessa vez? - perguntava o menor sentindo um carinho em seu braço e ou em seus cabelos

- nada demais meu amor - sentiu um beijo em sua nuca o fazendo se arrepiar

Ainda não o deram as marcas por medo de o machucar, por isso ficava irritado algumas vezes com eles mais não por muito tempo, porque era impossível conseguir ficar bravo com esses dois alfas super protetores e carinhosos. O menor beijou Izuku e logo foi Todoroki, deu um tapinha leve no braço do esverdeado para ele o soltar

- estou bem agora, podem me soltar - o menor estava na verdade feliz por eles estarem com ele até nos momentos difíceis

- uhm! Ok - desceu o ômega o deixando de pé

- eu vou tomar um banho - sorri para os dois - eu amo vcs -

Os maiores viram ele ir em direção do banheiro e logo fechando a porta os deixando sozinhos, eles dois encararam o chão sérios.

- quando vamos contar pra ele que nosso cio está perto, vc sabe que só falta dois dias né - Izuku falou olhando para Todoroki que retribui o olhar

- sim eu sei...bem...vamos ter que contar hoje pro mesmo, porque se demorarmos, podemos acabar atacando ele - falava o alfa bicolor preocupado

- vamos esperar ele sair do banho para podermos contar - o esverdeado estava mais preocupado ainda pois o menor poderia desmaiar de tanto que os feromônios no cio deles vão se soltar

Esperaram um tempo e logo viram o menor saindo com a toalha enrolada pelo corpo, foram abaixando o olhar e ficaram olhando para as coxas do mesmo, Katsuki cora e tenta tampar da visão dos alfas, ele sente o aroma de preocupação e se aproxima.

- aconteceu algo? - falava tocando no rosto dos dois e fazendo um leve carinho no local

- B-Bem...a gente q-queria contar algo - Izuku coçou a nuca olhando para o lado

- e oque é? - viram o olhar curioso do menor

- bom....nosso cio vai começar...daqui - não conseguiu terminar de falar pois foi interrompido

- daqui dois dias não é - o loiro terminou a fala do bicolor os olhando - dá pra sentir pelo cheiro de vcs, está ficando mais forte e óbvio - Katsuki viu eles tremerem e os abraçou beijando cada um

O loiro logo se afastou e foi no closet ir se vestir, Shouto e Izuku se olharam e logo abaixaram os olhares para baixo vendo uma enorme ereção ali, riram nervosos porque as coxas do menor havia excitado eles de um jeito incrível, os dois alfas foram tomar banho e se aliviar pois não queriam ser pegos duros pelo ômega.

Katsuki se vestiu calmamente e voltou pro quarto, se deitou na cama se cobrindo e logo ficou mexendo nas suas mãos, olhando para elas e riu, elas eram pequenas e fofas, gostava delas, acabou bocejando e foi fechando os olhos lentamente até chegar no ponto que o fez dormir que nem um bebezinho fofinho.

Shouto saiu do banheiro e Izuku entrou no quarto já tomado banho e vestido, olharam para a cama e viram o menor dormindo calmamente, Izuku se aproxima deitando junto do mesmo e o abraçando, Shouto se vestiu rápidamente e foi junto abraçando Katsuki também, beijaram a cabeça dele e foram fechando os olhos, até que os dois dormiram...



Nada vai separar meus queridos, porque eu vou os proteger...


Notas Finais


Hey, eae cambada, se vc chegou até aqui é porque leu tudo né, espero que tenha gostado e bem, vou continuar o mais rápido o possível.
Beijos e até mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...