1. Spirit Fanfics >
  2. Por Que Você Voltou? !4MIX! >
  3. Provocação e o objetivo

História Por Que Você Voltou? !4MIX! - Capítulo 3


Escrita por: pingu_koala

Notas do Autor


Hi Mixer, tudo bom? Cá estou eu trazendo mais uma atualização da história. Perdão pela demora KKKKK

Boa leitura<3~~

Capítulo 3 - Provocação e o objetivo


Fanfic / Fanfiction Por Que Você Voltou? !4MIX! - Capítulo 3 - Provocação e o objetivo

Ninja

Assim que cheguei cansado da faculdade, tudo o que eu queria era me jogar na cama de novo e hibernar até eu me formar. Porém nem tudo era um mar de rosas, principalmente quando você tem um cunhado pé no saco que fica tentando implicar om você 24 horas por dia.

— Ah, você chegou? Merda, minhas horas de felicidades se foram!

— Quer parar de ficar se exibindo? — retruquei assim que vi ele entrar na sala sem camisa segurando uma caixa de livros.

Ele se fez de sínico e olhou para seu tronco desnudo.

— Ah, eu te deixo excitado?

Revirei os olhos e balancei a cabeça. Meu Deus, esse pirralho é tão sem noção!

— Não me faça rir, seu pirralho! — retruquei.

Queria ficar e provocar ele? Sim, mas minha cabeça já estava doendo devido a tantos assuntos da faculdade, então tudo o que fiz foi sair de perto dele e ir para o meu quarto.

Eu precisava tomar um banho e depois dormir, mesmo sabendo que tenho um compromisso mais tarde. Meu amigo, Mcka me convidou para ir até a sua casa, é um oferta tentadora, eu diria.

— Hey, onde posso colocar essas coisas? — ouvi a voz de George atrás de mim.

Me virei para olha-lo e vi que o mesmo estava praticamente nu. A caixa estava na frente de sues pés, ele não vestia blusa e nem calças, apenas um cueca. Havia uma toalha em seu ombro, talvez ele esteja planejando tomar um banho.

Arregalei os olhos surpreso e irritado ao mesmo tempo. Só porque eu pedi para ele colocar uma camisa, ele se revoltou e tirou sua calça também. Tsc, idiota!

— Que merda é essa? — indaguei indignado. — Vai ficar pelado, é?

George olhou para mim de forma inocente. Sínico!

George

Não contendo, decidi o provocar. Em um ato perigoso, me aproximei de supetão fazendo ele se espantar .

— G-george! — sua voz falhou me deixando ainda mais atentado.

Desci minha mão, apertando seu membro por cima de sua calça. Ele se assustou e deu um salto pra trás espantado. Parecia que não estava acreditando que eu tinha feito tal coisa.

Nem eu, meus atos estão descontrolados.

— A-ah, saí de perto de mim! — Ele me empurrou pra trás, corando de imediato. — Ficou louco? V-você não era hétero? Pelo o que eu saiba, homens héteros não pegam no pau de outro homem.

Tentando não sair por baixo, ele sussurrou em meu ouvido. Eu ri baixo, ao perceber que ele tentava me provocar.

— Eu sou sim, mas está enganado se acha que minha masculinidade é tão fraca que não posso pegar no pau de outra pessoa.

Lambendo meus lábios, voltei a me aproximar.

— Não finja que não gostou. Seu rosto deixa óbvio que você adorou minha mão.

Sorri e, mais uma vez querendo continuar a provocar, me aproximei ao máximo, colocando minha perna entre as suas, esfregando contra o tecido.

— Só porque você secretamente deseja que eu seja gay para poder dormir com você, não quer dizer que eu seja mesmo.

Ele virou o meu rosto para o lado sem conseguir me encarar.

°•°•°•

"Eu não podia mentir dizendo que ele não era atraente. Mas eu não podia admitir isso, urgh!" — pensou Ninja.

— P-para! — Ninja tentou se afastar, estava prendendo a respiração e consequentemente ficando vermelho.

"Ele é namorado da minha irmã, por mais que ela seja um ridícula, ela continua sendo minha irmã!"

— Ah, a Shadow não ia gostar nada disso!

Ao notar suas reações, George sorriu leve. Ninja estava deixando tão na cara, tudo aquilo só ficava ainda mais divertido para o mais novo

— Porque devo parar? — Sem pensar muito, George segurou a cintura do mais velho firmemente. — Está com medo de realmente ficar duro para mim? — forçou seu joelho contra o membro alheio. Mordendo o lábio, o mais alto aproximou sua boca do pescoço de Ninja e suspirou contra sua pele. — Eu não estou fazendo nada errado, Ninja. Quem está tendo pensamentos impuros aqui é você.

— Me deixa! — Jarukit tentou se afastar novamente. — Sai de perto! Eu não estou com pensamentos impuros, você que estava se roçando em mim!

Tentou retrucar e mordeu os lábios. Suando, Ninja colocou suas mãos nos ombros de George afim de o empurrar para trás, mas ele era muito forte.

— G-george!

— Você fica tão engraçado desse jeitinho todo nervoso. — Ramet riu afastando seu rosto do pescoço de Ninja e soltou sua cintura, para levar suas mãos até a bunda do outro e apertar.

George não podia negar que ficou surpreso. Ninja tinha uma bunda mais gostosa que a da irmã, mas não iria admitir isso.

— Não precisa ficar tão nervoso, P'Ninja. Eu nunca faria nada com você, não gosto de garotos. — Finalmente se afastou por completo, cruzando os braços. — Só estava provocando você.

Ninja conseguiu respirar, George era realmente um idiota.

— Eu deveria ter gravado isso que você acabou de fazer para mostrar pra sua namorada. Eu iria adorar ver ela terminar com você e então você poderia ir embora daqui! — Ninja retrucou pegando seu celular de volta e colocando no bolso. — Arrume suas coisas, eu estou de saída. Vou me encontrar com alguém que seja realmente gostoso e ainda por cima não se esconda no armário. — jogou um beijo no ar para o outro e se virei para procurar seu fone de ouvido em uma das gavetas.

O mais novo ouvi suas falas e revirou os olhos, lhe mostrando o dedo do meio.

"Se ele acha que eu gostava de paus, está muito enganado".

O olhou uma última e então virou o rosto bufando, voltando a arrumar suas coisas.

— Se quiser dar para ele depois de seu encontrinho, não esqueça que não o pode trazer aqui! — resmungou alto, o relembrando das regras.

Mais do que as ameaças dizendo que a irmã dele poderia terminar com o maior, George o odiava quando ele dizia de forma indireta que o mesmo poderia ser gay.

Talvez, por alguns momentos, George já tivesse olhado a bunda do outro às escondidas e a achado gostosa, mas isso não fazia dele igual a Ninja. Ele não queria dar para ninguém e claramente não gostava de paus.

Por outro lado, Ninja soltou um riso debochado ao ouvir o menor revirou os olhos. Porém ele estava certo, o loiro não podia trazer ninguém aqui enquanto ele estiver morando consigo.

— Eu só espero que você cumpra com sua palavra também. — disse pegando seus fones de ouvido e virando para encarar o cunhado. — Não traga ninguém aqui enquanto eu estiver fora. E se minha irmã vim te ver e querer transar, leve ela para um motel. — intimou sério. — Não quero saber que você dormiu com ela debaixo do meu teto, entendeu?

Por algum motivo, Ninja sentia sua garganta secar e a respiração trancar só de imaginar George junto com a sua irmã mais nova. Ele não suportaria ver os dois agindo como um casal na sua frente sem sentir vontade de furar seus olhos.

George riu assentindo com a cabeça após ouvir as palavras do mais velho, mesmo que seu plano fosse totalmente o contrário. Mal Ninja saísse do apartamento, ele ligaria para a namorada e a foderia bem ali, em cima da cama do loiro.

— Melhor ir embora, logo, se não vai se atrasar. — tentou apressar. — Vou deixar essas caixas aqui, depois que eu tomar banho eu ajeito elas. — respondeu colocando as cujas no canto do quarto. Pegou algumas coisas que precisava arrumar no banheiro e andou até à porta do quarto, passando por pelo outro de propósito. — Se divirta gemendo bem alto na hora da transa — O provocou com um sorriso malicioso.

Sem dar chance do mais velho lhe provocar de volta, George saiu do quarto caminhando rápido até ao banheiro. Por sua vez, Ninja sentiu seu sangue esquentar. Por mais que já estivesse acostumado com esses palavreados do namorado da sua irmã, ainda sim aquelas palavras lhe machucavam de alguma forma.

"É como se eu fosse uma puta de esquina.

Quer saber? Eu não vou mais sair nessa merda! Se ele quer jogar, então vamos jogar!"

Ninja pegou seu celular e disquei o número do seu "amigo", pedindo para que ele viesse para sua casa. Como forma de vingança e querendo se livrar de George o mandando ir embora para ficar a sós com o "amigo", é lógico que o Jarukit mandou uma mensagem para sua querida irmã, avisando que o celular de George havia descarregado e que o mais novo tinha lhe pedido para mandar uma mensagem convidando a mesma para um encontro no restaurante central de Bangkok. Um dos mais caros, era uma surpresa que o George queria fazer para a menina...

Bem, era isso que Ninja dizia na mensagem se passando pelo cunhado.  

Ninja iria se livrar de George mesmo que seja por algumas horas, esse é o seu objetivo por agora. O seu maior objetivo ainda está inalcançável no momento.

Suspirou e resolveu trocar de roupa, aliás, ele não iria mais sair de casa. Mas nesse exato momento, George saiu do banheiro lembrando que não tinha pegado uma camisa...

 


Notas Finais


Relevam qualquer erro, please.
E aí, o que acharam? Vou tentar não demorar para atualizarKKKK

Chuu<3~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...