1. Spirit Fanfics >
  2. Por trás do ódio, Dramione. >
  3. Perguntas e respostas

História Por trás do ódio, Dramione. - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Adivinha quem resolveu vir fazer uma surpresa e publicar mais um capítulo pra vocês? Sim, eu mesma!
Muito obrigada pelos comentários e favoritos, isso realmente me deixa imensamente feliz. Sou grata a cada um de vocês que tiram um minutinho do seu dia para ler minha fanfic.
Não vou mais ficar enrolando. Boa leitura.

Capítulo 6 - Perguntas e respostas


Fanfic / Fanfiction Por trás do ódio, Dramione. - Capítulo 6 - Perguntas e respostas

PVS Hermione Granger *

   Acordo de manhã, olho em direção a outra cama que tem no meu quarto e o vejo, Malfoy ainda está dormindo. Logo me lembro da sua ignorância durante a madrugada. Eu o ajudo e ele me trata mal, deveria ter o deixado lá. Levanto para tomar meu banho e sigo para minha primeira aula. O dia estava tranquilo, até eu perceber um pássaro de papel caindo sobre minha mesa. 

 Daremos uma festa hoje, no salão dos monitores. 

Pode chamar seus amiguinhos. 

 D.M

   Uma raiva enche meu peito. Quem esse garoto acha que ele é? Olho ao redor da sala e encontro a Luna, conversando com Jordan Smith e Draco Malfoy. 

- Que festa é essa? Digo, quando me aproximo. 

- Vamos gata, vai ser legal. - Disse Smith, sorrindo. 

   Gata? Desde quando ele tem intimidade para falar assim? Dou um sorriso educado em sua direção, mas minha atenção é desviada para o Draco. 

- Zabini que deu a ideia.  Disse que precisamos nos enturmar. - Disse o loiro, revirando os olhos. -  Até mesmo tolerar você, Granger.

  Não queria aceitar, mas Blásio tinha razão, precisamos nos enturmar, nos tolerar como disse a doninha. Pelo menos posso chamar a Gina e os meninos. 

- Irei levar lanches. Malfoy cuida dos jogos, Smith das bebidas e Hermione da decoração.- Disse Luna. 

- Ok. - Respondemos juntos. 

- Combinado. Nos vemos as oito. - Diz Lovegood, sorrindo. 

   Retorno para o salão dos monitores. Lanço um feitiço no salão e surgem travesseiros por todos os lados, algumas luminárias e um som começa tocar. Minha parte estava pronta, então vou para o quarto, preciso aprontar-me. Quando entro encaro Draco, ele já estava pronto, estava lindo. É difícil admitir, mas já tive uma queda nele, porém ela só durou até o segundo ano. Ninguém sabia, exceto Gina, eu sempre conto meus segredos a ela. 

-Já cuidou da sua parte? Ou vai ficar ai babando? - Diz o loiro, arrogante. 

- Sim. - Digo, ele sorrir. - Não. Nunca vou babar por você. - Explico. - Já cuidei da minha parte.- Finalizo indo para o banheiro.

- Ótimo. - Ele responde.

   Visto uma saia jeans, uma blusa e uma rasteirinha. Decido usar pouca maquiagem, somente um rímel e um hidratante labial. Saio do banheiro e encontro uma ruiva sentada na minha cama.

- Oi, todos já estão lá em baixo. - Como essa menina entrou aqui? - Você está uma gata - disse Gina.

- Você também Gi. - respondi.

- O Draco também, uma perdição - Disse, rindo - Lembra quando era gamada nele? - Gargalhou.

- Você tá louca Ginerva Weasley? - Gritei - Não me lembra disso. - Falo irritada, ela ri. 

   Gina estava maravilhosa, estava usando um short saia branco com um blusa preta e um tênis preto, ela se veste muito bem. Termino de me ajeitar e descemos ao encontro de nossos amigos. 

PVS Draco Malfoy *

   Desci e fiquei surpreso ao encontrar a maioria das pessoas interagindo na sala. Esbarrei na Weasley fêmea, que subia apressadamente em direção ao meu quarto, deve estar louca para encontrar a amiga.

   A decoração da sala ficou bem aconchegante, todos parecem estar muito a vontade. Ando pelo salão vendo se está faltando algo, mas sou me distraio quando olho em direção a escada. Granger está descendo junto com a Ginerva, a castanha está simplesmente linda, não me controlo e a olho de cima a baixo. Merda, tiro esse pensamento de minha cabeça e ando em direção aos meus amigos.

- Boa noite. Quem vocês vão querer beijar essa noite? - Digo, eles sorriem.

   Para minha surpresa, ou não, Blásio diz o nome de ninguém mais que, Hermione Granger. Havia muitas meninas ali: Pansy, Astória, Ginerva, Lilá, Parvati, Cho, Luna. Ele tinha que escolher logo a sangue sujo?

- Certeza? - Pergunto

- Ela está linda hoje. - Ele diz, sorrindo. - Além disso, sabe que eu não ligo para pureza de sangue. - Finaliza.

- Quero ficar com a Astória Greengrass. - Diz Goyle, cheio de esperanças.

- Olha só o iludido - diz Blásio, gargalhando e eu o acompanho. - Todos nesse salão sabem que elas são loucas por ele - disse, apontando para mim.

- Elas não terão escolha. Ou fazem o que se pede na brincadeira ou tiram uma peça de roupa. – Digo, nos três sorrimos.

   Passamos mais um tempo conversando, combinamos as perguntas para fazer na hora da brincadeira, decidimos quem queríamos ficar. Até que Luna Lovegood me interrompeu, já estava na hora de começar a brincadeira.

   Agora todos estavam com seus olhos voltados a mim. Eu sorria. Essa noite promete. Chamei todos para o centro da sala, nos sentamos ao redor do tapete. Cumprimentei a todos, até mesmo os idiotas do Grifinória: Cicatriz, Dino, Ferrugem, Simas e Longbotton. Com certeza tinha leões demais aqui.

- Iremos jogar verdade ou desafio – eu disse - quem não quiser responder a perguntar ou fazer o que foi mandado deve tirar uma peça de roupa. - todos ficaram chocados, sim uma brincadeira para nos conhecermos e eu poder me aliviar um pouco no final, sorri - Além disso quem se negar a responder deverá tomar uma dose de tequila.

- Você come merda? – Gritou Hermione.

- Vamos amor, vai ser legal. – Disse Ronald Weasley, sorrindo para ela.

   Todos estavam surpresos e animados. Eu preparei a ampulheta da verdade e prossegui explicando o restante do jogo.

- Não vale trapacear, quem mentir ficará com furúnculo no nariz. – disse. -Vamos começar – todos sorriram.

PVS Rony Weasley *

   Não gosto do Malfoy, mas tenho que admitir que essa brincadeira é incrível. Vou poder ver peitos sem me preocupar com a Hermione brigando comigo, sorri imaginando tudo o que poderia rolar naquela noite. Harry se aproxima de mim e diz

- Quero beijar Cho. – Ele disse.

- De novo? – Respondo, sorrimos.

   Draco aciona a ampulheta. A primeira pergunta que sai é, "Eu nunca fui a fim de um menino da sonserina e o nome dele?" Nesse momento todas as meninas dizem que sim, exceto Gina. COMO ASSIM HERMIONE JÁ FOI A FIM DE UM DELES? SENTI MEU SANGUE GELAR

- Opa até a sangue ruim já foi afim de um de nós – Disse Draco, com um sorriso malicioso - quem será?

PVS Hermione Granger *

   Eu jamais revelaria que já tive um crush no Draco, então vou ter que apertar o botão. Rony me olha incrédulo e todos aplaudem. Eu tiro minha blusa, ficando com o topper por baixo e viro um shot de tequila. Escuto Zabini e Malfoy dizendo "Agora a noite vai começar a ficar boa".

   Continuamos jogando por um longo tempo, Draco já estava só de cueca, ele não quis dizer se sentia atração por alguém da Grifinória. Harry e Cho não paravam de se olhar, até que finalmente eles se beijaram, fazendo com que Gina sentisse ciúmes, fala sério, todo mundo sabe que ela gosta dele. Luna beijo Smith. Gina beijou Dino e admitiu na frente de todos que gosta de Harry. Pansy beijo Draco, Goyle e Simas. Sim, essa menina gosta mesmo de beijar. Ronald estava apenas com a calça, pois não respondeu duas perguntas.
Blásio me olhava o tempo todo, eu já não sabia mais como disfarçar a minha vergonha.

PVS Draco Malfoy *

   A brincadeira estava ficando cada vez mais interessante, eu estava com receio da próxima pergunta ou desafio que podiam me mandar fazer. Quando a ampulheta escolheu Simas e Hermione novamente.

- Você é virgem? – Perguntou o garoto, chocando a todos na sala.

   Todos olhavam com curiosidade, afinal ela e Rony namoravam a bastante tempo, mas Hermione tem aquela posição de a Santa Hermione Granger. Ela não quis responder e já foi logo tirando a calça, ficando de calcinha e topper na frente de todos. Blásio não tira os olhos dela. Até que a fedelha tem um corpo bem gostoso, tudo bem, eu admito, ela é muito gostosa. No meio desse meu pensamento, tive um plano. Quando parou eu e Astória, disse beije alguém da Grifinória sem ser o Harry, na mesma hora ela levantou e beijou o Wesley, que ao invés de empurrá-la, continuou a beijá-la, para a surpresa de todos, principalmente da castanha.

    Hermione não sabia aonde enfiar a cara. Gina estava falando algo para a amiga, mas eu não fazia ideia do que podia ser. Foi quando parou a Wesley Fêmea e eu, ela olhou bem em meus olhos e me desafiou ao que ninguém esperava.

- Beije a Hermione. – Disse, sorrindo. Ela olhava com desdém para a cara do irmão.

    Por um momento, pensei em aceitar o desafio, mas eu nunca poderia dar esse gostinho a sangue ruim, principalmente aqui na frente dessas pessoas.

- Nunca! – Gritou a castanha, furiosa com a amiga.

- Jamais! – Gritei, olhando para a garota com o cabelo ruivo.

- Eu prefiro ficar pelada na frente de todos a ter que beijar essa doninha oxigenada. – Disse, ficando em pé.

    Fiquei surpreso ao notar o que ela estava fazendo, a mesma já estava tirando o topper, ficando somente de calcinha. Todos os meninos babavam por ela, inclusive eu. Não tinha como disfarçar. O único que parecia não olhar para ela com malicia era seu melhor amigo, Harry Potter.

   Hermione era linda, ninguém seria burro de dizer ao contrário. Os meninos dirigiam comentários a ela, "tão linda", "você é perfeita, Granger". Senti uma raiva dentro de mim, puxei minha varinha e conjurei roupas para ela. Hermione mantinha sua cabeça baixa, era nítido o quanto estava envergonhada. Quando percebeu que estava novamente vestida, levantou sua cabeça e sorriu em minha direção.

- Você fica bem com as vestes da sonserina. – Disse Blásio, com um sorriso travesso.

   Eu nem havia percebido, conjurei a minha capa da sonserina, mas ela estava simplesmente linda. E por uma fração de segundo me imaginei tirando aquelas roupas, passando a mão pelo seu belo corpo. Não! Draco Malfoy, você não pode fantasiar com uma sangue ruim.– Gritei em minha cabeça.

PVS Harry Potter *

   Não consigo acreditar que Mione ficou nua na frente de todos, ela não quis responder que é virgem, mas simplesmente ficou pelada para que todos a vissem. Ela é maluca, completamente doida. Todos estão babando por ela, menos eu sou claro, Mione é minha irmã.

   Quando vou lançar um feitiço para conjurar roupas para ela, noto que já está vestida. Malfoy conjurou suas vestes, sinto um arrepio só de imaginar na Mi naquela casa, mas me sinto imensamente grato por ele ter feito algo.

PVS Hermione Granger *

    Já que o estúpido do Rony beijou a vaca da sonserina, então eu vou ficar nua. Todos estão me olhando, que vergonha, eu queria desaparecer. De repente estou vestida, obrigada Merlin, ou melhor, Malfoy. Por que ele estava me ajudando? Provavelmente me recompensando pelo dia em que o acordei do pesadelo. Sou distraída dos meus pensamentos pela fala dos meninos:

- Que corpão em Hermione, fica melhor sem veste. – Disse Simas, brincalhão e malicioso.

- Fica mesmo – concordou Dino, sorrindo.

- Até que para uma trouxa você é bem gostosa e com o uniforme da sonserina, melhor ainda. – Disse Goyle, sorrindo para mim.

- Calem a boca. – Gritou Rony, nervoso.

- Desculpa. – Disse Simas, envergonhado. – Não tem como não olhar.

- Puta que pariu Hermione. – Diz Ronald.

   Subo correndo e sou alcançada pela Gina, que simplesmente me abraça e segue comigo para o quarto. Não sei quanto tempo fico chorando em seus braços, mas nesse tempo escuto Rony discutindo com os meninos, mandando eles tirarem o olho da namorada dele. Namorada? Não sei como ele ainda tem coragem de me chamar assim, afinal foi ele quem aceitou beijar outra garota. Escuto o barulho da porta abrindo.

- Por favor meu amor, me escuta. – Suplica o ruivo. – Eu te amo.

Ama? – Digo, incrédula. – Como tem coragem de dizer que me ama? – Digo e vejo Gina o retirar do quarto. – Obrigada. – Finalizo, quando a vejo levando-o embora.

PVS Ronald Weasley *

   Mil vezes merda. O que eu fiz? Pelo menos o beijo foi bom. Com certeza não é melhor que o da Hermione, mas foi um bom beijo. Gina aperta meu braço e descemos para ir embora, quando passamos por Malfoy vejo que ele está com um sorriso no rosto.

- Perdeu a garota e ainda deixou que todos a vissem pelada? – Disse, sorrindo. - Quem será o próximo a pegar a fedelha?

- Lava a sua boca para falar dela. – Respondi.

- Não fui eu que desrespeitei minha namorada na frente de todo mundo – disse e aquilo atingiu meu peito. - Depois dizem que nós da sonserina não prestamos.

- Fica quieto Malfoy! – Grito, irritado.

   Quando acabo de gritar, sinto a força de seu punho em meu rosto. Tomei um belo soco e dolorido soco. Resolvo ir embora antes que eu perca minha razão, ou passe mais vergonha, afinal tudo o que ele disse faz sentido.

PVS Hermione Granger *

   Deito e lanço um feitiço Abafiatto em volta da cama, a última coisa que eu preciso é escutar as provocações daquela doninha irritante. Escuto o barulho da porta se fechando.

- O que faz na minha cama? – Diz o loiro, surpreso.

   Do que esse garoto está falando, levanto e reparo que estou coberta por lençóis preto e verde. Merda. É a cama do Malfoy. Levanto-me apressadamente e vou para minha cama.

- Pelo visto gostou de sentir o gostinho da sonserina. – Debocha ele. – Vou precisar da minha capa. – Diz apontando para a veste que estava em meu corpo.

   Pego um baby-doll de cetim com rendas na ponta, todo rosa claro, vou para o banheiro visto e retorno para o quarto. O rosto que encontro parece um rosto repleto de desejo, resolvo irritar o Malfoy.

- Tome sua capa. – Jogo em cima dele. - Ela fede demais. – Digo, ele me olha com raiva.

- Da próxima vez, deixo você pelada na frente de todos. – Diz ele, debochando.

Eu não pedi sua ajuda. – Grito, nervosa. Draco chega mais perto, olhando-me de cima a baixo.

- Não grite comigo, sua. – Diz ele, mas é interrompido por mim.

- Sua o quê? – Grito, nervosa. – Sangue ruim? – Digo, com desgosto. – Nunca mais me chame assim, seu filhote de comensal.

   Draco se aproximou mais ainda. Estávamos a centímetros um do outro. A raiva que ambos estávamos sentindo parecia criar vida. Pude notar a raiva em seus olhos quando eu o xinguei de filhote de comensal.

- Sua – Ele disse, mas fez uma pausa e sorriu, arrogantemente. – Fedelha de sangue ruim. – Finalizou ele.

   Aquelas palavras me atingiram como um soco. Eu sei que não era a primeira vez que eu as escutava, mas eu estava tomada por raiva e não me controlei. Dei um forte tapa na cara dele.

   Malfoy olhava-me furioso. Puta que pariu, o que eu fiz? Era só isso que eu conseguia pensar. Mas, de repente ele pegou firme em meus braços e me atirou na parede, um choque percorreu todo o meu corpo, fiquei com medo, gritei por socorro. Pensei que ele fosse me agredir ou então azarar, mas fui surpreendida por nada menos que um belo, intenso e ardente beijo. 

 


Notas Finais


Gostaram da surpresa?
Continuem lendo e comentando. Até quinta feira.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...