História Por Trás De Um Sorriso - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Bickslow, Cana Alberona, Carla (Charle), Erza Scarlet, Evergreen, Freed Justine, Frosch, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Lector, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Minerva Orland, Nikora "Plue", Orga Nanagear, Pantherlily, Personagens Originais, Rogue Cheney, Rufus Lore, Sting Eucliffe, Yukino Aguria
Tags Fairtail, Royra, Stincy
Visualizações 31
Palavras 2.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, pessoinhas da terra!!!

*** Jogam um prédio em cima de mim! ***

Eu sei que estou parada, mas eu vou consertar isso! Eu juro!

"Eu juro solenemente não fazer nada de bom"

Capítulo 1 - 1 Capitulo: Amizade Quebrada - Amizade Nova



1º Capitulo: Amizade Quebrada - Amizade Nova


Mais uma vez lá estava eu, sentada no segundo andar ao lado do Laxus, ele bebia uma caneca de cerveja e eu um milkshake de baunilha com menta, Ever estava fazendo tranças no meu cabelo, Bickslow contava piadas e Freed lia um livro que eu recomendei...
Laxus: Você esta bem? - ele me pergunta e faço que sim com a cabeça, ele suspira e caminha para o primeiro andar, indo em direção ao quadro de missões, ele procura alguma para fazer e pega uma...
Ever: Que milagre ele pegar uma missão assim do nada... - ela da um tapinha no meu ombro - Pronto, ja terminei! - passo a mão pelo cabelo e sinto varias tranças por ele, acabo sorrindo.
Lucy: Obrigada Ever. - percebo que Laxus esta caminhando de volta até a gente - Oi, achou alguma missão interessante? - pergunto enquanto ele sente ao meu lado outra vez e encara o papel da missão.
Laxus: Nós quatro vamos numa missão juntos. - ele se levanta de repente e começa a caminhar até a escada, ele para e nos encara - Oque estão fazendo parados ai? Vão até as casas de vocês e se arrumem, eu vou dar vinte minutos para estarem na estação de trem.
Todos nos levantamos e vamos pra casa nos arrumar, eu caminho tranquila ao lado da Ever para sair da Guild, vejo o time do Natsu festejando alguma coisa, mas finjo não ver e nem ligar... Até...
Natsu: Lucy! - eu paro de caminhar e olho para ele - Onde você vai?
Ever: Ela vai numa missão com o time Raijinshuu! - Natsu me encara e parece querer uma explicação - Vamos, Lu!
Natsu: Como assim?! Ela é do meu time! - ele tenta chegar perto de mim, mas o time Raijinshuu inteiro fica entre nós, até mesmo o Laxus...
Makarov: Mas oque está acontecendo aqui?! - o mestre viu o que estava acontecendo e resolveu interferir - Natsu oque você esta fazendo?
Natsu: Ela disse que a Lucy... - o mestre olha para eles, então percebe que eles estão na minha frente - Lucy vai sair em uma missão com outro time... - ele fecha a cara e parece estar com raiva - Não acho justo!
Laxus: Lucy é minha amiga, e pelo que eu saiba mesmo sendo de um time isso não lhe impede de sair em missões com outras pessoas. - eu o encaro surpreendida pelas suas palavras - Ela vai sair em uma missão comigo e com meu time, não vejo nada de mais nisso, oque tem de errado? - o mestre parece pensar em algo e então sorri.
Makarov: Lucy, minha filha, aproxime-se por favor. - ele me chama e caminho até ele - Laxus e seu time estão lhe obrigando a ir com eles?
Lucy: Oque?! Não! - fico surpresa com a pergunta dele - Eu quero ir com eles numa missão, Laxus e o time dele são meus amigos!
Makarov: Bom, já que resolvemos o mal-entendido, Lucy boa missão!
Nastu: 'Que?! - ele tenta se aproximar de mim, mas Laxus para bem na frente dele - Saia da frente, Laxus! Quero falar com a Lucy!
Laxus: Serio? - Laxus da um sorriso ironico e continua - Engraçado, até alguns minutos atras não parecia querer falar com ela.... - eu o encaro e percebo que Natsu esta com muita raiva....
Lucy: Laxus, vamos indo. - eu seguro o braço dele e tento puxa-lo para fora da Guild - Temos uma missão para fazer, okay?
*** Estação de Trem ***
Após chegarmos na estação, Freed foi comprar as passagens, Ever e Bickslow me ajudavam a acalmar o Laxus....
Lucy: Por favor, fique calmo, irmão! - de repente o três param e me encaram com surpresa - Oque foi?
Laxus: Você me chamou de irmão.... - ao escutar-lo sinto meu rosto aquecer rapidamente e escondo-o com as minhas mãos - Não precisa ficar com vergonha, pode me chamar assim se quiser, irmazinha....
Lucy: Posso? - eu pergunto tirando minhas mãos do rosto.
Laxus: Pode, eu lhe considero como uma irmã mesmo.... - ele vira o rosto para o outro lado e percebo que ele esta vermelho.
Lucy: Você pode me dar o papel da missão? - pergunto puxando um pouco seu casaco, ele me alcança e começo a ler - Isso é uma missão em conjunto com outra Guild, qual sera a Guild que ira conosco?
Ever: Sei la, talvez a Mermaid Hell.... - penso um pouco e faço que não.
Lucy: Acho que não, essa missão envolve procurar uma erva medicinal, que se encontra dentro de uma caverna cheia de lama e com insetos....
Ever: Já não gostei! - ela segura meu braço e faz uma cara emburrada.
Bick: Pode voltar então, Evergreen. - ele fala e solta uma risada, acompanhado de suas marionetes - E você Loirinha?
Lucy: Eu não vou desistir! - falo animada e Ever da um gritinho dizendo que vai junto só para não me deixar sendo a unica garota do grupo.
Freed: Vocês podem parar? - ele chega perto de nós trazendo nossas passagens - Dava para escuta-los ali da bilheteria....
Laxus: Bom, agora que estamos com as passagens, vamos entrar no trem.
Após entrarmos no trem, procuramos uma cabine vazia para ficarmos na viajem; Já fazia uma hora que eu estava na cabine vizinha a do Laxus e seu time, eu tentava tirar um cochilo, mas estava sendo dificil, de repente o trem para, eu olho para a janela e reconheço a cidade de Crocus dos JM, escuto a porta abrir e vejo Laxus sorrindo para mim....
Laxus: Esta tudo bem aqui? - eu faço que sim com a cabeça e ele fecha a porta, saindo da cabine.
Minutos se passam e a porta é aberta outra vez, só que era um Exceecd marrom usando um colete azul, ele me olhou e sorriu....
Lector: Sou Lector, e você loirinha? - ele entra na cabine e senta na minha frente, dou um sorriso amigavel para ele.
Lucy: Sou Lucy Heartfilia, você esta sozinho Lector? - eu pergunto para ele, mas foi só perguntar que a porta é aberta com rapidez - Mas oque?!
Garoto loiro: Oh, você esta aqui! - ele pega o Exeecd e então percebe minha presença - Olá fada, oque faz por aqui tão longe da Guild?
Lucy: Me desculpe, não sou boa com nomes.... - me encolho um pouco.
Sting: Eu sou Sting Eucliffe, o grande e poderoso Dragon Slayer da Luz, e esse é meu parceiro Lector! - ele fala com um tom convencido, eu acabo por sorrir minimamente - Então, oque faz aqui? Natsu-san esta por aqui tambem? - ao ele falar o nome Natsu, meu sorriso some....
Rogue: Ei Sting, não suma assim, Frosch e eu estavamos procurando vocês! - então Rogue Cheney aparece na porta e eu fico medo pelo modo que ele me encara - Você não é Lucy Heartfilia?
Lucy: Sou.... - me sinto um pouco intimidada pelo modo que os dois garotos me encaram - Olha, eu só quero ir para a cidade da minha missão.... Podem ficar aqui, já estou saindo.... - eu me levanto e caminho até a porta, mas uma coisinha fofa toca minhas pernas, acabo por olhar para baixo e encontro outro Exceed.
Frosch: Fro se chama Frosch, Fada-san! - ele estende as patinhas e eu acabo por pega-lo no colo - Fada-san, você não quer ficar com a gente?
Eu acabo por olhar para os garotos e eles fazem sinal que sim com a cabeça, dou um suspiro e digo que sim para o gatinho nos meus braços, ele da um sorrisinho fofo e me da um beijo na bochecha.... Caminho até onde estava sentada antes e Frosch fica sentado no meu colo, Lector chega perto e segura a minha blusa, olhando para ele dava pra ver que estava com vergonha, eu o pego e coloco do lado do Frosch.
Sting: Bom.... - eu o olho timidamente - Esse ao meu lado é Rogue Cheney, Dragon Slayer da Sombra....
Rogue: Acho que ela sabe quem sou.... - ele continua a me olhar e acabo por me encolher - Sei que sente medo de mim, mas acredite eu não vou lhe fazer mal. Não sou aquele Rogue, e não vou me tornar ele.
Lucy: Okay.... - eu tento ficar mais relaxada, mas é impossivel com o loiro me encarando - Oque, Sting? Aconteceu alguma coisa?
Sting: Você esta sozinha? - ele pergunta outra vez, faço que não com a cabeça - Então cade seu time e Natsu-san? - eu olho para a janela e suspiro com calma e enfim falo....
Lucy: Eu não pertenço mais ao time do Dragneel. - eu falo com pesar e tristeza - Já faz um tempo que não pertenço a esse time....
Rogue: Como assim? - Rogue pergunta e tento falar sem gaguejar.
Lucy: E-ele me.... Me chamou de fra-fraca e disse que eu não deveria estar mais no time dele.... - percebo estar com os olhos marejados.
Sting: Oque?! - Sting grita alto, escuto uma porta batendo e a porta da cabine se abre com força, eu encaro um Laxus que esta com raiva.
Laxus: Mas que droga esta acontecendo aqui?! - ele pergunta com muita raiva -  Por que tem quatro tigres na cabine da minha irmãzinha?!
Lucy: Calma, Laxus! - eu me levanto, os excced vão para perto dos meninos, o trem para de repente e eu vou de encontro contra o banco a qual eu estava sentada e sinto minha cabeça bater em algo com força.
Eu conseguia escutar vozes, mas minha cabeça não parava de doer, sinto alguém me segurar e vejo que é Rogue que me ampara, ele me ajuda a sentar outra vez, as vozes ficam mais altas a cada segundo.
Lucy: CHEGA! - eu grito bem alto e fez-se o silencio - Minha cabeça está doendo pra caramba e vocês dois só querem ficar gritando ai! Ei, Loiro do Raio! -  Laxus me encara surpresa - Vai ver se a Ever tem algum remédio para minha dor, agora! - ele corre para fora da cabine, eu olho para o outro loiro - Se você for falar alguma coisa, que essa coisa seja util, Loiro da Luz! Eu estou cansada das pessoas ficarem me perguntando sobre o Dragneel, ele não é mais meu parceiro, na verdade acho que nunca foi, agora vê se cala a droga da boca e me deixa dormir!
Um silencio acontece por um tempo, Laxus aparece com uma cartela de remedios e uma garrafa de agua, eu seguro a cartela e tiro um remedio entregando-a para ele, ficando só com o remedio que logo jogo para dentro da boca, pego a garrafa e dou um gole bem grande, engolindo o remedio junto. Ao terminar, eu respiro fundo e me encosto no Rogue, que se sentou ao meu lado enquanto me ajudava, para ver se a dor diminuia um pouco....
Rogue: Você se sente melhor? - ele me pergunta algum tempo depois, faço que sim com a cabeça, ele suspira e abro os olhos me desencostando dele - Você pode descançar mais um pouco se quiser....
Lucy: Eu estou bem, obrigada Rogue-kun. - dou um sorriso e olho para Laxus e Sting, que estão sentados lado a lado - Agora, eu vou explicar o que aconteceu aqui, okay? E você, onii-san, vai me escutar, entendeu? - e após eu sorrir, ele balança a cabeça rapidamente - Ótimo, eles não fizeram nada, estavamos conversando, eles perguntaram sobre o Dragneel e eu falei a verdade para eles, o Abelha não entendeu e gritou surpreso pelas minhas palavras, o Rogue ficou quieto, como sempre.
Laxus: Então, eles não fizeram nada para você? - ele me pergunta só para confirmar, faço que não com a cabeça - Okay, então, me desculpem pelo que eu disse, sinto muito, mas é que vocês são tigres e ainda não esqueci o que fizeram nos JM, por isso toda a raiva.... - ele passa a mão no rosto e sei que ele esta arrependido pelo que acabou de acontecer.
Sting: Eu.... -  ele olha para o moreno e suspira - Nós mudamos, digo,  a Sabertooth mudou, nós não somos mais ruins, somos diferentes agora. A amizade é melhor, a Minerva pediu desculpas para todos com quem ela foi ruim, eu me desculpo pelo que eu fiz.... Me desculpe Lucy, eu ri de você, chamei você de fraca, eu achei que era superior, que a minha Guild era superior, mas não era verdade, eu sei disso agora. Todas as Guild's são fortes, isso igualmente e não é um torneio idiota que define o contrario. - eu o encaro surpresa, mas acabo por sorrir e toco sua mão com carinho.
Rogue: Eu sinto muito pelo que o 'Eu' de antes fez, e oque o 'Eu' do futuro fez, aquele ainda era eu de alguma forma.... Eu nunca mataria alguém. - ele abaixa a cabeça - Eu não sou daquele jeito e nunca vou ser, me desculpe tambem por ter rido e pensado que você era fraca Lucy-san, eu sei que você não é fraca, eu sei por que você é uma das duas ultimas magas celestiais que existem no mundo, e lhe chamar de fraca seria a mesma coisa que chamar nossa amiga, a Yukino, de fraca e ela não é fraca, nem você Lucy-san, vocês são mais fortes que eu. - ele diz com calma e meu sorriso aumenta, eu seguro a mão dele também.
Lucy: Agradeço o pedido de desculpas de vocês. - falo sorrindo e segurando as mãos deles - Eu acho que mesmo se quisesse, não poderia odiar vocês, talvez não gostasse, mas não consegueria odia-los. Eu posso levar algum tempo para me acostumar a ter amigos na Saber, mas eu vou amar ter os Dragões Gemeos como meus amigos de agora em diante. - eu sorri para eles que me encaram com surpresa, Sting começa a chorar e me abraça com força, Rogue segura minhas mãos, eu fico feliz com o carinho deles e acabo por dar uma gargalhada.
Laxus: Pelo visto, minha preocupação era em vão.... - eu escuto irmão falar e a porta da cabine se fechar.
*** Uma hora depois ***
Sting: ....E aí a velhinha bateu com uma sacola na minha cabeça, e olha que aquilo estava pesado! - eu dou uma risada alta - Isso não tem graça!
Lucy: Tem sim, Abelha! Hahaha! - ele faz um biquinho, que eu particularmente achei super fofo - Não fica assim, Dragãozinho!
Sting: Saco! - ele exclama alto, depois daquele momento de lagrimas eu descobri que chamar ele de Dragão deixa ele com vergonha....
Rogue: Sabe, Lucy-san? - eu faço sinal para ele parar - Oque foi?
Lucy: Lucy, Lulu, Lu.... Podes me chamar assim se quiseres, meus amigos me chamam assim, principalmente a Levy-chan e a Ever. - eu falo sorrindo para ele, que fica meio vermelho.
Rogue: Okay, L-Lu-san? - faço sinal de okay com a mão e ele me manda um sorriso pequeno - L-Lu-san, você fez o Sting ficar com vergonha mais vezes do que eu possa contar, e eu nunca tinha visto ele assim.
Sting: Cala a boca Rogue! - Sting fala com o rosto vermelho e os excceds e eu acabamos por rir bem alto - Não tem graça isso!
Acho que se alguém me falasse que eu seria amiga de dois Dragons Slaeyrs, um da Luz e outro das Trevas, eu iria chamar essa pessoa de maluca, mas agora posso ver por que eles quatro se dão tão bem, eu acho que essa amizade com eles vai me trazer uma vida mais agitada, não sei por que, mas só acho isso....


Notas Finais


Nada a declarar....

"Eu juro solenemente não fazer nada de bom"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...