História Por que você é assim comigo?-Xclluciv-Xcellence x Halluciv - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 28
Palavras 856
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, LGBT, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo único-Oneshot



Halluciv perseguia o seu Senpai,Xcellence,aquilo já havia se tornado uma rotina para o menor,mas Xcellence sabia e esperava que o menor parasse por si mesmo mas quando percebeu que isso não iria acontecer ele foi até um parque que havia poucas pessoas e então imediatamente parou e se virou e gritou com raiva:

-EU SEI QUE ESTÁ ME SEGUINDO ENTÃO SAIA--Halluciv saiu de trás de uma moita e foi em direção de Xcellence

-Senpai como você me descobr--O menor foi interrompido por Xcellence que segurou o pescoço do menor

-descobriu?Simples eu apenas sei que sou seu "Senpai" e então sei que começa a me perseguir por todo lugar que vou com seu jeitinho irritante gritando "Senpai Senpai"....mas dessa vez....eu tentei me segurar...tentei mas você não me deixa em paz nem por um minuto e eu estou cansado disso ENTÃO ME DEIXA EM PAZ E PARA DE ME CHAMAR DE SENPAI,SEU IDIOTA--Xcellence apertou ainda mais o pescoço de Halluciv

-M-Me s-sol-solta--O menor pediu e então Xcellence o soltou e o deixou caido no chão,tossindo e com a marca vermelha de sua mão no pescoço do menor--P-Por quê?

-O que?

-Por que você é assim comigo?--Halluciv perguntou e seus olhos já estavam ameaçando chorar

-Porquê você gosta de mim e eu te odeio--Xcellence falou sem se importar com o menor e com a sua expressão de sempre,séria e fria.Aquelas palavras...realmente machucaram o menor.Halluciv saiu correndo e todos olhavam para Xcellence que os ignorou e retomou seu caminho mas quando olhou para o lado percebeu o irmão de Halluciv.O olhando fixamente.Era um olhar de raiva e nojo.Marvul se aproximou de Xcellence

-Como consegue ser tão frio?--Marvul perguntou com um tom de raiva--Porquê é tão mau com ele?

-Você fala comigo como se fosse outra pessoa--Xcellence falou com uma expressão de indiferença

-Como assim?

-Eu sei que você o ignora do mesmo jeito que eu,todos sabem que ele já falou que gostava de...você...mas apenas o ignorou como...eu

-Mas eu o consolei e expliquei o porquê de não poder namorar ele...--Marvul ficou em silêncio por um certo período--Me siga,quero lhe mostrar uma coisa....o que toda vez acontece quando você...faz...isso...--Marvul pediu e então o levou até a casa de Halluciv.Marvul tinha as chaves e tomou o maior cuidado para não fazer barulho quando entrava na casa

-O que quer me mostrar?--Xcellence perguntou sussurrando com um tom um pouco curioso

-Veja você mesmo...tenho certeza que se você o ver fazendo "isso" ele vai parar....mas vou sair e deixar vocês dois--Marvul falou e saiu da casa com muito cuidado fechando a porta sem fazer barulho.Xcellence foi até o quarto de Halluciv onde ouvia um choro,abriu a porta e viu o menor que abraçava um ursinho em cima da cama que Xcellence havia o dado como único presente de aniversário,já que havia ficado com pena do menor por ninguém ter dado nem um parabéns a ele,nem o próprio irmão.O quarto do menor já não era o mesmo,a tinta das paredes que antes era um azul ciano agora era preto,e as luzes estavam apagadasO menor estava abraçando o urso e se cortando pouco a pouco com um gilete que estava inteiramente ensanguentado.Quando viu a cena entrou no quarto e Halluciv tomou um susto com o maior e fez um corte grande em seu braço sem querer

-Senp-Q-Quer dizer X-Xcelle--O maior o interrompeu e deu um suspiro pesado

-Tudo bem mas o que está fazendo?ou melhor porquê está fazendo isso?--O maior tirou o gilete do menor assustado

-E-Eu-Eu....M-M-Me desculpa--O menor apertou mais o urso que abraçava e Xcellence o abraçou

-Shhh agora tudo vai ficar bem,ok?--Xcellence pela primeira vez estava mostrando um sentimento pelo menor que não fosse raiva ou ódio

-S-Sou um idiota como você sempre *snif* fala--O menor falou e limpou suas lágrimas com a costa de sua mão

-Pode até ser um idiota mas é MEU idiota--Xcellence falou e Halluciv começou a analisar a frase que acabou de ser dita por seu Senpai

-Seu?E-Eu não entendi...não consigo decifrar a frase ou outra palavra pra colocar--Halluciv falou confuso e Xcellence deu uma risada baixa

-Eu não falei errado ou decifrei a frase,ela é assim mesmo,você é Meu--Xcellence falou e Halluciv já esperava que aquilo fosse alguma outra forma do maior dizer que o odiava ou uma piada mas depois de uns minutos olhando fixamente o maior percebeu que aquilo não era nada do tipo e sua expressão triste se tornou alegre e o menor soltou o urso e abraçou o maior

-NÃO ACREDITO SENPAI VOCÊ ACABOU DE DIZER QUE SOU SEU--O menor estava mesmo alegre e não ligava para a dor dos cortes ou se sangravam ou que seu Senpai iria brigar com ele sobre o estar manchando com seu sangue ou estar o abraçando,apenas se importava com o momento.

-Não achei que apenas uma frase iria o fazer tão feliz depois de tudo que....fiz com você--Xcellence finalmente entendeu o que fez o menor passar

-......X-Xcellence e-eu p-posso...posso l-lhe...beijar?--O menor perguntou tímido e corado mas quem tomou a iniciativa do beijo foi Xcellence que segurou o queixo do menor e começou um beijo calmo e suave.O menor estava amando aquilo e logo retribuiu mas tiveram que se separar pela (maldita) falta de ar

-Halluciv?

-Sim Senpai?

-Quer se tornar meu namorado?--Xcellence falou corado

-SIM SIM SIM--O menor falou alegre e abraçou novamente o maior



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...