História Por trás do Coelho ''SuHo"-Imagine - Capítulo 31


Escrita por: e SheWolf___

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Huang Zitao (Tao), Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Kim Taehyung (V), Lu Han (Luhan), Mark, Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Personagens Originais, Wu Yifan (Kris Wu), Youngjae, Yugyeom, Zhang Yixing (Lay)
Tags Imagine, Romance;comedia, Suho
Visualizações 90
Palavras 1.758
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não revisado.
Boa leitura nini's♡

Capítulo 31 - "É pela comida"


Fanfic / Fanfiction Por trás do Coelho ''SuHo"-Imagine - Capítulo 31 - "É pela comida"

—Você me assustou sabia…

Murmuro baixinho ao lado dela ,que dorme sossegada recebendo medicação,como o hospital mais próximo de casa era o que o irmão do Sehun trabalha,mesmo eu não gostando dele trouxe a S|n pra cá.O Seung pode até não valer nada como pessoa por ter ajudado a Yoon Hee mas,não posso negar que ele é um ótimo médico e que foi ele quem examinou e atendeu a S|n sem demora assim que chegamos.

—Ela não pode se estressar.—Desvia o olhar do prontuário pra ela —A S|n está com anemia, tem que se alimentar melhor...Suho!?Podemos conversar lá fora um minuto?—Me olha rapidamente e já penso que é algo com a S|n e com nosso filho.Algo que ele não quer me contar perto dela.

—Eu já volto.—Beijo a testa da S|n ,soltando sua mão bem devagar para não acordá-la,deixando-a sozinha por alguns minutos já que o pai dela foi buscar  a esposa que queria ver como a S|n está agora.

—O que você tem pra me falar?—Pergunto encostando a porta do quarto atrás de mim.—É alguma coisa com o bebê?Ou com a minha noiva?—O encaro sério.

—Não é nada relacionado ao seu filho,não se preocupe .A sua noiva só está com anemia,com uma alimentação melhor logo ficará boa…

—Então o que você quer falar comigo Seung?

—Queria pedir desculpa pelas coisas que Yoon,fez.Eu não sabia pra que ela queria aquele calmante que  me pediu para tentar separar você da S|n!

—Espera deixa ver se eu entendi!Você forneceu um calmante pra sua irmã,sem saber para qual fim ela usaria esse remédio?Eu não acredito em você Seung!!Por causa disso eu briguei com a pessoa que eu amo,ficamos longe por um mês!!E essa anemia dela foi por  não comer direito durante esse tempo porque estava triste,achando que eu realmente tinha traído ela e ficado com a vagabunda da sua irmã!!

—Suho ,não precisa ofender a minha irmã!!

—A não, estou chamando ela pelo nome,você acha que uma mulher que trai a pessoa que diz amar com outro, ainda mais debaixo do teto dele é o que?Porque se tiver mudado de nome me conta!

—Eu só queria dizer que não tenho nada haver com o que a Yoon planejou,pode perguntar ao Sehun,afinal ele é mais seu irmão do que meu,não é.—Ajeitou o óculos no rosto —Vou pedir pra enfermeira repor a medicação da S|n.

—Quando ela pode voltar pra casa?

—Amanhã de manhã,quero mantê-la em observação durante a noite.—Consenti.

"Como eu disse;Pelo menos ele é um bom médico." 

Ele deu meia volta e saiu andando,fiquei alguns segundos parado ali no corredor antes de voltar pra dentro do quarto me sentando novamente na poltrona ao lado da cama me ajeitando um pouco melhor no estofado observando a S|n dormindo serenamente por efeito do remédio.Era o que eu estava pensando.

—Se você tirar uma foto dura mais.—Falou  baixinho com voz sonolenta.

—Pensei que estava dormindo?!

—É ,eu estava mesmo.Cadê meu pai?—Procura ele pelo quarto.

—Ele foi buscar sua madrasta…

—Liga pra ele diz pra eles não virem.Está tarde e eu já estou me sentindo melhor.

—Você acha que ele vai me ouvir?Seu pai está com muita raiva do meu pai e  não só dele,de mim também porque ele disse que eu não te defendi!De certa forma ele tem razão.A culpa é minha se eu não tivesse te convencido a dar uma chance ao meu pai ,certamente não estaríamos no hospital agora e você não teria passado mal.

—Oh meu coelhinho.—Fez voz dengosa.—Deita aqui do meu lado pra me aquecer que estou com frio.—Dá palmadinhas na cama.—Não fica assim esquece o que o seu pai falou,pelo menos tenta esquecer.

Me deito ao seu lado e ela encosta a cabeça em meu peito ,acaricio seus cabelos lentamente ouvindo ela falar baixinho.

—A culpa não é sua .É do seu pai ,ele não deveria ter dito aquelas coisas e eu também não deveria ter respondido da forma que respondi.—Passou a língua sobre os lábios —Afinal de contas ele é o seu pai,eu acho que me alterei porque ele chamou nosso bebê de coisa.Quem é o avô que chama o próprio neto que nem nasceu ainda de coisa!!—Diz já se estressando.

—Respira ,não se estressa.Você não pode ficar nervosa .—Beijo sua testa.—S|n, você fala  de mim mas, não consegue ficar calma e esquecer!

—Como ficar calma?…eu até tento?!

—Eu sei S|n ,por isso ele não é mais meu pai!—Digo rabugento.— Como ele pode falar aquelas coisas e achar que está certo.Eu não quero mais saber dele na minha,na nossa vida.. E nem perto dos nossos filhos.

S|n pvo's

—Nossos é?—Faço cócegas nele —Primeiro temos que nos casar para poder adotar o Kwang.Isso é tão chato.—Suspiro mudando de assunto.—Ele já é meu filhinho mesmo que eu não tenha feito ele ou tenha um papel que prove isso.!!—Abro a boca bocejando.—Vai coelhinho,liga pro meu pai e diz pra ele dizer pra So-Won que estou melhor e que eles podem ficar em casa e descansar. 

—Eu já te disse que amo quando você me chama de coelhinho?—Dá um sorriso. 

—Mais você é o meu coelhinho lindo.—Faço bico querendo um beijinho.

Suho segurou meu queixo gentilmente unindo nossos lábios no que era para ser apenas um selinho,mas seus dedos adentram meus cabelos apertando os fios esticando delicadamente aprofundando ainda mais o beijo,porém logo nos separamos quando ouvimos e vemos a enfermeira que veio repor a medicação entrar no quarto .A mulher pigarreou, vindo até mim olhando a medicação.

—Eu vou ligar para o seu pai lá fora,volto daqui a pouco.—Suho deixou um selar na minha testa e saiu discando pra casa.

—Seu namorado parece te amar muito.—A enfermeira comenta dando um sorriso pra mim.

—Eu acho que sim.—Sorrio boba vendo ele andar de um lado para o outro na frente da porta falando ao telefone.—Eu também o amo muito.

—Pronto.Desejo melhoras.

—Obrigado.

Ela sai do quarto e logo Suho volta se sentando na poltrona.

—Falou com meu pai?

—Falei,eles pareceram não gostar muito da ideia,mas mesmo assim vão ficar em casa só porque eu disse que você receberia alta amanhã  de manhã.—Assenti—Agora dorme e descansa.

—Suho?!

—O que?

—Deita aqui quero dormir agarradinha com você.

—Se eu deitar aí vai ser desconfortável pra você…

—Any 'não vai ser nada.Vem,deita comigo —Falo manhosa.—Não foi só você que sentiu falta e passou um mês longe.

—O que você não me pede sorrindo que eu não faço sorrindo mais ainda.

—O ditado não é assim,sabia?—Levanto o cobertor para cobrir nós dois quando ele se deita ao meu lado , apoiei minha cabeça em seu peito.

—Eu sei que o ditado não é assim ,S|n.—Riu soprado.—Agora dorme.

                                     [••••]

Na manhã seguinte recebi alta e pude voltar pra casa,como era final de semana o Suho não foi trabalhar e ficou em casa cuidando de mim.

Estava sentada na sala ,minha madrasta estava tentando me ensinar a tricotar .Tentando mesmo porque estava muito difícil.

Meu pai havia saído com o Jaebum dizendo que iriam encontrar uma amigo e logo estariam em casa para o almoço.

—So-Won isso é muito difícil.Eu quero desistir!!

—Aigoo S|n,você está indo bem.

—Você deve estar debochando da minha cara,né?—Ela sorriu.

— Não estou debochando,só acho que se desistir agora não seria você mesma.

—Aish'eu vou atrás do Junmyeon!—Coloco as agulhas juntamente com a linha e o começo do sapatinho branco que eu por milagre tinha conseguido começar.

—Tudo bem.Pode ir ,eu vou ficar aqui e fazer sapatinhos para o meu neto.

—Você é um doce So-Won.Obrigado por ser assim comigo.—Beijei seu rosto.

—Não faço nada demais querida,gosto de você...e desse bebê que está por vir.

—Eu também gosto de você.—Sorri e fui a procura o Junmyeon que estava no escritório.

                                [••••]

—Toc-Toc!Podemos entrar?

—Claro meu amor.

—O que meu coelhinho tanto vê nesse computador que não saiu desse escritório hoje ainda?

—Sabe os investidores Chineses!O Xiao Lu-Han e o Huang Zitao.

—O que tem eles?.Eu conheço o Lu-Han esse Zitao, não.

—Lembra que você disse que depois que o dinheiro da empresa do Kim foi roubado o filho adotivo deles foi embora pra China e que o crápula do seu ex noivo JongIn, não deixou que você levasse a culpa pela fraude!

—Tá eu lembro disso,não vou conseguir esquecer isso nunca.Mas o que os seus negócios com eles agora tem haver com o que aconteceu comigo?

—Você sabe quanto de dinheiro foi transferido aquela noite.

—Foi muito quase três milhões.

—Esse é o capital inicial que eles usaram para formar e construir a empresa deles.—Minha boca se abriu em um 'o'—E sabe de mais uma coisa,o seu ex é investidor deles desde o começo.

—Quer dizer que os dois vagabundos armaram pra roubar a própria família.E me usaram para se livrarem da culpa jogando-a em mim!!

—Parce que sim.

—Como você teve acesso a esse documentos rolo o dedo passando as várias páginas com os documentos da empresa do Kai e do Lu-Han.

—Eles mesmos forneceram ,foi algo que eu queria antes de firmar qualquer acordo com eles,mas quando eu os estava estudando dei de cara com isso e não pude ignorar.

—Eu posso provar que não sou culpada de nada com esses documentos.Mas!

—Mas o que?—Me olhou.

—Suho se eu procurar a polícia pra fazer uma denúncia desse porte,eles também vão investigar a empresa da sua família,vocês vão acabar sendo envolvidos no escândalo erroneamente por causa da sociedade entre vocês e eles .

—Senta aqui.—Segura minha mão e me sento em seu colo.—Eu sei que seremos envolvidos,mas se isso provar que você é inocente e esteve certa o tempo todo.Eu não me importo.

—Tem certeza disso?

—Tenho sim.—Sorriu beijando meu rosto. —Você ficou feliz em saber disso.

—Fiquei muito meu coelho,tanto que eu quero comer bolo com sorvete.

—Você não pode comer muito doce por causa do bebê!Já tomou o seu remédio?

—Já.Vai vamos comer bolo com sorvete!Só hoje.—Faço bico.—Você não vai querer que o seu filho ou filha nasça com o rostinho de bolo com sorvete não é?

—Quem quer comer bolo com sorvete é você ou é o bebê?

—Nos dois "appa".—Sorri.

—Você fica tão fofa me chamando de "appa"—Aperta minhas bochechas.—Vamos comer o que você quer,mas só hoje.

—Eu te amo.—Digo me levantando de seu colo e selando nossos lábios rapidamente .

—Esse amor todo é por mim ou pela comida?

—Pela comida.Vamos logo Jumy.—Falo arrancando uma gargalhada dele puxando seu braço fazendo me seguir para cozinha.

                                                Continua????


Notas Finais


Ai essa S|n,apaixonada pela comida😂
Obrigado por terem lido.
Maravilhosa te love.💖💓💖💓💖
Obrigado por ser minha leitora.😍😘
Também amo vocês fantasminhas (não se ofendam tá por eu chamá-los assim.)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...