1. Spirit Fanfics >
  2. Por Toda a Minha Vida (Namjin) >
  3. Back

História Por Toda a Minha Vida (Namjin) - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Demorei, eu sei.


Boa Leitura!

Capítulo 11 - Back


Não preciso dizer que acordei no hospital. Senti novamente aquela sensação de estar em uma maca em menos de duas semanas. Minha vida é muito foda.

- Será que ele já acordou?- aquela voz me arrepiou dos pés à cabeça. Por que ele estava aqui? O que estava fazendo aqui?

- Eu não sei. Só podemos entrar quando o médico permitir. A-ah N-Namjoon, eu.... posso falar com você em outro lugar?

Ele estava aqui. Ele estava aqui. ELE ESTAVA AQUI! Kim Namjoon estava aqui............... Decidi não pensar nisso e me concentrei em olhar para o movimento perto da janela do quarto branco que eu estava.

- Olá, Seokjin! Lembra de mim?- de onde esse homem brotou?- Quanto tempo, não? Acho que nos vimos hoje à tarde.- já era noite. Eu olhei para ele. Não podia ser. Nos vimos hoje, e não foi uma boa experiência. - Onde foi que nos vimos mesmo?- se fez pensativo.

- Vá embora!- eu estava angustiado.

- Ah sim. Eu estava na casa da sua "mamãe", na porta do quarto dela.

- Vá embora!

- Te fazendo relembrar o que fizemos à 23 anos atrás.- ele estava perto demais.

- Eu não sei quem é você. Por favor me deixe em paz.- eu já chorava.

- Jin Hyosang, meu bebê. Sou seu papai. O papai que perdeu o seu bebê. Ah, Seokjin, por que você fugiu de mim?- eu me lembrei.

Como se tivesse acontecido ontem, eu me lembrei. Me lembrei daquele homem em cima de mim. Aquele homem muito maior que eu, me forçando à fazer algo que eu nunca ia querer naquela idade. Me lembrei dos cortes e o mais profundo no meu antebraço, o que fez com que eu perdesse a pessoa mais importante da minha vida. A pessoa que eu não me lembrava de nenhum pequeno traço de seu rosto. Eu vi aquilo como se estivesse lá novamente.

- VÁ EMBORA!!!

- Seokjin?! O que aconteceu?! Seokjin?!- um outro homem correu até mim e eu não tive controle do meu corpo, apenas o abracei.

- Tira ele daqui, Namjoon!
------------------×××----------------------×××------------------
Kim Namjoon On

Foi tudo muito estranho e rápido. Seokjin esbarrando em mim, chorando, muito desesperado, até desmaiar e eu falar ao amigo dele que poderia pegar meu carro que estava em um estacionamento ali perto para levá-lo ao hospital, e aqui estamos. Eu não sei o que dizer à mãe e ao amigo dele. Eles estão chorando muito, e eu não entendo o "por quê".

- Será que ele já acordou?- eu perguntei à eles. Estava realmente preocupado.

- Eu não sei. Só podemos entrar quando o médico permitir.- ele me olhava com.............. medo e desconfiança?- A-ah Kim N-Namjoon eu...... posso falar com você em outro lugar?- eu assenti e ele me conduziu ao térreo do prédio do hospital (O topo do prédio). Ele estava estranho, parecia ter medo de mim. E ódio. Eu comprovei que ele sentia ódio quando senti o lado esquerdo do meu rosto doer com o soco que ele havia me dado. E logo depois me desferiu outro, fazendo uma sequência de socos e tapas, mas eu era mais forte e segurei seus pulsos.

- KIM TAEHYUNG, O QUE DEU EM VOCÊ?! PARA!!- agora, eu estava com raiva.

- EU NÃO QUERO VOCÊ PERTO DO MEU IRMÃO! Eu sei que foi muito bonzinho de sua parte nos trazer no hospital, mas você é um louco, psicopata, e eu não preciso que você faça o inferno com a mente do Jin! Ele já está paranóico com essa merda toda.- os olhos dele se encheram de lágrimas.- O que não é uma paranóia.- foi um sussurro sôfrego.- É a realidade. Essa é a realidade do meu irmão. Ele não merecia isso. Por que, Deus? Eu não estava lá, não dava para eu estar lá.- agora ele chorava como um bebê. Isso foi estranho e medonho demais. Era como se algo muito maior do que uma força diabólica atormentasse aquele rapaz. Me lembrei de Seokjin à momentos atrás. Ele tinha a mesma aura. Eu sentia a força pairar.

- Olha, Kim Taehyung eu......

- Cala a boca!

- ME DEIXE FALAR, INFERNO! VOCÊ AGE COMO UM IDIOTA LOUCO E NÃO QUER QUE EU DIGA OU PENSE QUE VOCÊ ESTÁ COM ALGUM DISTÚRBIO PSICÓTICO?- eu não deveria falar aquilo com ele, não na situação que estava, então baixei a guarda.- Eu não sei o que se passa, mas não é bom, mas eu me preocupo. Acredite se quiser! Seokjin "salvou" o meu amigo de uma depressão e um possível suicídio. Mas não é só por isso. Ele é um ser humano. Então, pra que me bater? O que eu fiz? Por que isso? Eu já estou assustado com a sua "mãe" falando coisas sem sentido, pra mim, e agora isso? O que......... Ai caramba.- eu não entendia. Como? Por que EU sentia a energia negativa daquela desgraça?

- Hahaha.- tá, de onde ele tirou aquela arma? E aquele sorriso psicopata?- Você não precisa saber o que está acontecendo, só saiba que a culpa é sua.- Taehyung, dá pra apontar essa arma que você tirou do além, pra lá?- Vai embora, e não volte de novo. Saiba que tudo de ruim que acontecer de agora em diante, foi por causa daquela pergunta. Da sua perguntinha que fez com que meu irmão revirasse a pior parte do baú passado de sua vida. Eu quero que leve essa pergunta com você pro inferno.- ele.... se acalmou e abaixou a arma... do nada? Eu estava com medo. Senti as pernas fraquejarem, essa família tem algo inexplicável. Eu vou....

- Pergunta?

- Vá pra casa, Namjoon. Eu não devia ter dito isso pra você. Acho que já falei de mais. Não existe problema. Foi uma...... tragédia de família. Não se preocupe. E obrigado por nos trazer aqui.- ok. Eu sabia que uma tragédia de família não traria aquele peso no ar.

- A-ah o-ok. Eu.... realmente espero que vocês superem isso.- dava pra discutir? Era uma despedida? Parecia, então, vou concretizar isso.- Boa sorte. E-eu vou em casa. Me liguem caso precisem de algo.

Eu só queria sair dali. Não sabia o que se passava, mas não era bom. Foi uma perda? Uma lembrança? Uma........ Ah sei lá! Eu não deveria dar asas à minha cabeça, seria mais fácil colocar nela que a sensação de desgraça era só coisa da minha cabeça. Eu não tinha nada a ver com ele. Ele não tinha nada a ver comigo, então, pra que querer entender aquela família que aparentemente era normal? Talvez eu realmente seja louco. Deveria dar asas ao meu pai? Não, esse monstro fica na puta que pariu. Eu queria...........

- VÁ EMBORA!

A voz era tão serena que eu não pude deixar de reconhecer a voz do MEU psicólogo. Mas foi um grito tão macabro. Eu tive que abrir aquela porta para ver se o acontecimento era digno daquele grito. Ele...... chorava?

- Seokjin?! O que aconteceu?! Seokjin?!- eu corri até ele e ele.......... Me abraçou?

- Tira ele daqui, Namjoon!- oi?

- Ele quem, Jin?- essa intimidade veio de onde?- Quem?

- Hyosang. Eu não quero ele aqui! Tira ele daqui. TIRA ELE DAQUI!!

- Jin, não tem ninguém aqui.- ele pareceu cair na real. E eu? Assustado pra cacete.

- Senhor, precisamos que saia daqui. Ele está um pouco alterado. Saia!- ok doutor. Eu saí.

Medo. De onde?

- Agora sabe do que eu estava falando?- Taehyung me perguntou com um tom triste e sombrio.- Obrigado. Vá pra casa. Descanse. Você já viu demais, mesmo sem saber o porquê do acontecimento. Vai Namjoon.- parecia ser a voz de Deus, então eu saí.

Mas...... Eu precisava voltar.......




Notas Finais


Foi bem aleatório, mas é importante.
Comentem, me encoraja a continuar 😊
Eu tô com medo do que vai vir kkkk.


EU AMO VOCÊS ♥️🇰🇷😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...