História Por onde flor, floresça (Taegi) - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jikook, Menção Taejin, Menção Vmin, Namjin, Taegi, Taejin, Vmin, Yaoi, Yoonseok, Yoontaeseok
Visualizações 359
Palavras 1.896
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Poesias, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, obrigada pelos comentários e espero que gostem desse cap!
Kiss!

Capítulo 23 - Flor de lótus


Fanfic / Fanfiction Por onde flor, floresça (Taegi) - Capítulo 23 - Flor de lótus

Enquanto Yoongi tranca a porta de seu quarto, Taehyung tira seus sapatos e meias com uma agilidade que até ele desconhece.

— Que tal uma música? – Yoongi pergunta e o garoto assente.

Yoongi vai até o computador e escolhe “Give me Love” de Ed Sheeran.

  Ele vira-se para o garoto e os dois começam a se beijar novamente. Eles caem na cama e dessa vez, Yoongi fica por cima.

Give me love like her,

‘Cause lately I’ve been waking up alone

Paint spotted tear drops on my shirt

Told you I’d let them go

  Yoongi afrouxa a gravata vermelha do moreno até tirá-la completamente. Tira também o paletó dele e joga longe, perto da porta do seu quarto. Agora ele desabotoa os botões da camisa dele, um por um, lentamente.

And I’ll fight my corner, maybe tonight I’ll call ya
After my blood turns into alcohol, no I just wanna hold ya

— Se você puder ser mais rápido – Taehyung murmura.

— Pra que? Você tem pressa?

  Taehyung ri.

— Nenhuma.

Give a little time to me, we’ll burn this out,

We’ll play hide and seek, to turn this around,

All I want is the taste that your lips allow

Yoongi tira a camisa dele e a joga longe, assim como fez com o paletó. Ele acaricia a barriga nua de Taehyung e depois parte o beijo, tira o cinto dele e Taehyung o ajuda a tirar a sua calça.

Give me love like never before,‘cause lately I’ve been craving more

And it’s been a while, but I still feel the same,maybe I should let you go

  Taehyung troca a posição dos dois e fica por cima. Colocou as mãos por baixo do camiseta de Yoongi, acariciando a barriga dele e apertando a cintura também. Mas não demora muito para tira-la e sorrir.

Taehyung fita Yoongi por alguns momentos, ele quer lembrar-se dele nessa noite, quer lembrar cada detalhe. Ele repara principalmente nos olhos brilhantes e intensos do moreno. Taehyung quer lembrar-se disso, porque esse momento é para ser guardado pela eternidade. É a primeira vez dele. A primeira vez dele com o garoto que ele ama.

My my, my my, oh give me love,

Give a little time to me, we’ll burn this out

We’ll play hide and seek, to turn this around

All I want is the taste that your lips allow

— Você é muito lindo, hyung.

  Yoongi ri e volta a beijar Taehyung, acariciando cada parte do corpo dele. Aquele calor da primeira vez que eles quase chegaram lá os atingi.

  Yoongi sabe da empolgação de Taehyung ao sentir o volume por baixo da cueca dele.

E Taehyung sabe o quanto Yoongi está empolgado porque sente a respiração dele ficar mais pesada e mais rápida.

  Taehyung sente que é hora dos dois irem para o finalmente.

My my, my my, oh give me love

My my, my my oh give me love,

My my, my my oh give me love

Taehyung tira a calça junto com a cueca de Yoongi da mesma forma que tirara da primeira vez deles daquele jeito naquele quarto, deslizando levemente pelas pernas curtinhas – que Yoongi odeia, mas Taehyung adora. Ele beija a parte interior das duas coxas de Yoongi, sentindo que ele gostara daquilo ao vê-lo se arrepiar por inteiro e arquear as suas costas de leve. Taehyung sobe os beijos até a barriga de Yoongi, aos poucos, chega ao pescoço dele, beijando com vontade e aproveitando para sentir o cheiro bom do perfume do menino, e tornando Suga ansioso com aqueles beijos.

Yoongi coloca suas mãos nos glúteos de Taehyung e os aperta. Em seguida, coloca suas mãos dentro da cueca dele, tirando a roupa íntima masculina logo depois.

— A camisinha – Yoongi murmura contra os lábios vermelhos de Taehyung.

  Ele estica o braço e abre a gaveta do criado-mudo ao lado da sua cama, tirando um pacote de dentro dele. Taehyung nota uma Flor de lótus em um jarro sobre o criado-mudo e sorri, ele gosta dessa flor.

— Você tem camisinhas no seu criado-mudo?

— Um homem prevenido vale por dois.

 Taehyung solta uma risada abafada.

  Yoongi abre o pacote com os dentes – o que Taehyung achara sensual em demasia – e estica o preservativo.

— Deixa que eu faço isso – ele murmura.

  Coloca o preservativo com delicadeza e destreza. Taehyung da um sorriso de leve ao vê-lo tão habilidoso.

  A música termina e “Yellow” do Coldplay começa a tocar.

Look at the stars, look how they shine for you,

And everything you do. Yeah, they were all yellow.

Taehyung corre seus dois dedos pela sua língua e não demora muito para desliza-los na entrada do outro moreno, sentindo-o apertar e contrair ao redor deles.

Ele bombeia seus dedos rapidamente para dentro e fora dele, começando num ritmo frenético e acelerando ainda mais. Yoongi geme, os olhos vidrados nos do moreno.

Retira seus dedos depois de alguns minutos, fazendo Yoongi grunhir com a perda de contato, e Taehyung simplesmente dispara contra os lábios dele com mais um beijo.

 Quando partem o beijo, Taehyung introduz de leve o seu membro ereto e Yoongi arfa, incomodado no primeiro momento.

I came along, I wrote a song for you,

And all the things you do and it was called “Yellow.”

 Taehyung começa com movimentos vagarosos, enquanto beija Yoongi com calma. Taehyung aperta a cintura de Yoongi, como um incentivo para ele acompanhá-lo nos movimentos. Assim Yoongi o faz, movendo seus quadris de acordo com os movimentos de Taehyung, de acordo com o ritmo dele.

Your skin, oh yeah, your skin and bones,turn into something beautiful

Do you know?

You know I love you so,

You know I love you so.

  Eles aumentam a velocidade. Aos poucos, Yoongi se acostuma com aquela situação, se acostuma com Taehyung dentro de si, ao mesmo tempo em que a dor se esvaí do corpo dele, dando lugar a um conforto agradável.  

I swam across,

I jumped across for you,

Oh what a thing to do.

‘Cause you were all yellow,

  Taehyung arfa ao ouvir Yoongi ofegar por conta da velocidade que eles alcançam, do ritmo que eles tinham adquirido. Eles parecem saber do que o outro gosta, parecem que tinham feito aquilo há muito tempo. Yoongi trilha estradas de arranhões nas costas de Taehyung, de vez em quando crava suas unhas curtinhas no ombro dele. Quanto mais ele se movimenta, mais confortável Yoongi fica.

  Yoongi coloca a sua mão ao lado do travesseiro e sorri quando Taehyung da a mão para ele nesse momento. Yoongi se lembra de quando eles estavam no metrô e Taehyung falou que não se sentia incomodado ao ficar de mãos dadas com Yoongi.

I drew a line,

I drew a line for you,

Oh what a thing to do,

And it was all yellow.

  Os dois ficam mais um tempo nesse ritmo e depois quando chegam ao seu limite, Taehyung se larga por cima do corpo de Yoongi, exausto. Os dois corpos suados se grudam naquele momento. Ele beija de leve o pescoço de Yoongi, soltando o seu hálito quente no pescoço dele, porém quando está cara a cara com Yoongi novamente, agarra firmemente sua cintura e une ambas as bocas em um beijo tão feroz que ele pode até sentir o gosto de sangue. A princípio não sabe dizer se o sangue é seu ou dele, mas depois que permiti aquele gosto preencher sua boca faminta, o sabor adocicado o da a absoluta certeza de que o sangue é dele.

Por alguma razão doentia isso o descontrola ainda mais, e ele geme na boca do moreno enquanto tem pensamentos sobre... devorar o corpo do menino mais uma vez.

  Yoongi para o beijo e fita o teto do seu quarto, se sentindo cansado, como se todas as suas forças tivessem sido esgotadas. Mas feliz. A sua primeira vez não podia ter sido com alguém melhor.

— Tá tudo bem com você? – Taehyung pergunta.

— Não se preocupe, eu estou bem sim. – Yoongi encara Taehyung que sorri de leve e deita sua cabeça no ombro de seu hyung.

Yoongi puxa o edredom para cima, apertando-o contra o seu corpo. Ele coloca a mão no braço de Taehyung, e vê que ele se arrepia com o seu toque delicado.

— Eu já volto – Taehyung murmura.

  Ele sai do quarto, deixando Yoongi desconfiado. Ele volta algum tempo depois, e Yoongi respira aliviado. Ela morreu de medo de ele ter ido embora.

— Eu fui jogar a camisinha fora – Taehyung diz, deitando-se novamente ao lado de Yoongi.

— Eu pensei que você tivesse ido embora.

— Te deixar sozinho? Jamais.

  Yoongi sorri e Taehyung fica fitando seu rosto.

  Ele começa a pensar em todos os momentos que levaram os dois àquele. Pensa em como implicava com Yoongi, mas ao mesmo tempo, sentia uma atração por ele, sentia vontade de beijá-lo. Pensa em como adora quando ele ficava bravo, simplesmente porque Yoongi ficava mais atraente do que o normal. Taehyung também pensa em como ele adorava quando Yoongi sorria sincero enquanto conversava com seus amigos no colégio. Ele adora tudo nele, mas levou um tempo para descobrir isso.

  Taehyung passa seu braço pelo corpo de Yoongi, trazendo-o para perto, com delicadeza.

  O computador de Yoongi troca a música para “Alphabetical” do Phoenix e ele pensa que aquela é a música perfeita para um fim de uma noite perfeita.

 

 

융성

 

 

Yoongi abre os olhos e encontra as paredes claras do seu quarto, enquanto recupera o raciocínio aos poucos, flashes da noite passada vêem na mente dele. Ele sorri ao lembrar-se do momento que tivera com Taehyung.

  Ele vira o corpo e encontra Taehyung dormindo. Sorri ao constatar que ele é ainda mais lindo de olhos fechados.

— Taehyung – Yoongi o chama.

  O moreno abre os olhos aos poucos e sorri ao encontrar o rosto de Yoongi.

— Nós temos que levantar. - Yoongi levanta da cama e fica caçando pela sua cueca, acha-a num canto do quarto e a veste.

 Ele vira-se e vê Taehyung seminu. Yoongi morde o lábio inferior, essa é uma ótima maneira de começar o dia.

— A minha mochila tá na sala – Taehyung fala – Não tem ninguém acordado na sua casa, não é?

— O único perigo é meu irmão, já que a minha mãe tá na casa do namorado dela. Mas eu espero que ele não esteja acordado – Yoongi diz, procurando pela sua calça e quando acha veste logo.

— Você precisa ir logo buscar a sua mochila, antes que o meu irmão acorde.

— Eu já volto – Taehyung diz e sai.

  Yoongi morde o lábio inferior ao lembrar-se da noite passada e fica feliz por Taehyung ter sido o seu primeiro, mesmo que eles nunca mais se falem, que nada dê certo entre eles, Yoongi está feliz que Taehyung tenha sido a sua primeira vez.

  Taehyung volta ao quarto de Yoongi e deixa a mochila perto da porta.

— Felizmente, seu irmão ainda está dormindo.

Taehyung muda para uma expressão mais séria e fita Yoongi.

— Eu sei que eu não devia tocar nesse assunto agora, mas eu preciso saber – ele diz – Como é que a gente fica depois disso?

  Yoongi baixa o olhar e fita seus pés descalços.

— Eu não acho que devemos falar sobre o que vai acontecer daqui pra frente – Yoongi se aproxima de Taehyung – Vamos esperar mais um pouco, e então, eu prometo que nós vamos conversar e vamos resolver o que existe entre nós.

 Taehyung sorri.

— Eu acho que eu posso esperar por isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...