História Por trás das câmeras-Jikook - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Flex, Humor, Jikook, Jimin, Jimin!powerbottom, Jungkook, Kookmin, Longfic, Mpreg, Namjin, Reallife, Taeyoonseok
Visualizações 70
Palavras 1.283
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Não dá.


Park Jimin

Sabe, chega um ponto em que você não aguenta. Um ponto onde você quer parar. A linha de chegada. O ponto final que de uma vez por todas foi colocado.

—Jimin você ta bem?

—Não Taehyung, eu não estou bem. A minha melhor amiga ta estudando pro vestibular de medicina, o que eu dou muito apoio porque sei que aquela garota consegue, mas ainda assim, ela está afastada. Você está com seus novos sei lá eu o quê, o Jungkook ta namorando... Taehyung as pessoas estão cansando de mim?

—Ai meu amor... -se aproxima de mim e me abraça- Fica calmo okay? Tá tudo bem. Vai ficar tudo bem. Você vai superar, entendeu?-sinto a primeira lágrima rolando pelo meu rosto- Ei -limpa com o polegar- Não chora nenê. Eu te amo ta bom meu amor?

—Também te amo Tae.-nos abraçamos- Você é o melhor melhor amigo do mundo!

—Que calúnia!-nos afasta, mas sem desfazer o abraço- Você que é o melhor melhor amigo do mundo Park Jimin! -sorri com aquele sorriso quadradinho tão fofo-

—Aaahhh!

Eu comecei a praticamente evitar o Jungkook. Aí vocês vão me dizer "Seu tapado! Ele fez isso uma vez com você e tu não gostou!" eu sei. Mas quem disse que eu quero que ele goste?

Eu estou mal e isso não me dá o direito de fazer com que outra pessoa se sinta mal, mas eu preciso de um tempo. Mesmo que as nossas armys tenham notado isso e mesmo estando preocupadas, eu preciso de um tempo.

—Taehyung esquenta aquela pizza pra mim?

—Ih Minnie, agora não vai dar eu vou sair com o Hoseok e o Yoongi.

—Ah.

—Não fica assim tá? Eu vou voltar, relaxa. Além do mais, você precisa sair um pouco desse quarto.

—Ah, desculpa omma!

—Ishi filho?

—Ridículo tu. Me deixa aqui no quarto com o Chu!

—Vou sequestrar o Chu isso sim.

—O que é que tu disse viado?

—Nada não. -para de mexer em sua gaveta, suspira e olha pra mim- É sério Jimin. Pelo menos um pouquinho. Tenta falar com ele.

—Eu saio do quarto. Mas falar com ele não. Isso não.

—Jimin eu sei que você está se corroendo por dentro por estar fazendo isso.

—É aí que você erra. Eu estou perfeitamente bem.

—Então tá. Se é assim que você se sente okay. Mas se não for, pensa nisso tá bom?

—Tá Taehyung.-reviro os olhos-

—Ótimo. Tchau Minnie.-me da um beijo na bochecha e sai-

—Tchau Tae.-falo tão baixo que ele seria incapaz de escutar se não estivesse perto o suficiente. mas ele escuta e me da um sorriso reconfortante sem mostrar os dentes e sai do quarto-

—Você é tão perfeito Kim Taehyung. Tão anjinho. Tão... Taehyung.- meus olhos marejam- E eu não mereço um amigo bom como você. Infelizmente não mereço. Mas vou fazer de tudo por você. Tudo que eu puder para recompensar o que você faz comigo. Porque Taehyung, você é o meu melhor amigo. Meu TaeTae. Meu Taehyung. E eu te amo.

Porra Taehyung, por quê?

—Vai Jimin, você consegue-falo em frente ao espelho do banheiro ainda limpando as lágrimas que insistem em cair-

Saio do banheiro e volto para meu quarto, logo saindo e indo em direção a cozinha.

—Oi hyung! -Jungkook sorri e acena para mim mas seu sorriso murcha quando, já com minha garrafinha na mão e voltando para o quarto, olho pra ele e sorrio sem a menor sinceridade-

—Oi Jeon.

Um tempo depois, ouço alguém bater na porta de meu quarto.

—Quem é?-grito-

Sou eu hyung. Abre a porta por favor.

Ah, é o Jungkook.

Hyung?

Bufo e logo abro a porta com uma sombrancelha arqueada.

—Hm?

—Podemos conversar?

—Tá.-reviro os olhos- Entra.

—Obrigado.

Ele passa pela porta que logo é fechada por mim. Sento em minha cadeira e espero que ele comece a falar.

Só que ele não faz isso.

—Então...-tento fazer ele falar algo-

—Hyung... Você ta bravo comigo?

—Não Jeon. Eu não estou bravo com você.

—Mas hyung você nunca me chama de Jeon. Você me chama de Kookie, Jungkookie e Jungkook-ah...

—Jungkook. Satisfeito?-o vejo abaixar a cabeça tristonho-

—Viu como você ta com raiva de mim?

—Jungkook eu...-falo alto, porém abaixo o tom de voz- Eu não estou bravo.

—Então por quê por todo esse tempo tem me evitado, me chamado de Jeon e essas coisas? É por quê eu estou namorando? Me diz se é por causa disso!

—Jeon... Jungkook não! Não é por causa disso.

—É por quê então?

—Tá. Vamos lá. Eu estava achando que eu tinha uma chance com você, mas aí descubro que na verdade você só estava brincando comigo e depois começou a namorar e nem me falou nada. Não que você tenha que me falar, nada disso!

—Jimin...

—Não Jungkook! Deixa eu falar! Você tem a sua vida e pode namorar quem você quiser. Eu não posso dizer que isso não me afeta, porque me afeta e muito, mas a vida é sua e exclusivamente sua. Eu não posso fazer nada a respeito. Mas com os sentimentos de outra pessoa não se brinca. Isso foi maldade. Você me encheu de esperanças para depois me tirar elas falando "ah oi, nós estávamos praticamente ficando mas eu não quis te avisar sobre nada e puf agora estou namorando".

—Mas...

—Jeon, pra mim não deu. Não dá! Eu vou superar. Se voce está feliz com a sua namorada é o que importa, mas eu agradeceria se tivesse pelo menos esclarecido as coisas sobre não querer nada comigo.

—Me desculpa...-fala com a voz chorosa-

—Jungkook tudo bem.

—Não. Não ta tudo bem. Você pode falar que está bem mas você não está! Eu consigo ver! Eu vejo nos seus olhos Jimin.

—Jungkook, para.

—Jimin me desculpa. -se aproxima e me abraça, porém eu não retribuo.

—Tá.

—Ei. -olha nos meus olhos com o rosto perto do meu-

—Que?

—Quer sair?

—Quero.-dou um sorrisinho-

—Vem.-agarra minha mão, escondendo-a no meio da sua-

—Agora?

—É.

—Eu não vou assim!

—Você tá lindo hyung.

—Mentira. Pra onde a gente vai?

—Surpresa.

Suspiro e então falo:

—Tá. Já volto.

Coloco uma roupa mais arrumada e então saio, novamente com a minha touca vermelha.

—Pra onde vamos? -pergunto quando já estamos dentro do táxi-

—Eu já disse que é surpresa.

—Motorista pra onde vamos?

—Não diz!

No fim, chegamos a um parque de diversões.

—O que a gente veio fazer num parque de diversões Jun?

—Ver um tubarão, talvez.

—Ridículo você.

—Hm. Desculpa. Achei que de depois do nosso afastamendo seria bom a gente parar um pouco e se divertir.

—Concordo.-sorrio para ele-

—Jimin.

—Hm?

—Você tá lindo.

—Obrigado. Você também.-digo e ele sorri em agradecimento-

—Em qual brinquedo vamos primeiro?

—Não sei. Qual você quer ir?

—Roda gigante.

—Jungkook eu tenho medo de altura!

—Então vamos em outro.

—Obrigado.

—Que tal aquele ali?

—Qual?

—Ali.

—Aquele trenzinho?

—Sim.

—Tá.

—Hyung posso te falar uma coisa?

—Claro.

—Você é fofo demais.

—Aish.-abaixo o rosto com vergonha e sinto minhas bochechas corarem-

—Ei.-levanta meu rosto com as duas mãos e me olha nos olhos-

—Oi.

Ele sorri sem mostrar os dentes, mas logo esse sorriso é substituído por uma cara levemente fechada.

—Eu vou dar um jeito nisso. Eu tenho que dar um jeito nisso.

Faço uma cara de confusão e ele balança a cabeça para os lados negando.

—Nada. Vamos?

—Sim!

Fomos ao brinquedo e em vários outros, até que comecei a me sentir cansado.

—Jungkook eu to com sono.

—Tô vendo. Vamos embora. Vem.

Chegamos em casa, tomei banho e fomos dormir. Hoje por fim, felizmente dormi feliz.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...