1. Spirit Fanfics >
  2. Por Trás Das Máscaras (MinaHina) >
  3. Bem Vindo Ao Grupo!

História Por Trás Das Máscaras (MinaHina) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii gente, esse capítulo tá bem quente, então se preparem.
Espero que gostem, beijinhos! :3

Capítulo 4 - Bem Vindo Ao Grupo!


Fanfic / Fanfiction Por Trás Das Máscaras (MinaHina) - Capítulo 4 - Bem Vindo Ao Grupo!

Hinata: Não se preocupem, já tenho em mente duas pessoas para substituí-los.

Sasuke: Então tá né.

  No final da aula...

Hinata: Minato.

Minato: Ah! Hinata, que susto!

Hinata: Eu preciso te perguntar uma coisa.

Minato: O que é?

Hinata: Você ficou sabendo daquela garota que se matou?

Minato: Fiquei sim, é uma pena.

Hinata: Então, eu e meus amigos achamos que ela não se matou e queremos dar uma olhada nisso, mas ano passado perdemos dois membros do grupo, então precisamos da ajuda de mais alguém.

Minato: Isso pode ser perigoso, você tem que tomar cuidado com isso, mas enfim, por que está falando isso comigo?

Hinata: Porque eu quero que você substitua esse membro.

Minato: Ah não, não quero.

Hinata: Por que não?

Minato: Porque são seus amigos, ou seja, adolescentes, eu tenho 34 anos.

Hinata: Sério?

Minato: É, pensou que eu tinha quantos?

Hinata: 52.

Minato: Sem graça você em.

Hinata: Calma, olha, eu estava brincando, você parece ser bem mais jovem e você pode ajudar a descobrir a verdade, não está nem um pouco curioso?

Minato: Não, não estou, agora vamos encerrar esse assunto.

Hinata: Tá, onde nós iremos hoje?

Minato: Hoje será surpresa.

Hinata: Não gosto de surpresas.

Minato: Que pena, pois continuará sendo uma surpresa.

Hinata: Então vamos logo.

Minato: Tá bom, calma.

  Minato e Hinata chegam em um local deserto e sem graça.

Hinata: É esse o lugar?

Minato: Não, calma, antes de irmos pra lá, você tem que colocar isso.

Hinata: Ah não, eu não vou colocar uma venda.

Minato: Confia em mim, vai ser divertido.

Hinata: Tá, mas anda logo. – Minato coloca a venda na mesma e a guia até um lugar bem aberto e provavelmente sem ninguém. – Que lugar é esse?

Minato: Você tem que descobrir.

Hinata: Mas como eu vou fazer isso?

Minato: Você não depende só dos seus olhos, sabia? Sinta o cheiro, toque o chão, ouça o que tem ao redor.

Hinata: Mas esse lugar não tem cheiro de nada e a única coisa que consigo ouvir é sua voz.

Minato: Então use seu tato.

  Hinata se abaixa e logo passa sua mão alisando o chão, sente algo meio pontudo e fino, mas curto, além de não machucar, era grama.

Hinata: Estamos em um lugar com grama...

Minato: Já sabe onde estamos?

Hinata: Num jardim?

Minato: Não.

Hinata: Num campo?

Minato: Num campo de?

Hinata: Jogos?

Minato: Isso! Pode tirar a venda agora.

Hinata: Por que estamos aqui?

Minato: Nós vamos jogar! – O mesmo pega uma bola e leva até Hinata.

Hinata: Mas nós nem temos pessoas o suficiente para jogar.

Minato: Foi por isso que eu chamei seus amigos e os meus, olha lá. – Hinata se vira e percebe que logo atrás dela vinham Sasuke, Gaara, Temari, Shino e Sakura, tinham outras pessoas também, mas ela não os conhecia, devem ser os amigos de Minato.

Hinata: Ah não, eu não tô afim de jogar.

Minato: Tá com medo de perder é?

Hinata: Isso não vai funcionar comigo.

Minato: Pelo que eu soube você é bem competitiva.

Hinata: Sabe, você não está errado, vamos fazer o seguinte, eu jogo com você, mas se eu vencer, você nos ajuda a investigar o caso daquela garota, caso você vença, eu nunca mais te incomodo com isso.

Minato: Você só vai jogar assim?

Hinata: Infelizmente pra você, sim.

Minato: Tá bem então.

Hinata: Vai ser futebol?

Minato: Vai, quem marcar 5 primeiro vence, mas já vou avisando, não vou pegar leve com você.

Hinata: E nem precisa, eu te venço sem nem fazer esforço.

Minato: Se você diz...

  Os times se reuniram por cinco minutos para montar uma estratégia e logo cada um se posicionou em seu lugar, assim o jogo finalmente começa, após alguns minutos, o placar estava 4x4, esse último tempo definiria quem seria o ganhador.

  Hinata avança indo para perto da trave, Sasuke lança a bola para a mesma, que a chuta e faz um gol, vencendo a partida. O time comemora e Hinata vai em direção de Minato.

Hinata: Bem vindo ao grupo. – Minato sorri e se vira para ela.

Minato: Pelo visto não tenho mais opção, não sabia que jogava tão bem.

Hinata: Tem muitas coisas sobre mim que você ainda não sabe, nós vamos amanhã à tarde pra casa da Temari, e não se preocupe, não vai ser o único da sua idade lá.

Minato: Como assim?

Hinata: Pode me levar pra casa?

Minato: Ah... tá bem.

  Minato estaciona o carro em frente à casa de Hinata e espera a mesma descer.

Hinata: Hoje foi legal, obrigada.

Minato: Você me agradeceu ou foi impressão minha?

Hinata: Nossa, por isso que eu desisto de ser educada com os outros.

Minato: Não, eu estava brincando, de nada, e hoje foi muito divertido.

Hinata: Foi mesmo, eu acho...

Minato: Acha?

Hinata: Falta uma coisa...

Minato: O que?

Hinata: Isso. – Hinata se aproxima do mesmo e lhe dá um beijo, entrelaçando as línguas e saboreando cada canto de suas bocas, até que se separam. – Você beija bem, eu gostei disso, tchau professor, até amanhã. – Diz com um sorriso no rosto.

  Minato nem conseguia acreditar no que havia acabado de acontecer, mas de uma coisa é certa, só aquele beijo o deixou com muito tesão, e só aumentou quando a mesma o chamou de professor, é bem errado, mas parece que o errado pra ele, deixa seu amiguinho ali embaixo bem animado.

  Hinata vai até seu quarto e toma um banho, assim que troca de roupa, decidi pintar um pouco, ele termina um quadro, havia pintado um campo, logo depois continua um pouco seu outro desenho, mas sem termina-lo, desce para a cozinha e pega algo para comer, liga uma música e começa a lição de casa.

  Enquanto isso Minato chegava em sua casa ainda não tirando seus pensamentos daquele beijo nem por um segundo, até que seu filho o chama, levando então sua atenção para o mesmo.

Naruto: Pai, onde você estava?

Minato: Fui jogar um pouco, mas e você, já almoçou?

Naruto: Já sim, e já terminei o dever de casa também.

Minato: Que ótimo filho, então, como foi com a garota?

Naruto: Nada bem, ela realmente não liga pra mim, e do nada a Sakura ficou brava, hoje depois da aula ela também nem olhou na minha cara, disse que você a chamou pra jogar.

Minato: Ah sim, eu chamei alguns alunos, eu tenho um bom relacionamento com eles.

Naruto: Entendi, ah, eu queria te perguntar uma coisa, quando eu falei com a Hi...

Minato: Naruto, você pode me dizer isso mais tarde? É que eu realmente preciso de um banho agora, tudo bem?

Naruto: Ah... tudo bem.

  Minato sobe e toma um longo banho, assim que o termina, troca de roupa e deita sobre a cama ainda refletindo sobre aquele beijo, aquilo não saia de sua cabeça, logo se levantou e foi corrigir alguma atividades, conseguindo se concentrar um pouco e distrair sua mente, até que chega na seguinte atividade, aluna Hinata Hyuga, novamente o seu pensamento é tomado pelo desejo de tê-la, mas o mesmo se controla e continua a correção.

No dia seguinte...

  Já estava na terceira aula do dia, a aula de Minato, assim que o mesmo entra, se senta e chama o nome de cada aluno, para que os mesmos fossem até sua mesa entregar a atividade que havia pedido como dever. Logo chega a vez de Hinata e a garota vai até sua mesa.

Hinata: Bom dia professor.

Minato: Bom dia.

Hinata: Aqui, o trabalho, como foi sua noite? – Dizia com um sorriso provocativo no rosto.

Minato: Foi boa...

Hinata: Imagino, deve ter aliviado seu amiguinho aí, ele estava bem agitado ontem à noite.

Minato: Hinata! Fala baixo. – Ela ri e volta a sua carteira, deixando Minato completamente vermelho, o mesmo tenta se controlar e continua chamando os nomes.

  Minato estava quase sufocando durante a aula, Hinata começou a morder a pontinha do lápis e o olhar dos pés a cabeça, se só isso o deixava louco, imagina na cama, ele tentava afastar esses pensamentos, mas acabava falhando vendo a mesma bem na sua frente.

  Assim que o sinal para o intervalo bate, todos os alunos saem da sala, Hinata também ia junto, mas Minato chama sua atenção e pede para que ela ficasse.

Hinata: O que foi? – Minato caminha até a porta e a tranca, indo novamente até Hinata, e num movimento rápido, a põe sobre a mesa, fazendo com que o mesmo ficasse entre suas pernas.

Minato: Não é legal me provocar assim, ainda mais durante a aula.

Hinata: Nossa, pensei que você resistiria mais um pouco, parece que eu estava errada.

Minato: Muito errada. – Logo começam um beijo intenso e cheio de desejo, tocando cada centímetro de seu corpo, nesse momento pensavam apenas em satisfazer seus desejos, agora Minato se encontrava sentado em sua cadeira e Hinata em seu colo, a mesma já conseguia sentir a ereção bater contra sua coxa, e não era pequeno não.

  Hinata começa a rebolar sobre seu membro o fazendo inclinar a cabeça para trás sentindo seu pau latejar por dentro da calça.

Hinata: Você gosta de garotas noivinhas é?

Minato: Só de você... ah... – Ambos tentavam conter os gemidos de prazer, até que Hinata aperta seu membro ainda por cima da calça, o fazendo arfar eu seu ouvido, assim Minato adentra sua calcinha e começa a brincar com o clítoris da mesma enquanto beijava seu pescoço.

Hinata: O intervalo já está quase acabando... acho melhor pararmos por aqui. – A mesma levanta de seu colo e o olha da cabeça aos pés. – Boa sorte pra esconder esse seu volume aí.

Minato: A culpa é toda sua.

Hinata: Eu sei. – Ela se aproxima do mesmo e sussurra em seu ouvido. – Guarda isso aí pra mais tarde, ok? – Se afasta do mesmo saindo da sala, o deixando com muito tesão, o que no momento era ruim, pois iria dar aula em menos de 7 minutos.


Notas Finais


Desculpem pelos erros que ortografia, espero que tenham gostado.
Até o próximo capítulo! :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...