História Por quanto tempo você tentará?- 2 temporada de BNTS - Capítulo 4


Postado
Categorias Disturbed, Slipknot, Stone Sour
Personagens Corey Taylor, David Draiman
Visualizações 22
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - 4-Talvez uma decisão nova


P.O.V David

-David?!-Corey entra no quarto

-Eu.-falo, terminando de ajeitar minha camisa.

-As crianças chegaram.-ele fala

-Ok! Já eu desço.-falo

-Ok!-ele fala e sai do quarto

Eu não havia olhado para ele porque caíam leves lágrimas pelo meu rosto.

Me olho no espelho e enxugo meu rosto e olhos. Respiro fundo e saio do quarto.

No meio da escada topo com Adam que subia correndo.

-Nao vai cair, Adam.-falo, quando ele passa direto por mim.

-Tá bom, pai.-ele grita já quase no fim da escada.

Sorrio e termino de descer. Vejo Penny no colo do Corey e vou até eles.

-Princesa do vô...-falo, sorrindo e apertando as bochechas dela.

Ela ri para mim e eu me volto para Rey e Alaina que nos olhavam.

-E vcs dois, como estão?-pergunto

-Estamos bem, pai.-Alaina fala e vem até mim, me abraçando.

-Oh, meu amor! Que saudade.-falo, apertando ela no abraço.

-Eu também estava com saudades, pai.-ela fala e se desvencilha.

-Tem notícias da sua mãe?-pergunto enquanto sento com ela no sofá.

-Nao e nem quero.-ela fala

-Ela é sua mãe...-Tento falar

-Nao preciso dela.-ela fala

-Tudo bem. Não vou te obrigar a nada.-falo

-Mas e vcs como estão?-Rey pergunta se sentando de frente para nós.

Corey senta do meu lado com Penny no colo e Alaina vai para o lado do marido.

-Estamos bem.-respondo

-Pararam de brigar?-Alaina pergunta

-Mais ou menos.-respondo

-Vcs não mudam.-Rey fala.

-Mas nos amamos.-falo, sorrindo e olhando para Corey que mais parecia alheio à conversa porque brincava com Penny no seu colo.

-Sabemos. Ninguém ficaria com outra pessoa por uma década só por ficar.-Alaina

Sorrio para ela e estendo a mão para a mesma.

-Vamos fazer algo pra comer.-falo

Ela sorri e assente. Nos levantamos e fomos para a cozinha.

-O casamento está indo bem mesmo, filha?-pergunto assim que entramos na cozinha.

-Sim, pai. As vezes brigamos mas isso é normal.

-Entao para mim e o Corey é normal também.

-Nem de longe. Vcs brigam por qualquer coisa. Se o vento bate em vcs, vcs caem na discussão. Só não entram na porrada porque os dois têm classe. Me diz se isso é normal, pai?!-ele fala, sério me olhando nos olhos.-Mas eu sei que os dois se amam mais que tudo nesse mundo. Só são cabeças duras mesmo.

-Filha!-repreendo ela

-Filha nada. O senhor sabe muito bem que é verdade. Só que eu sei que nenhum dos dois vai mudar e provavelmente vão sempre brigar e depois chorar como já vi acontecer. Eu só não quero o Adam no meio disso. Eu não cresci no meio de brigas e não posso imaginar como ele está no meio de vcs dois. Ele já comentou que quer morar comigo.

-Ele o quê?!

-É. Ele chegou e conversou que quer morar comigo. Melhor vcs dois conversarem com ele porque se ele pedir de novo eu o levo.

-Eu vou agora.-falo e saio da cozinha.

Chego na sala e vejo Rey conversando com Corey que ainda mantinha Penny em seu colo.

-Corey, precisamos subir agora.-falo e ele me olha.

-Por que?-ele pergunta

-Precisamos conversar com o Adam. Vamos!-falo e não espero mais nada.

Subo as escadas e ouço passos rápidos atrás de mim.

-David, espera.-Corey pede e eu me viro para ele.-O que aconteceu?

-A Alaina me contou que o Adam disse que quer ir morar com ela por causa das nossas brigas.-falo

-Mas ele nem vê...

-Vc que pensa. Vamos conversar com ele sobre isso.

-O que vc pretende falar?

-Nao sei. Mas precisamos conversar com ele, Corey. Não podemos deixar assim.

Ele suspira e eu entendo como um sim então abro a porta do quarto do Adam.

-Filho?!-chamo ele e ele desvia o olhar do celular e me olha.-Queremos conversar com vc.-falo, entrando e dando espaço para Corey entrar também.

-Sobre o que?-Adam pergunta se sentando na cama e deixa o celular de lado.

Nos aproximamos dele e nos sentamos lado a lado em uma poltrona perto da cama, ficando de frente para ele.

-A tua irmã veio falar comigo hoje e disse que vc quer ir morar com ela. É verdade?-pergunto, calmo

-Eu amo vcs, pai.-ele fala

-Eu sei, meu amor. Eu sei que vc nos ama mas eu tô perguntando se é verdade.-falo

-É verdade.-ele fala e abaixa a cabeça.

-Olha para o seu pai, Adam.-Corey fala com a voz mais firme.

Olho para ele e faço uma careta antes de voltar a olhar para o Adam que me olhava.

-Por que vc quer isso?-pergunto, calmo

-Eu não quero ver vcs brigando. Dói aqui.-ele fala apontando para o coração

Isso me quebrou por dentro.

-Nao vamos mais deixar doer.-falo

-Vcs vão parar de brigar?

-Sim, meu amor.-falo

-Vcs me amam?

-Mais que tudo nesse mundo.-Corey fala dessa vez.

-Vcs se amam?

-Mais que as nossas vidas.-Corey fala e nós nos entreolhamos.

-E por que brigam?-Adam pergunta e nós olhamos para ele.

-É uma coisa nossa. Nós vamos resolver, ok?!-falo e ele assente.

Ele abre os braços e eu abraço ele, seguido de Corey.

-Eu amo vcs.-Adam fala.

-A gente também te ama, filho.-Corey fala.

***×***

-Já vamos, pai.-Rey fala se levantando do sofá.

-Tá cedo.-falo

-Temos que ir, pai. Outro dia a gente vem aqui.-Alaina fala, se levantando também com Penny no colo.

-Tudo bem então. Boa noite.-falo.

-Boa noite.-eles falam juntos e saem.

Corey estava do meu lado e parecia bem pensativo.

-O que houve?-pergunto, me ajeitando de lado no sofá pra ficar de frente para ele.

-Estou pensando no que o Adam falou.-ele fala, me olhando nos olhos.

-O que exatamente?

-Por que a gente briga?

-Isso é uma pergunta que não tem resposta.-falo, passando o polegar levemente em seu rosto.

-Precisa ter, Conan. A gente não deveria brigar, eu nem lembro quando foi a nossa primeira briga.

-Nem eu e nem quero porque foi ela o começo de tudo isso.

-Eu não quero brigar sempre com vc mas me promete uma coisa?!

-O que, Corey?

-Que se a gente chegar a se separar vc vai ficar com o Adam.

-Corey, eu não quero falar sobre isso.

-Precisamos falar. Só me promete isso por favor.

-Nao posso te prometer isso.

-Promete por favor!

Querendo calar a boca dele, me aproximo pra beijar ele, mas ele vira o rosto.

-Conan, vc não pode me calar assim sempre.-ele fala e sorri.

Ele me olha e me dá um selinho antes de afastar meu rosto.

-Me promete isso.-ele pede

-Tudo bem. Eu prometo.-acabo cedendo.

Ele sorri e agora ele que se aproxima de mim pra me beijar, desvio o rosto e sorrio.

-Dei o troco.-falo, rindo.

-Deu?!-ele fala e puxa meu rosto pra olhar pra ele.-Agora já posso te beijar...

Ele vem para mais perto de mim e inicia um beijo lento...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...