1. Spirit Fanfics >
  2. Por que Justo Você? >
  3. O Será Que Tá Rolando?!

História Por que Justo Você? - Capítulo 56


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei, amores!!!
Espero que gostem e...
Boa Leitura! 🤗❤

Capítulo 56 - O Será Que Tá Rolando?!


Fanfic / Fanfiction Por que Justo Você? - Capítulo 56 - O Será Que Tá Rolando?!

"Anteriormente em 'Por que Justo Você'

Jason: o que aconteceu?

Ali: eu preciso que saia do quarto.

Jason: o que? Por que?

Ali: só saia do quarto, Jason.

Jason: eu não. Quero saber o que tá acontecendo.

Ali: Jason, sai do meu quarto. - diz mais furiosa que o normal.

Agora mesmo que não vou sair, preciso saber o que deu nessa garota."

POV ALISON

|Portland. ~ casa da Alison. - 19:28.

Entro em desespero quando não consigo achar o que quero. Droga.

Ali: Jason, saia do meu quarto. Agora.

Jason: não vou sair até você me dizer o que aconteceu. - reviro os olhos e bufo.

Por que ele tem que ser tão teimoso? Cacete.

Ali: eu te juro que se não sair agora mesmo, está tudo acabado. - digo furiosa, apesar de estar uma pilha de nervos.

Jason: boa tentativa, princesinha. Mas nada do que me diga vai me fazer sair daqui agora.

Ali: droga. - resmungo para mim mesma.

Conhecendo bem o Jason, sei que ele não vai sair mesmo. Então tenho que apelar para outra coisa.

Ali: então feche os olhos. E nem pense em olhar pra mim.

Jason: o que? Alison, que merda aconteceu contigo?

Ali: se não estiver com os olhos fechados quando eu sair, farei questão de te fazer fechar a força. Então é bom fazer o que estou mandando. - ouço ele suspirar.

Jason: tá, vou fechar.

Ali: ok... - respiro fundo e abro a porta devagar.

Olho e Jason está mesmo com seus olhos fechados. Menos mal.

Corro para o outro lado do quarto e vou até a gaveta da minha penteadeira e finalmente acho o que tanto queria...

Jason: ah, então é por isso que estava me evitando esse tempo todo?! - diz dando risada e pegando um pacote de absorventes de minhas mãos, por trás de mim.

Sinto minhas bochechas se esquentarem por completo. Não sei se fico mais constrangida ou brava.

Ali: me devolve isso agora! - tento pegar de suas mãos. Mas ele o ergue no alto e começa a ler a embalagem.

Jason: gosta mesmo dessa marca? Já ouvi a Audrey reclamando com a minha mãe que é horrível.

Ali: me dá essa merda, Jason! - tento tomar de volta dele, mas é em vão. Ele é alto demais para eu alcançar.

Jason: está com vergonha de eu saber que está menstruada? - ele dá risada.

Ali: não importa. Agora me devolve isso, senão vou ser obrigada a arrancar de você. - digo pulando. Ele ri mais ainda.

A situação seria cômica se não fosse trágica. Parecemos duas crianças brigando, mas não deixa de ser bizarro. E eu estou puta demais pra rir.

Jason: desculpa aí, senhorita 'eu tenho 1,50' de altura. - ele debocha, ainda rindo.

Ali: é 1,56 tá legal?! E agora me dá isso, Jason! - ele enfim abaixa a mão e me dá o pacote.

Respiro fundo ainda brava e me dirijo de volta para o banheiro. Sua risada ainda continua e isso me constrange ainda mais.

Droga.

Jason: não acredito que ficou com vergonha disso. - diz quando eu volto para o quarto. - bom, pelo menos o problema não sou eu, né. - ele sorri de lado.

Ali: cale a boca. - reviro os olhos.

Jason: mas é sério, queria saber por que tanto me evitava. Agora pelo menos sei o porquê. - ele diz com sua voz ainda divertida.

Ele deve estar adorando a situação. Parece que ele tem uma tara em me ver constrangida.

Ali: você não deveria ter me seguido.

Jason: por que não queria que eu soubesse?

Ali: não é meio óbvio?! - o olho com cara de tédio.

Jaaon: eu só estava enchendo seu saco. Mas na real eu não me importo com esse tipo de coisa, é só sangue. - diz simples, dando de ombros.

Não esperava que ele fosse surtar, mas sua reação extremamente calma me pareceu estranha. Quero dizer, Jason sempre teve uma fama ridícula de não se importar com nada ou pelo menos se fazer de ignorante em relação às coisas, então no máximo esperava algum tipo de brincadeira idiota da parte dele.

Mas fiquei surpresa e impressionada por sua reação ser tão normal.

Ali: não esperava sua reação ser tão natural assim. - me sento ao lado dele.

Jason: só por que eu sou homem? - ele sorri de lado e arqueia a sobrancelha.

Ali: pode ser. Ou na verdade por ser você. - arqueiro a sobrancelha.

Jason: posso ser babaca algumas vezes, mas não sou completamente ignorante em todos os assuntos. E que tipo de cara reclamaria disso? Digo, é algo do seu corpo, você meio que não tem como evitar. - ele ri. - e tenho certeza que se tivesse já teria evitado, levando em conta de que vivo com duas mulheres diariamente e sei como é a reclamação das cólicas. - diz divertido e sério ao mesmo tempo.

Apenas sorrio de leve. Posso dizer que cada dia mais me impressiono com sua "sensibilidade" que ele faz de tudo para esconder de todos.

Ainda sorrindo, me junto à ele para ver o que ele está assistindo na televisão.

Ali: o que está vendo?

Jason: não faço a menor ideia. Apenas liguei a TV e apareceu isso daí. - ele ri. - tava esperando você aparecer.

Ali: coloca algum filme de comédia então. Ou algum seriado. - Jason concorda e começamos a procurar algo na Netflix.

Jason: não sabia que gostava de super-heróis. - diz vendo que em meu catálogo tem todos os filmes da Marvel do qual eu já assisti.

Ali: há muitas coisas que não sabe sobre mim. - pisco de brincadeira pra ele, que dá risada. Acabo rindo também e enfim escolhemos um filme aleatório para ver.

Não sei se foi por instinto ou por empolgação do momento, mas acabo me encostando em seu ombro enquanto vemos o filme, que parece ser muito bem recebido por ele que coloca seus braços enormes em torno de meu corpo, me aninhando ainda mais nele.

Sinto um arrepio que nunca deixa de me consumir toda vez que temos momentos assim.

Não sei explicar ao certo, mas a conexão que tenho com Jason nesses momentos é indescritível. E por razões óbvias, não consigo ter com mais ninguém...

(...)

Ao descer para tomar café, encontro Dylan já na cozinha junto com Jason.

Dylan: acordou cedo, Ali. - diz ao me sentar ao lado dele.

Ali: pois é, acabei tendo que fazer algumas coisas agora pela manhã. - me sirvo com um pouco de café.

Dylan: então, hoje vai rolar uma festa na piscina na casa do Richard, tá a fim de ir? - olha para mim.

Jason segura a risada. Idiota.

Ali: não, já tenho planos pra hoje. Mas valeu.

Dylan: que planos você tem? Quero dizer, agora que está solteira não tem compromisso pra fazer algo o dia todo. - Jason olha pra mim com um sorrisinho malicioso sem o Dylan ver. Apenas me seguro para não rir e olho para Dylan novamente.

Ali: meus planos não incluem garotos. Provavelmente irei ficar junto com a Audrey.

Dylan: ah... - diz somente e ingere seu suco. Olho discretamente para Jason e seu olhar cafajeste ainda está sobre mim. - mas e você Jason, você vai né cara? - ele desvia o olhar de mim.

Jason: não. - o olho surpresa.

Dylan: não? Por que, porra?

Jason: não tô afim. Além do mais, tenho outras coisas para me preocupar hoje. - bebe seu café.

Dylan: e o que seria?

Jason: meu pai quer marcar uma reunião comigo e a secretária da empresa.

Dylan: ah, tudo bem então. Mas vai perder uma festança, hein cara. - Jason dá de ombros.

Jason tem uma reunião hoje e não me avisou? Quero dizer, não que ele tenha que contar cada detalhe de sua vida pra mim, com certeza não. Mas uma reunião sobre a empresa é algo importante em sua vida. Até porque tudo indica que ele irá comandar os negócios do pai quando atingir a maioridade, então...

Ao terminar seu café Dylan se levanta.

Dylan: eu já tô indo nessa, vou terminar de ver os negócios da festa com o Hayes. Tentem não se matar na minha ausência.

Jason: não prometo me comportar. - ele sorri de forma sacana pra mim. Dylan revira os olhos e sai.

Termino de comer e Jason também. Aproveito e levo meu prato junto com minha xícara para a pia. Pego os de Jason também. Assim facilito o trabalho de Joana depois.

Ali: não me contou que teria uma reunião com seu pai hoje. - me viro para ele. Estou de frente pra pia terminando de deixar os pratos nela.

Jason: é, porque eu não tenho. - ele se levanta e se aproxima de mim. Franzo a testa.

Ali: então por que disse ao Dylan que tem?

Jason: é o único jeito de ele acreditar que eu não posso ir à festa. - arqueio a sobrancelha. - digamos que ele sabe que meu pai pega um pouco pesado nessa área. Ele não iria me encher com isso. - apenas concordo com a cabeça.

Logo me lembro da noite em que revi o senhor Prescott. A forma como ele se dirigiu ao filho ainda não saiu da minha cabeça. Seu olhar conseguia ser tão frio e sombrio quanto o de Jason quando estava com raiva. E isso me deu enormes calafrios na hora.

Ali: e por que não quer ir à festa? - ele segura em minha cintura.

Jason: não estou com pique pra aturar aqueles imbecis mais um dia. - dá de ombros. O olho sem acreditar. Sei que no fundo ele está fazendo isso por causa da última festa. - e também porque o clima com o Nate não está o dos melhores depois da última festa. - ele suspira me olhando.

Ok, disso eu não sabia.

Ali: como assim o clima não está o dos melhores?

Jason: digamos que depois que recuperei minha sobriedade e o vi após a festa, eu tenha falado algumas merdas pra ele.

Ali: e por que fez isso?

Jason: já disse, ele é a porra de um babaca.

Ali: ele é seu amigo há anos e do nada você resolve falar um monte de verdades na cara dele, assim do nada?

Jason: amigo é uma palavra forte demais. Ele apenas faz parte do mesmo time que eu e tenho que o considerar como pessoa. - ele sorri. - agora chega de falar disso vai... - ele se aproxima e beija suavemente meus lábios.

Minhas mãos como de costume vão até sua nuca e subindo levemente por seus cabelos. Os puxo de leve, sentindo sua pele arrepiar...

Posso beijar Jason todos os dias e em todos os momentos, mas sempre me sinto como se fosse a primeira vez...Meu corpo correspondem tão bem ao seu toque que sinto que sempre fomos conectados.

Após nos separarmos, nos olhamos. Seus olhos verdes são intensos e a luz do sol que está passando pela janela os deixam ainda mais claros.

Respiro fundo e sorrio automaticamente, sem perceber. Jason solta um sorrisinho de lado e então ficamos assim por alguns segundos, quando somos brutalmente interrompidos...

Dylan: Jason cara, você não vai acreditar nis... - diz entrando. Jason se afasta abruptamente e Dylan nos encara. - que cara é essa?

Jason: cara? Que cara?

Dylan: essa cara de espantado. Parece até que viu um fantasma.

Jason: não viaja, Dylan. Eu só...É tudo culpa da Alison. - se vira pra mim.

Ali: o que eu fiz dessa vez?

Jason: você... - me encara, procurando respostas... - você...Você nasceu.

Ali: grande criatividade. - o olho com cara de tédio. Pode se notar o duplo sentido nessa frase.

Dylan: sério que eu não posso deixar vocês cinco minutos sozinhos que já tão assim? Aja paciência. - ele revira os olhos.

Ali: tem razão. Vou nessa. - digo e me retiro da cozinha.

Está ficando cada vez mais complicado esconder isso do Dylan...

Não sei se é porque Jason e eu ficamos mais próximos cada vez mais, ou porque somos tão descuidados. Só sei que não deixar meu irmão saber disso me incomoda...

Bufo e pego meu celular quando chego em meu quarto. Fico fuçando o Instagram quando de repente minha porta se abre.

Jason: certeza que ele deve estar desconfiando de algo. - diz ao entrar.

Ali: eu sei...Esconder isso tá ficando cada vez mais difícil. - ele se senta na minha cama.

Jason: está pensando em contar pra ele?

Ali: não faço a menor ideia... - suspiro. - tenho medo da reação dele ser pior do que eu imagino. - reviro os olhos. - estou me sentindo como Mônica e Chandler escondendo o namoro secreto deles do Ross.

Jason: como é?

Ali: Mônica e Chandler. - ele ainda parece confuso. - de Friends.

Jason: ah claro. Já ouvi falar. - o olho chocada.

Ali: você nunca assistiu Friends?

Jason: nunca achei tão atrativo como a maioria das pessoas. - ele dá de ombros.

Ali: tem certeza mesmo que estamos juntos? - ele revira os olhos.

Vou até o controle e ligo a TV.

Jason: o que está fazendo?

Ali: te apresentando a melhor série de comédia de todos os tempos.

Jason: vai mesmo me obrigar a assistir isso?

Ali: vou. - dou um sorrisinho e abro a Netflix.

Mesmo não querendo, Jason acabou concordando. De início ele não gostou, mas o convenci que tem que se assistir mais de um episódio para gostar da série...

O tempo foi passando e percebi pela sua expressão que ele não achou tão ruim como esperava. Mas sei ele nunca vai admitir isso pra mim.

Passamos a maior parte do tempo assim, até Audrey aparecer aqui em casa e ele ir para a casa dele...

(...)

Audrey: por que não quis ir à festa do Richard? - diz se virando pra mim.

No momento estamos fazendo algum tipo de limpeza facial estranha que Audrey achou na internet. Eu acabei aceitando de fazer junto com ela e agora estamos com o rosto coberto por uma mistura de cremes e produtos esquisitos.

Ali: nunca gostei muito de ir a essas festas. Você sabe. - encaro meu reflexo no espelho. Espero que essa coisa funcione.

Audrey: pensei que gostaria de ir já que agora está junto com o Jason.

Ali: o fato de eu estar com o Jason não muda minha opinião sobre essas festas ridículas.

Audrey: se você diz...

Ali: mas por que pergunta isso? Você queria ir? - olho para ela, que logo desvia o olhar.

Audrey: não. - diz olhando fixamente o espelho à sua frnte. - Claro que não. Não tem porque eu querer ir, eu só... - a encaro com a sobrancelha arqueada.

Ok, isso foi estranho. Muito estranho.

Ali: Audrey, você tá legal?

Audrey: eu tô. Por que a pergunta?

Ali: você ficou toda tensa quando perguntei se queria ir à festa.

Audrey: eu não fiquei tensa...Eu só... - o alarme que colocamos para o tempo das máscaras toca. - melhor tirarmos isso.

A olho desconfiada, mas mesmo assim não faço mais perguntas.

Ao terminarmos de limpar nossos rostos, fico impressionada que realmente essa mistura louca deu resultados. Minha pele está menos oleosa e mais macia também.

Ali: primeiro tutorial que seguimos que funciona. - dou risada.

Audrey: e não é?! - ri junto.

Ficamos conversando aleatoriedades até dar o horário de irmos para a cama.

Reparo que Audrey não sai do celular. Mesmo que ela seja viciada, bem mais do que eu, não a vejo presa no celular assim desde que anunciaram uma nova temporada de Stranger Things.

Ela está agindo de forma estranha desde aquela hora. E pode ser impressão minha, mas ela está mais ausente que o normal.

Só não sei se isso se origina pelo fato de eu estar passando muito tempo com Jason, ou é porque ela realmente está me escondendo alguma coisa...


Notas Finais


Uiui, eai, amores o que acham que tá rolando, hein?
Por favor comentem, muito, muito, muitoool! Os comentários de vocês sempre ajudam :)))
Até a próxima e beijinhos! 🤗❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...