História Por que justo ele? - Capítulo 1


Escrita por: e morimoli

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amizade, Drama, Escola, Hentai, Imortalidade, Romance, Yaoi
Visualizações 41
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Literatura Feminina, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu e minha melhor amiga criamos essa maravilha num dia comum e por acaso consideramos boa demais para não escrevê-la e como a fanfic é "nossa" mais dela do q minha pq a menina é um chefe por natureza, nós vamos revezar na postagem de cap, nunca demorando demais! Espero q gostem!
Autora falando

Capítulo 1 - Episódio 1 - Piloto


Tinha acabado de acordar e me encontrava na cama, olhando profundamente pra minha melhor amiga pensando se mandá-la embora e pedir para que me deixasse dormir seria uma grande falta de educação. Sofia estava com uma short branco e camiseta rosa listrada, seus cabelos eram curtos e pretos, totalmente cacheados, era morena, seu rosto era delicado, olhos pretos, nariz levemente arrebitado, lábios finos e rosados, era bem encorpada, andávamos juntas desde a sexta série.
Como sempre, Sofia falava sem parar, hoje podia até ser o primeiro dia de aula mas ainda eram oito da manhã! Odiava ser acordada antes da hora, prezo muito o meu sono da beleza.
  - vai ter tantos alunos novos! Eu posso encontrar um namorado! Adeus vida de solteiro, olá passar o dia com o mozão assistindo netflix. Vamos se anima Rafaela! - olhei seriamente pra Sofia, ela tinha razão, como podia alguém ser tão otimista quanto ela?
- pelo amor de Deus, vai ser mais um ano estudando e aguentando gente esnobe, você sabe disso, eu sei disso. - digo rindo, era só isso que fazíamos na escola desde sempre.
Levanto e vou me trocar, me olho no espelho, olheiras de novo, ótimo, obrigada La Casa De Papel por ser uma série tão perfeita e não me deixar dormir! Era estranho me ver de corpo inteiro, eu era ruiva, meus olhos cor de mel, cheia de sardas, um pouco de peito e bunda e pronto, eu.
  - lembra do Thiago do ano passado? - pergunta Sofia do nada, Thiago era um garoto que foi encontrado morto em uma rodoviária, era assustador pensar que algo assim poderia acontecer com qualquer um.
  - o que tem ele? - perguntei curiosa.
  - parece que um primo dele se mudou pro nosso colégio.
  - ah pronto, portanto que ele não ande com os atletas tá tudo bem pra mim.
  - fiquei sabendo que ele é bonito, cabelos longos... - ela estava tentando me atiçar, e conseguiu, eu tinha uma certa queda por garotos de cabelos compridos.
  - affs você me conhece mesmo.  - digo sorrindo. Abro a porta do meu quarto e desço as escadas pra ir tomar café. - vem logo Sofia.
  - estou indo, AH?! MEU DEUS RAFAELA SEU CACHORRO QUASE ME MATA AQUI!  -  a Sofia gritou no topo da escada, olho pra cima para ver a cena, ela segurava no corrimão para não cair, a Cloe tinha passado na frente dela e pelo jeito ela se assustou, até tentei parar de rir e ir ajudar mas não teve jeito.
  - ISSO QUE DÁ SER DESAJEITADA!
  - ATA RAFAELA LOPES ORTOLAN!
  - NÃO BRIGUEM MENINAS! - grita minha avó na parte debaixo da casa, ajudo a Sofia e vamos para a cozinha, dou um beijo na bochecha da minha avó.
  - bom dia minha linda! - sorrio animada, minha avó estava sentada tomando um dos seus chás que ela tanto adorava.
  - bom dia, sua mãe passou hoje de manhã aqui para avisar que a aula iria começar mais cedo por causa de uma  apresentação. - olho pra cara dela, ela sorri. - você ainda tem tempo de tomar o seu precioso café. 
Sorrio e puxo uma cadeira pra mim e outra para a Sofia, nós comemos com calma enquanto conversávamos sobre assuntos banais do dia-a-dia.

*Quebra de tempo*

Tínhamos nos trocado na minha casa mesmo, logo após o café, eu coloquei uma regata verde e uma calça jeans escura com alguns rasgos nos joelhos, apenas um pouco de base pra esconder as olheiras e o meu típico coque. 

- ah não Rafaela, solta o cabelo, eu sei que você não gosta mas ele fica lindo! 

- ok, mas é só hoje! - digo soltando meu cabelo. 

Atravessámos mais uma rua e chegamos na escola, era dividida em três prédios de dois andares e duas quadras, junto com uma biblioteca. Cada prédio cuidava de um ano, o prédio azul era do primeiro ano, o vermelho do segundo e o terceiro era o branco. Entramos no terceiro prédio e seguimos rumo a secretaria. 

  - moça, com licença, estamos no terceiro b, precisamos das nossas chaves pra guardar os livros por favor. 

Ela nos entrega a chave e saímos atrás dos armários. 

  - rafa. - Sofia sussurra. - você ainda tem a chave da sala 404, né? 

  - como eu poderia perder? - sussurro de volta. 

Há dois anos nós descobrimos uma sala abandonada porque tínhamos ficado de castigo e só iríamos sair quando fizéssemos uns serviços para a Secretaria, quando fomos a diretoria para avisar que havíamos terminado elas não pediram a chave e nós não fizemos questão de devolver, sei que parece meio errado mas sempre foi o nosso cantinho, quando a aula estava chata nós fugiamos pra ficar ali ou quando os garotos nos importunavam. Desde quando o Gustavo entrou no nosso grupo o ano passado a gente parou de ir lá, mas eu nunca tirava a chave da mochila. 

  - ei, cadê o Gustavo? - pergunto curiosa pra Sofia, que sempre falava com ele. 

  - ele só vem amanhã... - responde olhando pro nada. 

  - ah que pena, podíamos finalmente mostrar a sala pra ele. - tento olhar para onde ela estava prestando atenção, mas não consigo achar o que era. - o que foi? 

  - não olha agora mas tem um garoto lindo olhando pra gente. E SE FOR O PRIMO DO THIAGO? 

  - para de drama, provavelmente é só mais um sem cérebro cheio de hormônios aqui da escola. - digo olhando pro tal garoto, ele realmente era bonito, seus olhos eram castanhos claros e seu cabelo era grande e loiro, seu rosto era bonito e tinha belas maças e uma boca rosada. Ele olhava diretamente para Sofia, e quando eu devolvi o olhar ele me encarou de uma maneira cínica, ficamos por trinta segundos um olhando pro outro com ódio, quer ficar com a minha amiga ou quer comê-la com os olhos? Eu simplesmente odiei esse garoto. 

*piiii* 

O sinal bate e eu saio dos meus devaneios com aquele garoto, enquanto íamos pra sala o garoto começou a nos seguir, não estou acreditando que seremos da mesma sala, o destino deve estar rindo da minha cara agora mesmo. 

As primeiras aulas foram boas até, o garoto não parava de me encarar mas tirando isso estava tudo bem, eu a Sofia nos acostumamos rápido. 

Vou um bom primeiro dia, tirando o primo do Thiago, é claro.  


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui ° ͜ʖ ͡ – ✧
Se gostarem não esqueçam do biscoito pra dona disso
Bjs na bunda seus lindos
Corrigido pela última vez no dia 14/9/2018


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...