História Por ti...tudo - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae abo
Visualizações 130
Palavras 1.234
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Decisão final







    Youngjae abriu os olhos e piscou algumas vezes antes de olhar com clareza e se sentar na cama, observou e viu que não estava em seu quarto, se levantou da cama e saiu daquele quarto passando pelo corredor e chegou a sala de estar, onde estava? E aquele barulho? parecia som de Mar.

Youngjae caminhou até a janela e viu umas lindas águas cristalinas e uma areia branca como açúcar.

Youngjae correu até a porta mas viu a mesma ser aberta e de la entrar um lúpus carregado de sacolas.

–olá– falou sorrindo e encostou a porta com o pé indo para cozinha.

–onde estamos?– perguntou Youngjae indo atrás do lúpus.

–em uma ilha– Jaebum largou as sacolas e olhou para o Ômega.

–sequestro é crime–

–estou nem ai, oque me interessa é que você esta aqui junto a mim–

–pare de ser irresponsável, a gente nunca vai ficar juntos–

–não se eu te marcar– falou se aproximando de Youngjae que se afastou rapidamente –rs, não se preocupe, eu não irei te forçar a nada, seu cio esta muito proximo e você por sí proprio ira me desejar e me mostrar seus sentimentos mais íntimos, ai veremos se não iremos ficar juntos– Jaebum deu uma fungada no pescoço de Youngjae que sentiu seu corpo todo formigar e as pernas ficarem fracas ai teve de se apoiar na bancada para não cair.

–rs, ta vendo?– perguntou o lúpus e voltou para mesa onde tinha as sacolas.

–comprei roupa para você e mantimentos, assim não temos de sair de casa para...–

–quer me manter preso aqui por quanto tempo?– Youngjae perguntou mas não obteve resposta e Jaebun não se mexia um centímetro. –hey! Esta me ouvindo– Youngjae caminhou até o alfa e logo viu seu braço ser puxado e em um movimento rápido Jaebum lhe tinha feito sentar por cima da mesa com seus braços de cada lado do corpo e a cabeça baixa respirando fundo.

–hey, você esta bem?– Youngjae receioso levou suas mãos ate os fios negros e logo Jaebum o encarou assustando o Ômega com seus olhos completamente avermelhados –o-oque foi?– perguntou temendo já sabendo que aquilo não era bom sinal.

–eu quero você, eu quero você ômega!– falou Jaebum e segurou firme nos fios da nuca de Youngjae tomando os lábios de imediato com possessividade e desejo intenso, queria aquele ômega, queria o possuir, estar dentro dele e o foder de todos os jeitos possíveis e impossíveis.




00000




–Bom dia sr. Kwang– saudou Mark assim que o alfa abriu a porta.

–Mark, Kunpimook, ainda bem que chegaram– disse o alfa entrando na residência e os ômegas também entraram vendo que o alfa estava preocupado.

–oque foi Sr. Kwang? Esta tudo bem?– perguntou Kunpimook.

–aconteceu algo com o Youngjae?– foi a vez de Mark perguntar.

–ele desapareceu, não estava no quarto quando fui o acordar essa manhã–

–o que? Mas como?–

–eu não sei, a janela do quarto dele estava aberta mas a porta estava fechada–

–acha que ele fujiu?– perguntou o Ômega menor.

–talvez tenha tido uma recaida durante a noite mas...eu estou muito preocupado, ele esta entrando no cio e a solta assim qualquer alfa pode se aproveitar dele–

–calma, vamos manter a calma e...– Mark foi cortado

A campainha tocou e Kunpimook foi atender.

–Mark, Sr. Kwang, o Youngjae esta bem?– perguntou Jinyoung

–não ele não esta, ele desapareceu! E de certeza que aquele teu irmão tem culpa nisso– falou o alfa irritado.

–Sr. Kiwang acusar alguem de sequestro é algo muito grave vamos manter a calma primeiro– disse Mark.

–não Mark, eu acho que ele tem razão–

–o que? Cade o Jaebum?– perguntou o lúpus

–ele desapareceu, pegou um dos jatos da nossa familia e não deixou rasto nenhum, ele disse que iria ter o Youngjae de qualquer jeito então...– Jinyoung baixou a cabeça –droga!–

–Jin? Esta tudo bem?– Mark se aproximou do namorado.

–fale logo onde esta meu filho–

–calma Sr. Kwang, Hyung você esta bem?– Kunpimook se aproximou dos dois.

Jinyoung se afastou daqueles dois Ômegas pois o cheiro deles não ajudava sua situação.

–ashi, ele esta entrando no cio– Falou Kwang e correu para cozinha voltando com uns remédios e um copo de água e entregou ao alfa que já tinha seus olhos em outra coloração, mas assim que os tomou seus olhos foram se normalizando aos poucos.

–ai merda, tinha de ser agora– praguejou Jinyoung irritado.

–se você esta entrando no cio melhor a gente ir para casa do Jack– propôs o Ômega lúpus

–esse não é o problema, aff, eu e o Jaebum entramos no cio ao mesmo tempo, e as pilulas não tem muito efeito nele–

–espera, o Jae hyung tambem esta entrando no cio, e agora o Jaebum?–

–ai meu filho– Kwang se sentou no sofá.

–só nos resta rezar para que o Youngjae fique bem–




00000





–j-já pode sair– disse Jaebum.

–tem certeza?– perguntou o Ômega.

–tenho sim–

Youngjae abriu a porta do banheiro lentamente e viu Jaebum encostado a parede o encarando com os olhos normais e seu cheiro de alfa já não estava tão intenso. Youngjae fechou a porta do banheiro e parou a uma distância segura do alfa olhando a mão do mesmo que tinha uma carteirinha de pilulas anti-cio completamente vazia.

–você tomou tudo isso?–

–eu disse que não irei te machucar, já te machuquei muito nessa vida, vou esperar seu cio começar– disse e saiu andando dali pois o cheiro de Youngjae ficava intenso a cada minuto.

–podemos ir para praia?– perguntou o Ômega olhando pela janela.

–claro– sorriu o alfa






Youngjae brincava nas ondas como uma criança e aquilo agradava bastante Jaebum que se levantou da areia pois aquele calor não lhe fazia bem e tirou sua camisa ficando só de calções e foi para água.

Youngjae estava distraído brincando com as duas gêmeas de 7 anos que moravam em uma casa um pouco distante da que ele estava com Jaebum pois aquela ilha era quase deserta.

Quando vê braços envolverem sua cintura e uma fungada em seus pescoço oque lhe fez se arepiar e se apoiar no peitoral nu do alfa.

–Jae me diga uma coisa com sinceridade– Jaebum virou Youngjae de frente para si. –você ama mesmo o Kai?–

–ainda tem duvida? Era para eu estar com ele agora–

–não não era, se você quisesse estar com ele já teria ido pdir ajuda aos vizinhos– Jaebum olhou na direção de um casal que estava tomando sol –mas não foi porque quer estar aqui comigo, quer passar seu cio comigo–

–pare de ver coisas, o meu alfa é o Kai–

–diga que esta dizendo isso só para me irritar–

–estou dizendo porque é a verdade– falou áspero olhando bem nos olhos do alfa que sentiu uma pontada em seu peito.

–ok, então diga olhando assim nos meus olhos, que não gosta de mim, que não sente nada além de ódio, diga isso e eu te deixo em paz para sempre, nunca mais te incomodo e deixo você e o Kai viver felizes– Jaebum Falou e viu Youngjae baixar a cabeça.

–anda, diga isso e eu desapareço de vez de sua vida, você nunca mais vai me ver te estorvando nunca!–

Jaebum segurou no queixo de Youngjae o fazendo lhe encarar

–diga, diga que não me ama Choi Youngjae–

Youngjae olhou bem naquelas perolas negras e separou os lábios pronto para dar sua resposta final.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...