História Por que eu te amo? (DAYROL) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Carolbiazin, Daylimns, Dayrol, Dreicon, Rodrigotardelli, Romance
Visualizações 24
Palavras 386
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Vamos Tentar


 - Não sei por quê, você nunca me da atenção - alfinetou

 

- Vou dar mais atenção, mas eu preciso de você aqui, do meu lado.

 

- Ficar ao seu lado pra receber patada. Você sempre foi tão insensível comigo.

 

- Eu Vou ser mais paciente, nunca mais vou te tratar mal - prometeu

 

- Eu não quero paciência, eu quero carinho, abraços. Quero namorar só por não ter nada pra fazer.

 

- Isso vai mudar, eu vou ficar mais tempo em casa. Nós vamos passear na praça de mãos dadas, você sempre gostava quando íamos ao parque. 

 

- Eu adorava - sorriu distraída, mas logo voltou o olhar frio - Você também não me elogia mais. - argumentou

 

- Como se você não soubesse que é a mulher mais linda do mundo - fez uma pausa - do meu mundo.

 

- Não, Day eu não sei. Eu preciso que você me lembre isso todo dia. - Odiando-se por ser tão boba em ainda estar pensando em uma possível mudança de Day - Alias eu não preciso que me lembre de mais nada. Nem que me faça promessas.

 

- Carol, não se separa de mim. Por favor, eu não consigo viver sem você.

 

- Vai ter que aprender - disse ríspida

 

- Eu não quero aprender, eu quero você e sei que também me quer. - se aproximou de vez

 

- Nem vem Day, não se aproxima de mim - recuando

 

- Por que?  - tocou seu rosto e a viu fechar os olhos e suspirar.

 

- Não - tirou a mão dela dali - isso é ridículo, eu não vou ficar com você, você só me fez mal, tudo que me envolvia era ruim ou errado pra você, e agora quer voltar? - perguntou incrédula - Diz que vai mudar, mas fica ai dando uma de conquistadora, você nunca se importou comigo e agora diz que vai mudar por mim. Você nunca se importou comigo, nunca se lembrou de coisas importantes, muito menos das bobas, você sempre me fez de idiota. - recuou novamente - Você não deve nem se lembra quando foi a última vez que transamos. - Cuspiu aquelas palavras que estavam engasgadas a tempos. Day ficou em silencio, parecia procura palavras, o que fez Carol pensar que ela não tinha mais argumentos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...