1. Spirit Fanfics >
  2. Por mais 10 mil anos >
  3. O início de um plano...?

História Por mais 10 mil anos - Capítulo 15


Escrita por: e Anaroro


Notas do Autor


Não tenho muito o que falar, a não ser que não, originalmente o capítulo tinha mais palavras, porém eu adoro um suspense e mistério, então decidi deixar vocês com gosto de quero mais e eu mudei muita coisa no roteiro original pq eu não estava gostando do encaixe e tals, próximo capítulo terá finalmente Shiro e como foi todo o período da fic na visão dele, eu sei que vocês estavam doidos para isso e finalmente está aqui.

Tenham uma boa leitura <3

Capítulo 15 - O início de um plano...?


Três dias atrás Keith passou da tarde ao anoitecer com Nefellina conhecendo mais a mulher orgulhosa de seu trabalho e vendo o quão feliz ela estava por ter se tornado uma sonther, Nefellina era uma boa pessoa que foi envolvida em algo muito maior que ela, já que ficaram no escritório pessoal de Haggar eles estavam salvos de câmeras e escutas, mas Nefellina não ousou dizer mais do que a ordem da Alta Sacerdotisa. Ela obviamente queria dizer mais, ela sabia de muitas coisas que poderiam esclarecer todas as dúvidas de Keith, mas ela permaneceu quieta sobre isso, dizendo que era algo que ela não tinha o direito de dizer e muito menos tinha ideia de como isso iria afetar todo o império, Nefellina temia dizer mais do que deveria e condenar todos, e mesmo querendo pedir que ela lhe conte tudo, Keith respeitou a vontade dela, ter o apoio de Nefellina é o suficiente por agora, qualquer conhecimento que lhe faltar, ela e os ouros sonthers vão preencher sem problemas.

E ainda que confusa sobre se deveria ou não contar toda a verdade para seu dapai, Nefellina deu a ele a senha de sua conta  para ele poder acessar certos livros digitais que ela usou durante seus estudos antes de se tornar druida, livros sobre história galra, história da ciência, ciência da mutação, entre outros, elas lhe escreveu quais livros procurar e quais páginas ler, ele reconheceu alguns livros e Keith disse que não havia encontrado muito que pudesse ser estranho ou relevante para ele, Nefellina explicou que os que ele viu eram livros alterados, físicos e digitais, todos que Keith tem acesso foram limpos de informações comprometedoras. Então assim que ele tiver seu tablet em mãos e acessar a biblioteca virtual sob login de Nefellina, ele verá os livros da forma como eles realmente são, Keith mal tinha como agradecer a druida por isso, ele faria valer a pena tudo o que ela está fazendo por ele, Nefellina seria protegida de qualquer coisa que possa lhe acontecer, Keith terá a certeza de colocá-la na sua lista de prioridade.

Quando ele havia chegado ao seu quarto chorou nos braços do amado sob o pretexto de descobrir sua incapacidade de gerar filhos, mas por dentro o real motivo do choro era o medo do Zarkon não ser quem ele pensa ser, o medo dele continuar nesse jogo doentio agindo como inocente enquanto lhe machuca descaradamente, Keith é carente e quebrado demais para recusar um amor que possa ser abusivo, talvez ele nem saberia ver quando as coisas se tornassem dolorosas, tudo porque Keith tem medo de perder seu companheiro de alma.

Keith estava lívido de raiva, mas nada podia fazer além de forçar um sorriso no rosto e parecer alegre, por enquanto ele deveria esconder o que sabe e trabalhar para descobrir mais, Keith descobriu que as salas de treinamento simples não haviam câmeras e Goliad lhe garantiu que elas permaneciam intocáveis mesmo de escutas, então aproveitando essa amanhã em que Zarkon deixou o comando central para uma reunião com alguns aliados que estavam temerosos sobre o despertar da princesa alteana, Keith irá se reunir com seus sonthers de confiança após sua consulta com a Nefellina que está monitorando sua mudança genética ao invés de Haggar que está fora para analisar uma pesquisa em um planeta aliado, a Alta Sacerdotisa tinha ficado surpresa quando Keith pediu Nefellina para fazer todo seu tratamento, mas estava compreensiva que era normal uma vez que Nefellina foi quem estava com ele quando recebeu a notícia da fertilidade e naturalmente criou um vínculo com ela.

Ele estava ansioso para esse encontro, afinal poderá enfim organizar um plano com o auxílio dos seus sonthers e desmascarar toda a verdade por trás do império galra. Mas por enquanto Keith iria aproveitar seu horário de estudo livre para ler os livros que Nefellina recomendou, eram muitos e a informação estava fracionada, dependendo de Keith ler e organizar tudo, mas deixaria por último os livros de história como sua sonther pediu, ele sabia que esses seriam os livros mais reveladores e Keith não quer se exaltar com informações que ele sabe que vão lhe machucar.

Ele pega outro tablet com todo o dicionário humano e galra instalado, os livros digitais originais estão somente em galran, uma forma inteligente e simples de manter Keith longe desse conhecimento, eles só não esperavam que ele fosse saber o devia ler e que poderia usar a câmera de um tablet para traduzir, até mesmo desconectando da internet aquele que ele usará para traduzir, assim não fica nada guardado na rede do aplicativo de traduzir, sem rastro que alguma vez Keith leu os livros originais.

Mas chega de enrolação, ele tem muito para ler até seu exame de rotina com Nefellina e então o encontro com os sonthers.

 

Livro de Teologia galra, página 233, capítulo 3 - Endeusados, subtítulo – Centelha de Vida:

Uma vez que adquirido o título de Endeusade, o ser em questão é aceito ao lado dos Deuses como parte da família divina e como um Deus lhe é concedido a habilidade de conceder milagres. Muitos Endeusados possuem assim a capacidade de curar qualquer feridas e doenças, terminais ou não, um conhecimento comum visto em muitas ilustrações de Deuses e em contos santos, porém a criação da vida a partir do zero sempre foi uma benção pertencente somente ao Deus Maior Fuggur, pai criador de todos nós, trazer de volta alguém que já se foi ou curar uma planta morta são coisas que qualquer um Endeusado poderia fazer, mas criar a vida por si só é um dom supremo apenas realizado pelo grande senhor.

Ou assim era até o primeiro Imperador e Endeusado mestiço galra-humano, Wollacq, que foi o primeiro macho na história galra a ter uma gravidez masculina, foi dito por nosso Endeusado Wollacq que ele nem sempre pode carregar um filho e somente com seu grande desejo de gerar um filho com seu amado tquizarp que seu corpo foi transformado para suportar uma gravidez, Wollacq parecia tão surpreso quanto qualquer um que suas habilidades foram tão longe, tornando-o assim conhecido como o filho direto do Deus Fuggur.

Desde então a gravidez masculina se tornou parte da vida galra quando um casal galra implorou ao Endeusado Wollacq que abençoasse o galra masculino com uma criança deles, a esposa não podia engravidar devido a uma fatalidade da guerra e o sonho do casal de ter um filho era enorme. Com um sorriso de brilho santo e um abraço caloroso o Endeusado Wollacq prometeu um filho 100% deles, no dia seguinte a gravidez era confirmada com alegria pelo casal e a benção foi tão profunda que meses depois o nascimento de trigêmeos era esperado.

 

Livro de Teologia galra, página 317, capítulo 3 - Endeusados, subtítulo – Hierarquia Divina:

Wollacq, o Endeusado com o poder da vida

Dapai Endeusado Wollacq, também conhecido como o filho perdido de Alexandrita, o Primeiro Descendente de Fuggur, o Primeiro Imperador Mestiço, o Primeiro Pai Gerador, o Imperador Leonino, Imperador Vermelho, Dapai das lágrimas, entre outros títulos, foi o primeiro Endeusado mestiço na história Galra, conhecido por seu conhecimento revolucionário e habilidades imperiosas, Wollacq levou Daibazaal ao inferno para que vivêssemos no céu, um galra orgulhoso como qualquer outro independente de seu sangue, o Imperador Tiçohalf se mostrou digno da descendência imperial desafiando seu sobrinho Zarkon pela coroa e a vencendo, dessa forma se tornado o primeiro homem mestiço a se tornar Imperador. Causador da maior guerra universal, foi quem liderou tropas galras e aliadas contra a poderosa monarquia alteana e os aliados dela, sendo o próprio e único escrivão dos armistícios e tratados de paz com as espécies inimigas após o fim da guerra, Wollacq foi um galra de conquistas inimagináveis e sabedoria de um deus.

A primeira aparição do Dapai Endeusado foi quando um meteorito carregado de quintessência caiu em Daibazaal e ao mesmo tempo do outro lado do planeta caia uma pequena nave em chamas, ao investigarem a nave caída achara o corpo de um galra em um estado de quase morte que a primeira vista acreditara ser uma mulher pelo cabelo na altura dos ombros, os músculos e a barriga de grávida, o Rei Alfor, que naquela época era acreditado ser um aliado do nosso povo, conseguiu com a avançada tecnologia alteana salvar a vida do galra que foi descoberto ser um homem e mestiço apesar da aparência quase completamente galra. Quando Zarkon, que na época tinha se tornado oficialmente Imperador de Daibazaal a uma década e meia, confirmou a identidade de realeza imperial do mestiço ao observá-lo usando o colar de sua falecida avó, uma herança secular de família passada de geração a geração para as Herdeiras da Coroa, o Endeusado Wollacq foi então descoberto como o filho mais novo da avó de Zarkon que estava dês do nascimento dele desaparecida grávida junto a guarda pessoal dela, Alexandrita.

Porém ainda com sua identidade de gênero e sexo confirmadas como masculina, ninguém achou incomum a gravidez, afinal muitos chegaram a pensar que pudesse ser um homem trans, não seria a primeira vez, então a ideia se perpetuou.

O primeiro ato divino visto pelo grande Wollacq foi enquanto em um passeio na capital imperial ele se pôs entre uma galra que machucava sua ancora, ordenou a prisão da galra o mesmo instante e em meio ao povo curou os braços machucados dele. A mudança em como tratavam o recém Imperador mestiço foi imediata, depois desse dia não houve um galra capaz de cotesta, rumores daquela época diziam mesmo após isso ainda havia opositores, mas foram eliminados antes mesmo que o Imperador mestiço pudesse tomar conhecimento deles.

Wollacq dessa forma se tornou o primeiro endeusado que nunca passou pelo ritual dos deuses e foi aceito mesmo assim como um.[...]

 

Keith pausou no meio do texto, aquilo era muito e ao mesmo tempo nada, lendo isso Keith sabe que parte de sua família já pertenceu ao sangue real imperial, mas ele queria saber quem era esse familiar, é nesses momentos que o respeito enorme dos galras se torna uma dor na bunda, no livro de Teologia nunca que iriam se desrespeitosos com um Endeusado usando o primeiro  nome dele, talvez nos livros científicos ou nos de história provavelmente comentaram o primeiro nome dele. Porém agora há curiosidade, esse familiar tem algo relacionado a ele agora, além de obviamente serem da mesma família e ele ter sido o principal criador do Império que existe hoje, esse homem ainda está vivo? O que ele tem de importante no que Keith busca? 

BAMBAM — Keith pula de susto ao ouvir as batidas fortes na porta do seu quarto e ele se apavora, descobriram o que ele estava fazendo? Como? Alguém acessa tudo o que ele acessar? Ele devia ter feito login em outro tablet, agora eles podem saber, isso se já não sabem e estiverem aqui para seja lá qual for a consequência de tentar descobrir a verdade.

“MEU SENHOR, ABRA A PORTA!” Há um grito descohecido e Keith se encolhe mais ainda fazendo logout da conta de Nefellina e apagando todo o histórico, o papel com o nome dos livros é rasgado e ele corre para jogar no caso o papel picotado, puxa a descarga e congela ao som da porta sendo arrombada.

Se antes Keith tinha dúvida, agora ele tem certeza, eles sabem o que ele estava fazendo a minutos atrás.

 

》●○●○●○●○●○●○●《

 

Keith se arrastava nas paredes do corredor escuro, as pernas tremendo de dor e um rastro de sangue preocupante sendo deixado para trás, mas ele não podia parar, essa era sua chance!

O som de tiros pega ele de surpresa e no susto perde sua força caindo no chão.

HUMMFP!!! — Keith morde os lábios para tentar suprimir o grito agoniado de dor quando seu braço quebrado bate no chão parando em um ângulo que deixava o mestiço cego de dor e sua costela quebrada parece apertar mais os pulmões. As lágrimas voltam a cair e ele ora para que não tenham o ouvido, que não o achem, e mesmo estando em um estado lamentável ele se convence a levantar e correr para o outros lado, ele não podia deixar os galras achá-lo.

“Keith?” A voz familiar faz o corpo inteiro dele congelar e as lágrimas descerem com mais força, toda sua força se esvaiu na voz sentido que não precisava mais lutar, mas seria realmente ele? Keith não estava alucinando com toda essa perda de sangue e dor?

Shiro, seja o Shiro por favor — Keith pensa como um mantra, tinha que ser o amigo humano, se não for ele, Keith não saberá mais o que fazer, tem que ser Shiro, Keith precisa que seja ele!

“Céus, é você mesmo!” Ele se aproxima ao lado do corpo sangrento caído e Keith pode ver com alegria tremenda que sim, era Shiro, finalmente. “O que fizeram com você?” Shiro pergunta olhando horrorizado para a aparência de Keith, havia um tom de preocupação mortal, mas jovem adulto se preocupava mais com o leve cheiro de repulsa e ódio que emanava do paladino.

“E-Eu não sei, eles me d-drogavam todo tempo para ficar obediente. Eu... Eu.... Quero voltar pra casa Shiro, por favor, me tira daqui. Não aguento mais ficar aqui, por favor me salva” Keith implora em lágrimas tentando arranjar forças para ficar de pé, mas ele estava todo dolorido das porradas que lhe deram até desmaiar todo sangrento e machucado.

“Shiii, eu te tenho agora” Shiro agarra Keith antes que ele caia no chão e o carrega estilo noiva, consolando o jovem adulto de suas lágrimas com beijos delicados na testa e promessas de segurança. Shiro se sentindo furioso que alguém ousou machucar seu garoto sem sua permissão, Keith só podia sofrer por suas mãos e de ninguém mais, quem fez isso iria pagar, ah se iria. “Você está seguro agora, não deixarei mais ninguém tocar em você” além de mim, Shiro completa mentalmente e sente o corpo relaxar em seus braços com a mão que parecia menos danificada agarrando forte sua armadura.

Shiro avisa os outros que estava voltando com Keith gerido gravemente e os paladinos logo se juntam a ele para protegê-lo enquanto carregava o mestiço de volta à nave, ele pede que Allura tenha tudo preparado para partirem e para receber Keith, eles já tinham o principal do que buscavam.

 

》●○●○●○●○●○●○●《

 

“Esses bárbaros!! Como podem fazer isso?! Vocês não disseram que a maneira que Keith foi atraído só podia ser uma alma gêmea galra?!! Então como pode uma alma gêmea deixar seu companheiro ser quASE MORTO!!?!?!!” Pidge diz tentando se conter, mas não pode se impedir de berrar no final surtando ao encontrar Keith naquele estado e ela ficou completamente assustada assim que Coran começa a informar dos danos causados ao Keith, todos estavam na câmara de sono  em volta do tubo onde Keith descansava e era curado, a preocupação a raiva enchendo o peito dos paladinos.

“Sim, eu disse, mas as vezes existem exceções de almas gêmeas abusivas, mas isso é tão raro e horrível que nunca imaginei que pudesse ser o caso” Allura diz encarando o chão parecendo verde de enjoo, ela estava preparada para tudo pra quando encontrasse Keith, principalmente com ele sabendo de toda verdade e querendo lutar contra, ela tinha todo um plano armado para convencê-lo de lavagem cerebral e tudo, porém se deparar com um abuso de alma gêmea é desconfortável, nojento, horrível.

“O importante é que agora temos ele conosco, seguro e sendo curado. Nunca mais Keith precisará passar por isso, não iremos permitir” Shiro diz tomando frente entre eles para os acalmar, bravo com o que foi feito com Keith, mas tendo que ser sensato e mente fria para lidar com os outros paladinos. “Vamos deixar Coran trabalhar em paz, ficar aqui só vai atrapalhá-lo e nos estressar mais ainda. Keith gostaria que cuidássemos de nós tão bem quanto ele está sendo, comeremos e dormiremos, amanhã de manhã Keith já deve estar pronto para acordar” Shiro comanda o grupo pra fora que não luta contra, eles viam o quão Coran estava estressado monitorando os sinais de vida de Keith e ordenando manualmente na pequena mesa de controle o que deve e quando deve ser feito no tubo.

Mas ninguém foi descansar, muito menos comer, os paladinos preocupados com o estado de Keith, enquanto Shiro e Allura veem o quão bem foi a decisão de caçarem Keith de volta ao observaram a revolta dos mais novos em relação ao Império. 

 

 

Todos se reuniram na sala com orações que roubavam todo o conteúdo de seus corações, uns orando por saúde e paz, outros felicidade e futuro, orações voltadas para o amigo ferido e abusado, porém havia dois em específicos que suas orações eram tão sujas e baixas que mais era um rogar aos demônios que uma prece santa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...