1. Spirit Fanfics >
  2. Portão do Inferno >
  3. Capítulo 30

História Portão do Inferno - Capítulo 30


Escrita por:


Capítulo 30 - Capítulo 30


Não puderam conversar muito pois o local estava cheio de gente e tinham certeza que era monitorado. Por conta disso apenas conversaram amenidades enquanto Naruto continuava emburrado.

Sakura voltou para o quarto e estranhou não encontrar Sasuke. Foi até a cama e achou um bilhete escrito as pressas.

“Tive que sair, volto mais tarde. Não precisa me esperar.”

Provavelmente Orochimaru exigiu a presença dele para alguma coisa, o que deixou Sakura irritada.

Em três meses aquilo acabaria.

Em três meses seriam livres.

Mas para onde iriam? Do quê viveriam? Não podia procurar sua família afinal foram eles que a colocaram alí. Perdida em pensamentos Sakura foi para o banheiro, tomou um banho, colocou uma roupa leve e se deitou. Ainda pensava em como seria sua vida quando saísse dalí quando escutou fortes batidas na porta.

— Já vai. - A pessoa parecia querer derrubar a porta. - Já tô indo. - Se levantou irritada, foi até a porta e abriu de vez. - Naruto?

— O Sasuke foi mandado pra solitária. - O quê isso queria dizer? Solitária? Não sabia que aquele lugar tinha algo como isso.

— O quê está acontecendo Naruto?

— O Sasuke desobedeceu o Orochimaru e ainda por cima agrediu alguns convidados. Orochimaru está muito irritado, por isso ele vai passar alguns dias na solitária. Tá todo mundo comentando. - Haviam outros internos no local. - Disseram que Sasuke quase arrancou a cabeça de um casal, que tiveram que dopá-lo para que fosse controlado. Eu vim te avisar para que você não se preocupe com o sumiço dele.

— Não me preocupar? Eu… Meu Deus, o que eu faço?

— Se acalme. Eles não vão matar o Sasuke. A solitária é só uma forma do Orochimaru nos disciplinar. Tenho quase certeza que vão lhe chamar para vê-lo, isso vai mexer com a mente dele. Então peço que você não entre em pânico quando encontrá-lo. Fique calma e diga a ele que está tudo bem com você.

Sakura não sabia se chorava, se gritava, se saia correndo…

— Porque o Sasuke agrediu dois convidados?

— Isso só ele pode dizer. Me desculpa Sakura, não queria trazer notícia ruim, mas acho que seria pior se você achasse que o Sasuke simplesmente sumiu.

— Obrigada Naruto. Você é um boa amigo. - Ele sorriu sem graça.

……………………………………………………………………………………

Foram os três dias mais longos desde que Sakura chegou ali. Não teve nenhuma notícia de Sasuke o que a deixava quase em pânico, mesmo Hinata lhe dizendo que Sasuke já tinha ido para solitária outras vezes.

Hinata, Ino e até TenTen ficavam com ele o tempo todo, mas a todo momento ela imaginava o quê poderia estar acontecendo. Seria como na solitária que viu em filmes de prisão em que a pessoas apenas ficava num quartinho escuro por dias sem fazer nada? Duvidava disso.

“Sakura Haruno, comparecer a sala de Orochumaru agora mesmo.”

Merda. O que seria agora…

Não demorou muito e lá estava ela na sala do Orochimaru. Ele a assustava.

— Aí está você, vamos entre, não seja tímida. - Sakura estava desconfiada. - Deve está se perguntando porque eu a chamei aqui… Não me olhe com essa cara desconfiada. Eu apenas a chamei para que veja o seu amado Uchiha.

— Porque está fazendo isso?

— Para que ele me obedeça.

— O quê você fez com ele?

— Apenas o coloquei na solitária.

— Porque justo o Sasuke, você não faz isso com os outros.

— Digamos que ele é… Especial. O Gene z nele é muito forte. - Deu um sorriso sádico.

— O que fará comigo?

— Por enquanto nada… - Não pode deixar de notar o “por enquanto.”

…………………………………………………………………………………

Sakura andava por um longo corredor escuro. Andou por longos minutos. Aquele lugar lhe deixava muito nervosa.

Kabuto a guiou até a última cela e Sakura se chocou ao vê-lo.

Sasuke estava preso a parede por grossas correntes. Kabuto abriu a pesada grade da cela e teve dificuldade para arrastá-la e deu passagem para que Sakura entrasse.

— Sasuke. - Ela o chamou e ele imediatamente abriu os olhos.

— O quê você fez com ela maldito? - Disse olhando diretamente para Kabuto.

— Nada. Por enquanto… - Ele ria. - Orochumaru mandou trazê-la só para que você entenda o que pode acontecer… As pessoas pagam caro para assistir vocês lutarem ou para estar numa reunião… Mas isso não acontecerá se souberem que não estão seguras. Que a qualquer momento um de nossos monstrinhos podem arrancar a cabeça de alguém. Então quero que entenda Uchiha… Ou você obedece ou o Orochimaru vai arrancar os membros da garota.

Foi muito rápido e Sakura não esperava por isso. Usando um bisturí Kabuto fez um grande corte no rosto da garota que jorrou sangue.

— Eu vou te matar. - Disse Sasuke.

— Não, eu que vou. - Sakura se virou pronta para arrancar a cabeça de Kabuto.

— Se você me atacar eu explodo a cabeça do seu namoradinho. Quero ver ele se recuperar dessa. - Disse Kabuto.

— Está blefando.

— Olhe atrás dele. Na parede. São bombas. Agora fique quietinha enquanto eu corto você.

Sakura respirou fundo e ficou imóvel. Poderia arrancar a cabeça de Kabuto a qualquer momento, mas sabia que se o fizesse Sasuke se machucaria muito.

Kabuto cortou os pulsos de Sakura que não se mexeu. O sangue sujou o chão e a roupa que ela usava.

— Sabe o que mais me irrita? É saber que não importa o quê eu faça você vai se curar. Agora mesmo eu cortei os tendões do seu pulso e daqui a uns dias você estará bem. Sabe Sakura… Demorei muito para me curar do que você fez.

— Até que você se curou rápido.

— Andei fazendo algumas experiências. - Fez um corte no braço de Sakura.

— Sakura, arranca a cabeça dele agora. - Sasuke estava nervoso. Se mexeu mas as correntes eram pesadas.

— Não posso, você pode morrer.

— Não importa.

— Talvez eu deva cortar em um lugar mais… Sexy. - Arrastou o bisturi do ombro ao colo de Sakura.

Sakura começou a entrar em pânico. Aquilo doia muito, mas o quê a deixou nervosa foi o fato da possibilidade de Kabuto a tocar em um lugar íntimo. Não passaria por aquilo de novo. Se ele a tocasse ela arrancaria o braço dele.

— Já chega. Eu farei o quê você quiser. Está ouvindo? Orochimaru seu maldito. - Sasuke praticamente gritou.

— Kabuto, basta. - Uma voz saiu do auto falante.

Sakura estava tonta. Os cortes eram profundos e ela perdeu muito sangue. Não queria se curar na frente de Kabuto então aguentou o máximo que pode até cair no chão e perder os sentidos…

…………………………………………………………………………………

Quando Sakura abriu os olhos estava deitada na cama em seu quarto. Sasuke estava a seu lado com uma cara muito triste.

Eles se olharam e mesmo sem dizer uma palavra se entendiam. Sem dizer nada Sakura começou a curar seus ferimentos. Em menos de dois minutos ela estava sem nenhum arranhão.

Estendeu a mão para Sasuke

— Eu estou bem, não preciso que me cure.

— Mas eu quero.

Ele chegou perto e Sakura encostou sua mão nele.

— 3 meses. - Ela disse. - E então seremos livres.

Sasuke fechou os olhos aproveitando o toque dela. Ele sabia, sabia que aqueles 3 meses seriam os piores de suas vidas. Seu inferno estava começando… De novo…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...