História Por você.. Por nós! - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Visualizações 82
Palavras 1.039
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem, me desculpem a demora para postar o capítulo.
Kissus *3*

Capítulo 8 - O Livro dos Mortos.


Uma semana depois Kagome estava de volta para a era feudal uma vez que havia uma ameaça tão grande quanto a última.

Kagome enquanto esteve na era atual, descobriu umas coisas realmente promissoras, Sesshoumaru estava esperando Kagome com novidades boas e mais para ela. Eles se abraçaram e ele a levou para seu pequeno "paraíso" e fizeram amor varias vezes para matar a saudade.

De noite ela chegou na cabana de kaede ao lado de Sesshoumaru e lá estavam Kouga agora com Ayame feita sua companheira, Shippo e Kirara no love, Kohaku e Rin em olhares amorosos, Inuyasha abraçado com Lyra e Miroku de mãos dadas com Sango, todos envolvidos em uma conversa, quando eles viram Kagome acenaram para ela e depois ficaram em silêncio.

-Bem quais são as novidades?

-Kagome não são nada boas...- Disse Sango suspirando.

-O que aconteceu? Sinto cheiro de preocupação e ansiedade, e sinto raiva vindo do Inu-nii-san.

-Bem, pois é tudo culpa minha... - Falou Inuyasha. - Descobrimos o que a Kikyo pretende fazer...

-Então me contem! – Exclamou já aflita.

-Kikyo pretende unir as três peças do medalhão da deusa Eris que a guiará até o livros dos mortos.

-O livro dos mortos? Pensei que fosse só uma lenda que os egípcios criaram!

-Bem kagome, não é o que parece...

-Segundo a mitologia grega é o livro de Amon-Rá usado para guiar os espíritos através do véu da morte, em alguns casos para ressuscitar alguém importante.

-Isso mesmo kagome! - falou kouga

-Não acredito! - Kagome estava atordoada. - Segundo o livro dos mortos é necessário uma pessoa para ser oferecido no lugar do que vai voltar à vida, uma alma pela outra e então aquela alma volta dos mortos encarnando no sacrifício mandando a outra para o submundo. Kami-sama! isso é horrível!

Todos estavam em silêncio absorvendo o que Kagome acabara de explicar à eles, Sesshoumaru achou ela muito pálida e com um cheiro diferente. Chegou perto dela e a cheirou então colocou o ouvido em sua barriga e em seguida arregalou os olhos e por fim sorrindo feliz, mas logo a preocupação atingiu suas feições.

-Kagome...

-Sim, eu sei sesshu-san, era para eu te contar, mas com tudo o que aconteceu acabei por esquecer... Gomenasai.

Ele a colocou em seu colo e sua mão acariciou carinhosamente sua barriga e depois disse para os outros curiosos.

-Kagome vai ter um filhotinho.

A turma soltou gritos de alegria e aplausos para o casal.

-Você está preocupado, não é sesshu-san?

-Sim minha miko, com essa ameaça talvez seja melhor você voltar para a sua era, eu te encontro lá.

-Não. - Disse determinada. - Essa luta é minha também...

-Não, você não vai se arriscar por causa de uma miko morta odiosa!

Kagome levantou do colo dele e olhou para ele furiosa e com um rosnado que ele não sabia que ela possuía , saiu da cabana e sesshoumaru foi atrás

-Não adianta, eu sou o alfa e seu companheiro aqui!

-É mesmo Sesshoumaru rei do gelo? Pois bem, com ou sem a sua permissão eu vou lutar nessa batalha e vou te dizer uma coisa seu daiyoukai estúpido, arrogante, baka e sem noção posso ser sua companheira, mas não sou sua serva e agora me deixe em paz!

Kagome saiu correndo com uma velocidade incrível deixando para traz um Sesshoumaru atordoado com a ousadia dela, ele se preparou para segui-la mas Inuyasha o impediu.

-Sesshoumaru dê um tempo a ela e se põe em seu lugar se fosse ela te mandando ficar fora da luta não iria agir como ela agiu?

Sesshoumaru rosnou frustrado era óbvio que não estava acostumado a ser desrespeitado e desobedecido na frente dos outros, o fato era que Kagome era muito teimosa, mas se ela lutasse e se ferisse? E o filhote deles, ela corria o risco de perdê-lo, mas pensando bem o Inuyasha tinha razão, se fosse ele no lugar dela ele não ficaria, era tão teimoso quanto ela... Rosnou de novo.

-Sabe que Kagome é forte e mais ainda agora como uma daiyoukai e com o poder de duas joias disponível para ela, sem contar que ela é ainda uma miko!

Ele deu um grunhido e saiu, Inuyasha suspirou voltando para dentro da cabana.

-Nossa como o inuyasha cresceu. - Exclamou shippo admirado.

-E o que vamos fazer agora? Como vamos achar o livro dos mortos? - Perguntou kohaku.

-Por hora kohaku é melhor deixar as coisas esfriarem entre Sesshoumaru e Kagome.

Kagome havia corrido o mais rápido que podia ate se sentir exausta então percebeu para onde suas pernas a tinha levado, ela estava em seu pequeno "paraíso" estivera mais cedo ali nos braços de quem ela mais amava...

-Sesshoumaru... - kagome suspirou, entendia a preocupação dele, mas ele tinha que entender que ela era uma ativa e sempre seria... seus dedos acariciaram as marcas de acasalamento, ela podia remover se quisesse, mas que bem faria isso? ela estaria sendo infantil e saber que não pertencia a ele a deixou angustiada, tudo o que ela queria era que ele a abraçasse e a fizesse aconchegante em seu corpo a protegendo mesmo que não era necessário.

Ela ficou ali sentada em uma das pedras olhando a paisagem e não percebeu que havia alguém a observando em um galho próximo.

-Sesshoumaru seu baka eu te amo tanto! Por que não entende que eu nunca seria capaz de ficar de braços cruzados?

O youkai na árvore suspirou e desceu chegando até ela.

-Talvez por que ele é tão teimoso quanto sua companheira - Ela se virou para vê-lo ali a olhar.

-Eu lhe trouxe isso como presente - Mostrou uma bela espada e perfeita.

Ela foi até ele e a pegou sentindo o quão poderosa era.

-Se quiser lutar também então vai ter que aprender a lutar.

-Sesshu-san - Ela correu e o abraçou pulando em cima dele e os derrubando no chão e ambos fizeram amor mais uma vez reconciliando seus corações.

Mais tarde naquela noite ela o perguntou.

-Como você sabia?

-Você adora este lugar, então eu vim pra cá, eu te amo Kagome, como nunca amei ninguém até você entrar em minha vida...

Ambos adormeceram um no braço do outro em harmonia como deve ser...


Notas Finais


O que acharam? Comentem para eu saber a opinião de vocês. Kissus *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...