História Por um triz (SasuSaku) (NaruHina) - Capítulo 7


Escrita por: e NandaSK

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Drama Familiar, Naruhina, Sasusaku
Visualizações 739
Palavras 1.768
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltamos queridos....

Estão preparados para esse capítulo intenso e cheio de surpresas? Como podem ver a narrativa será de Hinata, então ... Mantenham suas mente e coração abertos...

Música do capítulo: Love me or leave me.

LEIAM AS NOTAS FINAIS!!

Capítulo 7 - Reação em cadeia


Fanfic / Fanfiction Por um triz (SasuSaku) (NaruHina) - Capítulo 7 - Reação em cadeia


“Você costumava dizer que me amava.

O que aconteceu, o que aconteceu?

De onde é que tudo isso veio?

Você está mentindo e você sabe o que eu sei.

Querido, no que nos tornamos?

O que aconteceu?”



HINATA UZUMAKI


Cheguei ao clã Hyuuga antes das nove da manhã, dias antes eu só teria saído de casa com Boruto quando meu marido já estivesse no QG, mas hoje acordei disposta a ser diferente.

- Olá Onee-chan – Hanabi se aproximou – Olá Bolt.

- Oi Hanabi-chan – sorri para minha irmã e a deixei segurar meu filho.

- Decidiu vir mais cedo hoje? Não me diga que Naruto-kun dormiu no QG novamente?

Sorri sem humor sentindo meu peito se comprimir ao som de seu nome.

- Algo assim... Pode ficar com o Boruto por um tempo? queria ir ao templo.

- Claro... vem Bolt, vamos brincar no jardim.

Vi minha irmã e meu filho se distanciando e respirei fundo. Caminhei calmamente pelo lugar onde cresci, observando as pequenas mudanças e relembrando memórias esquecidas.

Entrei no pequeno templo de nosso clã e me ajoelhei próximo às placas de nossos ancestrais e sorri triste ao ver a foto de Neji.

- Olá Nissan – Suspirei – as coisas não estão fáceis.

Senti as lágrimas começando a nublar minha visão e deixando meu rosto quente. Não demorou muito até o choro silencioso ficar mais forte, fazendo os soluços balançarem todo o meu corpo. Meu coração estava destroçado, a dor era tão grande que eu nem ouvi os passos se aproximando.


“ Nós nunca íamos dormir brigados,

Mas isso é tudo o que estamos fazendo ultimamente.

Você está me afastando como se me odiasse,

Você me odeia? Você me odeia?”


- Hinata – a voz de meu pai, me trouxe de volta a realidade e eu limpei o rosto rapidamente.

- Otousan – o cumprimentei.

Ele permaneceu em silêncio e olhou a foto de Neji.

- Ele foi um rapaz incrível, mas morreu como herói.

Respirei fundo, obviamente ele entendera que eu estava chorando por saudade de Neji. Não era totalmente mentira, até porque ele era a única pessoa que eu poderia me abrir.

- Sim, ele era incrível.

- Irá almoçar conosco hoje?

Pensei um pouco, eu costumava levar o almoço de Naruto na torre ou almoçar com ele e nosso filho em algum lugar próximo ao QG.

- Claro, estou com saudades da comida da Hana-San.

Ele assentiu e se levantou, me deixando novamente sozinha.

Respirei fundo e encarei a foto de Neji.

- Que tipo de conselho você me daria se estivesse aqui? – sorri – certamente seria um conselho sábio e maduro. Sinto tanta sua falta Nissan.


.

.

.


O dia foi bem mais agradável do que eu imaginei. Passei um tempo com Hanabi e treinei com ela como antigamente, conversei com meu pai sobre as mudanças no clã e a preparação de minha irmã para assumir a liderança em alguns anos. Isso me deu a distração que eu precisava, algumas horas de alivio.

Boruto brincou tanto que ao entardecer já estava com os olhinhos quase se fechando, então decidi voltar para casa.

Mas o dia passara rápido demais, me trazendo o final de tarde e com ela a a tristeza. Meu coração ainda estava angustiado e mesmo tentando me distrair eu sentia que aquilo não iria passar. Não se eu não colocasse aquilo para fora....

Mas para quem eu falaria? Não posso dizer algo desse tipo para qualquer pessoa, isso seria desastroso.

- Hanabi-chan – chamei minha irmã – Irei resolver um problema, pode cuidar do Boruto esta noite? mais tarde eu venho para buscá-lo.

- Não se preocupe Onee-chan, eu sempre deixo troca de roupa do Bolt aqui. Fique tranquila, eu vou amar ficar com meu sobrinho.

- Obrigada – sorri ante de me virar e sair do clã.

Quando estava próximo ao centro comercial encontrei Sakura correndo em direção aos campos de treinamento. Vê-la fez meu coração apertar novamente. Eu não queria sentir raiva, mas não conseguia evitar.

- Sakura...

- Hinata...

Dissemos ao mesmo tempo. A forma como ela me olhava fazia meu coração doer ainda mais. Seus olhos estavam carregados de angustia e culpa, não deveria sentir um mais leve sinal de alegria ao ver que ela também parecia lidar com seus próprios demônios... mas uma parte de mim queria que ela estivesse tão destroçada quanto eu.

- Me desculpe... – ela diz com a voz baixa e vacilante, parecia prestes a chorar – A culpa é toda minha. Naruto jamais faria algo assim...

Eu sei que ela queria esclarecer as coisas, se desculpa-se... mas eu não conseguia ouvir, estava muito ferida e magoada pela traição de uma das pessoas que mais considerava na vida. Meus olhos já se enchiam de lágrimas e sem que eu pudesse conter elas começaram a rolar por minha face.

- Por favor Sakura... Não diga nada – Não queria que minha voz saísse tão afetada, porém era quase impossível, eu estava destruída por dentro e por fora – Não agora... Simplesmente não dá.

Notei que ela baixou a cabeça, compreendido meu pedido e demonstrando toda sua vergonha.

Aproveitei o momento e passei por ela seguindo meu caminho. Agora mais do que nunca eu precisava de um ombro amigo.


“Não, isso não é justo.

Me ame ou me deixe aqui.

Oh, oh, oh”


Caminhei até a casa de Kiba sem pensar, ele sempre esteve ao meu lado no time 8, sempre me ajudou e sempre me ofereceu um ombro amigo. Eu sabia que ele era confiável o bastante para não espalhar essa informação, nem para Shino se eu pedisse.

- Kiba-kun – o chamei após bater na porta.

- Hinata? – ele sorriu assim que me atendeu – a que devo a honra da visita da ilustre esposa do sétimo hokage?

- Eu preciso conversar, estou sufocando.

Ele franziu o cenho e me encarou, dando passagem em seguida para que eu entrasse em sua casa.

- Eu vou preparar um chá, você parece ansiosa.

- Obrigada.

Após alguns minutos já estávamos sentados e tomando um chá quente.

- Quer me contar o que aconteceu?

Eu sentia as emoções borbulhando dentro de mim e me controlei aí máximo para não chorar.

- Primeiro eu preciso que me prometa que essa conversa não sairá daqui. Ninguém mais pode saber disso além de nós.

- Eu prometo – disse seriamente.

- Certo – respirei fundo – Meu casamento com Naruto não anda bem... Há meses que ele tem se ocupado excessivamente com o cargo de sétimo hokage e se afastado de nossa família. E se não bastasse os assuntos da vila e ele ainda se sente responsável por ter enviado Sasuke a essa maldita missão... Ontem nós fomos até a festa de aniversário de Inojin que Ino fez apenas para nossas famílias... Sarada chamou Naruto de pai de forma inocente... Ah Kiba-kun, você não sabe o quanto isso me doeu.

- Hina... Eu sinto muito, crianças tendem...

- Não é culpa dela, mas isso me deixou mal entende? Significa que Naruto passa tanto tempo com Sarada que é a única presença paterna que a pequena vê... Mas isso não é tudo – mordi os lábios – Após deixar, Sakura em casa com Sarada como sempre faz, Naruto chegou diferente... Eu sentia... Sentia que algo estava diferente... – nessa altura eu já não conseguia conter as lágrimas – Ele a beijou, Kiba...

As lágrimas vinham violentamente e meu peito ardia ao colocar tudo aquilo para fora finalmente. Como se um pequeno peso tivesse saindo de meu peito só por compartilhar com alguém.

- Sakura e Naruto estão... – ele não terminou a frase e eu o encarei.

- Naruto disse que aquilo jamais deveria ter acontecido, que tanto ele quanto Sakura não tinham a intenção e que não passou de um impulso. Mas... – os soluços me impediam de continuar. - Não posso evitar o sentimento de traição... entende?

- Mas mesmo sem intenção o que aconteceu te machuca...

Sentia que ele se aproximou de mim e me abraçou com carinho. Aquele gesto foi o suficiente para eu chorar ainda mais.

- Mesmo tendo pessoas a minha volta eu ainda me sinto sozinha... – disse sentindo meu corpo fraco.

Por quanto tempo aquilo estava guardado dentro de mim sem que eu mesma percebesse? ... toda vez que sentimentos ruins me assolavam eu os empurrava para o fundo me sentindo até culpada por querer mais e por diversas vezes me achando uma pessoa ingrata, mas...

- Não diga isso...

- Mas é verdade, eu estou sozinha todos os dias... Passo meu tempo cuidado das coisas para Naruto e cuidando de Boruto .. eu me afastei de todos Kiba... Não sou igual você ou o Shino que continuaram suas vidas. Que progrediram como Shinobis.. Eu não passo da esposa do Hokage... Escolhi ser essa pessoa e agora isso me dói.

- Ei – ele puxou meu rosto, limpando minhas lágrimas – Você sempre será mais do que unicamente a esposa do Hokage. Você é a princesa do Byakugan, é uma das kunoichis mais habilidosas que conheço e me mágoa você pensar que está sozinha. Eu estou aqui, sempre que precisar estarei aqui.

- Obrigada Kiba-kun – respirei fundo.

- Eu sinto muito pelo o que aconteceu, você não merecia passar por isso e também não consigo entender o que passou pela cabeça de Naruto e Sakura.

Em permaneci em silêncio e senti seus dedos acariciando meu rosto, me passando conforto...

- Você é tão linda e delicada... Me parte o coração te ver chorar.

Foi então que eu notei algo diferente, em segundos o ombro amigo de Kiba mudou e a forma como ele me olhava também. A mão que antes acariciava minhas costas para e sinto um leve aperto, os dedos em meu rosto vão ate minha nuca e antes que eu pudesse fazer algo ou conseguisse pensar, senti seus lábios sobre os meus, me beijando de forma terna.

O que estava acontecendo? Por que Kiba estava me beijando?

Não, eu não iria apagar um erro com outro. Me afastei o mais rápido possível o empurrando.

- Hinata-chan, me perdoe... Eu não sei por que fiz isso.

- Eu não deveria ter vindo – disse alarmada – Kiba eu...

Antes que eu pudesse me afastar e sair andando, senti um chakra quente e selvagem emanando naquele lugar. Um chakra que eu conhecia muito bem e então a porta foi destruída dando lugar a um Naruto em seu modo Sannin.

- SE AFASTE DA MINHA MULHER, PULGUENTO MALDITO!



“ Me ame, querido, por favor.

Porque eu ainda posso ser tudo o que você precisa.

A única perto o suficiente para sentir sua respiração.

Sim, eu ainda posso ser o lugar onde você busca abrigo.

Ao invés de ser esse que você está fugindo”


Notas Finais


Link da música: https://www.youtube.com/watch?v=ja8uX4iNATI

**************************************************

Pois é meus amores... Como dissemos nas notas iniciais esse capítulo seria intenso por vários motivos. O primeiro pelos sentimentos de traição de Hinata e por toda a sua dor... Segundo, pelo encontro dela com Sakura e por último e não menos importante... Pelo desabafo com Kiba e o beijo inesperado...

Queremos ressaltar uma coisa antes que comecem a nós lançar pedras: ESSE BEIJO NAO FOI VINGANÇA E NEM AO MENOS FOI DESEJADO. Nossa intensão não é fazer com que eles troquem traições... Isso é ridículo. O que desejamos é que vocês pensem, reflitam... O objetivo é mostrar que um ato impensado desencadeia inúmeros outros ..

Toda ação tem uma reação. Hinata compreendeu como o esposo se sentiu. Ela não pode evitar... Não foi ela que quis, porém assim como Naruto ela precisa tomar uma atitude depois disso...

E a cereja do bolo? Naruto Uzumaki com ciúme minha gente.... Se preparem porque o bicho vai pegar.

(Só agora avisar, para não sairmos de nossa linha cronológica o próximo capítulo será narrados pelo Sasuke e só depois vira o do Naruto quebrando tudo)

Enfim, se você chegou até aqui comente e nos conte o que achou do rumo que a história está tomando 😉

**************************************************

INDICAÇÕES DO DIA:

Mais duas histórias de nossa autoria. Ambas no universo Naruto e com com a ruiva mais fogo na roupa que existe.

Olhos de demônio - IITACHI + KARIN - https://www.spiritfanfiction.com/historia/olhos-do-demonio-desafio-itarin-17843658

Na calada da noite - KABUTO + KARIN - https://www.spiritfanfiction.com/historia/na-calada-da-noite-17836782

**************************************************

Até terça-feira ♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...