História Por Ele... Para Ele... Ele 2: Aquele!.- (ChangKyun Centric!) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags Changkyun Centric, Hyunghyuk, Jookyun, Kihyuk, Lovexhate, Monsta X, Showkyun, Wonkyun
Visualizações 18
Palavras 1.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo pequeno, por que ele é mais "bobinho", só para quebrar a tensão pôs Lemon... kkkkkkk
Espero que gostem...
Boa leitura...

Capítulo 10 - É tudo!.


    No dia seguinte, ChangKyun acordou todo dolorido, tinha cantos que nem sabia que era possível sentir dor. Quando tentou se sentar na cama, se arrependeu terminantemente, seu quadril e bunda doíam mais do que nos outros lugares, a ardência era insuportável, e como suspeitava não conseguiria andar.

Dava graças a Deus, que não precisava trabalhar aquela semana, por que séria uma vergonha enorme para si, se aparecesse naquele estado no trabalho. Depois de muita meditação, pensamentos positivos e força de vontade, ChangKyun conseguiu levantar da cama, mas a cada passo que dava, era um gemido e uma careta pela dor, e não conseguia evitar de andar todo torto, já que seu quadril estava o matando, lembraria de nunca mais cometer a burrice de se deixar ser penetrado pelos três namorados de uma vez, por mais prazeroso que tivesse sido, aquela loucura não cometeria mais.

Com mais esforço ainda tentava descer as escadas, cada degrau parecia uma eternidade para si, agora sim estava considerando a ideia de JooHeon em comprar uma casa com elevador ao invés de escadas, como o ruivo havia sugerido antes.

Quando finalmente conseguiu terminar aquela tortura, seguiu para a cozinha, estava morrendo de fome e de sede, parecia até que havia passado o dia anterior e a noite de fome em um deserto escaldante. Ao adentrar o cômodo encontrou seus dois namorados vestindo apenas calças moletons e Hoseok só de cueca bem apertada, talvez aquele tivesse se exercitado aquela manhã, e Chang ser perguntava como?!.

Percebeu que os mesmos mexiam no fogão, provavelmente tentando fazer algo para comerem, mas o fogão parecia está dando uma surra neles, o que fazia o mais novo rir baixinho, quase inaudível, para não chamar a atenção, já que os três não haviam lhe percebido ali. Ia até se pronunciar, quando ouviu seu nome na conversa dos outros.

■■■

- Vamos depressa hyung, se não daqui a pouco o Kyunnie acorda e não conseguiremos levar k café dele na cama! – Era JooHeon que ralhava com o mais velho, que apenas resmungava para que ficasse quieto ou não conseguiria mesmo terminar.

Mas quando estava para virar a panqueca que fazia, o pobre massa caiu da frigideira direto ao chão, aquilo fora frustrante para o homem que jogou o utensílio com raiva na pia, séria uma gracinha se não tivesse ficado com pena do mesmo, que dava para perceber o quanto estava se esforçando para preparar aquilo.

- Eu disse que lamen era mais fácil é prático de fazer, mais não, os master chefes queriam impressionar! – Comentou Hoseok implicante e quase levaria um soco se não fosse JooHeon segurando HyunWoo.

- Quem come lamen pela manhã seu novo!? – Ironizou JooHeon. De tanto “conviver" com o azulado, estava aprendendo aquela arte tão malvada silenciosa.

Os três até continuariam com a discussão, se não fosse por um pigarreio vindo da porta, que chamou a atenção dos mesmos, e ao verem ChangKyun ali, ficaram sem jeito, já que o menor se segurava na porta e ria dos mesmo. Além de péssimos cozinheiros, ainda havia “aleijado" o namorado.

Os três foram em direção ao menor e o conduziram delicadamente até a mesa do cômodo e o acomodaram em uma cadeira.

- Achei lindo o esforço de vocês, mas não precisava meus amores, eu me concentrava só com vocês na cama me agarrando, mas como estou com muita fome, alguém terá que ir na padaria, e comprar pão e bolo. Por que eu não posso andar.

■■■

Logo que terminaram o desjejum, que JooHeon fora compara a contra gosto, pois não queria ficar longe do seu baixinho. Os quatro agora se encontravam sentados no sofá, todos em volta de ChangKyun como se ele fosse um prisioneiro, aguardando qualquer movimento do outro, para que podessem o ajudar em tudo.

Por mais que o mais novo gostasse daquela atenção toda, estava se sentindo muito sufocado e queria um pouquinho que fosse de espaço para si mesmo. Então sem muita delicadeza empurrou os marmanjos para longe de si, já que os mesmos estavam literalmente em cima de si.

- Poxa, por que fez isso? – Perguntou JooHeon fazendo manha.

- Por que vocês estão parecendo seguranças, e não meus namorados de tão perto de mim que estavam. Eu estava sufocando! – Exclamou cruzando os braços e fingindo fechar a cara, onque tirou um risinho de HyunWoo.

- Ah, mas ontem, eu lembro muito bem do senhorzinho não reclamava de quando “sufocava" com meu pau na sua garganta. Muito pelo contrário, estava adorando! – Dessa vz fora Hoseok quem soltou essa pérola, pérola essa que deixou o mais novo vermelho igual um tomate.

Uma coisa, era ChangKyun ter se transformado em uma vadia durante o ato sexual deles, e outra bem diferente era conversarem sobre aquilo de uma forma tão natural. E como aquela havia sido a primeira vez do menor, claro que não perderia a vergonha, assim de uma hora para outra. Então com muita dificuldade e querendo “correr" daquele assunto, levantou e disse que iria para o quarto, mas quando HyunWoo se ofereceu para ir junto, negou ainda mais envergonhado.

■■■

Havia ligado para MinHyuk, queria contar o que havia acontecido, na verdade queria contar que finalmente havia acontecido. Quando disse que já não era mais virgem, aquilo fora o ponta pé para um MinHyuk estético, gritando que já imaginava e que estava muito feliz , e que também já estava indo até onde estava o amigo, pois aquilo tinha que ser ouvido e detalhado pessoalmente, e antes que Chang podesse dizer algo negativo, o ruivo já tinha desligado na sua cara, o que fez o moreno resmungar algo sobre não ser respeitado mesmo.

Não demorou 5 minutos para o loiro está com o amigo, sentados na cama, um de frente para o outro, conversando sobre o “assunto do ano", que MinHyuk julgava merecer um Oscar, já que quando Chang estava terminando seu “relato sexual", contou sobre a tripla penetração, o loiro ficou abismado e quase saiu daquele quarto, para arrebentar os três babacas por terem “arregaçado” o amigo. Com um tabefe na testa, o Lee loiro se acalmou, e disse que o amigo era um anjo quenga guerreiro, por ter aguentado três cadetes daqueles de uma vez no rabo.

    Por que, “força de vontade”, é tudo!.


Notas Finais


Pois bem... MinHyuk não perdoa mesmo... kkkkkkkkk
Como eu disso foi só para quebrar a tensão pôs Lemon... E para preparar para as tretas futuras... kkkkkk
Até prevê...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...