História Por que Comigo? (JIKOOK) - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Chanyeol, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Sehun
Tags Jikook, Jimin Suicide
Visualizações 38
Palavras 5.762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem voltou mais cedo ^-^

Da última vez eu demorei a att, e agora eu resolvi recompensar com capítulo novo antes de completar uma semana de Att. Me Amem!

Eu estava jurando para mim mesma, achando que este capítulo não teria mais de 3k de palavras... e bom... Como eu sou péssima com palpites o capítulo ficou com mais de 5k de palavras... mas enfim! Quanto mais melhor ne?

hehhe

Boa leitura ♡

Capítulo 11 - Abraço caloroso.


A plateia vibrava com o jogo que estava acontecendo na quadra. Jungkook e o restante do time aproveitavam o restante do tempo daquele jogo para se aquecerem na frente do vestuário já que seriam os próximos a jogar.

Jungkook alinhava suas pernas enquanto colocava as mãos no chão e Sehun do outro lado esticava os ombros.

Assobios chamaram a atenção dos dois garotos para a garota acastanhada que vinha em direção a eles com destino a Jungkook, que já sabia o que a garota queria e revirou os olhos.

-Jung. - Foi chamado pela menina que parou a alguns passos de distância.- Vem aqui. - Chamou com os dedos.

Jungkook olhou para a garota depois para Sehun que o olhava desconfiado.

-Diga-me. - Falou entediado quando estava de frente a garota.

- Vem. - A garota disse e Jungkook estranhou até ver que ela falava com alguém que estava ali escondida no escuro. - Anda Lalisa!

Jeon levou um pequeno susto ao ver a garota ali. Sabia que ela iria para o jogo, mas não achou que fosse vir até aqui.

A garota se aproximou com cuidado, como se estivesse com medo de Jungkook. Jungkook estava se sentindo um bandido por ter se submetido aquilo para esconder um segredo que não deveria ser motivo de vergonha.

Respirando fundo e encarando de baixo para cima a pequena Lisa que o olhava timidamente, Jungkook deixou seu lado ruim falar mais alto e juntou o útil ao agradável.

Ela não queria o subordinar? Pois agora aguente as consequências.

Não pensou duas vezes antes de arrastar a garota pela mão,até o banheiro masculino, praticamente empurrou a garota para dentro do lugar e fechou a porta, ao menos se preocupou com o que a garota estava pensando, está que o olhava para os lados tremendo com medo.

Juntou uma de suas mãos afastando os cabelos da menina, logo depois colocando as duas no quadril da moça que pulou de susto ao sentir o aperto e a boca de Jungkook sob seu pescoço, este que Jungkook fazia questão de colocar força nos chupoes.

Com as mãos trêmulas a garota apertava o uniforme do jogador tentando o empurrar com falha.

-Jun-jungk-kook. P-pa-para. - Pediu nervosa com a voz fraca.

Não dando ouvidos e sentindo talvez um pouco de ódio pela garota estar sendo irritante Jungkook continuou com o que fazia apertando mais o quadril da menina contra sua excitação. Não satisfeito pois se a descer uma das mãos até as coxas da garota que endureceu o corpo.

-Jun-gkook..  - Disse fraquinha.

-O que foi , um? - Foi sinico. - Não gosta dos meus toques? - Acariciou a parte interna das coxas da menina eu pulou de susto. - Não era isso que você queria?

A menina não acreditava no que estava acontecendo consigo e sentiu lágrimas escorrendo quando sentia as mãos de Jungkook entrarem por debaixo de sua blusa.

-P-para... - Sua voz soou como um gemido,o que aticou mais o garoto que continuou com as carícias.

Não contendo suas mãos maldosas Jeon as levou até a bunda da garota o dando um aperto forte seguido de um tapa.  O que fez a garota dar um pulo de susto

-Jungkook... Não... - Dizia assustada com as atitudes do garoto que sempre a respeitou.

-Que saco. - Jungkook se irritou apertando ainda mais a garota. - Não era isso que queria meu doce?

-Para! - A garota conseguiu se desvencilhar e empurrar Jungkook. - Nunca mais enconsta em mim! -Disse limpando as lágrimas antes de sair do banheiro correndo.

Jeon esperou alguns segundos antes de sair do banheiro, nervoso por ter feito o que fez.

Mas o que realmente o deixou aflito foi o olhar de Sehun sobre si, o amigo o encarava com o olhar assustado.

-Sehun... - Chamou tentando dar um jeito de explicar , mas o amigo o cortou.

-Falta... cinco minutos para.. o começo do jogo. - Sehun disse devagar ainda com a cara assustada.

Não esperou que Jungkook respondesse e apenas saiu seguido pelo mesmo.






Jimin arregalou os olhos assustado com o que acabará de ouvir.

-C-como? - Perguntou descrente.

-Jimin... -Soomin pareceu envergonhada contendo um pouco o choro. - Você sabe... Eu e Nam...

-Não! - Jimin a cortou mexendo as mãos. - Não quero saber como você engravidou. Eu não sou tão sonso... - Murmurou baixinho, pois talvez ele não soubesse muito bem como eram feitas as crianças. 

Um silêncio se instalou por um tempo pois tanto Jimin quanto Soomin pensavam. 

-Jimin... - Ela o chamou. - O que eu faço, Jimin?  - Sua voz parecia desesperada.

Por mais que Soomin nunca tenha sido uma grande amiga para o outro, Jimin sentia vontade de ajuda-la, mas no fundo ele sabia que não podia fazer mais do que falar com Namjoon.

-Fica calma, é o primeiro passo. - Falou baixo mais firme ouvindo que o próximo jogo havia começado.

Soomin assentiu, mas não conseguiu se acalmar e se aproximou do amigo o abraçando de lado o assustando. Jimin passou a mão com cuidado pelas costas da garota tentando demonstrar afeto. 

Definitivamente Jimin não sabia abraçar.

A garota enterrompeu o abraço por que seu celular começou a tocar.

-É minha mãe. - Ela disse suspirando secando os olhos. - Provavelmente é para eu ir embora. Então eu vou indo.

-Mas ja? - Jimin disse. Ele queria conversar. - Vai a escola amanhã... para conversarmos? - a garota assentiu.

-Sim. - Ela se levantou da arquibancada. - Ah! - Disse quando estava quase indo. - Desculpa pelo abraço. - Jimin se assustou com as desculpas alheias. - Eu sei que você não gosta. - Falou antes de sair de vez.

Jimin sentiu-se afetado pela frase.

-Eu gosto.... - Murmurou para si mesmo angustiado.

Será que Jimin era realmente tão seco e aparentava ser tão sem coração assim, para as pessoas terem que pedir desculpas por causa de um abraço?

Mal viu quando apoiou o cotovelo na perna a cabeça na mão e a primeira lágrima escorreu silenciosa.

Jimin queria ser mais carinhoso.

Talvez fosse a hora de começar a demonstrar seu sentimentos...

Talvez fosse a hora de se deixar sentir...

Só começou a prestar atenção no jogo quando notou que Jungkook jogava. Até ajeitou sua postura na arquibancada.

O garoto jogava bem, acertava a maioria dos pases e viu a plateia inteira vibrar quando o time dele fez uma cesta, não se conteve em bater palmas.

Roia as unhas sempre que percebia o time adversário chegava próximo de marcar uma cesta.

Dava pequenos suspiros quando via o músculos bem marcados de Jungkook, e quando este levantou a blusa para secar o suor do rosto , Jimin nao conteve um suspiro e uma mordida nos lábios ao olhar a cena.

Também não conteve o ciume quando algumas garotas gritaram pelo mesmo motivo.

-Rum. - Resmungou enciumado. Mas logo voltou a vibrar quando Jungkook fez uma cesta muito bem finalizada. -Isso! - Murmurou para si mesmo comemorando como se fosse um jogo de seleção.

Não entendia nadinha de basquete, mas seu interresse pelo " esporte " aumentou com aquela partida.

Minutos depois, com uma última cesta feita por Sehun o jogo foi encerrado com Vitória para o time da casa.

A plateia inteira gritava comemorando. Pela maioria ali ser da escola então natural que a torcida maior fosse para o time da escola.

Jimin quis parabenizar jungkook pelo jogo incrível que o garoto tinha feito, mas viu que este estava ocupado demais , pois deu-se um pequeno tumulto ao redor e jogadores vencedores enquanto o time perdedor murmurava.

Aos pouquinhos os jogadores davam espaço para o próximo jogo que aconteceria, entre duas escolas de ensino fundamental.

Não muito afim de ve o próximo jogo , Jimin se levantou da arquibancada, colocou seus fones e caminhou até o pátio que tinha perto da quadra, onde eles ficavam quando não tinha aula de educação física, la estava mais calmo e tinha algumas pessoas " juntas " nos lugares mas escuros e algumas garotas conversando, e mas atrás uns meninos também.

Ignorando todos , Park se sentou no banquinho que achou cruzando as pernas e balançando o pé no ritmo da música que tocava. Percebeu que um dos garotos o olhava , e se aproximou mas ignorou.

- Jimin? - Ouviu seu nome ser chamado. Levou um susto ao ver a figura tatuada a sua frente. - Jimin!

-Byun? - Disse surpreso e sorriu. -  Oi.

-Eai. Por que tá` sozinho aqui, cara? - O tatuado perguntou tocando seu ombro.

-Ah... eu... vim com meu irmão. - Falou e o outro fez cara de deboche.

- Hum. E onde seu irmão está agora? - Levantou a sobrancelha. E Jimin deu de ombros.

-Ele está com os amigos dele. - Disse baixinho.

- Amigos, ou loira gostosa que eu vi ele beijando a pouco? - Disse arrumando a gola da camisa e puxando Jimin pela blusa. - Vem. Vem me fazer companhia.

Por fim Jimin se rendeu ao amigo que o puxava até um grupinho de meninos, aqueles mesmos que Jimin tinha visto outrora.

-Jimin, esse é o Yifan. - Apontou para o garoto alto de piercings nas orelhas. - Mas pode chamar ele de Kris. -Falou calmo.

-Opa. - Kris o cumprimentou com a cabeça sorrindo , Jimin sorriu de volta.

-Esse é o Minseok. - Apontou para o de cabelos claros. - Mas pode chamar ele de Xiumin.

-Olá! - O garoto disse formalmente e engraçadinho fazendo o Park sorrir.

-Olá. - Park acenou da mesmo forma.

-O que está ouvindo? - Byun perguntou pegando um dos lados do fone de Jimin colocando no ouvido. - Uh, adoro essa banda! Nanananan.... - Murmurou a música. - Não sabia que ouvia isso.

-Não ouvia, um amigo me recomendou. - Disse sorrindo quase bobo sem perceber, mas Byun percebeu.

-Hm, amigo , sei. - Murmurou. Mas antes que Jimin pudesse reclamar Byun ja havia entrado em outro assunto com os meninos.

Jimin se manteve calado não querendo ser chato e intrometido. Estava acostumado a nunca fazer parte dos assuntos, mas daquela vez estava diferente. Byun sempre o perguntava algo referente ao assunto , e os outros garotos também o incluíam no assunto pedindo sua opinião.

E pela primeira vez, Jimin se sentiu confortável. Se sentiu com " Amigos " de verdade. 

Alguns dos assuntos o deixavam um pouco envergonhado. Mas era só pela surpresa, em meio aqueles assuntos acabou descobrindo que Byun, havia literalmente saído na porrada um dia desses com um desconhecido , só por que o coitado tropeçou nele. Falando assim, parece meio bruto, mas a verdade era que o tropeço foi proposital. 

Xiumin,o garoto que Jimin tinha achado mais bonitinho, Jimin descobriu que ele trabalhava como segurança e que ele num dia desses foi trablhar e quando voltou descobriu que seu primo e o amigo tinha batido o carro no muro alheio.

-E por falar na criatura... - Xiumin pronunciou negando com a cabeça.

Jimin virou-se para ver quem era o veredito e se assustou ao ver  Sehun caminhando até eles.

-Falando mal de mim?  - Sehun perguntou sorrindo.

Estava usando uma roupa casual de couro, e não o uniforme de basquete que usou outrora o jogo.

- Eu estava contando para os meninos o que você é seus amigos fizeram no meu carro. - Xiumin falou sorrindo , como se aquilo não fosse trágico.

-Doidera total cara. - Kris falou e Sehun sorriu para ele ficando surpreso ao ver Byun. E mais surpreso ainda quando viu quem estava ao lado do Byun.

-Jimin? - Chamou encarando o outro com um sorriso de canto surpreso.

-Oi, Sehun. - Falou tímido com um aceno. Byun ao seu lado descascava mais um pirulito enquanto mexia média cabeça ao ritmo da música que ouvia com Jimin.

Sehun quis perguntar o que o Park estava fazendo ali. Estava realmente surpreso , pois sabia da fama de pegadores que aqueles três ali tinham, e também sabia que não era qualquer um que participava do grupinho. Então se Park Jimin, o garotinho tímido e arrogante que segundo informações ainda era bv, estava ali com eles, alguma coisa estava acontecendo.

Voltando ao que realmente foi fazer ali, Sehun pegou a chave de casa com o primo dizendo que estava cansado e ja ia embora com sua moto. Sabia que para Xiumin a noite estava apenas começando, e ele não voltaria para casa tão cedo. Quer dizer, voltaria cedo, mas do outro dia.

-Falou gente. - Se despediu dos garotos e seguiu para pegar suas coisas no vestuário.

Jungkook roia as unhas um pouco nervoso. Sabia que tinha feito mal a Lisa com aquelas atitudes. Seu coração estava acelerado e estava meio perdido, não sabia o que fazer. Suspirava dando graças a Deus por não ter feito nada demais. Seu coração não aguentaria saber que fez mal a alguém, não de novo.

Meio atordoado com seus pensamentos viu de longe Sehun passando em frente a si perto do pátio.

Não pensou em andar depressa até ele.

-Sehun... - Chamou calmo mais o suficiente para o amigo ouvir.

Jungkook sabia que Sehun tinha o ouvido com Lisa, e sabia que o amigo não estava com uma boa imagem de si no momento. Devia estar até com raiva visto que mal falou consigo e demorou a virar para si.

-Que foi? - Disse com uma cara cansada e descrente.

Jungkook suspirou.

-A-aquilo... que você ouviu... -Engoliu em seco envergonhado. - Não... Não é o que você está pensando...

Sehun negou com a cabeça o olhando descrente e ainda com o rosto cansado.

-Era o que então? - Perguntou calmo com um tom de rispidez.

O outro demorou a formular uma resposta.

A verdade era que " Era " o que Sehun estava pensando... mas ao mesmo tempo não era.

-Tem... tem um motivo Sehun... eu juro... - Falou rápido tentando esclarecer. - Eu tenho uma... uma doença... e , ... Sehun eu juro. - Respirou fundo fechando os olhos. Deixando Sehun confuso com suas confissões tão rápidas.

-Do-doença? - Perguntou meio desconfiado e o outro afirmou ainda de olhos fechados. - Olha, eu estou cansado... e ta um pouco tarde... então eu vou nessa.

Estava pronto para dar as costas mas Jungkook foi rápido em abrir os olhos e segurar seu braço.

-Jungkook... é sério. - Falou olhando para a mão do outro acima de seu cotovelo.

-Sehun eu juro que não foi.... - Tentou dizer , mas Sehun foi rápido em lhe cortar.

-Jeon. - Disse sério. - Eu não acho que você seja o tipo de pessoa que faz isso. - Falou , mas no fundo com medo de que estivesse errado. - Mas eu realmente estou cansado.

Jungkook suspirou fundo olhando nos olhos do amigo.

-Eu não sou capaz disso Sehun... me desculpa... eu posso explicar. - Disse meio nervoso.

Sehun acreditava no amigo. Seu interior queria acreditar. Apesar de que o que ele ouviu vindo daquele banheiro dissesse ao contrário, ele queria acreditar que Jungkook não faria aquilo. Sehun tinha sim ouvido boatos de que Jungkook tinha sim " uma doença " sabe se lá o que,  Mas aquele não era o momento para falar sobre aquilo.

-Não é para mim que você deve desculpas. - Disse se soltando fazendo uma massagem no lugar que Jeon apertou. - Num outro momento a gente fala sobre isso. Mas não agora. Eu estou cansado, de verdade.

Jeon confirmou com a cabeça, respirando fundo.

-Tudo bem... - Falou murmurando.

-Até mais. - Sehun disse.

Se virando para ir embora. Mas parou de andar dando um suspiro. Sabia que não podia deixar Jeon na mão assim. Então voltou-se para o amigo o envolvendo com os braços em um abraço.

-Eu acredito em você, Jeon.  - Disse apertando o outro contra si. - Eu acredito em você. 

Não esperou que Jeon dissesse algo, e virou-se para ir embora. Para valer dessa vez.

Uma parte do corpo de Jeon aliviou-se com o abraço alheio. Pois fez com que ele tivesse certeza que o amigo confiava em si, e sabia que  dizia a verdade. Mas Jeon também sabia que não deveria deixar por aquilo mesmo. Deveria explicar com calma sua " doença " e problemas por mais que tivesse vergonha a Sehun. E principalmente pedir perdão a Lisa. Que com certeza não estaria nem um pouco feliz ou satisfeita com suas atitudes anteriores.

Pensou várias vezes em mandar uma mensagem para a garota. Mas... Esse tipo de conversa.

Imaginou que provavelmente a garota ainda estaria ali na quadra assistindo ao jogo. Ao menos torceu para que estivesse.

Saiu ao rumo a quadra com a intenção de dar a volta. Não deu dez passos antes de seu coração acelerar  ao que estava a sua frente. Duas garotas andando em direção ao banheiro feminino , mas o que fez seu coração acelerar mesmo foi o que estava um pouco atrás delas de costas para si indo em outra direção.

Jimin andava encolhido rumo ao banheiro masculino da quadra.

Não gostava muito de andar sozinho, parecia que suas pernas esqueciam como se anda quando estava sozinho.

Aliás, não gostava muito de usar o banheiro da quadra, mas era necessário, no momento.

Entrou no banheiro, fazendo suas necessidades rapidamente. Lavou as mãos e as secou na roupa antes de sair do banheiro, quase trombando em duas garotas.

Se sentiu envergonhado, por ser tão desajeitado enquanto anda.

Viu que Byun e os outros garotos não estavam muito longe dali, estava andando até eles quando uma voz já familiar o chamou. Fazendo o virar respirando fundo para acalmar seu coração fraco.

Jungkook jurou para si mesmo que abracaria Jimin e encostaria nele sempre que precisasse.

Caminhou para mais perto, Jimin estava quietinho olhando para si com os ombros encolhidos.

Jeon nunca foi de ter medo de interagir, mas parou um pouco antes de agir. Não queria assustar Jimin, lembrou que da última vez que estavam juntos e o abraçou pela cintura Jimin se afastou. Andou até ele o abraçando pelos ombros.

Jimin sentia bombinhas explodindo dentro de si sempre que Jeon se aproximava e o dava aqueles abraços. Demorou a corresponder o abraço por receio.

Desculpa pelo abraço, eu sei que você não gosta.

Lembrou de Soomin, e não queria parecer seco com Jungkook então envolveu seus braços na cintura alheia com um pouco de força. Num abraço apertado.

Sabia que Byun estava por perto, e não queria que o amigo o visse abraçando outro homem. Não sabia o que ooutro podia achar.

Jungkook assustou-se com o modo que Jimin o correspondeu. Não esperava um abraço caloroso como aquele. Um abraço que fez uma outra parte de seu coração juntar os pedaços e se aquecer.

Ainda surpreso demais e atordoado com o cheiro do outro e se controlando para não agarrar o pescoço do Park com um cheiro, afrouxou um pouco abraço.

-Que abraço caloroso. - Falou perto do ouvido do outro sorrindo ainda atordoado com o outro tão perto.

Mas ficou ainda mais surpreso quando o outro o soltou de uma vez. Como se tivesse levado um susto.

-D-desculpa... - Ouviu Jimin falar tímido. Suas bochechas estavam adoravelmente rosadas.

Jeon não entendeu por que o outro pedia desculpas... O que ele havia falado de errado?

Mal percebeu quando o outro saiu de perto de si, só o viu quando estava longe demais.

Levou as mãos aos cabelos os jogando para trás.

-Mas... - Estava confuso. Não entendia o que acontecia com Jimin.

O rosto de Jimin ardia de vergonha e seu coração batia acelerado em ansiedade.

-Merda. - Praguejou baixinho.

" Abraço caloroso " 

Sabia que não deveria ter o abraçado daquela forma.

Sabia que meninos não abraçam meninos daquele jeito.

Respirou fundo encolhendo mais os ombros envergonhado. Seus olhos já estavam molhados , mas Jimin segurou o choro.

Deu outra respirada funda ao chegar perto dos meninos. E notou que tinha outro ali.

-Achei que tinha morrido no banheiro, Park. - Ouviu Byun falar brincalhão e o puxar pelos ombros. - Esse é o Suho. - Apontou para o garoto novo. - Suho, esse é o Jimin.

-Oi. - Jimin disse tímido.

-Eai. - Suho acenou. - Então o Byun finalmente encontrou alguém a sua altura. - Debochou e viu Byun tacar o pauzinho do pirulito no outro.

-Suas paredes anais, Suho. - Revirou os olhos e os outros dois garotos riram. - e vocês estão rindo do que suas girafas?

-Ai ai. - Kris colocou a mão na barriga não aguentando as risadas. - Mas então... Byun... Nós vamos ou não?

-Vamos. Lógico. - Byun o respondeu colocando um outro pirulito na boca.

Jimin não sabia do que estavam falando. Por isso ficou quieto apenas observando.

-Você vem? - Xiumin perguntou com seus olhos mirando em Jimin.

-Aonde? - Perguntou confuso.

-Festa... Balada na verdade... -Kris foi quem respondeu. - Sabe... muitas mulheres e bebidas... - Sorriu levando um tapa de Xiumin.

-O garoto deve ter dezoito anos criatura. - Repreendeu.

-Ei! - Massageou o ombro. - Doeu, merda.

-Bem... - Jimin falou. - De qualquer maneira eu não posso ir mesmo. - Falou envergonhado com medo de os meninos o acharem uma criança.

-Relaxa jiminie. - Byun se pronunciou com as mãos no bolso. - A gente sabe que você ainda é um menor. - Falou com dificuldade por causa do pirulito nos lábios.

-É... Relaxa. - Xiumin falou. Eles pareciam tão compreensíveis... Jimin sorriu sem perceber...

-Bom. - Kris disse olhando o celular. - Se a gente quiser aproveitar a noite, temos que ir logo.

Todos assentiram, menos Jimin.

-Então... até mais Jimin. - Kris apertou sua mão e deu dois tapinhas em suas costas em sinal de educação. - Foi um bom te conhecer.

-Digo o mesmo. - Jimin sorriu e Xiumin se aproximou apertando sua mão também , mas sem abraço.

-Qualquer dia a gente marca um rolê para você ir. - Foi Xiumin quem disse.

-Vou esperar. - Falou sorrindo.

Muito provavelmente sua mãe não o deixaria sair. Mas nao estava pensando nisso na hora.

-Vamo com a gente até o estacionamento. - Byun o chamou e todos seguiram até lá.






Jungkook andava pela quadra frustrado e confuso com o que tinha acabado de acontecer entre ele e Jimin.

Tipo... Ele o corresponde e depois se afasta de uma vez?

-Aish! - Resmungou com a língua na bochecha nervoso.

Sua mente tentava processar um bom motivo para Jimin ter se afastado daquele jeito.

" Mas eu só disse que era um abraço caloroso "

Parou de andar de uma vez. Então era isso? Será que Jimin tinha ficado, ofendido?

Estava frustrado. Quando finalmente consegue que Jimin o corresponda de uma forma mais íntima, ele assusta o garoto.

Se não fosse pelo que tinha acabado de ver em sua frente teria continuado a pensar naquilo.

Era Lisa... que pareceu notar alguém próximo e olhou para trás.

Jeon sabia que tinha que pedir desculpas a garota por ter agido de forma " bruta " e babaca com ela. Mas sem saber como se aproximar continou parado no lugar a encarando.

A garota que também o encarava virou-se novamente para frente se despedindo da outra garota com quem conversa. 

E voltou a olhar Jeon, que não precisou sair do lugar já que a garota caminhou até si.

-Oi... - Jeon disse primeiro sem saber o que falar.

-Oi? - Lisa suspirou incrédula.

-Olha... - Começou. - Eu ... eu sei que eu fui muito babaca hoje mais cedo. - Fechou o olho respirando fundo. Jungkook se sentia realmente culpado. - Mas... eu quero me redimir...

-Jeon, a jenie me contou um pouco sobre seu probleminha e fetiches... e... - Ela parecia envergonhada e Jeon engoliu em seco com a que ela disse.

-E-ela contou? - Arregalou um pouco os olhos. A garota assentiu.

-Mas ou menos. Ela disse bem por cima. - Foi delicada deixando Jeon soltar um suspiro aliviado. -Mas... sabe Jeon. Eu estou disposta a tentar... sabe, fazer as coisas do seu jeito...

Jeon ficou realmente sem ter o que dizer para aquilo. Ela queria tentar?

-Você quer? - questionou para ter certeza.

-Quero. - Disse envergonhada se aproximando mais. -Mas... Eu preciso que você tenha paciência...

De todas as certezas que Jeon tinha, a que ele não era nenhum apaixonado por Lisa era a maior delas. Mas saber que ela estava ali disponível para praticar seus  fetiches consigo - o que é algo difícil de encontrar - realmente o deixou dividido sobre aceitar ou não.

A garota segurou seu rosto inclinando-se para encostar os lábios num selinho.

O selinho foi demorado, mesmo que Jeon não estivesse correspondendo de verdade por ainda estar surpreso. A garota não separou.

-Eu gosto de você Jungkook. - Disse tocando seu rosto com a ponta dos dedos.

-Lisa... podemos não entrar nesse assunto agora? - Jungkook pediu sentindo um pouco de incômodo com a garota fazendo carinho em sua bochecha.

-Tudo bem. De qualquer forma eu tenho que ir embora agora... - Ela disse. -Mas, você pode me beijar antes? - Jungkook tentou assimilar o pedido , mas assentiu mesmo não querendo.  - Um beijo de verdade.

Jungkook respirou fundo olhando para o rosto da garota e a puxou pela cintura encostando os lábios formulando um beijo meio apressado e atrapalhado.

Não que Jungkook, não soubesse beijar. Pelo contrário, ele beijava muito bem e era experiente. Mas não sentia vontade alguma de beija-la a garota, não quando abriu os olhos e viu Jimin e um outro cara conversando sozinhos no estacionamento.

Parou o beijou na mesma hora que viu eles se abraçando. Lisa percebeu que Jungkook olhava para algo, mas antes que ela vira-se Jeon a beijou de novo.

Quando se separaram a garota sorria e Jeon fechou a cara quando não viu mas Jimin nem o outro cara no estacionamento.

-Você não ia embora? - Perguntou para Lisa que de repente tinha grudado em si como um goala.

-Infelizmente... Mas não quero te soltar. - Sorriu para Jeon apaixonada.

-É... Mas eu tenho que ir agora. - Falou encarando o lugar onde Jimin estava outrora. - Lembrei que minha mae pediu para eu ir. - Falou mantendo os olhos quando viu Jimin do outro lado sozinho perto de sua moto. - Tchau.

Parecendo hipnotizado Jeon nem olhou para a garota e seguiu até Jimin, que por coincidência estava perto de sua moto.

Era a desculpa perfeita para o abordar.

Iria usar as palavras certas dessa vez.




-Vocês podem ir andando na frente. - Byun disse para Kris e Xiumin que assentiram desconfiados. - Tenho que contar uma coisa para o Jimin.

-Ah melhores amigos? - Kris levantou a sobrancelha. - Não dito nada. Fica ai então. - Falou saindo do estacionamento.

-Ai Ai. - Xiumin riu. - Não liga para ele Jimin. - Sorriu e Jimin sorriu de volta. -Não demora muito Byun. Eu sei o quanto você é fofoqueiro.

Ninguém disse nada até que o garoto tivesse saído de perto e só restasse Byun e Jimin ali.

-Me contar uma coisa? - Jimin ficou curioso. - Que coisa?

-Nada. - Byun falou tirando o pirulito da boca. - Eu quero mesmo é perguntar.

-Perguntar? - Estava confuso e Byun sorriu de lado.

-Olha... eu sou um puta curioso mesmo. -Falou. - Eu quero saber , quem era a guri que você abraçou agorinha. - Falou sorrindo mexendo uma sobrancelha. - Sabe... tinha um clima.

A alma de Jimin gelou mais que o polo norte.

-C-clima? - Arregalou os olhos. -Não! Eca! Não! - Negou com as mãos e com a cabeça.

-Jimin. Você quer enganar a mim ou a você? - Byun perguntou. -Por que a mim você não engana. Eu sei das coisas.

-C-como você sabe? - Perguntou se entregando de bandeija.

-Nunca ouviu aquela expressão, um viado reconhece outro? - Questionou sugestivo e Jimin arregalou mais os olhos se possível.

-Você é viado?

Byun riu.

-Não. - Deu de ombros.

-Mas então como você me reconheceu? - Falou frustrado.

- Tsc. Eu só queria confirmar. E você acabou de se entregar de bandeija para mim.  -Sorriu. -Mas relaxa. Eu não vou contar para ninguém. 

Jimin jogou o cabelo para trás meio nervoso.

-É sério Jimin. Eu não vou contar. - Disse ao ver a expressão do outro.

-Não... eu confio em você. - Disse. - Mas é que... isso é desconfortável.

-Desconfortável por que? -Byun se aproximou tocando-lhe os ombros. - Isso não é nada demais. Sabe, eu acho muito interessante. Eu acho legal meninos que beijam meninos.

-Então por que não beija um? - Jimin questionou e Byun deu de ombros.

-Eu não gosto de meninos. - Deu de ombros de novo. - Mas seu irmão é um puta de um gostoso do caralho.

-Eca! - Jimin fez cara de nojo.

-Ah Jimin! Modéstia a parte.

-Eca Byun!  - Fez repudia. - Não... Eca.

-Mas agora é sério... Eu preciso ir senão o Kris me mata. - Byun disse e Jimin concordou.

-Vai la. -Jimin sorriu negando com a cabeça. -Não quero ir no velório de ninguém.

Foi surpreendido por um abraço apertado e rápido de Byun.

-Byun... - Chamou quando o garoto já estava indo fazendo-o o olhar. -Você acha mesmo meu irmão gostoso? - Perguntou curioso e um pouco enjoado.

Byun negou com a cabeça.

-Quem sabe sê ele não tivesse peitos e uma bunda redondinha. -Falou rindo maliciosos. - Tchau Jimin.

-Tchau seu bobo. - Negou com a cabeça acenando para o amigo.

Byun era uma boa pessoa. Apesar de a primeira vista ele parecer uma pessoa " ruim " por causa das tatuagens e piercings, ele era um ótimo amigo.

E Jimin queria que ele fosse seu irmão.

Não esperou que o amigo sumisse de sua vista para começar a caminhar pelo estacionamento.

Iria procurar seu irmão para que fossem embora.

Subiu na calçada passando de frente a algumas motos e desviando de algumas árvores plantadas na calçada.

Levou um susto e o coração começou a acelerar ao passar ao lado de uma Árvore e sentiu seu corpo ser puxado e bater de frente com outro corpo.

A luz era um pouco fraca, mas iluminava nitidamente a pessoa que havia o puxado. e Jimin sentiu seu rosto esquentar ao observar Jungkook o encarando.

Olhou nos olhos do garoto completamente confuso. Afinal por que diabos ele o puxou? 


Sentiu o coração acelerar mais quando pensou na possibilidade de Jeon querer bater em si por ter o abraçado, mas logo está possibilidade foi descartada quando sentiu os braços fortes enlacarem sua cintura a apertando com força.

-Eu gosto de abraços calorosos Jimin. - Disse fazendo o coração do Park saltar rápido no peito.

Aos poucos Jeon o soltou sem retirar suas mãos de sua cintura.

-C-como?  - Jimin perguntou depois de um tempo.

-Acho que passei a ideia errada hoje quando te abracei. - Falou e Jimin concordou assentindo.

Ninguém disse nada depois.

Não querendo que o clima se quebrasse Jeon apertou de novo o corpo do Park contra o seu o apertando.

Jimin ainda estava meio embrulhado com o que estava acontecendo ali. Afinal o garoto o tinha puxado... para lhe dar um abraço?

-Me abraça, Jimin. - Pediu manhoso.

Agora menos inseguro com o abraço alheio, Jimin correspondeu levantando um pouco os pés e rodeou seus pequenos braços ao redor do pescoço de Jungkook.

Jeon aproveitava bastante aquele abraço. Tomando o máximo de cuidado para não assustar o Park.

O abraço do outro era tão bom. Tão reconfortante. Queria dizer isso a ele , mas se sentiu intimidado.

Era raro achar alguém que abracasse daquele jeito. Com intimidade, Com forca. Chegava a ser prazeroso para Jeon.

Apertou ainda mais a cintura de Jimin e deixou o corpo reto fazendo os pés de Jimin subirem mais.

-Jungkookie... - Jimin disse numa voz fofa o repreendendo. - Meus pés não encostam no chão assim. -Disse fazendo um quase bico fofo e Jeon riu contra o rosto do Park.

Jeon colocou Jimin no chão de novo sem o soltar o olhando ainda rindo. Jimin era uma gracinha e Jeon não conseguia conter sua vontade de dizer isso a ele. Mas se conteve.

-Desculpa... Eu esqueci que você é um tampinha. - Falou sem pensar. Achou que tinha falado merda, mas sorriu ao ver que Jimin o olhava emburrado.

-Eu mordo suas canelas em! - Disse rindo. - Fica a dica. Fica esperto.

Jimin era tão fofo, que fazia Jeon pensar o por que, que Namjoon sempre dizia que o Park era grosso e insensível... Por que aquele ser que estava em sua frente, era a coisa mais gentil e fofa.

-Ah, morde nada. - Provocou. Levando um pequeno susto ao sentir a boca do Park em seu braço e seus dentes cravando a sua carne. - Aish! Isso doi. - Resmungou sorrindo. - Eu vou me vingar.

Jimin não sabia da onde estava tirando aquela audácia, mas Jeon fazia ele se sentir seguro para isso, e o fazia ter essa liberdade.

Levou um pequeno susto ao sentir a boca do outro se aproximando de sua bochecha. Fechou os olhos esperando uma mordida , mas o que realmente ganhou foi um beijinho estalado que o fez suspirar.

-Você é muito nene, não posso morder. - Jeon falou tentando irritar Jimin  e se surpreendeu com a reação.

Este que segurou suas duas bochechas com as mãos e as apertou.

-Iti malia. - Jimin falou fazendo uma voz fininha. -Coisa fofa. - Jimin apertou as bochechas de Jeon que fez um biquinho.

No fundo Jeon sentiu seu coração esquentar. Pois diferente do carinho de Lisa, o do Park , fazia o Jeon querer suspirar e por isso fechou os olhos quando Jimin Acariciou suas bochechas.

Jeon não sabia que aquele era o momento certo, mas louco pela vontade de fazer aquilo, olhou para a boca do Park e aproximou os rostos quase encostando os narizes.

Num impulso de pânico, Jimin virou um pouco o rosto a tempo de sentir o nariz do outro tocar sua bochecha.

-Por-porque? - Perguntou meio embriagado pelas atitudes alheias.

Suspirando fundo constrangido por ter sido um pouco rejeitado, Jeon não desistiu e enroscou seus dedos nos do Park até suas mãos se unirem.

-Não é óbvio? - Perguntou e Jimin ficou em silêncio sem saber o que dizer. - E-eu gosto de você Jimin.

-G-gosta? Como? - Jimin engoliu em seco complemente nervoso com o rumo daquela conversa.

-Eu só...gosto. - Respondeu meio atordoado quando abaixou a cabeça sentindo o cheiro gostoso de Jimin.

Sem mais palavras trocadas Jeon voltou a enlaçar sua cintura e Jimin voltou a rodear seu pescoço. 


Notas Finais


Wontt, esse final foi tão cuty ^-^

vocês estão notando que o Jimin está mudando? que antes ele era meio grosso e largado e agora está todo sensível... '-'


Nesse capítulo tivemos Jeon sendo um pouco/muito babaca ne... Eu não sei se vocês perceberam ou sacaram ainda qual é o " problema " que está assombrando a vida do nosso Kookie...


Aahaha me digam que Byun não é a criatura mais fofoqueira desta terra?


hahahaha



Mas eai. Vocês curtiram o capítulo? Tem alguma teoria? Pergunta?

Coloca nos comentários ai que eu respondo tudinho ^-^

Se esse capítulo tiver mais de 10 comentários eu tento trazer o próximo cap antes do final de semana que vem.




Agora.byeee

até a proximaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...