História Por quê irmãos - imagine Park Jimin (incesto) - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Got7
Personagens Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 75
Palavras 2.714
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioioi
Gente..
Desculpem a demora
Tentei ao máximo deixar esse capítulo bom, mais acho que não consegui, mais eu tentei..
Espero que gostem ao menos um pouco

Capítulo 14 - Vermelho


Fanfic / Fanfiction Por quê irmãos - imagine Park Jimin (incesto) - Capítulo 14 - Vermelho

JIMIN on

Depois de ter minha breve conversa com a s/n, acabo indo investigar sobre a rotina dos meus pais, coisa que não faço diariamente, mais... como hoje eu estou com bastante saudades mesmo, fui pesquisar por notícias deles e acabo por me deparar com minha omma e meu appa, meu coraçãozinho estava palpitando super rápido, minha vontade de entrar na tela do notebook para abraça-los era tão grande que quase não controlo a vontade de chorar, até que por um momento refleti que eles realmente precisavam fazer aquilo para que possamos ter uma boa vida.
Após certo período de tempo eu fui comer e nada da minha maninha, eu deixei quieto pois assim eu podia bisbilhotar seu celular, fui dentro do meu quarto e ela estava dormindo então peguei seu celular e fui pra cozinha e depois de MUITO TEMPO eu descobri a senha 'Tchan Tchan ran ran'.

_ Yes!- digo enquanto vou em suas redes sociais, vejo as suas conversas com o Jeon e o jimin ks ou seja euzinho lindo e perfeito, vejo as com o tae e com o suga..espera! O YOONGI? - yoongi? Aaaah não cara...-leio suas conversas antigas- Nhaaa ele perguntou por mim... irmãozinho que eu amoo de mais, mesmo não nos falando constantemente e sabe do resto né yoon..- digo sozinho e vou bisbilhotar em um contato desconhecido- que porra! Quem diabos é DP....- pensei em vários nomes de pessoas mais nenhum vinha em minha mente, só uma coisa obscena que não irei dizer o nome pois ... é bastante.. craamm suja hehe - ela vai ver... Eu disse pra ela me falar se isso acontecesse... Ah irmãzinha, você verá as conseqüências de seus atos...- sussurro pra mim mesmo e logo olho pra escada e vou em direção a mesma logo subindo-a - vamos ver oque irei fazer com você

Entro dentro do quarto e não a encontro, então eu escuto o som da água caindo então já constato que minha irmãzinha está tomando banho, tiro meu cinto e vou rumo ao banheiro com o celular em mãos, e assim que adentro o box vejo que minha maninha ia pegar a toalha porém ao me ver, meio que se assusta.

_ j-jimin? - diz ela e arregala os olhos e cobre um pouco de suas partes.
_quem é DP? -pergunto sério e logo dou um sorriso travesso.
_ é... E-ele... - logo eu a interrompi.
_está encrencada mocinha!

Me viro e deixo o celular na pia e vou em sua direção pegando forte suas mãos, descobrindo seu corpo logo voltando a lhe olhar.

_você vai ver baby! Vou acabar com a sua ousadia agora! -com o sinto em sua coxa eu subo até suas mãos prendendo-as logo a virando de costas. - fica calada se não eu vou fuder tão forte que não vai conseguir andar depois.- digo já a desejando.

Dou um tapa forte em uma lado específico de sua nádega, que a fez gemer de dor oque me fez arrepiar.

_ah meu amor... Você não devia ter feito isso!- suspirei pesado e mordi o lábio inferior tentando buscar uma forma não tão severa de castigar minha irmãzinha, ainda não peguei pesado com ela em meio nossa transa, então.. talvez ela me obedeça, ou goste,Sei lá vai depender dela também.

Pensei mais um pouco e acabo por ter o meu famoso pensamento sádico.

_ venha s/n... venha comigo..

Digo já saindo do banheiro e parando na porta do meu quarto a esperando sair de lá.

_ousada dessa... vai ter o que merece...

Penso enquanto observo a mesma sair do banheiro ainda com o cinto preso em suas mãos.

_ Hmm... acoites?, o cinto mesmo?
...hmm...talvez, veremos!

sussurro enquanto analisava a mesma alí parada em frente minha cama, então eu sorri de forma sexy e lhe digo.

_ não vou te machucar...bom, só um pouco... mais nada insuportável!-comentei calmamente enquanto empurrava a porta até fecha-la.
_ oque vai fazer?- pergunta receosa
_ oque eu quiser- fui em sua direção ficando atrás da mesma, toquei a pele macia de seus ombros descendo minhas mãos até seus braços segurando-os firme e sussurrei em seu ouvido- seu corpo é meu..- desci mais um pouco meu rosto e roçei meus lábios em seu pescoço - você é minha s/n então não questione e me obedeça
_ Jimin...- me chama de forma manhosa
_shiiiiiiii... caladinha- digo novamente em seu ouvido - eu não vou te machucar pra valer..

A mesma parecia inerte com o que eu tinha acabado de falar então eu mordo meu lábio e logo em seguida umideci o mesmo

_oque foi irmãzinha?- digo travesso -você receberá uma punição e ponto final, eu te dei uma simples regra e você a descumpriu!-afirmei - você foi má,s/n..muito má!

murmurei próximo ao lóbulo em um tom de voz meramente tentador,mas logo afastei-me da mesma.

_e que se segure bem porque se eu ouvir um grito ou gemido o tempo será prolongado! - caminhei até meu criado mudo e abri a gaveta.
_ o-oque está fazendo?
_ acha mesmo que vou te castigar nessa parte do meu quarto?- tiro uma chave dourada de dentro da gaveta- pra isso eu tenho a minha "sala de jogos" por que você acha que Jeon vinha pra cá? Pra jogar video game? Haha me poupe... as garotas que ele ficava sempre vinham também! Ou você também achou que ele ficava de vela e elas eram pra mim?
_ e-eu achava que jungkook ficava no seu quarto jogando.. Sei lá..
_ pois agora sabe meu amor... -caminhei de volta até ela- não brinque comigo assim... pois tenho coisas que.. posso te deixar marcada- passo a mão em seu corpo- sua pele, sua mente, tudo, vai ser inesquecível se você repetir a dose e me desobedecer- digo em um tom de voz não muito auto e nem muito baixo- tudo bem?
_ s-sim - me responde

Vou até meu guarda roupa ficado ao lado dele e assim vejo o lugar exato de por a chave, então eu a destranco discretamente, até por que ela era camuflada então era difícil saber onde ela ficava, ou algo assim, somente eu sábia, então assim que abri, eu vou em direção a minha irmã e a levo até a "sala de jogos" e assim que entro, as luzes altomaticame se ascendem pelo corredor, o percurso não é longo, e assim que chego em meu lugar tão desejado, mando minha maninha se sentar em minha cama enquanto eu caminhava em direção a minha prateleira de objetos, e observo o que usar, como minha cama já tinha as devidas seguranças só bastava eu conseguir achar o objeto certo para poder castigar minha pequena, e assim acho.
_ s/n.. quero que se levante e venha até mim- digo e ela faz oque pedi
_ oque.. - a interrompi
_ não diga absolutamente nada minha pequena.. apenas preste atenção..- ela concorda com a cabeça e eu falo- feche os olhos enquanto eu faço duas perguntas- digo e ela concorda, passo a mão em sua frente para conferir, e assim comecei- me responda assim que eu mandar- ela concorda com a cabeça- ótimo.. cada erro seu será punida com um objeto diferente dependendo do tamanho do erro, se for uma regra muito importante a punição será mais severa, está disposta a isso?- disse e logo inclinei um pouco meu corpo para que pudesse chegar perto do seu ouvido- responda- sussurrei
_ sim.. estou disposta a isso jimin..
_ Jimin.. Aish.. aqui não sou jimin, aqui sou seu senhor, ou melhor sou seu daddy.. não me venha com isso de novo, não quer levar um extra, ou quer?
_ não daddy
_foi oque pensei.. vamos prosseguir para a segunda pergunta- mordi o lábio e logo fecho meus olhos suspirando e logo dizendo em um tom rouco- confia em mim s/n?- tive mais contato com seu lóbulo onde sussurrei- confia?- mordisquei o local - responda
_ s-sim daddy! Eu confio
_ ótimo- fiquei em sua frente assim tirando o cinto de suas mãos e me sentei na cama e a chamei para que sentasse no meu colo,e assim ela fez- quero que.. pense bem antes de fazer algo, pois não irei pegar tão pesado com você, até por que.. não vai querer aparecer marcada para sua turma do colégio não é mesmo?
_ ...- não me respondeu e eu sorri
_ levante-se - digo para que a mesma levantasse e ela fica em minha frente- agora quero você de quatro em cima da cama..- digo ja pegando o açoite- se eu ouvir um gemido ou grito, irei bater mais forte, talvez você irá sentir somente sua pele queimar um pouco pois.. não irei pegar pesado- digo enquanto a mesma ficava na posição mandada- talvez.. Eu te foda com mais agressividade.. mais relaxa, se você se envolver e se deixar levar, onde não tem limites, você vai gostar, até por que.. Eu te conheço, então não adianta negar oque vai ficar óbvio mais tarde- acaricio a parte direita de sua nadega onde depósito um tapa forte.
_ h-hm..- gemeu baixinho
_ hummm.. oque eu disse sobre gemer?- apenas deslisei o objeto por sua pele e logo o retirei impulsionando para trás e lhe acertei com certa força em um lado de sua bunda, e a mesma se segurou para não gemer, e eu repeti o ato no outro lado de sua bunda, oque fez a mesma apertar com força o tecido branco da cama- ah minha pequena.. só você sabe como me deixar louco- digo após ouvir seu arfar sôfrego- quero que se deite na cama - pedi e assim ela fez- eu irei prender apenas o seus pulsos alí- mostrei e ela vira a cabeça de lado e sorri.
_ eu confio em você daddy.. sou toda sua- após ouvir isso uma adrenalina surgiu em meu ser e me envolvi mais no clima.
_ isso mesmo babygirl- prendo seus pulsos e logo me direciono a gaveta do criado mudo, abrindo-a e retirando de lá três vendas de diferentes cores- escolha a que mais lhe agrada- digo mostrando para ela e ela observa- diga as cores em voz alta.- ela me olha- vamos baby, diga
_ preto, vermelho e branco- morde o lábio
_ em qual dessas cores seu corpo se sentiu mais quente, ou seja qual dessas cores fizeram você imaginar oque pode acontecer?
_ e-eu não sei.. Eu não senti nada
_ é claro que sentiu.. feche os olhos, vou dizer e você imagina.. a que tiver mais fogo você vai usar
_ sim - disse e fechou os olhos
_ preto.. uma punição severa com,dominação,objetos mais pesados, tortura e muito prazer,proporcionado para ambos- disse e ela mordeu o lábio- vermelho, uma punição prazerosa, objetos sexuais e uma transa mais selvagem com alguns hematomas- disse e ela suspirou pesado e mordeu com mais intensidade o lábio onde pude ver que a força foi tanta que, acabou ferindo e sangrou um pouco- preciso falar a branca?
_ não daddy.. já tenho minha escolha.
_ diga.. Diga para o seu daddy
_ vermelho
_ gosta do perigo não é garota?
_ já sabe a resposta daddy!
_ é.. Eu sei..- fui em sua direção e coloquei a venda- agora seja uma boa menina..
_ serei daddy!

Sorri e fui me despindo ficando completamente nú, e assim vou em direção a mesma na cama e abro suas pernas já ficando entre elas.

_ se gemer.. irei ir mais forte!- digo alisando seu corpo e em seguida aperto de leve seus seios- vai ser divertido baby- comecei a marcar sua pele fortemente com chupões, começando por seu pescoço fazendo uma trilha até seus seios, ventre até chegar em sua região íntima onde acariciei.
_ h-hm..- gemeu baixinho- eu a olhei e sem dizer nada bati com força em sua coxa direita, onde marcou direitinho- awn- gemeu dor
_ oque eu disse sobre gemer?- penetro dois dedos em sua intimidade, onde faço lentos movimentos de vai e vem, enquanto com a outra mão fazia movimentos circulares com meu polegar em seu clitóris, que se encontrava sensível. - Ah baby.. você foi uma menina muito má..-digo enquanto acelero os movimentos dentro da mesma
_ awn d-daddy- gemeu e em seguida se contorceu
_ hummm, vai gozar baby?- disse e logo sorri e aumentei a velocidade.
_ aaaawnn d-daddy...-gemeu arrastado e eu retiro meus dedos de dentro dela e sorri ao ouvir seu gemido de reprovação.
_ acha mesmo que vou te deixar gozar assim? - digo enquanto me ponho de joelhos a observo alí, necessitada, e acabo por sorrir,e não aguentar e deitar por cima de seu corpo já posicionado meu membro em sua entrada, adentrando com certa força e sem lhe avisar, o que fez a mesma gemer alto e arquear as costas
_ aaaannww-gemeu e eu a penetrei mais forte, saía lentamente de dentro dela e voltava a entrar com força, enquanto depositava tapas na mesma oque fazia suas coxas ganhar uma tonalidade avermelhada e, roxinha

Após torturar mais um pouco minha maninha naquela forma, eu resolvi desprender suas mãos, e assim fiz, e logo pedi para que ficasse de quatro novamente, e assim ela fez.

_ estou gostando baby.. - disse e logo a penetrei mais forte, e meus movimentos eram violentos, estocava sem dó a mesma enquanto dava tapas em sua bunda
_ a-awnn... d-daddy..-gemeu- hmm...
_aaahh b-baby... hummm.. - não aguentei e gemi também- tão gostosa..
_ hmm...-gemeu manhosa
_ aaaahh.. ohh- gemi e acelerei mais os movimentos já sentindo meu ápice
_ e-eu vou.. aaaaannw daddy-assim que a mesma disse isso pude ver que ela havia gozado, e eu me retirei de dentro dela e dispejei meu leitinho no lado esquerdo de sua bunda.
_ aaah- gemi e me deitei e ela subiu em cima de mim, encaixando sua intimidade em meu membro- ah baby, você quer mesmo que eu acabe com sua bucetinha gostosa não é?
_ sim daddy
_ então se segure, minha pequena porque não quero ouvir reclamações depois não ok?
_ ok daddy- disse e começou a se movimentar, rebolando em cima do meu membro, até que a puxei para mim, selando nossos lábios e a segurei firme, e dessa vez fui mais agressivo, com movimentos rápidos e fortes de baixo para cima, acertando sempre seu pontinho doce, ia cada vez mais rápido e forte.
_ aaaaaaaaah- gemi alto quando senti que meu ápice estava chegando e percebi que o dela também, pois sua bucetinha estava me apertando, então peguei mais pesado em cada um dos movimentos, até..- aaaaaaaaah
_ aaaaawwnn

Ambos estavamos suados, com a respiração irregular, ela caiu do meu lado e tentou regularizar a respiração junto a mim, eu a encarei, e ela direcionou seu olhar a mim, e eu sorri

_ você é sapeca mesmo sabia?
_ porque daddy?
_ só você conseguiu aguentar transar comigo duas vezes..
_ é mesmo daddy?
_ sim..-toquei no rosto da mesma, e selei nossos lábios - mais pensando bem.. não gosto de pegar muito pesado com você.. Eu gosto de mais de você pra te machucar muito
_ mais.. Eu gostei daddy.. gostei muito!
_ que bom

Depois de mais um tempinho alí nos beijando e tendo o nosso momento, resolvi sair Dalí, e ir tomar um banho junto a minha pequena.

_ coloque sua coxa apoiada em meu ombro - disse e ela fez, e comecei a sugar sua intimidade, e ela começou a gemer
_ ah jimin.. por quê me tortura tanto...-perguntou e eu apenas apertei forte sua coxa e ela encostou a cabeça no azulejo e após algumas sugadas sinto o gostinho do mel da minha linda irmãzinha
_ tão gostosa baby..-digo e me levanto já selando nossos labios.

[...]

_jimin você vai querer um pouco?
_ oque é?
_ é doce de leite
_ hmm.. quero sim...
_tá bom.. pega- me entrega um potinho com o doce
_ valeu

Ficamos na sala por mais um tempo, assistimos um pouco até a campainha tocar.

_ eu atendo!- ela disse e foi atender e eu fiquei assistindo
_ s/n quem é, e porque está demorando tanto?

Continua??


Notas Finais


Bom é isso..
Me desculpem qualquer erro, minha criatividade foi pro espaço esses últimos meses, me descupem

Ah..
Fiz essa aqui também
Por favor
Dêem uma olhada nela, o primeiro capítulo eu postei hoje também
https://www.spiritfanfiction.com/historia/my-dog-fanfiction-bts-17264727


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...