História Por que você? - Capítulo 39


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 8
Palavras 1.195
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura bebês.

Capítulo 39 - VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA JENNIE!?


Jennie PV 

Sou acordada por Lara que pulava na minha cama gritando: "FÉRIAS".

Olho para a porta e vejo minha mãe escorada e rindo da situação.

-O que está acontecendo? - Perguntei confusa. 

-Sua escola ligou, disseram que estão de férias por um tempo indeterminado e automaticamente já passou. 

-Como assim? Falta um bimestre ainda. 

-Alguns alunos do último ano ponharam fogo em uma parte da sua escola.

-Nossa, alguém se machucou? 

-Não, foi a noite. - falou ela indo para o corredor. 

-Você vai brincar com a gente  agora? - perguntou Lara se jogando ao meu lado. 

Olhei para ela e comecei a fazer cosegas na mesma. 

Minutos depois... 

Desci as escadas e vejo Jack no sofá brincando com a Lara e minha mãe colocando biscoitos na mesa de centro para eles. 

-Pra você Jack.  - falou minha mãe. 

-Abre a boca, assim : AH - falou Lara abrindo a boca. 

-Nossa, quanto amor eu que moro aqui, nunca ganhei. - falei me aproximando. 

-Não fica assim Jennie. - falou minha mãe me abraçando. 

-Cuida mais dos outros do que de mim. - falei e ela me deu um beijo na testa. 

-Também te amo. - falou ela indo para cozinha. 

Me sento no sofá ao lado de Jack e vejo ele rindo... De mim ou para mim. 

-O que foi? - Perguntei. 

-Não precisa ficar com ciúmes da sua mãe. - falou Jack e Lara colocou um biscoito na boca dele. 

-Como não? Olha isso, gostam mais de você do que de mim. 

-Eu gosto de você. - falou ele de boca cheia. 

-O que faz aqui tão cedo? - Perguntei e ele apontou pra Lara. 

-Eu pedi pra mãe chamar ele - falou ela - É meu convidado. 

-Está bem - falei erguendo as mãos - Vou lá falar com a mãe então. 

Me levantei e fui até a cozinha. É estranho o fato da minha mãe viver na cozinha. 

-O que a senhora tanto apronta nessa cozinha? - Perguntei e ela me olhou. 

-Que bom que está aqui, venha. - falou ela - Estou tentando fazer doces. 

-Ah entendi. 

-Acho que estou no caminho certo. - falou ela mostrando uma colher de pau com massa de alguma coisa - Prove. 

Abri a boca e minha mãe colocou a colher ali. 

-Ficou muito bom, nossa... O que é? - Perguntei de boca cheia. 

-Bolo de morango. Estou pensando em abrir uma loja. 

-Você vai desistir de ser médica? 

-Bem eu nunca quis ser, fiz porque meus pais queriam. Depois descobri que estava grávida de você e precisava de dinheiro pra poder comprar as coisas que os bebês precisam. - falou ela colocando a massa no forno. 

-Você não sabia como cuidar de bebês não é? 

-É verdade. - respondeu ela. - Por isso, não engravide cedo Jennie e use camisinha. Sempre. 

Engravidar... Sexo dentro do carro... Sem camisinha ( de novo pra variar)...Puta que pariu... Verdade. 

Sabe quando as pessoas estão certas e você só não quer admitir? É exatamente isso. 

Falei que não iria fazer sexo sem camisinha e olha no que deu. 

-Jennie! - falou Jack no meu ouvido me assustando. 

-Aí, desgraça! O que foi? - Perguntei. 

-Você tá bem? Tia ela tá bem? - perguntou Jack pra minha mãe. 

-Minha mãe não é sua tia, idiota! 

-Tem razão - falou ele - Sogra, ela está bem? 

Abaixo a cabeça e cubro meu rosto com as mãos. Ele não disse isso. 

-Eu não sei, comecei a falar sobre sexo seguro e ela ficou assim. - falou minha mãe - Tem algo que vocês queiram me contar? 

Fodeu... 

Jack PV. 

Bem, por onde começar... 

-Não mãe, não tem nada não. - falou Jennie. 

-Jennie, mentir é pior e você sabe. - falou a mãe dela. - Fala logo! 

Estou soando frio e minhas mãos também. Está faltando ar... 

-A gente fez sexo no meu carro sem proteção! - falei e a Jennie abaixou a cabeça novamente. 

-Que? - falou a mãe dela tranquilamente me assustando até. 

Pode fingir um desmaio agora? Só pra sair dessa situação sabe... Tipo pra sempre. 

-É isso mãe. - falou a Jennie. 

-VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA JENNIE ? - gritou a mãe dela. 

-Não mãe! Escuta! - falou Jennie a acalmando - Nós estávamos fazendo aquilo normalmente no carro e um guarda apareceu e acabou o clima, entendeu? Eu. Não. Estou. Grávida. 

-Aí que susto. - falou ela se sentando na cadeira. 

-Desculpa, a gente até tenta lembrar da camisinha, mas é a empolgação do momento que...-Jennie tentava explicar e eu coloco a mão no seu ombro - É melhor eu calar a minha boca, eu sei. Obrigado. 

-A culpa é totalmente minha. Eu quem deveria cuidar desse detalhe. - falei. 

-Só culpa é dos dois. - falou a mãe dela - A Jennie é uma cabeça de vento, só lembra da hora do almoço e da janta. E Jack, deveria andar mais precavido. Se confiar na Jennie, vai arrumar pra cabeça... De cima, não a de baixo. 

-Tá bom mãe - falou Jennie vermelha - A  gente já entendeu. 

-Olha, eu sei que sexo sem camisinha é mais gostoso, fiz sem e olha o que veio nove meses depois. - falou a mãe dela dando um beijo na testa da Jennie - A coisa mais linda do mundo. Se cuidem, por favor. 

-Sim senhora. - falamos juntos. 

-E cuidem do bolo, porque eu vou levar a Lara para a natação. - falou a mãe da Jennie saindo da cozinha. 

Depois que ela saiu, Jennie me deu um soco no estômago. Aquilo doeu muito. 

-Por que você contou!? - falou ela. 

-Escapou. 

-Sabe o que mais cai escapar? Minha mão na sua cara. - falou ela levantando o braço. 

-No rosto não. - falei segurando seu braço - Entendo o que você está sentindo mas não vou deixar você me bater na cara. 

Ela soltou seu braço e bufou. Me olhou com raiva e virou de costas. 

-Não precisa ficar assim. - falei. 

-Eu sei mas, Jack tem certas coisas que não devemos contar. 

-Ela é sua mãe Jennie.

-Então tá Jack. Você por um acaso já contou  pra sua mãe com quantas garotas já transou? Onde foi? Com quem foi? 

-Não... 

-Então, entendeu porque não queria contar. Elas perguntaram de mais, isso irrita. 

-É para o nosso bem - falei abraçando ela por trás e dando um beijo no seu pescoço - Então não fica assim. 

Sinto suas mãos no meu cabelo, sua cabeça no meu ombro e um suspiro no meu ouvido. 

Aperto sua cintura e a viro de frente para mim. Sinto uma pressão contra meus lábios. 

Seguro suas pernas e a coloco sentada na mesa, ficando entre elas. Minhas mãos estão nos seus joelhos e vão subindo pela parte interna das suas coxas. 

Interrompo o beijo e começo a beijar seu pescoço novamente. Ouço um pequeno gemido escapar dos seus lábios. 

Paro de beijar seu pescoço e começo a morder sua orelha. 

-Tem camisinha com você? - Perguntei no seu ouvido. 

-Não. 

-Você não é uma mulher moderna. - falei e ela me dá um soco fraco no  peito. 

-Idiota. 







Notas Finais


Obrigado por lerem e até o próximo capítulo bebês. 😊💜😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...