História Por Elas 2ª Temporada - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Visualizações 66
Palavras 1.571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 34 - 34


Lauren.

Acordei com a cabeça explodindo de tanta dor, um peso sobre meu corpo e uma música no fundo. Quem coloca música uma hora dessa? Abri meus olhos não vendo nada, me virei para sair de quem fosse que estava sobre meu corpo e bati em algo. Passei minha mão sentindo um segundo corpo. Meu Deus, que merda eu fiz?

Me levantei para ligar a luz e tomei um susto. Dinah e Normani estavam deitadas na minha cama, cada uma de um lado e o pior, elas estavam com as costas nua e um lençol cobrindo elas pela cintura. Me olhei e quase tive um treco, eu estava sem nada.

- Dinah? - Ela nem se mexeu. Confesso que estava preocupada com a resposta que eu queria. - Normani? Caralho, acorda vocês duas.

- O que foi, porra? - A voz da Dinah saiu baixa pelo fato de estar com a cara socada no meu travesseiro.

- O que aconteceu aqui? - Procurei pela minha roupa, pegando uma camiseta da Dinah que eu nem sabia o que estava fazendo no meu quarto.

- Não lembra? - Normani perguntou se virando para mim, cobrindo seu corpo e eu neguei. - Que pena, foi incrível, Laur.

- O que foi incrível? Acho que não estou entendendo nada. Já podem me falar porque vocês duas dormiram aqui e ainda sem roupa. Eu estou sem roupa.

- Transamos, Lauren. Você, Normani e eu. Isso que aconteceu. Agora para de falar e me deixa dormir

- Calma aí. - Meus olhos foram de uma para a outra, totalmente incrédula. -Como assim transamos? Nós três?

- Transando ué. Três mulheres fazendo sexo. Usamos dedos, línguas e nossas três...

- Não termina. Eu sei como se transa, Dinah. Eu só quero saber como acabando assim, aqui. Puta merda. - Passei as mãos em meu cabelo, deixando ele todo para trás.

- Qual é a última coisa que se lembra? - Normani pegou uma blusa de frio que eu sabia que era da Dinah e vestiu. - Então, Lauren? Do que se lembra?

- Lembro de vocês duas sumindo no meio de todo mundo. Depois a Liza apareceu e nos beijamos...

- Espera aí. - Dinah se levantou pegando outra blusa de frio e eu nem sabia que tinha tanta blusa na minha cama. Vestiu sem deixar de me olhar. - Você pegou a Liza? Sério?

- Vocês queriam saber do que me lembro. Eu me lembro disso, depois fui dançar com ela e enchi a cara. Não lembro de mais nada.

- Ok, acabou a brincadeira. - Normani se levantou mostrando que estava de short e não completamente nua como eu estava imaginando. - Que decepção, Lauren.

- Decepção? Que brincadeira? De qual brincadeira está falando que eu não sei?

- Vou te contar. - Normani sorriu negando com a cabeça. - Depois que Dinah e eu voltamos, você estava dançando como todo mundo, mais bêbada que tudo. Decidimos que já era hora de voltar, o dia já estava clareando e você já não estava mais em condições de beber nem mais um copo.

- Pedimos um táxi e voltamos para cá. Te coloquei no chuveiro e quando você saiu, não quis colocar roupa. É o motivo de ter acordado sem nada. Deixamos você aí e fomos dormir no nosso quarto. Como já é mais de duas da tarde e você não tinha acordado, viemos te acordar. Tá na hora de ir buscar a Camila e os gêmeos. Na verdade era meio dia. Te chamei, mas você nem se mexeu, coloquei música e chamei a Mani. Era para ser uma pegadinha porque você voltou muito bêbada e tals, então tiramos nossas blusas e nos deitamos. Você ia acreditar na gente...

- Era para ser uma brincadeira, mas agora que me contou o que fez, eu não vejo mais graça. Eu mesma vou ir buscar a Camila e as crianças. - Saiu do quarto sem olhar para trás, batendo a porta. Puta que pariu, minha cabeça.

- Eu vou junto com ela. Aproveita e toma um banho de verdade, Lauren. - Dinah já estava saíndo quando minha ficha caiu.

- Dinah? - Ela me olhou sem falar nada. - Não conta nada e não deixa a Normani contar. Eu mesma conto o que fiz para a Camila.

Dinah assentiu saindo do quarto, dei graças a Deus que ela não bateu a porta também. Corri até o armário do banheiro atrás de remédio, tinha dois. Tomei os dois de uma vez. Tirei a camiseta da Dinah para tomar um banho de verdade como Dinah tinha mandado.

Demorei quase meia hora no banho para tirar o cheiro de bebida do meu cabelo. Coloquei a primeira roupa que achei, fui até a cozinha e quase me matei de tanto comer. Fiz tudo pensando no que diria para Camila, eu tinha feito uma grande merda. Ela não merecia nada do que eu tinha feito para ela e eu precisava me desculpar.

Era três e vinte quando ouvi Dinah reclamando da vizinha, meu coração disparou quando Normani entrou segurando Théo e Dinah a Megan. Camila não tinha voltado? Normani já havia contado?

- Mulher ridícula, ela que pense em chegar perto deles outra vez com esse papo besta. - Continuou reclamando parada na porta.

- Quer matar quem, Dinah? - Chamei atenção de todos, até dos meus filhos. - Camila não veio?

- Oi, Lauren. - Camila apareceu atrás de Dinah, seu oi saiu estranho para mim, ela já sabia. - Eu vou arrumar algumas coisas. Fica segurando a Megan até eu acabar, Dinah. Deixa a vizinha de lado.

- Não, só eu posso falar que eles são fofos, essa ridícula não me engana não. Ela só disse isso porque queria ver qual carro chegamos.

E mais uma vez eu não estava entendendo nada. Camila fechou a porta indo em direção aos quartos, deixei um beijo em cada bebê e fui atrás dela.

- Camila? - Entrei no nosso quarto vendo duas malas na cama. Ela já estava indo embora. - Eu posso explicar. Juro que nunca aconteceu isso desde quando começamos a ficar.

- Dinah disse que bebeu todas. Então eu acho que você ainda está bêbada. Não sei do que está falando. - Sua atenção estava nas roupas, nem assim ela quis me olhar.

- Como não? Você está fazendo as malas, Camila. Não precisa ir embora. Eu prometo que não vai mais acontecer. - Camila me olhou com os olhos cerrados.

- Você pode me falar do que está se defendendo? Porque eu não sei. Mas se for sobre você ter fingido que eu era quase invisível aqui, não precisa. Você faz o que quer da vida, mas eu não vou viver assim. Toda vez que alguma coisa acontecer e você virar a cara para mim, não vai rolar. O apartamento é seu e eu não vou mais tirar seu lugar.

- Que? Não, não estou falando disso. Eu ia chegar lá, mas ainda não estava falando disso. - Camila fechou o zíper da primeira mala, me fazendo sentir uma pontada no peito. - Me escuta antes de fazer a segunda mala.

- Pode falar. - Me olhou outra vez, fazendo meu corpo tremer. Do que eu estava com medo?

- Eu não sei porque fiquei com medo da volta que a Keana fez. Ela parecia bem segura de si mesma e queria falar diretamente com você. Eu precisava pensar e acabei sendo uma idiota com você. Não quer dizer que vai acontecer de novo, não precisa se precipitar indo embora daqui. Eu Me deixei levar quando a Liza se aproximou e não tentei evitar o beijo...

- Liza amiga da Ally? - Assenti mesmo sem querer. - Foi por isso que não insistiu que eu fosse com vocês? Você queria ficar com ela?

- Não! Meu Deus, Camila, não. Eu não sabia que a Liza estaria lá também. Mas eu juro que foi só um beijo. - Me aproximei segurando seu rosto.

- Pelo que eu soube, você nem se lembra como chegou em casa, Lauren. Como sabe que foi só um beijo?

- Porque eu sei que não passou disso. Me perdoa? - Eu queria beijar ela ali mesmo, mas me controlei. Ao contrário do que eu queria, eu poderia ganhar um belo de um tapa.

- Você me perdoaria se eu falasse que beijei outra pessoa?

- Perdoaria mesmo sabendo que você não faria isso.

- Como você acha que eu fiquei depois que a Keana foi embora? Você me deixou esperando por um pedido de namoro que nunca veio. Me tratou como se eu fosse uma visita indesejável aqui. Agora você me fala que ficou com a Liza. O que realmente somos, Lauren?

- Somos tudo e mais um pouco. - Beijei sua testa antes de encostar a minha na dela.

- Nem você sabe o que somos. - Sorriu simples. - Você não precisa me pedir desculpas. Nunca formalizamos nada de verdade, mas agora sei o que somos.

- E o que somos?

- Somos mães dos gêmeos, amigas e nada mais. Vai ser melhor você ficar aqui e eu volto a morar com a minha mãe.

- Mas eu te amo, Camila.

- Quem ama não machuca. Você me machucou e eu vou fazer o mesmo que você. Mesmo que não tenha sido proposital de ambas partes. - A olhei sem entender. - A Verônica me beijou. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...