História Pornstar - (Jung Hoseok) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 2.225
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi docess♡
Demorei, mas volteiii
Tenho um lembrete: Hoje é quinta feira, mas postarei todas as quartas feiras a partir da semana que vem♡

Sem mais... Boa leitura

Capítulo 4 - Impressões


Fanfic / Fanfiction Pornstar - (Jung Hoseok) - Capítulo 4 - Impressões

— Na verdade não... - bati em minha testa devagar. — Quer dizer, conheço. Mas não é o que está pensando! - neguei com a cabeça. 

— Tão fofa! - O de cabelos negros soltou. — Está me dando até vontade de socar... 

Minhas bochechas esquentaram e coloquei uma mecha de minha insistente franja para trás da orelha. — De socar o pau! - ele disse sorrindo, como se fosse algo normal. Eu o encarei de olhos arregalados e os outros dois riram.

— Não ligue para as coisas que Jimin diz! - Namjoon deu um tapa na cabeça do mais baixo que ganhiu baixinho de dor. 

— Não mesmo! - o ruivo proferiu baixo e entrou no quarto parando perto de mim, ainda de pé. 

— Eu vi que você sabe meu nome também! - eu disse quase que num impulso. 

— Podem sair por favor? Vou conversar com a minha parceira! - os outros dois reviraram os olhos para ele e eu ri baixoAh qual é? Eu não vou sequestra - lá. Ela já vai sair daqui. Fechem a porta quando saírem! - Pediu por último e soltando resmungos e murmúrios, os dois bateram a porta do quarto. 

Meu coração acelerou quando ele se sentou do meu lado na cama, de frente para mim e passou as mãos pelos fios avermelhados o deixando para trás, logo em seguida, respirando profundamente. 

Não pude deixar de morder os lábios com a visão que eu acabara de vislumbrar. 

— Então... Como sabe meu nome também? - perguntei tímida. 

— O senhor Jung sempre me avisa com irei trabalhar, mas e você? Como me conhece? - rebateu.

— O senhor... - respondi. — Ele me disse que eu irei atuar com você! 

— Ah sim! - ele assentiu com um bico e se levantou. Parou em frente ao vidro que visava a praia e eu o segui com a cabeça. — Tenho que lhe notificar sobre algumas coisas, princesinha! - a última palavra foi proferida com certo desdém e então ele se virou para mim novamente, encostando - se na janela. — Nossa relação é restritamente profissional. Sem intimidades ou algo do tipo. Jimin e Namjoon, podem ser seus amigos, mas não me confunda com eles! 

Eu não estava entendendo nada. — Fora das gravações somos... - me fuzilou com seus olhos escuros. — Completamente desconhecidos. Não me procure para transar depois de gravarmos. Eu não vou aceitar! 

Esse é Jung Hoseok? Um puta de um mesquinho? Ele acha que sou idiota?

— Desculpe... Hoseok? - perguntei fingindo desconhecimento de seu nome e ele assentiu. — Na verdade, eu iria falar a mesma coisa. E devo ressaltar que não quero que me procure também... - me levantei da cama e andei em direção à ele. — E olha.. - eu ri nasal sarcasticamente, levantando o indicador. — Não sei se você vai conseguir, não fazer isso! - me virei rebolando e escutei o maior rir soprado. — Tchauzinho! - eu disse num tom folgado e bati a porta.

Dei de cara com o corredor vazio e muitas portas fechadas. Dei alguns passos até ser puxada para dentro de um dos cômodos. Me encolhi com medo de por acaso ser algum doido que eu ainda não conhecia querendo transar. 

Caramba. Você é doida! - abri os olhos ao reconhecer a voz. — Convencida! 

— Como assim? Do que está falando? - perguntei ao Park. 

— Escutamos tudo daqui... Você é desafiadora demais! - Namjoon me analisou e colocou a mão no meu queixo. — Hoseok é idiota. Não procura nenhuma de suas parceiras depois de gravarem! 

— E ele já comeu umas muitas gostosas! - Jimin evidenciou. — Você tem saber foder muito bem, pelo menos para ele não esquecer! - eu arqueei as sobrancelhas. 

Ele tinha razão. Eu teria que dar a ele uma boa foda, porém, só transei três vezes na vida. Não sei bem como fazer isso! Jesus, o que eu fiz? 

Me sentei no chão com as mãos no cabelo.

— Meu Deus. E se eu não fizer direito? - perguntei mais para mim mesma do que para os homens ao meu lado. 

— Duvido muito que não saiba! - Namjoon disse sentando à minha frente. 

— Ele vai ficar doidinho quando te ver pelada. Você é maravilhosa! - Park sorriu. 

Tudo bem. Eu acabei de chegar e sei que tenho amigos que possam me ajudar nessas coisas. Eles são ótimos pois sabem o que cada um gosta. Eles são os melhores na área e sabem como se faz uma boa transa. 

— Vocês não são os melhores? - perguntei. — Sabem do que ele gosta? 

— Não é bem assim linda... Cada um tem um jeito diferente de agir durante o sexo! - O moreno baixo disse. Eu estava perdida. 

— Jimin gosta de dar tapas e sussurrar coisas sujas! - O loiro revelou. — Eu adoro quando sensualizam para mim e rebolam no meu colo! 

— Hoseok é imprevisível. Ninguém soube realmente faze - lo elogiar a transa. Para ele tanto faz! - . O moreno deu de ombros e me estendeu a mão para que eu a pegasse e me levantasse. Agarrei a mão dele e o mesmo me puxou, me levantando rápido

— Não se preocupe com ele, você está em uma casa lotada de de atores pornôs só pra você! - piscou para mim. — Se quiser algo, não vai precisar do Hoseok! - o Kim brincou e nós saímos do quarto. 

Acompanhada pelos meninos, voltei a área a qual nós estavamos com o senhor Jung. Havera passado bastante tempo, restara apenas menos da metade dos homens que mergulhavam, brincavam e bebiam na piscina e na área coberta. 

— Está com sede?- Park perguntou e eu assenti timida. Estava um calor do caralho ainda, mesmo sendo quase fim de tarde. 

— Mattew? - Jimin chamou e um homem loiro se virou para ele. — Pode pegar algo para a nossa dama beber? - o 'cara', fez um gesto positivamente e imediatamente foi buscar algo. 

— Esqueci de avisar... Quando estávamos escutando sua conversa com a de Hoseok, o senhor Jung ligou e disse que já estará de volta e que precisará conversar contigo! 

— O que será que aconteceu? - perguntei aos rapazes que apenas negaram com as cabeças. 

— Aqui está! - o rapaz loiro me entregou uma bebida de cor rosada com um guarda - chuva pequeno como canudo. Uma graça. 

'Engatamos' numa conversa, que Namjoon iniciou, me perguntando como o senhor Jung havia me abordado e como eu havia reagido. Contei tudo, e os dois pareciam se divertir com as coisas que eu ditava. 

Quando fomos perceber, o sol estava se pondo e todos os homens já haviam se recolhido. Kim e Park, que estavam com suas sungas ainda, colocaram suas toalhas por cima das costas e resolvemos nos sentar em uma enorme cama que estava do lado de fora da casa. Era redonda e de madeira. Parecia mais um sofá. 

Sentei na ponta e os outros dois, mais a vontade, se sentaram no meio. 

Eu me enganei totalmente sobre atores pornôs. Achei que eles só conversavam sobre sexo e safadezas, mas por incrível que pareça, nosso diálogo estava fluindo sobre todos os assuntos aleatórios e até me arrancando risadas. Aqueles dois, além de lindos e gostosos para um santo de um caralho, tem um senso de humor e não são nada mesquinhos, como o outro, cujo não sou obrigada a dizer o nome. Sou capaz de vomitar. Espero que ele faça um bom trabalho, por que para se achar esse montão de coisa, só por Deus. 

— Olhe ali! - O loiro apontou para trás de mim e eu me virei para trás. — Foi um prazer te conhecer Willa. Espero que um dia, eu e meu amiguinho aqui - apontou para jimin - possamos trabalhar com você! 

Eu ri com o comentário e notei que o senhor Jung havia chego, pois seu carro havia estacionado. Não demorou muito para ver a silhueta do velho se dirigir até nós. Me levantei fazendo uma breve reverência aos homens e andei até o senhor. 

Seu semblante era preocupado, apesar do sorriso grande que carregava nos lábios. 

— Adorei o lugar e os meninos. Foram super gentis comigo! - revelei sem ele nem ter perguntado algo. Senti uma pontada em meu estômago já que o ruivo, o qual eu atuaria era um idiota. 

— Que bom que gostou querida... - suspirou e passou as duas mãos pelos cabelos.

Estreitei minha sobrancelhas. Ele estara estranho. 

— Mas então, vamos? - disse me referindo à mansão das atrizes. 

— Exatamente sobre isso que quero falar! - arrumei meu shorts e cruzei meus braços. — Sai hoje de tarde por conta de um problema, se lembra?

— claro que sim! - respondi. 

— Uma das atrizes da outra casa, queimou uma parte da cozinha tentando fazer alguma coisa. Mandei as meninas para uma outra casa, que sustenta apenas metade do número de mulheres. Elas se dividiram em grupos para dormirem juntas, e infelizmente os quartos não tem mais espaço!

— O que o senhor quer dizer com isso? - Na minha face estavam estampadas: Confusão e vontade de pular na piscina e ficar por baixo da água até eu morrer. 

— Que terá que ficar por aqui! - eu arregalei os olhos. — aqui temos quartos vagos. Como as malas que eu preparei ficaram na outra casa, trouxe suas coisas de verdade. Fique tranquila, deixei a chave de seu quarto na cabeceira, pois sei que não vai querer acordar com um intruso na sua cama! 

— Meu Deus do céu! - me abaixei com as mãos no cabelo, quase o puxando como mania — essas coisas só tendem a acontecer comigo? - perguntei baixo, a mim mesma e me levantei em seguida rapidamente. — Está bem... Não tenho outra escolha mesmo! - eu soltei e o velho sorriu aliviado.

— Obrigado pela compreensão Willa. George, vai levar suas coisas para o quarto, pode segui - lo e ficar a vontade. Vou avisar Namjoon e Jimin! 

— Ah sim... Obrigada por.. Espere! - berrei. — Tem certeza de que é certo avisa - los? - eu perguntei preocupada. O senhor me olhou confuso eu ri nasal tentando disfarçar. — Quer dizer... Acha certo avisa - los? Eles são homens e..

— Namjoon e Jimin não são abusadores - riu com a minha preocupação atoa e eu suspirei. Sou muito idiota, talvez? — Fique tranquila! 

Ele tocou meu ombro e saiu de novo ligando o telefone e discando algo, me deixando com o homem que carregava minhas malas. 

Ele me levou até o mesmo corredor onde  Hoseok estava alojado e para meu completo espanto, meu quarto era na frente do dele. MERDA! 

— Aqui está a chave do seu quarto!

O homem alto deixou minhas coisas dentro do quarto, me deu boa noite e saiu em fechar a porta. Eu me direcionei até a maçaneta mas antes de fecha - lá, dei uma olhada na porta da frente revirando os olhos. Bati ela com força.

Aproveitei para admirar o quarto, que era quase igual ao do meu colega da frente. A diferença é que a vista da janela era para a piscina. 

— Vou aproveitar bastante a visão daqui! - sorri maliciosa. 

— Nossa que safada! - escutei e me virei de supetão. 

Os dois estavam parados na porta. MERDA, esqueci de trancar.

— Não sabem bater? - perguntei baixo e os dois se jogaram em cima da minha cama. 

— Sei bater, em outros lugares! - Jimin soltou rindo sacana e eu revirei os olhos.

— Então vai ficar conosco. Hm... interessante! - Namjoon disse pensativo.

— Não tenho escolha mesmo! - eu disse colocando a mala em cima da cama e a abrindo. — as coisas são assim mesmo! - peguei uma peça de dentro da mala. — Que porra é essa? 

Uou! - o moreno soltou. 

— Por essa eu não esperava! - dessa vez foi o loiro, rindo soprado. 

Enfiei a calcinha dentro da mala de novo. Tenho certeza que Gina foi comunicada antes de mim que eu me mudaria para cá e lhe pediram para fazer minhas malas. Aquela puta, colocou coisas visivelmente curtas e sexy demais. Ridicula! Ela me paga!

— Agora me deixem, vou dormir! - disse brincalhona. 

— Mas já princesa? - O baixo soltou fazendo um bico desajeitado. — Ainda são sete da noite. As coisas aqui são até altas horas! - olhou em direção à Namjoon.

— Não quer aproveitar conosco sua primeira noite aqui? - sorriu sugestivo e eu estarei a língua repetida vezes no céu da boca, negando. 

— Não, não! Tive um dia cheio, preciso descansar. Não posso acordar como uma morta - viva! 

— Está bem! - os dois falaram em uníssono, deixando o quarto. — Boa noite Willa! - eles disseram juntos novamente e bateram a porta.

Tranquei a mesma para evitar certos homens no meu quarto de madrugada.

Abri a mala novamente e tirei de lá, um pijama, de muitos, curtíssimo. Resmunguei e xinguei minha melhor amiga por bastante tempo em minha cabeça e decidi colocar depois de uma guerra interna. Dormir pelada seria pior. 

Depois de pronta, apaguei a luz e deitei na cama enorme. 

Tudo está pra começar.







Notas Finais


Desculpem os erros. Capítulo não revisado.
Lembrando que vou postar todas as quartas.
ATÉ O proximo♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...