História Por trás da Máscara. - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Homem-Aranha
Personagens May Parker, Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha)
Tags Homem Aranha, Vingadores
Visualizações 8
Palavras 1.806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oe meus anjos, esse cap deve ter ficado meio longo, mas quando a inspiração vem, a gente tira ela da coleira e deixa correr solta.

Espero que gostem leitores.

Capítulo 26 - Visita surpresa, que alegria !


Fanfic / Fanfiction Por trás da Máscara. - Capítulo 26 - Visita surpresa, que alegria !

A tia louca dos machados em sua assustadora pessoa estava em nosso quarto, em pânico, olhei para Lyra, a garota respirava rapidamente, porém ela manteve a expressão calma, eu a admirava por isso, ela mantinha a calma nos momentos mais assustadores e estressantes, tipo, aqueles cinco minutos antes da prova, quando sua mãe chega em casa e nós esquecemos de lavar a louça, quando tem uma assassina na sua frente, e outras situações assustadoras.

- Ei, ei, ei. - A tia louca dos machados falou baixinho num tom tranquilizador rodopiando seu machado de lâmina dupla nada tranquilizador. - Não vou machucar vocês, pequeninos, a não ser que vocês não colaborem.

- Drew. - Lyra rosnou.

- Ah, agora sabem meu nome, - A mulher soltou uma risada. - que adorável.

- Essa é a tal Drew ? - Alex resmungou fingindo estar desapontado. - Esperava mais de uma assassina procurada pela SHIELD.

O rosto dela antes presunçoso, agora se desmanchou em uma careta.

- E quem é você moleque ? - Drew resmungou contrariada.

- Alex Hill, - O garoto falou e fez uma reverência debochada. - ao seu dispor.

- O filho de Maria Hill, - A assassina sorriu debochadamente. - que encantador, devo me curvar ?

- Chega. - Lyra disse com uma voz determinada dando um passo a frente. - Diga logo por quê está aqui.

- Ah, mas isso é meu segredo. - Drew falou caminhando distraidamente por entre nossas camas. - Se vocês saírem da minha frente agora, talvez vivam para descobrir.

Engoli seco e dei um passo à frente segurando a mão de Lyra.

- Vai ter passar por nós dois antes. - Falei com o máximo de determinação que consegui.

- Três. - Senti alguém segurar minha mão, quando olhei para o lado, vi Luna determinada ao meu lado, ela sorriu e não pude deixar de corar um pouco, seu rosto também ficou avermelhado, então ela voltou seus olhos para Alex.

- Tá, tá, pronto, - O garoto falou segurando a mão de Lyra, que corou violentamente e então pigarreou tentando disfarçar ( eu vi Alex rindo, mas não conte à ela que eu falei isso ). - Agora tem quatro zé ruelas dando as mãos.

- A coragem de vocês é admirável. - A assassina deu um sorriso sinistro. - Mas será que só basta a coragem para sobreviver ?

- Que bom que nós não temos só isso. - Lyra sorriu e sacou seu arco que convocou com seu assistente virtual, Ethan.

- Ãhn... Lyra. - Cutuquei seu ombro. - Eu meio que não estou com meu traje...

- Você o quê ?! - A garota exclamou se virando para mim e bufou irritada, então se virou para os irmãos. - E vocês ? Alguém tem alguma arma ?

Ambos pareceram repentinamente interessados na parede, Lyra então bufou e voltou-se para mim.

- Peça ajuda à sexta feira, - A garota falou puxando seu arco ainda olhando para mim. - E ache seu traje Pete !

Assim que a garota pronunciou a última palavra, Drew lançou seu machado em sua direção, eu sufoquei um grito na garganta, Lyra desviou jogando-se para esquerda e esbarrando em Alex, suspirei de alívio ( não porque ela tinha caído em cima de Alex, porque ela tinha desviado, só para deixar claro ).

- Sexta feira ! - gritei correndo pelo quarto procurando meu traje.

- Sim, Peter ? - ouvi sua voz responder.

- Chame os agentes para cá. Thor e Loki também. - Fiz uma curva pela minha cama vasculhando pelo meu traje. - E o Sr. Stark. Pensando bem, chame todo mundo !

Lyra ON

Agora eu olhava diretamente para os olhos violetas de Alex e senti sua respiração contra a minha e seu cheiro de lavanda delicioso, ele tinha um sorriso de escárnio no rosto, me apoiei nos dois braços para tirar meu peso de cima de seu corpo, nós nos encaramos por algum instantes, senti meu rosto esquentar diante de seu sorriso.

- Você falou que não faria de novo... - O garoto falou rindo.

- Alex ! - Falei rindo e me levantando ( depois de tropeçar de novo ). - Você que estava no meu caminho !

Antes que o garoto pudesse responder, as coisas ficaram em câmera lenta quando eu vi a assassina lançar um machado em nós dois, " não vou conseguir desviar " pensei enquanto via o machado voar lentamente em minha direção, então senti alguem me puxar pelo braço e vi a arma passar centímetros de mim, quando me virei, estava quase abraçada com Alex, pigarreei e me afastei dele e o garoto teve a audácia de rir.

- De nada. - Ele disse, quando eu abri a boca para protestar, Alex colocou meu arco na mão e saiu em disparada. - Qualquer dia desses a gente marca de repetir esse negócio de cair um em cima do outro !

Dei risada e puxei o arco na direção da tia louca dos machados, mas ela não estava lá, olhei ao redor e então senti um chute em minha costelas, caí no chão com um gemido de dor, parecia que derramavam ácido nas minhas costas, quando me virei, vi Drew me olhando de cima.

- Coitadinha, - Ela falou com uma voz chorosa fazendo beicinho. - a filha da famosa Natasha Romanoff, sempre à sombra de sua mãe. E a sombra de seu amigo também, Peter Parker, o Homem-Aranha, quem é você perto deles ?

- Você não sabe de nada. - Cuspi as palavras na assassina, rolei para o lado e chutei sua perna esquerda me colocando de pé. - Tenta me distrair com esses joguinhos mentais ridículos.

- Oh, querida, - Drew disse amavelmente e então deu um soco na direção do meu rosto, desviei por um triz, então ela socou a boca do meu estômago e me dobrei de dor. - mas essa é a mais pura verdade.

Minha visão turvou-se, mirei um chute onde imaginei estar ela, mas Drew desviou com uma gargalhada, então avistei meu arco no chão, me joguei e peguei-o, num milésimo de segundo me virei e disparei na assassina, a flecha se fincou em seu ombro, ela gritou de dor e arrancou a flecha e chutou meu arco para longe, então agarrou-me pelo pescoço e senti o ar ser expulso dos meus pulmões, a mulher me ergueu pelo pescoço enquanto me debatia para tentar respirar.

- A diferença entre eu e você, - Drew falou numa voz debochada. - é que eu estou lutando para me vingar, para fazer justiça aqueles que acham serem superiores a mim.

- E... Lyra tem uma mira melhor. - ouvi uma voz dizer e um bastão elétrico ir em direção à ela, a mulher largou-me gritando de dor e caí no chão tossindo tentando recuperar o fôlego, Alex então se virou para mim. - Você está bem ?

- Acho que sim. - Respondi ainda respirando com dificuldade, então um sorriso fraco surgiu em meu rosto. - Finalmente você chegou, pensei que estava se escondendo.

- Estava pensando em como fazer a melhor entrada triunfal. - Ele respondeu e estendeu a mão para me ajudar a levantar, aceitei sua mão rindo e me levantei olhando para Drew que agora estava ocupada com Peter e Luna atacando em conjunto.

- Hunf, - Resmunguei. - Agora que eu levei a surra, todo mundo aparece.

Alex riu e eu também, então como se para completar o que eu disse, agentes arrombaram a porta com as armas apontadas para assassina, Thor e Loki estavam entre eles, correram em nossa direção, Peter e Luna deixaram os agente prenderem Drew, que não esboçou nenhuma reação.

- Estão atrasados. - Cantarolei sorrindo para Loki e Thor quando eles chegaram até nós.

- Ah, perdemos a festa. - Thor falou fingindo estar triste e fazendo beicinho.

Todos nós demos risadas, até Loki abriu um sorrisinho, quando alcancei Peter no meio daquele mar de agentes, ele me deu um abraço de urso, retribui com força, quando ele se afastou, Luna e Alex pularam para um abraço com nós quatro.

- Abraço coletivo ! - Luna exclamou, eu já estava meio desconfortável, mas ela estava tão animada, que eu não pude me afastar. 

Nós quatro observamos os agentes colocarem algemas em Drew, a mulher então se virou para nós.

- Ainda vamos nos ver, Lyra. - Ela disse com a voz arrastada. - E um amigo meu quer vê-lo muito, Peter. Mas por hora, só um presente para vocês.

Então a assassina deu uma cabeçada na agente que a prendia e pegou sua arma, foi tudo num milésimo de segundo, então apontou para mim e puxou o gatilho.

Peter ON

Pareceu que o tiro tinha sido em mim, senti meus pulmões ficarem ser ar, corri para Lyra que estava caindo, segurei a garota que tinha levado um tiro, ela gemeu de dor com meu movimento, senti meus olhos ficarem úmidos.

- Não, não, não, não - Falei chorando e segurando sua cabeça no meu colo, tentando não olhar para o tiro em sua barriga. - Lyra, não morra.

- Pete, eu... - Ela falou com dificuldade. - Não vou morrer.

- Isso, pense positivo, - falei tentando me acalmar, mas algumas lágrimas escorreram pelo rosto. - vamos chamar um médico e...

- Pete, - Ela me interrompeu. - Estou bem.

- É, - Disse mordendo o lábio. - Vai ficar tudo bem.

- Pete ! - A garota falou quase gritando e então gemendo com o esforço. - Olhe.

Então ela apontou para a própria barriga, olhei tremendo esperando sangue, mas estava limpo, apenas com seu traje, então vi alguma coisa presa nele, olhei mais de perto e para minha surpresa era uma bala, a bala que a Drew tinha atirado.

- É... - Falei atônito.

- Aprova de balas. - Lyra completou sorrindo. - Esse traje é uma obra de arte.

- Pelo amor de Deus, - Falei abraçando-a ainda tremendo um pouco. - não me assuste assim nunca mais Lyra.

- Eu te amo também. - A garota falou retribuindo o abraço e então resmungando de dor. - Ugh, mas ainda dói.

- Desculpe. - Disse secando as lágrimas e rindo, Lyra sorriu também.

- Lyra ! - Alex gritou atrás de mim e então me viu e correu até nós. - Lyra !

- Eu estou bem, - Ela falou tentando se sentar e gemendo com o esforço. - só parece que levei um coice de cavalo.

- Como... - Alex começou e então viu o traje e a bala. - Ah, colete à prova de balas.

- Meu Deus ! - Luna exclamou se pondo ao lado do irmão. - Lyra está bem ?

- Sim, muito obrigada. - Esta respondeu sorrindo. - Exceto pelo dor de cabeça que tive hoje de manhã, sinto como se pudesse correr uma maratona.

Todos nós rimos e recuperamos o fôlego alguns instantes, até Alex quebrar o silêncio :

- Cara, depois dessa eu preciso de um milk-shake bem grande e calórico.

- Nunca concordei tanto com algo que você disse. - Lyra falou se virando para Alex. - Vamos, o meu vai ser de ovomaltine.


Notas Finais


Falei que tinha ficado longa.
Mas espero que tenha ficado boa.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...