História Por trás da Máscara. - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Homem-Aranha
Personagens May Parker, Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha)
Tags Homem Aranha, Vingadores
Visualizações 15
Palavras 1.107
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Literatura Feminina, Luta, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi meus lindos, tem umas referências dahorinhas aí do filme ( e na segunda música também ), tomara que vocês achem ! Aproveitem !

Capítulo 29 - Baile - parte 1


Fanfic / Fanfiction Por trás da Máscara. - Capítulo 29 - Baile - parte 1

Eu tramborilava meus dedos no meu joelho nervosamente, enquanto nós nos aproximavamos do baile, Lyra olhava distraidamente para a janela quando o carro parou em frente ao colégio.

- Bem, chegamos. - Tia May disse estacionando o carro. - Divirtam-se queridos, eu volto às 23h.

- Obrigada May. - Falei saindo do carro nervoso e Lyra em meu encalço.

Subimos os degraus em direção ao baile, devíamos estar um pouco atrasados, porque todos já estavam lá dentro, eu não conseguia ver muito pelas janelas de vidro na porta, mas parecia estar igual ao do ano passado, balões, pessoas dançando e bebendo, decorações pelo teto e um DJ ( que graças a tudo que é mais sagrado no mundo, não era o Flash ).

- Você está com seu traje por baixo, não é ? - Ela perguntou quebrando o silêncio, eu assenti com a cabeça e erguendo um pouco a manga para mostrar, ele era tão confortável, que eu nem sentia ele, a garota então reclamou. - Você é muito paranóico !

- Deixa eu ver o seu braço. - Pedi esticando a mão, então a garota bufou e estendeu seu braço, eu vi a pulseira que Sr. Stark tinha feito para Lyra não precisar carregar o arco o tempo todo, era um arco portátil, quando ela pressionava a pulseira, seu arco se formava em sua mão. - E você está com seu traje por baixo também, não é ?

- Talvez. - Lya respondeu fingindo estar desinteressada.

- Quem é paranóico aqui, hein ? - Falei cutucando sua barriga.

- Para com isso ! - Ela disse rindo por causa das cócegas e afastando minha mão dela, então eu apenas ri e continuamos a subir os degraus.

- Nervoso ? - Lyra perguntou quando paramos alguns instantes em frente à porta do baile. 

- No último baile as coisas não correram tão bem assim. - Respondi dando uma risada nervosa.

- Verdade ! Tinha quase esquecido ! Me lembro quando você contou. - Lyra falou soltando uma risada. - Relaxe, a não ser que o pai de Luna seja um contrabandista que vende armas alienígenas, aí vai ser um deja vú muito bonito.

Ambos demos risada, então a garota deu um passo à frente e abriu a porta do baile e se virou para mim.

- Você vem Garoto-Aranha ? - Ela perguntou estendendo a mão para mim.

- Com certeza. - Falei pegando a mão dela e entrando no colégio.

Estava lotada a pista de dança, uma música animada tocava de fundo, então eu avistei um lugar que parecia menos cheio de gente, nós abrimos caminho até lá, entre várias pessoas dançando. Quando finalmente chegamos à mesa das comidas, eu e Lyra pagamos um salgadinho e observamos as pessoas dançarem.

- Por mim, - a garota disse comendo um salgadinho. - a gente fica a festa inteira aqui.

- Idem. - Falei tomando sei lá o que estava naquela bacia, mas era bom.

Então senti alguém encostar no meu ombro, quando me virei, perdi o fôlego ao ver os olhos verde claro de Luna, em um longo vestido verde musgo tomara que caia, com um decote na perna que subia até um pouco acima do joelho, o vestido parecia ser feito de seda e em seu pescoço, uma gargantilha com uma jóia prateada realçando seus cabelos loiros que estavam presos em um coque elaborado no alto da cabeça.

- Luna... - Tentei falar alguma coisa, mas as palavra não saíam da minha boca, eu estava de queixo caído.

- Oi Peter. - Ela sussurou envergonhada colocando uma mecha atrás da orelha.

- Olá Luna. - Lyra chegou mais uma vez me salvando. - Você está arrasando, hein ?

- Obrigada. - Ela respondeu sorrindo. 

- Você também está linda. - Alex disse surgindo atrás de Luna com um sorriso no rosto, ele usava um terno parecido com o meu e seus cabelos rebeldes estavam penteados para trás com gel.

- Ãh... Oi, hum...Alex. - Lyra respondeu meio desconcertada, então ela pigarreou e continuou. - Você também não está nada mal.

- Ãh, obrigado ? - Ele disse franzindo as sombrancelhas e rindo.

- Hey... Eu adoro essa música ! - Falei chamando atenção e retribuindo o favor de Lyra ( mesmo sem ter a mínima ideia de quem diabos cantava essa música ). - Vocês querem dançar ?

- Claro ! - Luna exclamou rapidamente.

- Eu passo. - Lyra falou pegando mais um salgadinho. - Estou bem satisfeita aqui.

- Nesse caso, faço companhia para você aqui. - Alex disse se aproximando e pegando um salgadinho também. - Divirtam-se vocês dois.

Meu tiro saiu pela culatra, Lyra ia ficar sozinha com o Alex, eu olhei para ela, então ela fez um sinal com a cabeça para que eu fosse dançar.

 Eu e Luna fomos em direção às pista de dança e começou a tocar um música que dessa vez eu conhecia, "Can't Stop" do Red Hot Chili Peppers, então ela começou a dançar animadamente, fiquei encarando ela por alguns segundos, então dei risada e entrei no ritmo da música com ela e comecei a dançar. Nós começamos a inventar uns passos malucos e depois ficamos rindo até o resto da música, era incrível como Luna dançava bem, o ritmo percorria seu corpo como água corria num rio, então dei uma pirueta com ela no exato momento que a música acabou e eu a segurei pela cintura, nos encaramos arfantes por alguns segundos, seu peito descia e subia com sua respiração, deixei ela de pé novamente e então a música mudou bruscamente, " Every Breath You Take " The Police, uma música mais lenta.

- Me concede essa dança ? - Perguntei estendendo minha mão para Luna de um jeito antiquado.

- Claro, bom senhor. - Luna respondeu rindo e pegando minha mão.

Então coloquei minhas mão em sua cintura e senti seu toque quando suas mão seguraram meu ombro, começamos a nos balançar no ritmo da música, tão próxima dela, senti seu cheiro de madeira, era muito bom.

- Eu gosto dessa música. - a garota disse de repente enquanto eles dançavam pela pista.

- Ãh... - Demorei alguns segundos para responder, acho que ela estava afetando meu raciocínio. - Eu também.

- Eu gosto de você também. - Luna falou de repente com o rosto muito vermelho, eu corei também, então ela começou a chegar mais perto e meu coração martelava contra meu peito, então senti seus lábios encostarem no meu sem que palavras fossem precisas, seu beijo apaixonado me fez flutuar  senti todos os meus sentidos explodirem ao seu toque, agarrei com mais força sua cintura e a puxei para mais perto, quando meus pulmões exigiram ar, nos separamos ofegantes, encarei seus olhos verdes claro.

- Também gosto de você. - Falei sorrindo e mordendo o lábio.


Notas Finais


Prometo que o próximo cap tem mais ação, bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...