História Por Você eu Cruzo o Oceano - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Felipe Neto, Lucas "T3ddy" Olioti
Personagens Felipe Neto, Lucas Olioti, Personagens Originais
Tags Felipe Neto, Luccas Neto, Yaoi
Visualizações 182
Palavras 910
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Galerinha dei o meu melhor para vocês, divirtam-se com esse capítulo♡♡beijos de nutella.

Capítulo 2 - Isto realmente aconteceu?


Fanfic / Fanfiction Por Você eu Cruzo o Oceano - Capítulo 2 - Isto realmente aconteceu?

                     \\Luccas Pov On//

Suas mãos passeavam por suas costas as acariciando, não poderia acreditar que aquilo estava realmente acontecendo. Meu coração disparava cada vez mais rápido como se fosse explodir, separamos nossos lábios quando o ar começava a faltar.

Aproximava minhas mãos de meus lábios meio assustado com aquele beijo, o mesmo não disse nada apenas se levantou da mesa e retirou-se da cozinha subindo as escadas. Fiquei sem reação naquele exato momento eu tinha acabado de beijar meu irmão e foi tudo tão derrepente, levantei-me para me retirar da cozinha e subir as escadas parando em frente a porta de seu quarto assim batendo na mesma esperando alguma resposta dele.

- F-felipe? Responda por favor...quero ouvir sua voz... - Por um instante apenas o silêncio abitava naquele lugar e uma lágrima escorria de meu rosto. No momento em que me afastará da porta ouvesse o barulho da maçaneta e o ser platinado sair daquele quarto sorrindo fraco e com seus olhos cheios de lágrimas.

Agarrou meu pulso e me puxou para mais perto dando-me um forte abraço, retribui com um carinho em sua nuca fazendo-o estremecer um pouco com aquilo.

- Luccas...perdoe por ter feito isso...e-eu não sei o que deu em mim - Ficava quieto continuando com os carinhos em sua nuca e assim pude sentir o quão ele estava adorando. Me afastei um pouco observando-o franzir a sobrancelha.

- Não podemos... - Abaixei minha cabeça começando a chorar - Não podemos porque você é meu irmão...

- Eu não me importo - Puxou-me novamente para outro braço, não o retribui estava paralisado com tudo o que acontecerá a minha volta. O ser platinado segurou meu queixo selando nossos lábios em um beijo calmo e devagar pedindo passagem em minha boca com sua língua que rapidamente foi concedida com um gemido baixo.

Suas mãos passeavam por minha cintura antes de agarra-la e me levantar do chão traçando minhas pernas em sua cintura levando-me para dentro de seu quarto, separamos nossas bocas por um momento para me deixar com cuidado em sua cama. Fechei meus olhos sentindo suas mãos geladas entrarem por dentro de minha blusa me fazendo gemer um pouco mais alto.

Desviei o olhar cobrindo minha boca vermelho como um tomate, rasgou minha blusa e se esticou um pouco para abrir a gaveta de sua cômoda e pegar um frasco de lubrificante. Fiquei quieto vendo-o despejar uma ótima quantidade em suas mãos antes de agarrar e apertar de leve meus mamilos aquilo estava tão bom, meu corpo queria mais muito mais daquilo agora meus gemidos estavam mais altos e ecoavam por todo o quarto.

- F-felipe... - O platinado sorria um pouco corado antes de retirar meus shorts junto da cueca que eu usará revelando meu membro já ereto - E-espere.. - Franziu a sobrancelha não entendo nada ficando parado por cima de mim.

- E-eu nunca fiz isso e e-eu estou com medo - Não disse nada apenas me abraçou afagando meus cabelos - Vai ficar tudo bem, serei gentil com você.

Tocou meu pescoço delicadamente com seus lábios espalhando beijos molhados pelo mesmo descendo seus lábios beijando todo o meu peitoral deixando rastros de saliva até chegar em meu membro, lambia a cabeça do mesmo deixando-a molhada antes de abocanha-lo por completo.

Dava gemidos abafados colocando minha mão sobre sua cabeça sentindo seus movimentos de vai e vem rápidos que me deixavam louco de prazer, eu o queria mais e mais a cada momento em que se passava, não aguentava mais me despejava dentro da boca de meu irmão o qual se engasgou um pouco.

- P-perdão e-eu não consegui me segurar - Apenas com um sorriso de canto pegou o lubrificante aplicando uma quantidade generosa nas mãos antes de espalha-lo em seu membro o deixando bem molhado, abriu um pouco mais minhas pernas antes de posicionar seus dedos contra minha entrada apertada.

- Vou devagar mas isso deve doer um pouco - Afirmei positivamente com a cabeça, o mesmo beijou minha testa penetrando um dentro em minha entrada me arrancando um grito de dor, ficou parado até eu me acostumar e poder continuar. Movimentava seu dedo com movimentos de vai e vem penetrando outro abrindo minha entrada o suficiente para conseguir penetra-la com mais facilidade, retirou seu dedos e se posicionou sorrindo, penetrou seu membro devagar a minha entrada fazendo-o dar um grito engasgado, o puxei para mais perto dando-lhe um forte abraço sentindo o mesmo se movimentar dentro de mim.

Não posso acreditar, isto realmente está acontecendo? Eu e meu irmão em um momento mais íntimo, a cada estocada meu coração acelerava ainda mais estava cheio de desejo pelo meu irmão e senti-lo dentro de mim era uma das melhores sensações, agarrou minhas pernas as entrelaçando em sua cintura para se mover mais rápido e selou nossos lábios novamente em um beijo apaixonante entrando com sua língua em minha boca a entrelaçando com a minha liderando-a com vitória.

Aumentava seus movimentos fazendo a cama rancher e o barulho de nossos corpos suados ecoar por todo o local, separamos nossos lábios pela falta de ar. Nossos gemidos eram mais altos e ecoavam por todos os cantos do quarto, sentia-me conectado a ele formando-nos em um só.

- L-luccas eu vou...v-vou...Ahhh!! - Agarrou-me com força invadindo-me com seu sêmen me preenchendo por completo desabando em cima de mim limpando sua testa cheia de suor, retirou-se de dentro de mim caindo ao meu lado exausto me puxando para mais perto me fazendo encostar minha cabeça em seu peitoral e adormecemos juntos.

                  \\Luccas Pov's Off//



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...